História Can you be my daddy? - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Astoria Greengrass, Draco Malfoy, Fred Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Luna Lovegood, Pansy Parkinson, Rose Weasley, Theodore Nott
Tags Babyboy, Crossdresser, Daddy, Daddykink, Draco Malfoy, Drarry, Harry Potter, Lemon, Punição, Sadomasoquismo, Sexting, Texting, Yaoi
Exibições 545
Palavras 618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Magia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oioioioioi
Só para vocês não ficarem sem atualização mesmo <3
Até, boa leitura s2

Capítulo 5 - Acho que te provoquei, daddy


20/07

          16:03


  Mesmo sendo uma das pessoas mais desorganizadas do condomínio, era necessário colocar toda aquela bagunça da sua casa em ordem pelo menos uma vez no mês; e hoje não seria diferente.

    Já com as sacolas de lixo em mãos, o loiro suspirou pela décima vez ao descer as escadas, agradecendo aos céus por finalmente ter terminado de arrumar sua bagunça... Ou pelo menos boa parte dela. Colocando as sacolas nas caçambas de lixo, girou os calcanhares afim de voltar para deu apartamento; dessa vez pegaria o elevador.

     "Não sou obrigado." - Pensou ao encarar os diversos e quase intermináveis degraus das escadas, indo em direção ao elevador, entrando e apertando o botão 4, onde seu apartamento o esperava para finalizar o dia de faxina.

    Só não contava com um garoto, que parecia um pouco mais novo que si, gritar atrapalhado para que segurasse as portas do elevador, logo adentrando de forma afoita o pequeno espaço, agradecendo baixinho com respiração ofegante.

     Lindo. Essa era a palavra que o descrevia, na mente do loiro. Os óculos redondos deixavam seu rosto ainda menor; a pele pálida e levemente rubra nas bochechas parecia como a de um recém nascido, fazendo contraste com os olhos esmeralda que brilhavam atrás das lentes do óculos e a boca que parecia ser muito aveludada; o corpo pequeno, delicado e por fim mas não menos importante que o loiro não pôde deixar de reparar nas coxas fartas que eram aparentemente grandes demais para o pequeno corpo, sendo apertadas pela calça jeans preta que este usava.

   -Muito obrigado por segurar o elevador, moço. - ditou assim que recuperou o ar, fazendo uma breve reverência na frente do loiro, que ainda tinha um semblante meio bobo no rosto. Ao fazer este ato, o moreno deixou acidentalmente seus livros que estavam nos braços, caírem. -Ah, droga...

     Realmente lindo, porém, atrapalhado.

    -De nada, eu acho... - disse meio atordoado, arregalando os olhos quando o garoto se pôs de joelhos na sua frente, ficando perto até de mais de locais impróprios. Relaxou ao perceber que ele só estava recolhendo seus livros, então se deixou encostar na parede gelada atrás de si, estapeando-se mentalmente por ter pensamentos tão errados com uma figura que demonstrava-se tão inocente.

    O pequeno, se inclinando um pouco mais para a frente, pegou seu último caderno, sorrindo satisfeito por ter pego tudo antes das portas se abrirem; ainda faltava um tempo. Levantou o olhar para o loiro que o encarava silenciosamente, com o lábio inferior preso entre os dentes e se deixou fazer o mesmo, levemente.

    Nessa posição, seu quadril ficava arqueado e sua bunda levemente arrebitada, ainda mais naquela calça. Assim, mesmo estando na frente do garoto de olhos verdes, o loiro conseguiu ver que a calça do outro possuía um rasgo, desses que geralmente se tem nos joelhos ou nas coxas mas dessa vez o pequeno rasgo era bem na sua nádega esquerda. Conseguia então, ver um pedaço da sua roupa íntima; tecido que parecia ser fininho e transparente, curto demais para ser uma cueca e o loiro teve certeza que aquilo que ele estava usando não era uma cueca quando o garoto mexeu levemente o quadril em uma rebolada leve no ar, consequentemente fazendo o fino tecido do que parecia ser uma calcinha, subir.

    Mordeu o próprio lábio e desmanchou a cena com um sorriso doce, antes de se levantar e acenar para o loiro, saindo do elevador assim que as portas de abriram. Bom, talvez, só talvez, Draco tivesse reparado demais nas nádegas fartas do moreninho quando o mesmo saiu na sua frente, o deixando bobo e com um aviso de uma ereção, para trás.

   Tinha certeza que aquilo não era uma cueca.


Notas Finais


Vou responder todinhos os comentários do capítulo passado e desse entre hoje e amanhã <3

Edit: Desculpem a formatação, quando eu pegar meu PC eu arrumo tudo <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...