História Caminhos Separados {Em revisão} - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags 2seok, Jhope, Jikook, Jikool, Jimin, Jin, Jinhope, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Suga, Tae, Taegi, Vhope
Exibições 92
Palavras 3.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olaaa!
Enfrentei sérios problemas pra postar kkkk (Internet que não queria pegar)

Eu disse que não iria mais demorar pra Att não é? Pois então! Aqui estou eu...

Pensei em algum dia pra postar, e ficará para Domingo e terça/quarta-feira, assim está bom? Kkk

.......

LUNAAAAA!! TE ADORO AMOR! 💞 / -q gay hdohaoha
(Ela me deu a ideia do fansing) ❤❤❤

Enfim, não tenho mais nada a dizer.

Só uma coisa, antes de quererem me matar (sobre esse cap) pensem em vocês mesmo, pois se eu morrer agora.. vocês não terão a continuação. Obg hdoaj
Boa leitura!

Capítulo 7 - Fansing


Fanfic / Fanfiction Caminhos Separados {Em revisão} - Capítulo 7 - Fansing


  - O TaeTae ainda 'ta dormindo? - minha mãe pergunta assim que entro na cozinha.

  - Sim. Ele precisa descansar - a ouço suspirar baixo

  - Espero que o pai dele seja pego logo.

  - Eu também. - ficamos em silêncio por um momento - por que não foi trabalhar hoje?

  - Eu pedi uma folga pra hoje, disse que meu filho estava doente.

  - Mais eu não estou doente

  - Eu 'tava falando do Tae - ela da uma leve risada. 

A olho incrédulo, mas mais por brincadeira, pois eu a conhecia bem e sabia que ela sempre o viu como outro filho.

  - Vai ver se ele ainda 'ta dormindo, se não estiver diga para se levantar, mais tarde vamos sair. - ela sorri e eu aceno positivamente com a cabeça.






  - TAEEE - grito entrando no quarto - já ta bom não tá? Levanta essa carcaça, já são quase duas horas. Anda. - ele da um gemido baixo e se meche lentamente. - Taeee... -  o chamo baixo, continuo o observando enquanto me aproximo e me sento ao lado de seu corpo. 

Um sorriso bobo surge no canto de seus lábios. 

  - Vamos Tae. Morreu? - ele da outro resmungo.

  - O que é ?! - pergunta um tanto manhoso

  - Vai ficar aí o dia todo?

  - Não.. 

  - Então vamos! Levanta.

  - Mais ainda é cedo...

  - Você não me ouviu?

  - Ouvi o que?

  - Que já são quase duas horas.

  - Ah! Ainda ta cedo - ele abre minimamente os olhos, se eu não tivesse prestando atenção em seu rosto desde que cheguei aqui certamente não teria notado.

  - Tae. - O chamo - São quase duas da tarde e não da manhã. 

  - O que? - ele abre completamente os olhos - Eu dormi tanto assim?

  - Sim. - sorrio - Não vai levantar?

  - Vou, mas não agora.

  - E por que não?

  - Esta confortável aqui. - dou uma risadinha soprada.

  - Por mim eu também ficaria deitado o dia todo, mas não posso, assim como você. Então vamos levantar! - ele murmura um "aaah" arrastado e tristonho. - A Omma não foi trabalhar hoje e ela disse que vamos sair daqui a pouco.

  - Sair? - ele se senta na cama e me olha. - quando?

  - Acho que daqui a pouco. Ela pediu para mim ver se você ainda estava dormindo fazem umas duas horas, e disse que sairia mais tarde. Basicamente agora já é mais tarde. 

  - Pra onde vamos? - pergunta já retirando o corbertor e se sentando ao meu lado.

  - Não sei, ela não me disse - ele veste sua pantufa de coelhinho ㅡ Que insistiu (nem tanto) para minha mãe comprar ㅡ e se levanta em do vem direção a porta - ue, você não vai?

  - Vou -me levanto e o sigo até chegar la embaixo onde minha mãe estava fazendo algo na pia.

  - Acordou filho? - ela sorri gentil para o garoto. - Dormiu bem?

  - Sim - ele retribui o sorriso - Vamos sair? 

