História Camren Na Turnê II - Continua - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Exibições 453
Palavras 2.220
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Chapter 23 - Noites Viradas


Fanfic / Fanfiction Camren Na Turnê II - Continua - Capítulo 23 - Chapter 23 - Noites Viradas

Camila já estava em Nova York para cantar no Tonite Show com o MGK.

Dentro do programa, nos bastidores, faltava apenas meia hora para começar.

O soundcheck havia sido feito e Camz estava preparada já vestida num lindo vestido branco dando um ar quase etéreo nela. Uma perfeição.

Em outros tempos estaria nervosa, mas após tantos shows daquela turnê mundial, nervosismo não fazia mais parte do seu mundo. Ao menos não naquele momento.

Camz suspirou.

-Nervosa? - perguntou MGK balançando a perna freneticamente enquanto sorria mascando um chiclete.

Ele parecia agitado em seu terno azul marinho escuro que mal combinava com o seu estilo de bad boy que ele tanto tentava manter.

-Um pouco. - mentiu Camz para deixá-lo mais a vontade.

-Sabia! - disse ele sorrindo mais e esfregando as mãos como se tivesse frio.

Camila olhou para ele e sentiu certo incômodo.

Seus sentimentos em relação a MGK eram dúbios, pois ainda não o conhecia bem. Talvez por terem gravado a música "Bad things" separados, cada um num estúdio diferente, faltasse entre eles uma amizade sincera.

Mas ao verem a edição final da música com as vozes já unidas gostaram do resultado e se falavam no telefone, mais até do que Camila gostaria.

Porém era uma parceria cuja música tinha essa demanda. Era parte do protocolo.

Camila reparava agora aquele rapaz esguio a sua frente e enxergava um moleque, cheio de graça em suas piadas sem sentido, com um visual andrógeno que parecia um rascunho mal feito do David Bowie.

Ele poderia ser até atraente para ela, não fosse o jeito totalmente sem sal. Quase patético.

O jeito dele mata qualquer sex appeal, pensou Camz o avaliando.

Mas havia algo além que fazia ela o rejeitar: o seu jeito explosivo quando algo saia fora do planejado.

Talvez ele só quisesse bancar o machão em determinadas situações, mas por vezes era agressivo e isso a assustava de certa forma. Não tinha coragem de ficar sozinha com ele sem mais ninguém por perto.

-Quero ver vocês quebrando este palco hoje, hein! - disse o apresentador Jimmy Fallon ao passar rapidamente por eles pelo corredor.

-Fallon! - disse Camila sorrindo e acenando.

-Quero te ouvir hoje, Camila! Arrasando a platéia! - disse ele já correndo para abrir a apresentação que ocorreria em minutos.

-Hey! - gritou MGK acenando e tentando ser notado.

Camz mexeu em seu celular ao perceber que Fallon o ignorou só para ele não notar que ela tinha visto.

-Esse cara é uma figura! - disse MGK. - Já bebi com ele e outros amigos en Londres. Talvez ele não lembre. Estava bêbado.

-Sim... - disse Camila sem acreditar muito.

-Camila e MGK! Podem entrar no palco! - disse uma assistente de palco nervosa cheia de fios no corpo e com dois walktalks na mão.

MGK e Camz se olharam.

-É agora. - disse ela sorrindo para ele que soltou uma lufada de ar nervoso sacodindo o corpo com os punhos erguidos como se tivesse tendo uma briga de rua.

-Você está bem? - perguntou Camz com vontade de rir.

-Vamos lá! Vamos lá! - disse ele batendo palmas.

Camila transcendeu a própria canção. Cantou de maneira graciosa como se estivesse soltando a voz do fundo da alma enquanto MGK a observava e tentava não se perder na canção ao olhar para ela.

Estou apaixonado, pensou ele dando-se conta daquele sentimento exatamente naquele instante.

Camila flutuava no palco com leveza.

Hipnotizava a todos com uma voz suave mas poderosa e um controle absoluto das notas que harmonizavam com sua expressão facial.

