História Can you see inside?- 2 temporada - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Kylie Jenner
Personagens Kylie Jenner, Luke Hemmings
Tags 5sos, Kylie Jenner, Luke Hemmings
Visualizações 79
Palavras 2.111
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOOOOIII
Desculpa a demora.
Eu sei que demorei, massss...
Acreditem, vale a pena esperar.
Temos uma surpresa hoje e eu espero que gostem.

Bjinhos.

Capítulo 17 - Surpresa


Fanfic / Fanfiction Can you see inside?- 2 temporada - Capítulo 17 - Surpresa

Entrei naquele avião suspirando.

Sentei na poltrona e coloquei no aleatório. Fechei meus olhos e me concentrei no toque da música.

Estava sentindo aquilo que nós só sentimos quando entramos em sintonia com a música. Aquela vibe...

Até que ouvi algo.

-Ah, puta que pariu.

Olhei para o lado e vi ele me encarando.

-O que você quer, Luke?

-A minha cadeira é ao seu lado.

Revirei meus olhos.

-Então se sente e deixe de frescura.

Ele se sentou com uma cara emburrada.

-Sabe o que é passar um voo inteiro do seu lado? É muito chato.

-Eu sei que seus sentimentos por mim são intensos, e que é muito difícil se controlar quando está ao meu lado lado...

Ele bufou, me cortando.

Eu abri um sorriso vitorioso e troquei a música que passava no meu telefone. Por ironia do destino "She look so perfect" começou a passar.

Eu bufei.

Luke olhou para mim, procurando o motivo para a minha reação. O seu olhar desviou para o celular e ele leu o nome. Já corada, passei a música.

Safety pin.

Passei de novo.

Desconnected.

Bufei novamente e fechei meus olhos, desistindo de encontrar alguma música que não me lembre de Luke ou que não tenha sido feita para mim.

Seria uma longa viagem.


[...]

Senti alguma coisa me balançar.

Abri meus olhos devagar e olhei ao redor, ainda sem saber o que estava acontecendo e onde estava.

Encontrei Luke me encarando com uma feição divertida e me orientei. Estava no avião.

-Como dormiu, dorminhoca?

Revirei meus olhos.

-Por que me acordou?

Ele se levantou.

-Chegamos- Assenti e me levantei- Ah, e tudo bem eu ter te deixado dormir toda a viagem no meu ombro. Sério, nem precisa agradecer.

Arregalei levemente meus olhos.

-Eu... Eu dormi no seu ombro?

Ele assentiu

Abri a boca para falar algo, mas nada saiu. O que eu deveria falar?

-Obrigada.

Ele assentiu e virou de costas, logo saindo do avião.

Fui atrás dele.

-Você está me seguindo?- Ele perguntou.

-Bom, de acordo com o que eu sei, você vai para a minha casa e vai encontrar os nossos amigos. Então, eu vou estar no mesmo lugar que você, que qualquer jeito. Isso não é considerado seguir em meu dicionário.

-Então agora você tem um dicionário?

Revirei meus olhos para o sarcasmo dele.

-Só cala a boca e me segue.

Ele riu e assentiu.

Nós encontramos nossos amigos na praça de alimentação, como era previsto.

-Por que demoraram tanto?- perguntou Arzaylea.

-Ela demorou para acordar- Luke respondeu por mim.

Eles apenas assentiram.

-Meu pai já deve ter mandado algum carro para a gente- Comentei- Vamos para o estacionamento.

Comecei a andar.

Ao chegar no estacionamento, observei os carros. Um carro azul parou em minha frente e logo eu soube que era o meu carro.

Abri um largo sorriso.

-Só podia ser mesmo- Luke comentou.

A pessoa que dirigia o carro abaixou o vidro e eu vi Nanda bem ali.

-NANDA!

Entrei no carro abraçando ela.

-Também senti sua falta- Nos soltamos- Oi pessoas, como vão?

Luke deu a volta no carro e abraçou ela.

-Como vai, doida?

