História Camping (HIATOS) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias B.A.P, Bangtan Boys (BTS), Supernatural
Personagens Bang Yongguk, Daehyun, Himchan, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Banghim, Bap, Bts, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Lemon, Namjin, Rap Monster, Suga, Supernatural, Terror, Vkook, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 18
Palavras 2.984
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Josei, Lemon, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Affs eu acabei de postar um cap, mas era o errado
esse é o certo <3

Capítulo 2 - Coisas estranhas


 

Dois dias depois

 

Jin despertou do sono e bocejou ainda deitado, olhou para o lado e o namorado ainda dormia em um sono pesado com direito a roncos. Jin riu e tirou o braço do maior que rodeava sua cintura, se sentou e se arrastou até a beirada da cama, calçou seus chinelos e levantou esticando seus músculos.

Após fazer sua higiene no banheiro do quarto, voltou para o cômodo que o namorado dormia, e pensou” Deve chamar ele ou não?”, Jin deu de ombros e resolveu que deixaria ele dormir mais um pouco, provavelmente ainda era bem cedo, então faria o café da manhã e depois chamaria ele e os outros-, abriu a porta do quarto e foi em direção ao andar de baixo.

Passando pela sala de estar, Yoongi e Hoseok estavam sentados juntos no sofá enquanto tomando alguma bebida em duas xicaras, o ambiente estava quieto, só se ouvia os goles dados nas bebidas. O mais velho se aproximou do casal e sentou-se no sofá menor a esquerda do deles e disse:

– Porque acordaram tão cedo?

Yoongi repousou a xicara na mesa de centro - que agora estava limpa -, e deixou um bocejo escapar dos lábios para depois ser o primeiro a responder:

– Hobi me acordou todo afobado por que está ansiedade por hoje – Apontou para o namorado ao seu lado e continuou. – Eu bem tentei voltar a dormir, mas ele não deixou. 

– Eu não estava todo afobado, tudo bem que estou tão ansioso, mas ele exagera demais, Jin. – Respondeu um Hoseok emburrado e inflando as bochechas de forma infantil fazendo o namorado e Seokjin caírem na risada

Jin ainda rindo o respondeu:

– Eu te conheço Hobi, escandaloso como é, não sei como não acordou toda a casa.

– Nossa, como vocês são engraçados. Me perturbando logo cedo. Odeio vocês. – Se levantou do sofá dando língua e saiu batendo os pés em direção a cozinha.

Jin e Yoongi ainda tentavam conter o riso, sabiam que o mais novo não estava bravo, mas sim fazendo um drama matinal como era de costume. Quando pararam de ir, ambos se levantaram e foram para a cozinha também, precisavam começar a fazer o café da manhã e também as coisas para a pequena viajem.

 

~X~

 

Com a rápida ajuda de Yoongi e Hobi, Seokjin já terminava o café da manhã para os sete garotos, deixou o arroz terminando de cozinhar no fogão e caminhou até a porta que separava a cozinha da sala, o casal terminava agora de revisar as malas sentados no chão sala, da porta, Jin pediu a Yoongi que chamasse os outros para comer.

– Chame os meninos para vir comer e se ninguém levantar, diga que eu já estou subindo e eles não vão gostar de como vou acorda-los. Obrigado.

Sem nem esperar o outro responder, saiu do batente da porta, e só ouviu os resmungos e passos arrastados começando a subir as escadas.

Passadas meia hora, a cozinha antes vazia, agora estava cheia de garotos falando alto e animados enquanto comiam a refeição.

– Eu mal dormi de tão ansioso que estou. Não aguentava mais ir para a faculdade, precisava dessas férias. – Disse Jimin soltando um longe suspiro e voltando a encher a boca com comida.

– Nem me fale, o Prof. Jung pegou pesado esse semestre. – Respondeu Jungkook com a boca cheia e todos na mesa riram da sua fala meio embolada.

– Não deem risada não, ele me deu um 5 de nota na matéria dele. Como ele pode fazer isso? Eu faço tudo na aula! – Terminou de falar e espetou um pedaço de carne com um dos palitinhos nas mãos mostrando sua indignação.

– Que mentira! Você sempre dorme nas aulas dele, vive falando que a voz de te dá sono. – Respondeu Jimin e roubou o pedaço de carne do hashi de Jungkook.

Os três mais jovens do grupo, estudavam na mesma faculdade, Jungkook e Jimin cursavam música na mesma sala e Taehyung Artes Cênicas em outra sala.

O café da manhã passou assim, com muita conversa e animação. Quanto todos terminaram de comer, recolheram as louças e deixaram-nas sobre a pia e subiram para seus quartos.

