História Can you handle the truth? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Alan Deaton, Derek Hale, Isaac Lahey, Jordan Parrish, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Scott McCall, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Sobrenatural, Stydia, Teen Wolf
Exibições 24
Palavras 1.331
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi amores, eu sei que faz um tempo que não posto, mas juro que foi por causa da escola ok?, me perdoem por isso pf.

bom mais já estou de volta com mais um cap.

aproveitem.

até lá embaixo.

Capítulo 3 - Do you think I'm a monster?


Fanfic / Fanfiction Can you handle the truth? - Capítulo 3 - Do you think I'm a monster?

Mayday! Mayday!.

     The ship is slowly sinking.

 

     They think I'm crazy but they don't know the feeling.

     They're all around me,

     Circling like vultures.

     They wanna break me and wash away my color.

 

 

 

-Theo Raeken.

 

Ele “é” amigo do Isaac, mas o que esse sonho quer dizer?, era tão real, deixei meus devaneios de lado e me levantei.

 

Fui em direção ao banheiro, e despi-me de minhas roupas, assim que entrei no box pude ver, o sangue seco ao redor do lugar onde “supostamente” o cara mascarado cortou minha barriga.

 

“Calma Mia, Fala com o Isaac o que aconteceu e vocês dois darão um jeito nisso”, pensei comigo mesma, liguei o chuveiro e deixei a água escorrer pelo meu corpo, “Incrível mesmo depois de meus pais morrerem meus problemas não acabam”.

 

Desliguei o chuveiro, enrolei uma toalha no corpo e me sequei, fui ao armário e peguei uma roupa, peguei um vestido vinho um colete jeans claro, calcei um “Bella Top” preto, me maquiei e fiz um penteado.

 

Desci a cozinha e fiz algumas torradas para comer com requeijão e tomei um suco de laranja, retornei ao banheiro e escovei os dentes, peguei minha mochila, minha tia adotiva (irmã da mãe adotiva da Mia) chega semana que vem.

 

Não sei por que ela aceitou cuidar de mim, já que ela me odeia, mas eu quero aproveitar minha “última semana de liberdade”, caminhei até a escola, já que ela é perto de casa.

 

Assim que cheguei em frente a mesma, respirei fundo e adentrei o portão, assim que entrei recebi vários olhares inclusive o de Theo, tentei achar o Isaac, ele estava com seus amigos.

 

Caminhei até eles, e eles me encararam.

-Oi Scott, Stiles e pessoas que não conheço-Disse comprimentando eles-Isaac precisamos conversar á sós.

 

-Claro-saímos de perto de seus amigos e ficamos em frente ao banheiro masculino-Então o que houve?

 

-Eu tive um sonho bem estranho ontem...-disse olhando para os lados, ele engoliu em seco-Você está bem?

 

-Sim, mas...o que houve nesse sonho?-ele perguntou meio receoso.

 

Expliquei tudo o que aconteceu no sonho.

 

-Entendeu Lahey?

 

-Sim-Ele disse nervoso, ele sabe de algo.

 

-O que você não está me contando?-cruzei os braços.

 

-Nada...-Ele mentiu pra mim, como pode?.

 

-Você sabe de algo, me conta, seja lá o que aconteceu está me machucando e o Raeken tem haver com isso.

 

O sinal tocou e Isaac ficou calado.

 

-Estou esperando Lahey-Disse de braços cruzados

 

-Ok, depois da aula nós encontramos no teto da escola ok?, eu te explico tudo.

Assenti e ele deu um beijo na minha testa, e desapareceu nos milhares de adolescentes, olhei para o lado e vi o Theo do outro lado do corredor me encarando, o encarei de volta.

 

Duas meninas passaram conversando e ele desapareceu, engoli em seco e fui para a sala, passei todas as aulas concentrada em um desenho, e assim que elas haviam acabaram, percebi que tinha desenhado um dos caras do meu “suposto” sonho.

 

-Meu Deus-Falei baixinho para mim mesma.

 

Enfiei o desenho no meio dos meus cadernos, sai da sala e fui ao meu armário, coloquei minha combinação e guardei meus cadernos no armário, assim que fechei o mesmo, a escola já estava vazia, me virei e vi Theo ao meu lado.

 

-Que susto menino.

 

Conheço Theo pelo Stiles e Scott, Já que quando era pequena era amiga do Isaac, Theo, Scott e Stiles.

 

-Oi pra você também Mia-Ele disse irônico

 

-Oi...

 

Admito que o medo me dominava pouco a pouco.

 

Ele veio em minha frente, colocando suas duas mãos nos armários me prendendo.

 

-O que está fazendo?

 

-Você acha que sou mal?, Mia

 

Não respondi.

 

-RESPONDE!-Ele gritou batendo no armário, e o amaçando.