  - Sim - ela sorri e se vira de costas para o fogão 

  - O que a senhora está fazendo? - pergunto me aproximando de onde ela se encontrava.

  - Pra onde vamos? -Tae pergunta atrás de nós

  - Shii! - minha mãe faz quanto leva o dedo até a boca em sinal de silêncio assim que eu vejo o que está dentro do forno. - Vamos dar uma volta. -diz se virando novamante para ele.

  - O que tem ai? -Pergunta depois de seu soltar um ㅡdigamos queㅡ gemido de satisfação ao saber o que iríamos comer.

  - Você vai ver..  - minha mãe diz se virando novamante para o forno e se abaixando levemente. O abre e retira dali uma assadeira e se vira e a coloca sobre a mesa onde Tae se encontrava ainda curioso.

  - DONUTS!! Ommaa - se levanta e a abraça de lado - Eu amo donuts!! Obrigado -a beija no rosto

  - E que disse que são para você? - ela o olha sério para ele que se solta dela e a encara tristonho, o sorriso de minha mãe surge no mesmo instante - é brincadeira - bagunça seu cabelo rindo - coma á vontade. 

O sorriso volta no rosto de Tae que logo volta para a mesa.

  - Agora me ajudem a decorar - ela diz indo até a geladeira e tirando de la duas uma barras de chocolate e me entregando juntamente com uma tigela - toma, derreta isso. E TaeTae vai colocar os confeitos 

A mulher vai até o armário tirando de la três embalagens pequenas com confeitos diferente, um com chocolate granulado normal, outro colorido e outro em forma de estrelas e coloca sobre a mesa.

  - O que está esperando? - me pergunta e eu a encaro meio confuso - derreta isso, eu já fiz minha parte - ela sorri se sentando na mesa próximo a Tae

Me dou conta do que deveria estar fazendo e vou até o balcão onde se encontrava o micro-ondas, retiro as barras da embalagem e coloco dentro da tigela, abro o eletrodoméstico deixo a tigela ali dentro, fecho e marco a contagem regreciva de dois minutos.

Ficamos em silêncio enquanto aguardávamos.

  - Hope - O garoto me chama e eu me viro para ele - O grupo que eu te falei antes vai debutar amanhã. 

  - Que grupo? - pergunto meio confuso, não me lembrava de que grupo ele estava falando.

  - Bangtan Boys - exclama um "hur" enquanto bate em sua própria testa com a mão fechada.

Dou uma risada soprada de sua ação.

  - Ata, e você está ansioso?

  - Claro que sim, o Suga é um integrante.

  - Quem é Suga? - minha mãe pergunta

  - Um carinha que ele gosta - comento rindo.

Pra mim poderia soar meio desconfortavel falar dessa forma, mais não sei, não consigo pensar mais em Tae sendo algo a mais que amigo, mesmo depois de ontem, eu realmente me preocupei com ele, mas meus pensamentos estão em outro lugar, eu estou mais que confuso sobre tudo desde que me esbarrei com aquele garoto na rua, que supostamente faz parte dos integrantes desse grupo.

  - Eu não gosto dele, só disse que ele é fofo - Tae se defente e eu rio.

O som do micro-ondas soou na cozinha e eu me virei retirando daqui o que havia colocado antes da nossa breve "conversa".

  - Prontinho - levo a tigela até a mesa e a coloco ali.

Tae vai logo levando a mão até la mais minha mae o impedi dando uma batida fraca em sua mão.

  - Ta quente - ele se entra novamente com um pouco de esforço da parte de minha mãe. 

Vou até a pia, abro a primeira gaveta e retiro três colheres de la.

  - E quem disse que eu vou ajudar? - minha mãe pergunta entao me viro novamente para a pia - é brincadeira! Vocês vão fazer bagunça - me viro e ela estende a mão, lhe entrego uma colher.

Peguei três tigelinhas de vidro e coloquei sobre a mesa onde Tae despejou o conteúdo.

  - Hope, pega o chocolate Branco e faz a cobertura de morango 

  - Morango?! - Tae se vira para minha mãe com um grande sorriso e ela o contribui.