Está muito linda... - pensou Lauren a vendo pela televisão em Miami sentada no sofá. A sua família estava reunida assistindo a performance de Camila e os elogios de Taylor, Chris e Mike eram rasgados.

-Será que ela vai fazer carreira solo? - perguntou Clarinda deixando todos em silêncio ali.

Mike olhou para Chris que olhou para Taylor que olhou Lauren. Por fim Lauren prendeu a respiração travando os dentes.

Clarinda percebeu o fora que tinha dado e falou:

-Eu apenas perguntei porque...

-Eu vou para o meu quarto. To cansada. - disse Lauren se levantando do sofá rápido.

-E seu jantar?

-Estou sem fome. - disse Lauren subindo as escadas da casa e indo para o seu quarto.

-Precisava dizer aquilo? - perguntou Mike desgostoso para Clarinda.

-Eu falei algo demais? - perguntou ela fingindo surpresa.

Dentro do quarto Lauren não acendeu a luz. Fitou o escuro pensando naquela pergunta que a mãe fizera.

Será que Camila vai tentar carreira solo..., pensou preocupada.

O problema era que se Camila decidisse sair do grupo 5H faria todas repensarem em qual carreira seguir.

Ally, Normani e Dinah tinham certeza que continuariam cantando.

Já Lauren não sabia.

Projetos paralelos e colaborações lhe eram atraentes caso o artista ela admirasse, mas levar a vida de cantora solo para o resto da vida talvez não fosse o que ela queria.

Precisava pensar.

Toc toc

-Sou eu... - disse Taylor batendo na porta.

-Oi Taytay... - disse Lauren abrindo a porta e acendendo a luz.

-Desanimada? - perguntou Taylor.

-Cansada...

-Você voltou com Camila?

-Não sei... Estamos num momento confuso... - disse Lauren suspirando.

-Talvez vocês só sejam ainda muito jovens...

-Talvez, senhora idosa. Que idade você tem mesmo? - perguntou Laur achando graça do que Taylor dissera.

Taylor sentou em sua cama colocando os pés em cima cruzados:

-Sinto falta das nossas conversas...

-Eu também... - disse Laur sentando também na cama. - Como vai Audrey? Como vão vocês?

-A gente... - disse Taylor parando de falar e sorrindo.

-O que foi?

-A gente quer morar juntas...

-Sério?

-Sério... Mas não sei ainda como dizer a mamãe sobre isso.

-A mamãe vai infartar. Mais uma sapatão perdida da família... - disse Laur rindo.

-Não, Lauren! Eu preciso da sua ajuda... Eu vou dizer que vou morar com você num apartamento...

-Mas eu não tenho nenhum apê! - disse Laur ainda rindo.

-Mas pode ter... Eu, Audrey, você e Camila... Podemos morar todas juntas...

Lauren parou de rir e mordeu os lábios pensativa ao perceber que sua irmã falava sério.

-Até que não é má ideia! - disse Laur sentindo seus olhos brilharem.

...

No supermercado perto dali Clarinda fazia as compras.

Saira de casa naquela noite ao sentir o clima pesar e para espairecer não havia nada melhor que comprar no mercado o que bem quisesse.

Adorava fazer compras à noite pois o silencio a acalmava sem ninguém para lhe encher o saco.

Mas uma música gostosa ecoava pelos corredores das sessões em que ela ia empurrando o carrinho de compras.

A música era contagiante e ela balançava a cabeça acompanhando o ritmo. Seu corpo também já estava no embalo e ela estava quase cantando distraída.

"Love is in the air

Uuoouuo uuuoouu

Love is in the air

Yeahhh heeyaaa"

Um vendedor que passava pelo local também cantava a música e ela perguntou:

-Boa noite... Você sabe que música é essa?

-Ah é... Warm in the winter! Eu adoro. - disse ele.

-Obrigada. Eu adorei também! - ela disse sorrindo continuando a andar.