Jin e Namjoon foram os únicos a ficarem na cozinha para lavar as louças e arrumar as comidas para levar. Namjoon pegou um dos panos usados para secar as louças na gaveta do armário e perguntou para Jin o que ele deveria fazer. Secar ou lavar a louça.

– Secar. Secando você provavelmente já vai quebrar algo, imagine lavando. – Falou ironicamente para o maior, e riu vendo a cara de ofendido do outro.

– Jinie, nem é pra tanto, quebro uma coisa ou outro sem querer.

Jin sorriu e chegou mais perto do maior, passou seus longos braços pelo pescoço de Namjoon e cruzou-os na nuca do mesmo aproximando seu rosto e selando seus lábios, se afastou e o outro sorria por conta do beijo casto ganho. Logo depois Seokjin o respondeu:

 – Eu estou brincando seu bobo. Se você quebrar alguma coisa, pode me pagar com beijos, eu aceito. – Disse e riu da própria frase.

Namjoon levou suas mãos para a cintura de Jin, e apertou um pouco ali, sentindo a carne sob a blusa e trazendo o quadril oposto para mais perto do seu. Sua boca foi para perto da orelha do outro e parou ali.

– Mas eu quero te beijar agora, o que eu faço? – Perguntou baixinho, deixando seu hálito quente bater na pele sensível do mais baixo. Jin se arrepiou só com aquela frase, mas respondeu no mesmo tom de voz. Provocante.

 – Hoje posso abrir uma exceção a você, amor.

Ouvindo isso, Namjoon capturou seus lábios em um beijo afoito, os lábios se moviam rápidos, as mãos dançavam pelo corpo menor e o puxavam para mais perto, desejando fundi-los em uma só.

As mãos de Jin puxavam os curtos cabelos da nuca do esverdeado em busca de mais contato, as bocas se desgrudavam para ambos respirarem e logo voltavam para o contato afoito. Namjoon passou sua língua no lábio inferir de Jin, em um pedido para aprofundar mais aquele contato, para começarem uma guerra cheia de paixão entre ambas as línguas.

O maior levou as mãos para a bunda do loiro e deu um impulso para que ele rodeasse as pernas em si e ficasse em seu colo. Jin o fez de bom grado e o namorado deu alguns passos para frente e colocou-o sentado sobre a beirada da pia.

Namjoon desgrudou os lábios dos do menor e levou-os para a pele branquinha do pescoço alheio. Beijava, sugava a pele macia e lambia as marcas deixadas por si ali. Jin, de olhos fechados deixava suspiros de aprovação saírem de seus lábios, enquanto suas mãos agora apertavam os ombros do outro a sua frente descontando as sensações que sentia pelo corpo. Calor, amor e prazer, isso poderia descrever o que estava sentindo.

Com uma última sugada na pele branca do namorado, Namjoon se afastou mas não sem antes selar uma última vez os lábios que tanto amava.

Jin o olhou confuso e perguntou meio ofegante:

– Porque parou?

– Temos que arrumar as coisas ainda ou os meninos vão nos matar depois e brigar com você por se atrasar. – Falou olhando o menor que ainda tentava normalizar a respiração descompassada.

Jin arregalou os olhos, deu um pequeno salto para sair de cima da pia, deixou um último selar nos lábios do namorado e começou a mexer nas louças da pia e perguntou que horas eram, Namjoon tirou o celular do bolso e o respondeu:

– 7h30.

– Não acredito! Se eu me atrasar, coloco a culpa em você.

~X~

Quando tudo já estava pronto e organizados nos devidos carros, os meninos se dividiram nos respectivos carros ficando em um deles: Yoongi dirigindo, Hoseok ao seu lado, Jimin e Jungkook nos bancos traseiros e no segundo carro, Seokjin também ao volante, Namjoon no banco do passageiro e Taehyung no traseiro.

Todos se despediram, entraram nos carros e assim iniciaram a viagem de longas 3 horas até o lugar de destino. Uma floresta um pouco longe da civilização.

As 3 horas estavam quase chegando ao fim, risadas e altas cantorias tinham feito o tempo passar mais rápido. Ambos os carros iam seguindo o GPS instalados nos celulares, e cada vez adentravam mais a vegetação, a pista onde estavam ficava mais estreita e escura, as grandes arvores com seus galhos grossos e curvados a metros acima iam cobrindo os raios do sol, impedindo-os de clarear totalmente o caminho.

O primeiro carro, que guiava o caminho, foi parando aos poucos e encostou no acostamento da estreita estrada dando sinal para que o outro também parasse. O primeiro a descer foi Jin, logo sendo seguido pelos dois mais novos que estavam no mesmo veículo que si.

A alguns minutos quando começaram a ir mais adiante na estrada, os celulares estavam perdendo sinal, oscilando o sinal do GPS. Jin pensou talvez ser apenas seu celular, então parou para verificar como estava os dos meninos do segundo carro.

