História Can You Feel My Heart - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avenged Sevenfold, Black Veil Brides (BVB), Bring Me The Horizon
Personagens Andrew "Andy" Biersack, Arin Ilejay, Ashley Purdy, Christian "CC" Coma, Curtis Ward, Jacob "Jake" Pitts, Jeremy "Jinxx" Ferguson, Johnny Christ, Jona Weinhofen, Jordan Fish, Lee Malia, M. Shadows, Matt Kean, Matt Nicholls, Oliver Sykes, Personagens Originais, Synyster Gates, Zacky Vengeance
Exibições 43
Palavras 1.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Salut!
Opa! Capítulo novo! Milagre né? :3
Hoje teremos o capítulo mais triste da fic ;--; sim,o mais triste,então eu recomendo que vocês escutem a música
"Hero- Chad kroeger feat Josey Scott"
E a música tema desse capítulo,e ainda vai ter a tradução dela no capítulo ^-^
Temos também a nova capa!

Espero que vocês gostem!
Desculpem quaisquer erros e boa leitura!
💀

Capítulo 20 - I got rid of the pain


Fanfic / Fanfiction Can You Feel My Heart - Capítulo 20 - I got rid of the pain

...

 

 

Porão da casa do Andrew 

14:38

 

...

 

 

 

Andrew desceu as escadas do porão chegando a uma porta,abriu a mesma e entrou,Cristine estava deitada sobre o chão,suas mãos estavam acorrentadas e seus olhos inchados,com a Maquiagem borrada,Andrew suspirou,não queria fazer mal a ela,mas foi preciso,mas agora ele estava muito mais ferrado,Brian iria atrás dele,ou talvez de Oliver,mas era mais provável ele vir atrás dele caso Brian tivesse visto o corpo de jinxx.

 

 

Cristine abriu os olhos e viu Andrew,assustada se encolheu toda e ficou contra a parede,tentando ficar o mais longe possível dele,ela começou a chorar e gritar para que ele fosse embora,gritava pelo pai.

 

 

-Cris…-ele a chamou,ela não respondeu,apenas continuou a chorar- me desculpe…você viu coisas que…

 

 

-e-eu não quero s-saber!-disse gaguejando enquanto chorava- v-vai e-embora!!-gritou

 

 

-Cristine…calma eu não vou te machucar!- disse tentando chegar perto,mas ela recuou.

 

 

-você já me machucou…vai embora -disse se acalmando e limpando as lágrimas com dificuldade.

 

 

-tudo bem…-levantou e abriu a porta mas antes disse- me desculpe- subiu as escadas e saiu do cômodo.

 

 

 

 

 

(...)

 

 

 

 

 

Brian pegou todos as armas em seu arsenal e começou a colocar em uma bolsa,seus nervos estavam a flor da pele,pegou a espada arcanja e a encarou,olhou para ela e para a pequena frase escrita em latim cravada em seu cabo

 

 

 

Creative es in interitum

 

 

"A arte criativa na destruição "

 

Brian sabia o que significa,o ódio,a raiva,a morte…ninguém avia visto Brian daquela maneira,o único ponto fraco de Brian era Cristine,isso era fácil de se notar,colocou a espada na bolsa e a jogou nas costas,saiu do quarto,ninguém discutiu,ninguém disse nada,não avia o que falar,e se falassem,Brain cortaria a garganta de cada um.

 

 

 

Zachary abriu a boca para dizer algo,mas não avia o que falar e ele não queria perder os dentes,ao parar em frente ao parque Brain desceu rapidamente e o resto ficou no carro,no meio do parque Oliver estava parado,ainda avia pedaços da decoração da noite anterior. Brain se aproximou de Oliver e parou em sua frente.

 

 

-por que vocês começaram isso?!-disse,foi a primeira vez que Brian disse algo,mas sua voz era carregada de ódio e desespero - por que colocaram a vida dela em risco?!

 

 

-eu sinto muito… bom você deve estar indo atrás de Andrew não é?- disse Oliver

 

 

-sim,hoje ele morre -apertou os punhos.

 

 

-Andrew não é um cara ruim ,tenho certeza que ele não vai machucar Cristine- Oliver disse

 

 

 

-eu não quero saber! Eu vou atrás dele,e se for preciso eu vou enfiar a espada na cabeça dele,o que possivelmente vai acontecer.-Brian deu as costas para Oliver e caminhou até o carro.

 

 

 

Oliver suspirou,realmente não avia motivos para uma guerra por um única garota,em sua opinião,Oliver achava que era melhor que Cristine tivesse medo dele,do que rapta - lá assim deixando Brian furioso,a fúria no olhar daquele homem….Só mostrava do que ele era capaz,hoje seria o último dia de Andrew,nunca mecha com leões,eles são calculistas,protegem o que é deles,tem o poder…

 

 

Mesmo Andrew sendo um ceifeiro e um dos mais poderosos,ele tinha seu ponto fraco, a paranóia,a lembrança da morte de seus pais,seu passado cruel,tudo se resumia em apenas uma coisa,ele se sente culpado,Andrew não machucaria Cristine,mas agora não tem mais volta,não tem mais o que fazer,Apenas sentar e esperar.