Virou o carrinho em outra sessão e paralisou.

A sua frente estava Alejandrino, o pai de Camila, dando uns amassos numa loira modelo cujo vestido colado ao corpo cobria pouco mais que a bunda.

Clarinda estava em choque e pensou em Sinu naqueles segundos ao que virou o seu carrinho depressa com o coração acelerado e saiu rapidamente dali sem que Alejandrino a visse.

....

Camila aumentava o rádio já no camarim ouvindo a mesma música enquanto tentava baixá-la em seu ipod.

-Vamos ter que dar uma entrevista boba, com perguntinhas estúpidas para o programa. Vamos gravar aqui mesmo. - disse MGK sentando-se ao lado dela.

-Legal. Por mim é tranquilo. - disse Camz ainda olhando o seu ipod.

-Daqui a pouco começa. Tá com fome? Tem uns pães e umas bebidinhas ali na prateleira. Já viu?

-Sem fome. Valeu... Depois eu como. - disse Camila ainda sem tirar os olhos do ipod.

-Tá baixando música? - disse ele olhando pro visoe dela e chegando mais perto.

-Tô... Essa música que acabou de tocar na rádio.

-Sei... - disse ele fitando seus lábios enquanto ela falava.

-Eu não aguento Camila... - disse ele meneando a cabeça olhando fixamente pra ela.

-O quê? - perguntou ela sorrindo pra ele.

Num só impulso MGK segurou Camila pelo pescoço e beijou seus lábios sufocando ela devido a agressividade.

Camila se desequilibrou ainda sentada tentando afastá-lo mas ele segurava ela quase a enforcando mordendo sua boca e sugando seus lábios desesperado.

-Mas eu estou interrompendo algo? - disse Fallon ríspido ao entrar no camarim.

MGK soltou Camila ao ouví-lo e ela teve um acesso de tosse levando suas mãos ao pescoço tentando respirar com o rosto vermelho.

Ela se levantou apavorada e Fallon a segurou.

-Você está bem Camila?! - disse ele olhando para ela que ainda tossia e para MGK já de pé sem jeito.

A assistente entrou no camarim:

-A entrevista vai começar... - disse ela olhando para todos confusa. - Tudo bem aqui?

-Tá tudo bem Camila?! Responda! - repetiu Fallon ainda a segurando.

-Está. Está. - disse ela dando longos suspiros e se recompondo.

Sem olhar para MGK foi até a prateleira e se serviu de uma água tentando se acalmar.

-Vamos dar a entrevista. - disse voltando a se sentar onde estava.

-Vamos, vamos. - disse MGK sentando-se ao lado dela.

...

-Perdi a entrevista... - disse Lauren para Taylor que fazia massagens em seu pé.

-Mas tem o Twitter. É só procurar. - disse Taylor dando o celular dela.

Lauren procurou a entrevista de Camila e MGK e começou a assistir até que deu um pulo da cama:

-Porra! - gritou.

-O que foi? - perguntou Taylor assustada.

-Esse cara tá tocando nela! Colocou a mão no joelho dela! Olha isso cara! Olha! - disse Lauren dando o cel para a irmã e andando de um lado para o outro. - Que ódio, cara. Que ódio! Que ódio! - gritou mais.

-Mas não foi nada... - disse Taylor tentando amenizar. - Foi rápido  e Camila nem reagiu...

-Ela me disse que ele não dá em cima dela! Olha aí a prova, cara! Que ódio! - gritou chutando a cama.

....

Dentro do carro Clarinda respirava rápido. Pegou o celular se tremendo e digitou o número de Sinu:

-Clarinda? - disse Sinu.

-Você está sozinha?

-Eu? Eu... Não. Não estou.

-Alejandrino está aí com você?

-Está... - disse Sinu pigarreando.

Clarinda riu com desdém.

-O que há? - perguntou Sinu.

-O seu marido tem outra. Acabei de vê-lo no supermercado beijando uma loira desconhecida...

