História Campus Of Love - Don't Forget, I Miss You - Imagine Hoseok - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope
Tags Hoseok, J-hope, Sogra, Você
Exibições 357
Palavras 762
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Capítulo Seis


A porta foi aberta e Soohe entrou nos encarando assutada. Me separei do garoto rapidamente. Ela nos deu um sorrisinho sem graça e foi andando rápido em direção ao seu quarto. Olhei para o garoto a minha frente que nem ao menos tinha desviado o olhar de mim. Estalei os dendo em sua frente.

- O quê? - ri da sua cara.

- Estou com fome, vamos comer algo - peguei a sua mão.

- Então quer dizer que estamos resolvidos - me olhou um pouco alegre. Rolei os olhos. Na verdade eu não sabia direito se estávamos ao não, eu queria ver na hora do confronto com a sua mãe se isso tudo que ele disse ia valer.

- Acho que sim - dei de ombros. Vi um grande sorriso tomar seus lábios. Ele veio para cima de mim segurando o meu queixo e me dando um selar que aos poucos se transformou em um beijo. Apertei sua camisa entre os dedos enquanto suas mãos me seguravam pela cintura me puxando para perto. Algo dentro de mim dizia que tudo aquilo poderia ser mentira. Não talvez fosse o trauma de ter levado um pé  na bunda. Eu realmente sentir a sua falta, e queria lhe dar uma chance. Deixei me levar por ele. Como o mesmo disse, que se dane a Sra Jung, talvez agora ela não tivesse mais poder sobre o nosso relacionamento. 

Uma mecha do meu cabelo foi puxado e eu olhei para o garoto. Hoseok queria a minha atenção e me olhava manhoso.

- Agora que estamos juntos novamente, eu quero matar a saudades - piscou para mim. Sorri da cara que fez.

- Como você é pervertido - lhe dei um tapa no ombro.

- Não estava pensando nisso, mas já que você disse - deu passos para frente me levando para trás. Cai no sofá com ele em cima de mim.

- Nem pensar! - tentei me soltar do mesmo. - A Soohe está em casa - o vi dar de ombros.

- Estou nem aí - atacou os meus lábios. Levei as mãos para os seus cabelos e gemi quando o mesmo me deu um mordida forte no lábio inferior. Suas mãos passaram pela minha cintura, levantando a minha camisa. Elas desceram apertando a minha coxa e me forçando a abrir as pernas. Hoseok ficou entre elas e desabotoou o botão do meu short. Levei as mãos até os seus ombros o empurrando.

- Não... - tentei resistir. - Hoseok... - seus lábios desceram para o meu colo.

- Não diga o meu nome assim de forma tão manhosa - me marcou com os seus chupões. - Isso me deixa ainda mais com vontade de te ter - tentei reprimir um gemido e olhei para aporta do quarto da Soohe.

- Estamos indo muito rápido - murmurei. Não é como se não tivéssemos feito sexo antes, mas fazia seis meses que nós não.... Eu não conseguia pensar direito no que estava acontecendo.

- Não se preocupe carinho - Hoseok me deu um selinho. - Eu só vou lhe beijar um pouco - sua voz saiu rouca e eu engoli seco quando os seus beijos continuaram no meu colo. Suas mãos subiram a minha camisa até a altura dos meus seios os deixando a amostra. Me contorci em baixo do mesmo. Sua boca rapidamente envolveu o botão o chupando. Arqueei as costas e apertei os seus ombros, sentindo um familiar formigamento crescer. Seus beijos foram descendo até o meu umbigo e eu tremi. O olhei sorrir sacana para mim. Minha respiração prendeu quando suas mãos fizeram menção de abaixar o meu short.

- V-Você disse que ia só me beijar - Hoseok soltou uma risada nada inocente e me deu um mordida no ventre.

- E eu vou só te beijar carinho - levei o meu quadril para próximo dele quando o mesmo deu um beijo na fresta da minha calcinha que aparecia pelo short estar aberto. O clima foi cortado pelo som do toque do celular do garoto. Ele nem ao menos tirou a atenção de mim para olhar quem era. Levei a mão tremula até o bolso de trás da sua calça, pegando o aparelho. Não olhei quem era e atendi o mesmo.

- A-Alô... - quando a pessoa do outro lado da linha respondeu, o meu corpo gelou. Hoseok pareceu perceber o que havia acontecido e me olhou arqueando uma sobrancelha.

- Posso saber o que está fazendo com o celular do meu filho? - a voz da Sra Jung se fez presente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...