 

 

 

 

 

...

 

 

Porão 

20:27

 

...

 

 

 

 

 

 

Andrew novamente desceu as escadas com um copo de água e prato com um hambúrguer,Cristine precisava comer mesmo que ela não quisesse,ele se sentia culpado por deixa-lá presa e em um lugar sujo,no qual ela não merecia,mas ele não ligava só queria o bem para ela.

 

 

Ao chegar na ponta da escada enxergou Cristine dormindo tranquila sobre o chão,Maquiagem estava pior,o borrão preto espalhado pelo seu rosto inteiro,o vestido estava mais rasgado e suas mãos e braços estavam machucados,ela avia tentando tirar as correntes,ele colocou a comida em um canto e caminhou em direção a garota.

 

 

Passou seus dedos sobre o rosto dela,a garota nem se mecheu,ele deixou algumas lágrimas descerem,sabia que nunca veria mais o rosto doce de Cristine,sabia que seria seu último dia,ele não queria apenas sua alma,ele queria ela.

 

 

Naquele momento Andrew percebeu que gostava da garota,como nunca gostou de alguém, seu coração pertencia a garota,mesmo que ela achasse que ele não tinha um coração,mas era a mais pura verdade,Andrew convencido que a fez sofrer demais,tirou seu colar preferido do pescoço,com um pingente no formato de uma rosa,esse colar era a última lembrança dele de sua mãe e seu pai.

 

 

 

Andrew colocou seu colar na mão de Cristine,em seguida a apertou, deu um sorriso ao ver a menina se mecher,beijou levemente os lábios dela e se levantou.

 

 

-adeus Cristine….

 

 

Com o coração na mão,caminhou lentamente até a sala,se sentou no sofá e deixou que as lágrimas descerem enquanto olhava para a porta.

 

 

 

 

 

 

...

 

21:37

 

...

 

 

 

 

-Brain calma! Calma Brian!- matt e zachary gritavam segurando o amigo que estava prestes a invadir a casa.

 

-EU VOU PEGAR ELE!-gritou

 

 

Foi quando Brain socou a cara de matt e chutou zachary,não deu tempo de segurar o mesmo,Brian correu e arrombou a porta,matt limpou o sangue que escorria e correu em direção a porta.

 

 

Zachary estava caído no chão,levantou com dor na perna pelo chute,Arin,Johnny correram até a porta,não era necessário Brian matar Andrew,mas com a raiva que ele sentia,não avia ninguém que o impedisse.

 

 

Ao entrar na casa zachary arregalou os olhos,Brian estava com a espada na mão,socava,chutava,mas Andrew nem se quer se defendia,Brian batia que chegava a respingar sangue em sua camisa e rosto,foi quando ele parou e encarou Andrew.

 

 

-você não deveria ter feito isso,você podia ter feito tudo,menos isso…eu achei que ia perde-la,acha mesmo que eu ia deixar? Eu nao quero perder Cristine ,ela é minha única família!-Brain deixou as lágrimas tomarem conta- ninguém vai tira-la de mim!

 

 

Assim que Brian ia socar mais uma vez o rosto de Andrew,o mesmo segurou seu braço.

 

 

-me…desculpe…eu não…-cuspiu sangue- queria…

 

 

Foi inevitável,Brain soltou seu braço e fincou a espada no peito de Andrew,o sangue respingou em todo a sua roupa,Brain encarou o garoto quase sem vida alguma,seu rosto estava lotada de sangue e seus olhos mal se abriam,mas então ele sorriu…e com toda força que lhe restava,disse.

 

 

-Obrigado…Brian…

 

 

 

O sorriso desapareceu,Andrew caiu no chão olhando para cima,todos estavam chocados,Andrew queria isso? Ele se livrou da dor ?  Brian deixou a espada cair no chão e quase caiu também,seus olhos estavam fechados,ele tentava juntar todas as peças,ele estava louco…Brian agachou sobre o chão e fechou os olhos de Andrew sussurrando a seguinte frase "descanse em paz"

 

Brain se levantou e virou olhando para os outros,que mantinham seus olhos arregalados,começou a andar e caminhou até a porta do porão.

 

 

Abriu a mesma lentamente,a cada degrau seu coração apertava, suas mãos estavam trêmulas,seus olhos estavam vermelhos,ao chegar no último degrau,olhou para frente,Cristine olhava para ele assustada,seus olhos estavam arregalados,ela via todo o sangue espalhado pelo corpo do pai,ela olhou para o colar em sua mão e o apertou com força…

 

 

-Andrew…-disse baixo em meio às lágrimas.