Sinu ficou muda do outro lado da linha.

-Não acredita?

-Não e não é da sua conta. - disse Sinu secamente.

-É sim. - disse Clarinda saindo do carro e voltando correndo para o supermercado.

Encontrou Alejandro na fila do caixa com a loira ainda a beijando e começou a disparar flashes do seu celular.

-Ei! O que está fazendo? - perguntou ele erguendo as mãos na frente.

Clarinda mandou as fotos para o whatsapp e ligou novamente para Sinu enquanto ia em direção ao carro:

-E agora? Acredita?

-Não é da sua conta! Já disse! - gritou Sinu desligando o celular.

Clarinda entrou em seu carro e bateu a porta forte. Respirou fundo apertando o volante com as duas mãos.

Ela me trocou por esse traidor... Isso não vai ficar assim... Não vai. - disse pra si acelerando o carro e cantando o pneu ao sair.

....

No camarim após a entrevista terminar Camila se levantou rapidamente e saiu de perto de MGK.

Decidiu não se despedir mais de Fallon e saiu do prédio do programa ainda vestida com o vestido da apresentação.

Estava tão atordoada com o beijo forçado de MGK que nem pensara em mudar de roupa, só queria ir pra bem longe dali.

Mas era tarde da noite e ela mal sabia o nome do hotel que estava hospedada. Pegou seu celular a procura do numero do manager que tinha dado as coordenadas para onde ela deveria ficar via skype mas não conseguiu falar com ele.

-Porra... - disse ofegante olhando apreensiva para a parede de vidro do prédio que mostrava uma multidão do lado de fora acompanhando ainda o programa com as outras atrações.

Estou presa aqui, pensou desesperada.

-Eu te levo para o hotel. - disse MGK a segurando pelo braço e saindo com ela do prédio ao que a multidão delirou.

Flashes dos fãs e dos paparazzis cegavam seus olhos enquanto os seguranças do programa surgiram prontamente os levando a uma limousine preta já com a porta aberta.

-Eu não vou agora. - disse Camila tentando de desvencilhar dele discretamente.

-Vamos logo. - disse ele a apertando mais o seu braço e a colocando quase que a força dentro da limosine.

Camila rapidamente pegou seu celular e clicou no número de emergência cujo primeiro nome era o de Lauren.

Trrimmm

-Ótimo. Agora ela me liga! - disse Lauren puta da vida para Taylor.

-Não vai atender?

-Não! Ela vai querer se justificar a mão boba dele em cima dela. Não quero saber!

O celular insistia em tocar.

Atende, Lauren... Atende..., pensava Camila olhando discretamente o celular repousado ao seu lado na poltrona do carro.

MGK abriu o freezer da limosine para pegar um whisky.

-Quer vodka? Tequila? Tem cocktails  também. Pra mocinhas como você - disse ele piscando pra ela e colocando o conteúdo no copo.

Atende, Lauren... atende..., suplicava Camila por dentro apavorada.

-Porra! - disse Laur atendendo o cel. - O que você quer!

Do outro lado da linha não ouviu nada senão barulhos de vidro chocando. Algo se fechando.

-Camila? - perguntou confusa.

-Sabe, Camila... - disse MGK sentando novamente ao seu lado. - Nós nem precisamos ir para o hotel. Podemos dormir aqui mesmo... O que acha? - disse colocando um braço em seu ombro.

-Lauren! Me ajude! - gritou Camila para o celular ao que MGK segurou sua mão ao perceber o que ela fazia.

O celular foi desligado.

-Camila??? Camila??? - perguntou Lauren ofegante.

-Rode a cidade inteira, a noite inteira. - disse MGK para o motorista jogando um maço de mil doláres no banco do caronan fechando o vidro preto na divisória que separava a frente da parte de trás da limosine.


Notas Finais


https://youtu.be/etBYyGhC06s - Camz em Bad things no tonite show

https://youtu.be/Va2Zv8GF4Xk - warm in the winter.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...