-Muuuito bem- Todos os outros comprimentaram ela e visse-versa-

Tem mais dois carros para levar todos vocês. É só que eu pensei que Ceci ia gostar de andar nesse bebê aqui.

Meu sorriso se alargou quando ela foi para o banco do passageiro e me deixou dirigir.



[...]

Todos nós já tínhamos entrado na casa e os casais já tinham escolhido seus quartos. Meu pai estava no trabalho, assim como os meninos.

Só de pensar que eu ia rever o Harry, chega ficava ansiosa.

Eu estava bem distraída na piscina, tanto que nem percebi a chegada de Calum.

-Hey maninho.

Ele piscou o olho para mim e entrou na piscina.

-Tô precisando falar com você.

-Use o tempo que quiser.

Ele abriu um sorriso nervoso.

-Eu acho que tá na hora de dizer para o fandom quem é Natally. E a nossa filha. Sabe, eles são muito importantes para mim, me sinto mal por esconder algo assim. E fora que... Ela é parte da minha vida. Eu preciso que todos saibam quem ela é.

Alarguei meu sorriso.

-Como pretende fazer isso, garanhão?

-Eu tava pensando em fazer uma live e falar sobre ela e tal. Talvez... Pedir ela em casamento.

Dei um grito.

Ele tapou minha boca com a mão. Meus olhos continuaram arregalados e minha expressão era bem surpresa.

Ele soltou a mão da minha boca aos poucos.

-Calma, não chame atenção. É surpresa.

-Omg, eu não acredito. Meus bebês vão se casar. Vocês vão se casar. Puta que pariu. Vocês vão se casar. Ally entrando na igreja e mandando você tomar no cu por ser tão fofo. Eu vejo. Galera, eu vejo isso. Meu Deus, vocês vão se casar. Eu vou enlouquecer. Eu estou enlouquecendo. PUTA QUE PARIU!

-CECÍLIA!

Respirei fundo.

-Ok, ok. Eu tô calma. Eu estou muito calma- Suspirei- Como você vai pedir?

-Eu não sei... Ainda. Eu pensei em ser surpresa. Sei lá, chamar ela para sair e aí você fica com ela no quarto, até que eu fale um pouco com as pessoas que estão assistindo a live e mande uma mensagem para você. Aí você desce com ela e ela vai ver lá, eu falo algo bonito, peço ela em casamento e... Pronto.

Alarguei muito meu sorriso.

-Eu estou muito feliz por vocês. Vocês não tem noção.

-E é por isso que eu queria que você seja a minha madrinha do casamento.

-O que?

-Sim. Eu sei que Nath não vai te chamar, porque ela já vai te chamar para ser madrinha da nossa filha. Porém, você é a minha irmã e eu não consigo pensar em alguém melhor.

-Eu nem sei o que dizer, Cal.

-Diga sim.

-Sim, claro, óbvio, lógico. Mas é claro que sim, eu aceito.

-Credo, parece que você tá aceitando meu pedido de casamento.

Comecei a gargalhar.

-Eca!

-Eca!



[...]

-Allyenígena- Falei abrindo a porta do quarto dela e entrando. Ela estava quase dormindo, mas abriu os olhos e me encarou.

-Oi?

Abri um sorriso.

-Cal pediu para você ir se arrumar- Ela assentiu- Eu vou te ajudar. Vá tomar um banho, eu vou escolher sua roupa.

Ela se levantou e foi para o banheiro. Fui até o guarda roupa e separei um vestido longo. Ele deixava claro que ela estava grávida, o que eu considerei bom.

Era costas nuas e vermelho sangue. Separei uma sapatilha preta, já que ela não pode usar salto.

Me deitei na cama e esperei ela sair do banheiro.

Ela saiu de lá só de lingerie e eu percebi o tamanho da barriga dela.

-Ally!- ela me encarou - Você está enorme!

Ela sorriu.

-Eu não conseguia nem me segurar para não cair com o meu próprio peso imagine com o peso desse neném- Disse rindo- Gorda!- Fez aquela voz automática que ao fazemos com os bebês e com os animais fofinhos.

