História Can love you more than this - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Larry, Larry Stylinson, Liam, Liam Payne, Lilo, More Than This, One Direction, Oned, Zayn, Zayn Malik, Ziam, Ziam Mayne
Exibições 36
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Se vcs já leram a "Room on the 3rd floor" podem notar as semelhanças, mas a (santa) AnneLih me autorizou a adaptar esse capítulo e o próximo!

#enjoy

Capítulo 4 - And I can't get rid of you


Fanfic / Fanfiction Can love you more than this - Capítulo 4 - And I can't get rid of you

E mais uma vez aqui estamos Louis e eu bebendo seguindo nossa regra não dita de viver um dia de cada vez, ou melhor, sobreviver a uma noite de cada vez.

- Liam, presta atenção cara! A festa esta animada, o clima está perfeito. Por favor, tira essa carranca do rosto e tenta aproveitar.

Acabei cedendo e acompanhando Tommo até uma de suas casas noturnas favoritas, pois se alguém sabe ser inconveniente até conseguir o que quer, esse é Louis Tomlinson.

Alguns dias são melhores do que outros desde que o Zayn saiu da banda, mas hoje é um daqueles em que eu só queria poder desaparecer.

- Lou? Será que ao menos podemos ir direto para a sua área reservada?

- Vamos, mas antes vou pedir para que tragam algo mais forte para bebermos e você vai finalmente conversar comigo sobre essa merda toda. Depois vai esquecer e aproveitar minha agradável companhia, certo?

Apenas acenei confirmando, até porque quando o Tommo usa esse tom eu sei que não tenho escapatória, e pensando bem vai ser bom. Ele é o único que pode me entender, não que o Niall não seja um bom amigo, mas ele não é feito para escutar essas coisas e não quero que o loiro pense que é culpado pelo meu estado.

- Aqui me ajuda com a bandeja Lee...

- Sal, tequila e limão? Sério Tommo?

- Isso é o melhor que tenho a oferecer desde que você me proibiu de fumar qualquer coisa além de cigarros comuns!

Deus! Ele pode ser o mais velho, mas quando faz essas carinhas, com as ruguinhas abaixo dos olhos, parece uma criancinha mimada fazendo birra.

- Certo! Se vou mesmo falar sobre o Zayn, talvez seja o melhor mesmo.

- Eu sempre estou certo, ainda não aprendeu? - Ele fala tentando soar sério enquanto nos encaminhamos até um camarote pequeno e reservado, mas que nos permitia observar boa parte da movimentação da festa.

 - Presta atenção Payne: não precisa se controlar como sempre faz, por favor, temos dois dias livres pela frente.

Sorrio mesmo contrariado enquanto ele enche os pequenos copos.

- Você pediu meia dúzia de copos? Combinou com mais alguém?

- Não, mas minha regra é nunca tomar menos do que três de uma vez, e você não vai escapar disso! Além de que temos um bar cheinho dessa maravilha só para nós.

Assim, ele termina de falar e simplesmente lambe o sal que estava em sua mão. Ergue o primeiro copo e sorve todo o conteúdo de uma só vez, mesmo fazendo cara feia repete o ato bebendo dos outros dois copos e só após chupa uma das fatias de limão.

Depois de alguns segundos sacudindo a cabeça de um lado para o outro ele para e sorri para mim, em seu rosto um olhar diabólico. Eu vou acordar sem saber meu nome.

- Sua vez James, duas doses para começar.

Sem pensar muito faço o que ele diz repetindo seus gestos anteriores. A primeira dose desce queimando e me apresso para a segunda. Quando termino o ritual posso sentir minha garganta em chamas e algo ardendo na boca do estômago.

- Esse é o meu garoto! Agora fale. Pense como um ritual de passagem, depois você será livre novamente.

Ele enche todos os copos novamente, pegando um antes de se acomodar virado para mim enquanto bebe pequenos goles. Respiro fundo e também pego um para mim.

- Ah, Lou... Falando assim, deveria ser algo trivial, eu conseguir deixar ele para trás! Você viu as fotos, as entrevistas, escutou como foi nosso encontro, não tem muito mais que eu possa dizer. - Tomo um gole generoso esperando que a bebida aplaque minha vontade de chorar.

- Sim, eu estou farto dessas besteiras! - Diz antes de trocar o copo por outro cheio. – E realmente acho que você merece mais. Depois de tudo que fez por mim e pelos meninos, Liam, você tem o direito de correr atrás da sua felicidade!

Termino o conteúdo do meu copo em um grande gole logo puxando outra dose.

- Fui um idiota e ingênuo, não fui? Esperando que ele voltasse depois da Perrie? Ele prometeu Tommo! Ele prometeu... - Digo sem encará-lo.

- Shhh... - Sinto Louis se aproximando e tocando meu rosto, secando as lágrimas que nem notei ter deixado escapar. – O Zayn tem agido como um total estranho nos últimos tempos, isso não é sua culpa. Olha pra mim Liam! - Sedo quando ele me puxa com as duas mãos. - Você ficou aqui por nós, assim como eu fiquei. Ele não aguentou e isso eu entendo. Muitas vezes eu quase fiz o mesmo quando as coisas ficaram ruins com o Harry, mas o que ele está fazendo. A dor que ele tem te causado, agora não existem nada que justifique!

O pequeno está bravo, eu sei e não é só pelo vinco entre suas sobrancelhas. Isso é algo que o atinge diretamente, no dia em que eu perdi meu namorado o Louis também perdeu o melhor amigo. Ele se sente tão impotente quanto eu quando vê as merdas que o Zayn anda fazendo.

Eu mal termino de beber e logo o pequeno nos serve mais.

- Ele está vivendo a "liberdade" dele e você deveria fazer o mesmo!

- O que você vai fazer agora? - Questiono enquanto observo ele se movimentando ao som da nova música que começou a tocar.

- Primeiro precisamos aproveitar a música, essa energia. Há quanto tempo você não vem para uma festa sem ser apenas por obrigação?

- É assim que você planeja ouvir minhas reclamações? - Digo emburrado, quase gritando para superar a música que parece  ter ficado mais vibrante.

Louis vem até mim e puxa um de meus braços, eu acabo cedendo, mas o movimento rápido deixa claro que a bebida começou a fazer efeito.

- Muito bem! Agora você bebe e tenta dançar tão bem quanto eu!

Não acredito, mas ele realmente está agindo e dançando como se estivesse misturado com todas aquelas pessoas lá embaixo, na verdadeira festa. Tento entrar no clima começando a me movimentar no ritmo das batidas da música, arrancando um pequeno sorriso do pequeno.

- Melhor?

- Muito melhor Lee. Agora termina logo de beber e vem me acompanhar!


Notas Finais


Obrigada por ler!

~assim~
se quiserem comentar: não paga nada, eu juro, juradinho '~'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...