 

Engoli em seco e respondi com a cabeça que não.

 

-Acha que não pude te salvar naquela droga de sala

 

Não é um sonho.

 

-Que sala?

 

-Mas que droga Mia, eu sou um Lobisomem consegui ouvir você conversando com o Isaac.

 

Fiquei estática, meu coração começou a bater mais rápido.

 

-O que?-Não sei da onde venho tanta coragem para falar essa frase.

 

 

-Não finja que não sabe- ele disse em um tom carregado de ódio- e já que os médicos do medo criaram algo que pode destruí-los, vou fazer o favor de te destruir em quanto é uma pequena ameaça- ele segurou firme em meu braço e me jogou, bati minhas costas nos armários.

 

Me levantei com dificuldade e corri até o local que eu e o Isaac havíamos combinado, eu corria com dificuldade e Theo andavam com passo largos e pesados.

 

Assim que subi o último degrau, vi uma porta corta-fogo, com dificuldade a abri, assim que abri, Isaac estava de braços cruzados, Scott estava ao seu lado mexendo no celular, Stiles estava de cabeça baixa e uma garota ruiva olhava para o nada.

 

Eu ia correr para perto deles, Mas Theo segurou meu braço.

 

-Vai correr para eles Hooper, quer que eu os mate e deixe você viva?, mas você deve ter se acostumado a perder todos que ama não é?- ele disse chamando a atenção de todos eles, suas unhas ficaram logas e afiadas e cravaram no meu pulso.

 

Fechei meus olhos e depois os abri e lancei um olhar para o Isaac que apenas ficou estático “Agora seria a melhor hora para gritar, não é Mia?”, assenti comigo mesma e gritei mais alto o quanto podia, os presentes foram ao chão.

 

Meu grito foi como se meus supostos poderes acordassem e senti novamente cada objeto que precisava de eletricidade, sentia as corrente elétricas nos poste a baixo e minhas mãos formigavam, fechei meu olhos e o abri e novamente lencei olhares para todos os presentes com quem eu ia conversar antes do Theo aparecer.

 

Me virei para o Theo que já se encontrava de pé, um sorriso tomou conta dos meu lábios, o Raeken me encarava nos olhos maravilhado com tudo aquilo, o mesmo olhou minhas mãos, segui seu olhar, na minha mão pequenas ondas de eletricidade dançavam por ela.

 

A eletricidade me tornou forte, dei um soco no rosto do Theo e a eletricidade espalhou-se pelo seu rosto.

 

-Pois é Theo, que tal você sair daqui.

 

Ele me olhou me desafiando, uma raio desceu dos céus e atingiu uma esquina bem próxima, Theo se levantou e tentou me socar mais desviei, como eu havia adquirido aquelas habilidades?, ele me derrubou no chão.

 

-Suas últimas palavras amor.

 

-Vai pro inferno.

 

-Junto com toda a sua família?, acho que não.

 

“Já chega!, quem ele pensa que é!, estou cansada de ser conhecida por que todos da minha morreram”, eu odeio ele, raios caíram perto da escola, minha respiração estava acelerada.

 

Me levantei depressa e pulei em cima do Theo, ondas de eletricidade se encontravam perto de nós, sentei em cima do seu peito, e comecei a soca-lo.

 

-Quem é você pra falar da minha vida?, não sou eu que forjo a vida perfeita!- um raio caiu no teto da escola-  eu te odeio Raeken!, e eu vou fazer questão de te matar.

 

Ele estava sangrando, dei um último soco, mais forte de todos fazendo raios de eletricidade se espalharam e percorrerem por todo local.

 

Lagrimas quentes se acumularem em meus olhos, me levantei dele e fiquei em pé.

 

-Sai daqui-ele balançou a cabeça-SAI!-gritei e um raio caiu atrás de mim.

 

-Você é um monstro-disse antes de se virar e sair do local.

 

As lagrimas finalmente começaram cair, os raios desapareceram, e eu não tinha a menor ideia de como tinha feito aquilo, me virei para trás e eles tinham uma expressão catatônica.

Eu nunca tinha ficado com tanta raiva, então apenas uma frase veio a minha cabeça, “Você é um monstro!”

 

-Isaac-o chamei e ele me encarou- Você acha que eu sou um monstro?

 

          Socorro! Socorro!.

          A nave está caindo lentamente.

         Eles acham que sou louco, mas não conhecem o sentimento.

         Eles estão todos em volta de mim,

         Circulando como se fossem abutres.

         Eles querem me quebrar e lavar as minhas cores.

         Limpar as minhas cores!.


Notas Finais


Eai gostaram?
desculpe por qualquer erro ok?

Look da Mia: http://www.polyvore.com/cap/set?id=210046103

bjsss até logo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...