Faço come ela pede e uns cinco minutos depois depósito outra tigela sobre a mesa e encontro vários donuts já prontos. Ela arrasta a tigela para mais perto de si e terminamos de fazer a cobertura dos outros.

Tae não ajudou muito, por conta de seus dedos ele apenas comeu e colocou os confeitos sobre o doce, por conta de sua mão ele teve um dificuldade com a colher.

  - Agora eu posso comer? - Tae pergunta

  - Ainda não, ainda está ruim, tem que esperar esfriar.

  - Mais demora muito. - Um bico se forma em seus lábios.

  - Calma, não vai demorar muito. Então, o que vocês querem fazer hoje? 

  - Vamos ao cinema - suponho

  - Cinema é chato, você chega la, fica sentado olhando para uma tela esperando até acabar enquanto come pipoca. Isso não é legal - Tae reclama

  - Que tal irmos para um lugar divertido então? Faz tempo que não vamos. Mais nao tenho certeza se é uma boa ideia - olha para Tae e eu exclamo um "ah" mudo.

  - E para onde a gente ia? - Tae pergunta com a voz calma, eu diria um tanto triste.

  - Ao parque de diversões  - Tae abaixa a cabeça - Já pode comer amor 

Na mesma hora Tae pega um dos doces sobre a mesa e come deixando vário "hhmm" sair de sua boca.

  - Mais a gente poderia dar uma volta, sei la, comprar algumas coisas, Tae precisa de roupas.

  - N-Não preciso, obrigado pela preocupação mais posso continuar a usar as roupas dele. - diz com a boca levemente cheia.

  - Não Tae, eu insisto e você não vai voltar para aquela casa pegar suas roupas, ele pode estar la.

  - Ta... - enfim ele concorda.

Comemos boa parte dos Donuts e deixamos alguns para mais tarde guardados na geladeira.

  - Vão se arrumar - minha mãe diz se levantando.

  - Nós já vamos? - pergunto

  - Assim que vocês estiverem prontos - diz se retirando

  - Vamos? - pergunto a Tae que acena em resposta.










  - Acho que esse serve em você

  - Omma! A senhora já me comprou várias, já ta bom 

  - Mais eu ainda não comprei uma calça para você e não me chama de senhora!

  - Ta bom, mas você não precisa comprar mais.

  - Vou levar mais essa - diz para a vendedora que estava nos guiando na loja - Olha Tae, eu quero comprar essas roupas para você, Okay?!

  - Ta...

  - Quer algo também Hobi? - ela me pergunta 

  - Não.. 

Minha mãe é uma consumista, por isso não gosto de sair com ela para fazer comprar, ela quer levar tudo o que vê pela frente para casa.

Pelo menos ela tem boa jeito pra coisa e não compra aquelas roupas esquisitas.

  - Vou levar essa também. - entrega à vendedora - Vocês vendem sapatos também? 

Vejo que vamos sair tarde daqui.





  - Gostou das roupas? 

  - Gostei - ele sorri

  - E você Hobi?

  - Também - sorrio meio sem graça.

Se ela comprou roupas pra mim? Claro que comprou! Eu não disse que ela é uma consumista?!

  - Vamos, da próxima vez vamos no Shopping do Centro! - diz se retirando.

  - Novo record! Hoje ficamos mais de três horas no shopping - comento enquanto deixo meu peso cai sobre a cama onde estávamos sentados e ouço Tae dar uma risadinha. 






Depois de jantarmos conversamos novamente, Tae estava realmente animado a respeito do debut daquele grupo, ele nao parava de falar sobre o mesmo.

Subimos para meu quarto e ele queria de toda forma me mostrar os integrantes daquele grupo. O primeiro deles foi Suga.

  - E não é que é fofinho mesmo?! - comento e ele me encara sério 

  - Tira o olho! 

  - Nossa! - ele ri 

Enquanto ele me dizia o nome dos outros dois, minha atenção ficou naquele garoto loiro que tinha um semblante sério na foto. Seu rosto era bem moldado, seus olhos escuros, seu cabelo brilhante, meus olhos, sem eu notar se arregalaram, meu corpo esquentou e meu coração passou a beber forte.

Esse sentimento de novo..