Ri dela.

-Você vai ser uma ótima mãe.

-E você uma ótima madrinha.

Sorrimos uma para a outra.

-Não me faça chorar. Prove logo o vestido que eu separei. Ah, e tire o sutiã.

Ela assentiu e fez o que eu disse.

Provou o vestido, que por acaso ficou lindo.

-Cal não vai querer que eu use.

-Calum não tem que querer nada, quem vai usar é você.

-Não, não é por isso. É só que... Deixa a barriga bem nítida, e como nós vamos sair... Ele não quer que todos saibam. Você sabe, a mídia cai em cima e fode tudo.

-Hoje, ele não vai se preocupar com isso.

-Ele diz que é por minha segurança. Arzaylea sofre muito na mão do fandom.

-Arzaylea não é você. E... Vamos lá, eu te prometo que ele não vai se importar. O máximo que vai acontecer é ele ficar puto por não poder arrancar esse vestido de você e enfiar outra coisa. Algo mais duro e...

-Ok, Sun. Eu entendi.

Nós rimos.

-Quantos meses?- Perguntei olhando para a barriga dela.

Ela alisou a barriga, fazendo carinho.

-6, mas parece que foi ontem...

-Credo, vocês não transam desde que você fez ela?- Apontei para a barriga dela.

Ela gargalhou.

-Claro que não, mas essa noite foi especial.

-O que teve de especial? Trocaram as posições ou foi a primeira vez sem camisinha? Já sei, fizeram 69.

Ela revirou os olhos.

-Aff sun, você corta qualquer clima romântico. Ninguém merece.

Gargalhei.

Ela se sentou na cama.

-Faz minha maquiagem?- Pediu.

-Com prazer, dona do conto de fadas.

Ela sorriu.

Fiz a pele dela, um delineado bem puxado e coloquei um batom nude. Caprichei no iluminador, porque iluminador é um iluminador.

Enfim, terminei a maquiagem d comecei a secar o cabelo dela e bagunçar. Ela riu e se levantou.

-Vou descer.

-Espera!

Ela me encarou.

-Busca para mim a sua... Escova de dente. É isso, sua escova de dente.

-Para que você quer a minha...

-Só pega logo.

Ela assentiu e foi pegar.

Enquanto ela ia, peguei meu celular.


"Ela já tá pronta. Posso descer com ela?"

Segundos depois, Ellie respondeu.

Ellie- Não, enrola mais um pouco.


-Merda!- Murmurei para mim mesma.


"Manda alguém subir para me ajudar a enrolar ela"

Ellie- Ok

Ellie- Lola tá subindo.

"Ok"

Ally voltou com a escova de dente e me deu.

-Ah, é isso mesmo que eu pensei.

-O que?

Odeio o fato de Ally sempre fazer perguntas.

-É laranja, a cor. Eu pensei que era laranja e ela realmente é.

Ela arqueou uma sobrancelha.

-Ok, o que está acontecendo?

-Hm, nada.

-Nada? Você...

A porta foi aberta com tudo.

-MEU DEUS, O MEU PÉ. VAI CAIR, CERTEZA. AI MEU DEUS, EU VOU MORRER. ME DIZ QUE EU NÃO VOU MORRER. EU NÃO QUERO MORRER.

Eu queria rir.

Queria gargalhar ao ponto de sentir meu estômago saindo do meu corpo.

Mas entendi a tática de Lola e resolvi entrar no jogo.

-Nossa, Lola, o que foi?- Corri para "ajudar" ela.

Ah veio comigo e nós ajudamos a Lola, que mancava, até a cama de Ally.

-Eu vinha dizer que Calum já estava te esperando e acabei tropeçando. Eu saí rolando a escada inteira e quase que deixava meu pé para trás. Acho que ele virou três vezes. O osso deve ter saído do local e eu senti algo escorrendo. Eu não quero nem olhar, deve ter muito sangue.

Eu queria rir, mas me segurei.