O grupo fora dos carros, caminharam e pararam entre um carro e outro. Jungkook, Jimin e Taehyung comiam salgadinhos e bebiam algumas bebidas que tinham levado e conversavam descontraidamente entre eles encostado na lateral do carro de Yoongi, enquanto os mais velhos discutiam sobre os aparelhos celulares.

– O meu celular simplesmente parou. Zerado de sinal. – Falava Yoongi, este balançava o aparelho escuro nas mãos, irritado, até um pouco indignado pelo acontecido.

– O meu estava com sinal, agora também não está mais. Deve ser porque estamos longe da cidade. – Respondeu Jin erguendo o celular tentando inutilmente fazer o celular pegar, desistindo abaixou a mão e guardou o aparelho no bolso da calça.

– Mas já deve estar chegando, não é Jin? Já faz umas três horas que estamos na estrada. – Perguntou Hoseok dessa vez.

– Sim, está perto. Li na internet que tínhamos que passar por uma placa de estrada, e já passamos por ela a alguns minutos, então é só continuar reto até vermos uma trilha entre as árvores a direi… – A fala do maior foi brutalmente interrompida por barulhos de galhos e folhas secas sendo pisadas a alguns metros deles, dentro na floresta.

Todos olharam para a direção do som e pararam de falar por um momento, mas nenhum som foi ouvido.

Quando Jin pensou em tornar a falar, os sons um tampo mais autos voltaram, os pássaros das arvores levantaram voo enquanto crocitavam*, e junto com todo o barulho, um grito também foi ouvido.

Jin, Namjoon, Yoongi e Hoseok se assustaram com o grito a suas costas e viraram para ver quem gritou. Virados, eles escaram as três mais jovens com caras espantadas e o cenho franzido, Jimin tinha uma das mãos apertando a de Jungkook fortemente e a outra sobre a boca, os olhos arregalados fixos nas arvores do pequeno morro acima deles encarando o que tinha visto se mexer entre os troncos grossos.

– O que foi? Porque gritaram? – Perguntou Jin chegando mais perto dos três. Jungkook e Taehyung o encararam sem saber o que falar, já Jimin ainda olhava as arvores.

– Foi o Jimin que gritou, huyng. Mas eu não sei o porquê, a gente estava conversando e ele gritou do nada. – Respondeu Jungkook.

Jin deu alguns passos e parou na frente de Jimin, levou as mãos para os ombros do menino e os chacoalhou um pouco. Jimin vou a si e olhou para a rosto do amigo e Seokjin aproveitou para lhe perguntar o que tinha acontecido.

– Jimin, o que foi?

– E-eu vi... eu vi alguma coisa no meio das arvores.

– O que você viu? Era algum animal? – Quem perguntava agora era Hoseok que tinha se aproximado junto do namorado, Yoongi. Seus braços estavam dados, e Seok já se encontrava assustado.

– Eu não sei, só me assustei. Talvez não tenha sido nada, ou só os pássaros.

– É, talvez não seja nada mesmo. Vamos voltar para os carros que estamos bem perto da clareira e já está mais tarde do que espera para chegar lá. – Respondeu Jin por fim, e todos voltaram para os carros.

Jin e Namjoon ainda estavam tensos quando tomaram a estrada novamente, mas decidiram acreditar que eram só os pássaros.

 

~X~

 

Depois do susto, eles seguiram viajem por mais alguns minutos até avistarem a trilha entre as arvores a direita na estrada, entraram na mesma com os carros e adentraram alguns metros até pararem – onde, de acordo com a internet, deveria ser uma clareira -, em um amplo espaço com vegetação rasteira, folhas e galhos por todo o chão, as mesmas grandes arvores ainda os rodeavam, mas não tão curvadas a suas cabeças, deixavam os raios do sol passaram com mais facilidade, do lado esquerdo do local, um pequeno decline no solo levava a um riacho com pedras medias e cascalhos nas margens e do outro lado mais floresta.

 O lugar não era nada parecido com o que Seokjin tinha visto na internet.

– Vamos descer e olhar o lugar ‘pra depois arrumarmos as coisas. – Disse Jin, desligou o carro, destrancou as portas e saiu sendo acompanhado dos outros.

Todos do segundo carro tinham feito o mesmo, estavam do lado de fora no automóvel observando o lugar com olhos curiosos. Seokjin aproximou-se do grupo e o primeiro a lhe fazer uma pergunta foi Yoongi:

– Acho que sim, não foi bem assim que estava na internet, mas, deve ser o lugar certo.