  - E esse é o Jin - aquele com quem nos encontramos na rua semana passada.

  - Jin... 

Não pode ser ele! Certamente não é!!

Como assim? Ele iria mesmo fazer isso comigo? Me deixa para trás e simplismente entrar em um grupo e colocar o mesmo nome?

Isso não pode ser verdade!

Isso pode ser apenas uma coincidência não é? Sim pode!

Isso é apenas coincidência.

  - Hope! HOPE! - o olho ainda meio assustado e confuso - o que aconteceu?

  - Eu não sei.. O que você sabe sobre esse Jin? 

  - O Jin? 

  - Sim! Qual é o nome dele?

  - SeokJin - Sim o nome é o mesmo.

  - De que ano? 

  - 92 - o mesmo ano! Pode não ser coincidência! - por que tanto interesse?

  - Nada..

  - Ta bom... já não podemos dormir? 

  - Ainda são dez horas, já vai dormir? 

  - Não são dez horas, são onze e meia

  - Que? Como assim? - pergunto confuso 

  - Quando subimos aqui já eram quase onze e você ficou por uns dez minutos viajando

  - Eu fiquei tudo isso? - ele acena

Meu deus, como assim?!

  - Ta, mais vamos dormir agora? Eu 'to cansado - diz deixando o celular no móvel próximo a cama.

  - Tá  - ele se deita ao meu lado e eu me mantenho fitando o teto.

O celular toca, estendo meu braço até o criado mudo e pego o celular olho para a tela.

Jimin

  - Oi - digo simples

- Olá chefe, o Tae está ai?

  - Não me chama de chefe quando estamos fora da cozinha, por favor. - ele responde um "Ta" - e o Tae 'ta aqui sim.

  - Posso falar com ele?

  - Claro. - retiro o celular da orelha e viro para Tae - Tae.. Tae 

  - O que foi? 

  - O Jimin quer falar com você.

Ele estende a mão por cima de seu corpo que estava com as costas do meu lado. Lhe entrego o objeto e volto a fitar o teto.

  - Oi, claro que podemos! Quando? - o ouço perguntar -Okay, a gente marca então... 'ta ... tchau .. até 
Ele se vira para mim.

  - Ele disse pra quer marcar pra sairmos ainda esses dias pois semana que vem ele não pode, então era pra mim arrumar um tempo.

  - A sim. - digo me ajeitando na cama enquanto ele faz o mesmo.

Me perco em meus pensamentos e quando percebo já peguei no sono.

  - HOPE DO CEU!!! OLHA QUE LINDO! - acordo com gritos e a cama balançando. Abro os olhos com dificuldade e consigo ver um ser ajoelhado sobre a cama pulando com um celular na mão.

  - O que foi? 

  - O DEBUT!!! 

  - Mais não ia ser meio dia? 

  - Você dome muito! - exclama - Olha o Suga!!! Oh! Tem um garoto novo! Eu nem fiquei sabendo.

  - Grande fã você é... - comento com os olhos novamente fechados.

  - Cala a boca e se levanta!

  - Por que? 

  - "Por que?" Aish! Levanta logo merda! 

  - "Aish" digo eu! - me sento na cama.









  - O que era aquela barulheira toda antes de vocês descerem? - minha mãe pergunta depois de terminarmos de comer. 

  - Foi este ser que me acordou dizendo que o MV daquele grupo tinha saído 

  - Ah sim - ela sorri - E o que achou? 

  - Lindo! Eles todos dançando, o Suga... 

Rio de sua "bela" explicação sobre o que achou do vídeo recém postado.

  - Eu queria ir no show deles - ele comenta com ar triste.

  - Quando vai ser? 

  - Amanhã. Amanhã será o show de debut.

  - Talvez eu posso te levar - ela sorri

  - Sério? - ele fica feliz rapidamente

  - Claro, mais não tenho certeza se dará certo.





Passamos a tarde toda conversando, nós três, jogamos alguns jogos de tabuleiro que minha mãe saiu ganhando na maioria.

Mais tarde, fomos para a sala assistir á um filme que minha mãe disse ser muito bom.

Nada achei la essas coisas não... mais ela gostou, então..