 

 

 

O pai chegou perto tirando as correntes da filha,seus olhos não tinha expressão ,seu rosto estava com uma expressão cansada,quando tirou as correntes Cristine mesmo relutante colocou a mão sobre o rosto do pai.

 

-pai pelo amor de Deus,diz que você fez isso por que precisava ser feito,por favor diga isso!

 

 

Brian não olhou em seus olhos, continuou de cabeça baixa,e então caiu de joelhos,Cristine tirou as mãos do rosto do pai,em seguida colocando as mãos sobre a boca,ela não queria isso,seus olhos se encheram de água,mas ela segurou as lágrimas,mas foi quando a menina desmaiou,Brian a pegou nos braços e caminhou para o andar de cima.

 

....

 

Eu estou tão alto,eu posso ouvir o Céu 

Eu estou tão alto,eu posso ouvir o Céu 

Mas o Céu,o Céu não me escuta

 

 

E dizem que um herói pode nos salvar

Eu não vou ficar parado e esperar 

Eu vou me agarrar nas asas das águias 

Observar elas voando para longe 

 

 

Disseram-me que o amor vai salvar a todos nós 

Mas como isso é possível ? olhe o que o amor nos deu 

Um mundo cheio de assassinatos e sangue jorrando 

Aquele mundo nunca chegou 

 

 

E dizem que um herói pode nos salvar 

Eu não vou ficar parado e esperar

Eu vou me agarrar nas asas das águias 

Observar elas voando para longe 

 

 

Agora que o mundo não está acabando 

É o amor que estou mandando para você 

Não é o amor de um herói 

E é por isso que receio que não vai dar certo 

 

 

E dizem que um herói pode nos salvar 

Eu não vou ficar aqui parado e esperar 

Eu vou me agarrar nas asas das águias 

Observar elas voando para longe 

 

 

E elas estão nos observando 

Elas estão nos observando 

Enquanto voam para longe 

 

 

E elas estão nos observando 

Elas estão nos observando 

Enquanto voam para longe 

 

 

E elas estão nos observando 

Elas estão nos observando 

Enquanto voam para longe 

 

 

 

 

....

22:46

....

 

 

 

 

O carro estacionou na frente do portão,um homem desceu do carro,usava uma capuz preto e calças pretas,estava chovendo,apenas garoando,trancou o carro e caminhou em direção ao portão,tocou a campainha algumas vezes e então viu que não avia ninguém,mas percebeu que o portão estava aberto,abriu o mesmo e entrou.

 

 

A casa de fato era muito bonita e agora estava bem cuidada, o homem olhou em volta,admirou tudo aquilo,quando chegou na porta da casa,pensou que ele teria que entrar pelas janelas,mas não,a porta também estava aberta,abriu a mesa e deparou-se com os moveis limpos e bem cuidados,alguns ainda continuavam cobertos por panos brancos.

 

 

O homem tirou o capuz preto e tirou a blusa molhada,ficando apenas com sua camisa,jogou a blusa no sofá e caminhou até a cozinha,pegou um copo e o encheu de água,e tomou todo o líquido,voltou para a sala e se sentou no sofá,colocou os braços atrás da cabeça e os pés sobre a mesinha de centro,ligou a televisão e começou a assistir qualquer programa que estivesse passando naquele momento.

 

 

A porta se abriu e Brian entrou com Cristine sobre seus braços,avia uma blusa que cobria o rosto da garota,o mesmo nem percebeu a presença do homem no sofá,mas foi só matt,zacky,Arin e Johnny entrarem para perceberem a presença do homem.

 

 

 

Tiraram suas armas de suas cinturas e apontaram para o homem.

 

 

-levante! E mãos na cabeça!-gritou matt atraindo a atenção de Brian para o acontecimento.

 

 

O homem levantou com as mãos para cima e riu.

 

 

-porra Brian! E assim que sou recebido?- disse se virando.

...


Notas Finais


Tá eu sei que muitas de vocês vão me odiar por ter matado o Andrew ;--; mas a morte dele vai definir o final da fic,que logo logo está chegando,e no final eu juro que vocês vão entender por que ele morreu e aí vocês não vão ficar tão tristes ( que eu acho que vão ficar né) então eu peço que vocês não fiquem bravas comigo! Tudo vai ser explicado no último capítulo! como eu disse já está chegando!
E como vocês viram um novo personagem entrou na fic! E ele também vai definir o final da fic.

Espero que vocês tenham gostado ( o que eu acho que não vão gostar ;--;)
Desculpem quaisquer erros!
E até o próximo capítulo ( se vocês continuarem aqui ;--;)
Nos vemos no próximo capítulo!
See you
❤💀


Nova capa em gif : http://m.imgur.com/tuAGpy1?r


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...