– Ok, até não e tão ruim assim. – Respondeu Yoongi

– Vamos dividir as tarefas então, para não ficar tarde. Quem vai ir pegar madeira para a fogueira? – Yoongi e Namjoon ergueram suas mãos. Jin assentiu e continuou. – Ok, então o resto vai armando as barracas e tirando um pouco dessas folhas aqui. Vou ir tirando as coisas dos carros.

Todos concordaram e começaram a organizar as coisas. Taehyung e Jungkook estavam limpando onde as barracas ficariam, Hoseok estava parado vendo o namorado e Namjoon pegarem luvas e um machado de dentro do porta-malas, Jimin e Jin estavam tirando as coisas para montar o acampamento do dentro do primeiro carro. Um Dobló preto novo.

Jin deixou Jimin sozinho um pouco, falando que já voltava e foi até onde estava Hoseok, encostou-se no carro ao lado do outro chamando a atenção deste para si. Sorriu para o outro.

– O que achou do lugar, Seok?

– É legal... só espero que não tenha animais aqui. – Respondeu Hoseok e Jin riu de como o amigo era medroso.

– Mas é logico que tem animais, e garanto que alguns monstros sedentos de sangue também. – Respondeu irônico só para ver a cara de apavoro do amigo.

– Ah, não fale isso!

Jin riu e continuou a assustar o outro:

– Eles vão pegar no seu pé quando estiver dormindo.

– lá, lá, lá, não estou ouvindo nada.

Hoseok colocou as mãos nos ouvidos ao que Seokjin continuou a falar de monstros – Lobisomens, Vampiros e uma variedade de outros- que podiam a ver entre as arvores e cavernas dali, e saiu andando para longe do mais velho e foi para perto do namorado, enquanto Jin ria a suas costas.

– Ah Hoseok, pare de ser tão medroso. Essas coisas nem existem!

– O que você está fazendo pro meu namorado, Jin? – Disse Yoongi saindo de trás do carro amolando o machado, fazendo pose de bravo.

Jin riu mais ainda, e respondeu:

– Eu? Não estou fazendo nada. Ele que é medroso demais. – Deu de ombros.

Hoseok se virou incrédulo para o outro enquanto esticava a mão para o namorado.

– Me dá esse machado, eu vou matar alguém aqui.

 

~X~

 

Os dois rapazes encarregados de pegar madeira para a fogueira se despediram dos namoras, e foram caminhando para mais fundo nas redondezas do acampamento, aos poucos não ouviam mais as vozes dos amigos de onde estavam. Parando hora ou outra, eles já tinham algumas madeiras para a fogueira, mas precisavam de mais. Assim voltaram a olhar peara o chão procurando por troncos caídos ou galhos.

Aquela parte da floresta era tão quieta, que só era possível ouvir a frisa do vento passando nas folhas das arvores e o barulho dos seus pés amassando as folhas e gravetinhos secos no chão. Era um pouco assustador para ambos.

Andaram mais um pouco, e pararam perto de uma arvore menor que as demais, ao pé da arvore, uma pilha de lenha estava esquecida ali. Os dois homens olharam em volta, na curiosidade de ver se mais alguém estava no mesmo local e se era dono das madeiras no chão. Namjoon olhou para Yoongi, este deu de ombros e caminhou contornando a arvore, quando parou do lado oposto ao do amigo, focou seus olhos no tronco a sua frente, arregalou os mesmos com o que via.

A sua frente, no tronco da arvore, marcas de longas garras e manchas vermelhas estavam talhados na madeira

Seu coração estava acelerado e as mãos suadas deixaram o machado e as luvas que a tempos tinha tirado caírem no chão num som abafado pelas folhas, abriu a boca para chamar o outro, mas esse já estava ao seu lado, observando as mesmas marcas na arvore.

– Que merda é essa? 

– Como eu vou saber? Só acho que devemos pegar essas madeiras e sair daqui logo. – Respondeu Yoongi.

– Espera em pouco.

Namjoon se aproximou mais alguns passos, levou sua mão sobre as marcas e as manchas vermelhas, as tocando, no mesmo instante seus dedos ficaram vermelhos, ele os levou até o nariz e cheirou. Seu rosto se contorceu em uma carreta pelo cheiro forte de ferro que vinha das manchas sujos nos dedos.

– Yoongi...

– Que?

– Isso é sangue...

– Você tem certeza? – Perguntou virando-se para o amigo, este tinha uma feição de assustado na face.

– A-acho que sim. Olha aqui.

 Estendeu os dedos ainda avermelhados para que o outro visse, foi se aproximando, pronto para cheiras a consistência vermelha, quando foi interrompido por um grito – alto – vindo de mais adentro da floresta.

Ambos se assustaram e com as vozes tremulas, falaram a mesma frase:

– O que diabos está havendo aqui?


Notas Finais


Ttem mais um hj ainda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...