História Caminhos Incertos - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Xena, a Princesa Guerreira
Exibições 92
Palavras 1.239
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Orange, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora.
Para compensar, comunico que a fic foi concluída. Aproveitem os últimos capítulos. 😉

Capítulo 10 - Perigo na caverna


Fanfic / Fanfiction Caminhos Incertos - Capítulo 10 - Perigo na caverna

- Afrodite! Afrodite! - Gabrielle gritou no templo da deusa.
- Que é isso Gaby? Qual o motivo de toda essa gritaria garota? - Afrodite sorriu, mas logo ficou seria quando percebeu que Gabrielle enxugava as lágrimas. - O que aconteceu? - Perguntou de imediato.
- Preciso da sua ajuda.
- Claro do que precisa?
- Do seu poder.
Afrodite encarou a barda sem entender.
- Como assim?
- Apenas confie em mim. - Gabrielle suplicou e Afrodite acentiu  aproximando-se da loira.

Xena e Amarice cavalgaram o mais rápido que podiam elas estavam próximas ao templo de Hélios o fim do dia estava próximo, Xena não estava com bom pressentimento, algo em seu coração dizia que ela precisava voltar, os cavalos bufavam cansados e o suor fazia os pelos brilharem.
Xena olhou para trás por uns segundos para absorvendo cada detalhe de Amarice, que era magra, um pouco mais baixa que ela, mas a força e determinação da amazona era algo incrível, os cachos castanhos e compridos balançavam com o vento forte, a voracidade em seus olhos a tornava uma mulher esperta e astuta. "Preciso protegê-la" pensou Xena.