-Bom, Lola, o seu pé não parece estar tão mal. Cal está me esperando, então, você pode ficar com ela, Sun?

Lola se jogou no chão.

Juro, do nada, ela simplesmente jogou a cara dela no chão.

Ally levou um susto.

-Lola, o que é isso?

Ally ajudou Lola a se levantar.

-Ela caiu- Respondi.

-Eu caí? Você me deixou cair- ela disse para mim- Tá vendo por que não pode me deixar sozinha com ela, Nath? Fique só mais um pouco, Cal não vai se importar.

Como que ela consegue ao menos pensar nessas coisas?

Ally assentiu e sentou Lola na cama.

Meu celular apitou.


Mike- Pode descer ela.

"Descendo"


-Calum disse que não pode esperar- Falei alto- Vamos descer também, Lola.

Lola assentiu e começou a andar normalmente, algo que me fez gargalhar.

-Lola, seu pé não estava machucado?- Ally perguntou.

-E daí? Eu sou uma vampira, meus machucados se curam rápido- Apontou para o pé- Viu? Nem tá mais sangrando.

E saiu andando.

-Ela sabe que o pé dela não sangrou em nenhum momento, né?- Ally perguntou para mim, dei os ombros.

-Vamos descer, Allyenígena.



POV Calum Hood.

Já estava pronto, com um terno e com meu celular ali apontado para nós.

O Instagram estava no da banda, e todos nós estávamos no sofá.

-Vai, Calum, liga logo essa porra- Mari disse impaciente.

-Calma, eu estou nervoso.

-Liga logo, Cal. Você sabe como Nath é- Ash disse.

Assenti e liguei a câmera.

-Oi, nós somos 5 seconds of Summer- Falamos juntos.

-E temos uma novidade- Mike disse.

-Não tão nova assim- Luke comentou, nós rimos.

-Bom, eu vou contar algo sobre minha vida pessoal para vocês. Algo muito, muito importante e espero que vocês entendam e até gostem.

-Conta logo, Cal- Ellie disse- Lia mandou mensagem e pediu para alguém subir para ajudar ela.

-Eu vou- Lola disse e subiu as escadas.

-Bom, há muito tempo eu conheci alguém- Comecei- E esse alguém é muito importante para mim, vocês já devem saber disso. Vocês só não sabem quem é essa pessoa, e a culpa disso é minha. Eu não queria que a mídia caísse em cima dela e ainda mais agora. Porém, existem algumas coisas na vida que valem a pena arriscar. E eu cansei de esconder algo, ou alguém, tão importante para mim. E pior ainda, eu não quero esconder uma pessoa tão importante para mim, de pessoas tal importantes para mim. Vocês, 5sosfam, são minha família e por isso, vocês devem conhecer o novo, não tão novo, membro da nossa família.

-Lia pediu para você se apressar- Mike disse- Peço para elas descerem?

Assenti.

Ficamos em silêncio por um tempo. Eu estava me corroendo de nervosismo e ansiedade.

E se ela não aceitar? E se ela ficar com tá? É muito cedo? E muito tarde? E se ela me se espantar e me deixar? Como vou viver sem a garota que eu amo e minha filha?

Eu preciso de uma resposta.

E logo.

Ouvi alguém tossir e subiu meu olhar. Era ela.

Natally estava mais bela do que nunca, se possível. O vestido que ela usava estava claro que havia um bebê ali.

O meu bebê.

Minha filha.

E ela estava gata pra porra.

Eu não conseguia tirar meus olhos dela. Até que ela desceu totalmente a escada.

-Cal? O que está acontecendo aqui?

Virei meu rosto e olhei para a câmera.

-Eu apresento a vocês as duas mulheres da minha vida, Natally Bennett e nossa filha de 6 meses.


Notas Finais


E AÍ??????
Espero que tenham gostado e até o próximo capitão

PS1: temos mais surpresas.
PS2: Merdas estão perto de acontecer. Preparem o psicologico.

Amo vcs❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...