Durante a noite fomos para o quarto onde conversamos eu e Tae sobre assuntos aleatórios. Até que ouço meu celular tocar.

Jimin

Por que ele não liga diretamente para o Tae?

  - Toma, é pra você - lhe estendo o aparelho, ele olha para o bisou, um sorriso brota em seu rosto, ele pega o objeto e o leva em direcao a orelha depois de tocar em sua tela.

  - Alô? ... Ah.. peguei uma semana de folga... Sim - ele sorri - Que? Sério? Como assim? - seu sorriso fica ainda maior - Ah Jimin. Muito obrigado te adoro! .... até  

  - HOPEEE!! A GENTE MARCOU DE IR NO SHOW SO BANGTAN!!

  - A por isso da felicidade? - sorrio 

  - Claro! E ainda vai ter um fansing! EU VOU PODER FALAR COM O SUGA!!

Ele exclama e eu o olho um tanto estranho.

O que foi isso?!












Dia seguinte

  - HOPEEEE! CADE A PORCARIA DA TOALHA? - O ouço gritar do banheiro

  - NOSSA, POR QUE DA REVOLTA?  - Me levanto da cama onde estava deitado e vou até o guarda roupas abrindo a terceira gaveta e pegando uma toalha.

  - NÃO 'TO REVOLTADO! 

  - A não magina.. Eu que 'to - bato na porta assim que chego na mesma.

  - Você eu já não sei.. - diz assim que abre a porta. Lhe estendo a toalha e ele a pega fechando a madeira novamente.

Volto a me deitar na cama a fitar o teto com os braços e pernas abertos enquanto espero Tae sair.

Depois de vários minutos o garoto sai já todo pronto.

  - O que tá fazendo? - me pergunta

  - Nada. Que eu saiba a cama é minha - ele me mostra a língua.

  - Eu to legal? 

  - Ta sim. Só seca esse cabelo. 

Ele volta até o banheiro e pega uma toalha e volta secando o cabelo com ela.

  - Tem perfume? 

  - Melhor você não usar 

  - Ah, verdade.

  - Então o Jimin também já virou fã?  - pergunto com um sorriso no rosto.

  - Não sei o que aconteceu, ele odiava quando eu falava deles, aí de uma hora pra outra já está querendo ir ao show deles. - rio soprado.

O quarto fica em silêncio por um breve instante.

  - Tae, você vai assim? Não acha melhor deixar para semana que vem? 

  - Não. Ele disse que na semana que vem não vai dar.

  - Ah... 

  - Quer vir junto? - diz se virando para mim ficando de costas para o espelho.

  - Não.

  - É o show do bangtan. Tem certeza de que não quer ir?

  - .... Não.. - Não quero atrapalhar eles.

  - Ta bom então - diz se virando novamente para o espelho e retornando a arrumar seu cabelo. Ta bom assim?

  - O que? - pergunto meio confuso

  - Meu cabelo. - aponta para sua cabeça.

  - Ta sim - Me levanto da cama e bagunço seu cabelo.

  - Ya!  Levei muito tempo pra arrumar isso! Para! - diz tentando tirar minha mão.

  - Ta. Qualquer coisa 'to la embaixo.

  - Okay - ele sorri





Tae saiu fazem quase duas horas e eu já estou me sentindo solitário. Passei esse tempo conversando com minha mãe ou mechendo em meu celular.

Depois de mais uma meia hora sem fazer nada meu celular toca.

Jimin

O que será agora?

- Oi

- Hope? Poderia vir aqui?

- Aqui onde?

- Aqui onde está tendo o fansing

- Por que? Algo aconteceu?

- Sim.. É que o Tae estava bebendo e.. fez uma coisa - ele conta claramente tentando segurar o riso.

  - O que ele fez? 

- Vem aqui que eu te conto




Notas Finais


O que será que ele fez? Kkkk

Quero agradecer a Luna <3 por ter dado a ideia de fazer a cena do Tae.
Sinto muito, vocês só poderão saber o que foi no proximo cap kkk

Mais não vou demorar eu prometo, e pra ser bem sincera o Cap já está em andamento (e será capítulo especial), então posso acabar postando ainda hoje ou amanhã, não quero deixar vocês curiosos kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...