A guerreira avistou a caverna e deu sinal para que Amarice parasse, as duas desceram do cavalo e seguiram a pé.
- Xena você por um acaso esta querendo pegar a adaga do Helios? - A amazona perguntou com os olhos arregalados, ela sabia das armadilhas do local e que nenhum mortal jamais conseguiu pegá-la.
- Eu não... Você vai. - Xena sorriu misteriosa e continuou o caminho.
A caverna era fria, ja não havia mais tanta claridade, elas seguiram para o interior do lugar com cautela, Xena ia a frente da amazona sempre a alertando para que não falasse nada. Os seus sentidos estavam em alerta para qualquer movimento ou barulhos, Xena puxou a amazona para um canto quando ouviu um zunido de flecha se aproximar.
- Estamos dentro das armadilhas, agora preste atenção. - Xena chamou a atenção da amazona que acentiu  rapidamente.
- Olha a adaga fica mais a frente, quando chegarmos lá, você vai pega-la e correr o mais rápido possível para a tribo.
- Mas e você? - Perguntou assustada, Xena a encarou apertando os lábios.
- Ares e Esperança estão aqui, eu vou distraí-los e você vai fugir com a adaga.
- Não eu não vou deixar você aqui com eles... - Protestou mas foi interrompida quando a guerreira a segurou pelos braços.
- Me escuta... Ainda não acabei... Se eu não consegui se, acontecer alguma coisa... Quero que leve Gabrielle para longe daqui. - Amarice ficou atordoada com o pedido. - A adaga vai ser sua única proteção contra Ares e Esperança.
- Eu não posso fazer isso Xena, não posso fugir...
- Amarice. Eu sei que se importa com Gabrielle, e sei que vai proteger sua rainha a qualquer custo, por isso escolhi você. - Xena sorriu para a amazona. Amarice olhou para o chão, em dúvida, ela realmente protegeria Gabrielle mas o que mais a deixou supresa foi a escolha de Xena. - Amarice, eu confio em você... Me prometa que vai fazer o que pedi. - Os olhos astutos de Amarice a encararam.
- Eu prometo.
Xena sorriu aliviada e a puxou para continuar o que foram fazer.
Quando chegaram na passagem em que a adaga estaria Xena estranhou que nenhuma armadilha havia sido disparada, elas adentraram a passagem e pararam estáticas.
Xena e Amarice olharam incrédulas para o altar vazio.
- Como pode ver Xena alguém agiu mais rápido que você. - Ares e Esperança apareceram.
- Foi você. - Xena afirmou entre os dentes. - Filho de uma bacante.
- Pare de colocar a culpa em mim, eu cheguei junto com você. Eu não peguei a adaga... Ainda. - Ares sorriu.
Esperança deu um passo a frente arremessando Amarice contra parede.
- NÃO! - Xena gritou com ódio, ela desembainhou a espada e correu na direção de Esperança, mas Ares a interceptou.
- Calminha Xena.
- Eu vou acabar com vocês. - Os olhos da guerreira tinham sede de sangue, Ares gargalhou e deferiu um golpe que foi defendido com agilidade pela guerreira.
O som das espadas se chocando dentro da caverna era quase ensurdecedor. Xena avançou com golpes em sequência, Ares defendeu alguns os outros o acertavam, mas devido a imortalidade não lhe causava tantos danos.
Esperança voltou seu olhar para Amarice que resmungava com a dor tentando, ela mais uma vez atirou a amazona contra parede, uma linha de sangue formou-se saindo da boca de Amarice, Esperança segurou a amazona pelo pescoço a erguendo do chão, fazendo Amarice agonizar com a falta de ar, Xena tentou se aproximar para ajudar mas Ares se pôs a sua frente.
- Que é isso Xena? Ela é sua nova vadia agora? 
Xena pulou dando um mortal no ar, quando tocou o chão se abaixou, esquivando do golpe de espada que Ares desferiu, a guerreira girou no chão passando uma rasteira no deus da guerra o fazendo cair. Ela ficou de pé pegou seu Chakram e o jogou em algumas pedras acima, ele se chocou disparando algumas faíscas e como um raio voltou para a mão da guerreira. As pedras começaram a cair, Esperança distraiu-se com o barulho, Amarice aproveitou a distração retirou um punhal de seu cinto e acertou a mulher com força no pescoço, o sangue começou a jorrar pelo ferimento a manchando toda. Esperança jogou a amazona em cima de Xena fazendo as duas caírem distantes.
- Vamos sair daqui! - Xena gritou ajudando Amarice a se levantar quando a caverna começou a tremer e desabar, as duas correram pela caverna escura desviando de armadilhas, a poeira invadiu o local as sufocando, flechas começaram a cortar o ar acertando de raspão as pernas e braços das duas.
- Amarice cuidado! - Xena puxou a amazona pra mais perto de si, quando uma enorme rocha caiu quase as esmagando.
- Vamos por aqui.
As duas correram em direção a uma passagem escura e estreita, o ar era abafado, elas se espremeram pela passagem ofegantes com a falta de ar, o suor escorria pelo corpo das duas fazendo os ferimentos arderem. O chão da caverna começou a rachar, o desespero tomou conta de Amarice, ela já não tinha mais forças seu corpo estava dolorido e respirava com dificuldades, ela tropeçava nas próprias pernas.
- Não vamos conseguir, não vamos conseguir. - Falou rouca pela falta de oxigênio.
- Vamos sim. Tenha calma veja. - Xena apontou para claridade a frente que saia de uma fresta da parede. Ela alcançou o Chakram com dificuldade devido a falta de espaço, aproximou-se mais e o jogou, o Chakram acertou a parede abrindo um buraco não muito grande mas o suficiente para que as duas passassem. Xena passou primeiro arranhando os braços na rocha.
- Venha Amarice.
A amazona saiu praticamente puxada por Xena da caverna, e no mesmo instante rochas caíram na passagem em que estavam a fechando outra vez.
- Vamos voltar para tribo. - Xena mais uma vez puxou a amazona que já estava no seu limite. A guerreira assovio e começou a caminhar com Amarice apoiada em seu ombro, os cavalos apareceram em pouco tempo, Argo parecia assustada, ela entendia a gravidade da situação.
Xena ajudou Amarice a subir e estalou a língua para o cavalo da amazona, que disparou floresta adentro.
Xena montou em Argo e seguiu logo atrás.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...