História Can you see inside? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Kylie Jenner
Personagens Kylie Jenner, Luke Hemmings
Tags 5sos, Kylie Jenner, Luke Hemmings
Exibições 17
Palavras 2.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola, pessoinhas que estão lendo minha fanfic.
Novamente, eu não tenho para falar, entao...
Boa leitura!

Capítulo 2 - Hey, bitches!


Fanfic / Fanfiction Can you see inside? - Capítulo 2 - Hey, bitches!

 

P.O.V. Cc

 

Provavelmente hoje é quarta, ou quinta, ou sexta. Na verdade eu não tenho ideia. Não sou muito bom com essas coisas de dia e tal.

A única coisa que eu sei é que acordei com bom humor matinal. Sim, sou dessas que acordam com bom humor. Assim que abri o olho, olhei para o lado e vi uma garota lá. Olhei para debaixo das cobertas, sem roupa. Não dei muita atenção, deve ser alguém da noite de ontem.

Caso vocês não tenham entendido, eu sou bissexual. Na verdade, eu e Sky. Mas a gente nunca se pegou. E eu não costumo pegar todo mundo, não por falta de opção, mas simplesmente porque eu não quero.

Sai devagar e fui ao banheiro. Aquela dor de cabeça veio e entendi que eu estava de ressaca, fora que eu não me lembro de nada. Só sei   que fui para uma festa ontem e bebi pra caralho.

Tomei um banho bem relaxante e desci para fazer o café.

Cheguei lá em baixo, V e Ally estavam discutindo o filme que iam assistir.

- O que você tem contra filmes românticos? São bem legais! – V falou para Ally– Você que é fresca. Meu Deus.

 

- Você só assiste isso! Romeu e Julieta para cá, Romeu e Julieta para lá. Para garota- Ally fala fazendo uma vozinha diferente- vamos assistir outra coisa!

 

V ia responder, mas eu interrompi.

- AI caralho. Parem com isso – falei – alguém sabe quem diabos é aquela garota que tá lá em cima? Não tava com cabeça para ver isso.

Elas se olharam e começaram a rir.

- BOOAA SUNNNN- V gritou fazendo com que meus ouvidos apitassem e minha cabeça parecesse que ia explodir. Ally riu ainda mais.

- a noite foi boa, né?- Ally falou rindo

- Ô crianças, vocês podem não gritar? Eu tô morrendo de dor de cabeça- falei ríspida, indo me sentar no sofá – qual é? Eu não faço a mínima ideia de quem é aquela menina!

- Eu fiquei muito bêbada, não sei- Ally me respondeu- Nós trouxemos alguém da festa de ontem. Disso eu me lembro. Inclusive, eu peguei Jack Miller, ele tá lá em cima- falou dessa vez rindo nos levando a fazer o mesmo.

-Eu não fiquei bêbada ao ponto de esquecer- V disse – Você trouxe Camila cabello.

EITA CARALHOOO

Peguei uma das meninas mais gostosas da nossa escola (a qual nós todas saímos e aquela festa era nossa despedida).

V provavelmente pegou ninguém porque tá namorando um menino lá de Sydney. Por que diabos tão longe? Moramos no Brasil, a menina vai e arranja um garoto de outro continente.

 

Fiquei uns 10 segundos calada, raciocinando.

- Vai ficar calada?- Ally perguntou.

-Não acredito que transei com a Cabello e não me lembro- elas riram- essa deve ter sido a melhor foda da minha vida!

Nós gargalhamos e nesse mesmo momento, ouvimos alguém dizer:

- a gente pode repetir se você quiser- Camila desce a escada falando e rindo- Bom dia meninas!

- Bom dia Camilla- elas falam em uníssono

- se quiser, é só ligar- me pronunciei.

Ela riu e assentiu.

- bom, agora eu preciso ir- ela disse e deu um abraço nas meninas. Veio até mim sussurrou no meu ouvido- deixei meu numero em cima da sua cama.

Eu me arrepiei e quando ela percebeu, soltou um risinho.

Saiu e as meninas começaram a gargalhar.

- MEU DEUS- V falou rindo- MELHOR CENA!

Rimos e fui andando para a cozinha, as meninas me seguiram. A conversa foi rolando, comecei a fazer o café – tapioca e vitamina de morango. Nós começamos a comer.

- gente- Chamei a atenção delas- se aqui foi assim, imagine lá na casa da Sky e da Ellie.

Começamos a gargalhar

-Deve tá só a orgia- Ally falou e nós rimos mais ainda. V riu tanto que caiu do banco e ficou lá jogada, já estávamos quase morrendo de rir da cena. Nesse momento Miller desceu as escadas e nos olhou com a testa franzida.

Começamos a rir da cara de V quando ele a encarou no chão, com uma cara de “essas são as amigas da menina que peguei ontem? Eu ein”. V se levantou nas pressas e começou a ficar vermelha. Que fofa.

 Miller deu um risinho malicioso para Ally, a mesma ficou corada e olhou para baixo na tentativa de esconder o rosto rosado. Ri da cena, esse povo só sabe ficar com vergonha.

- Bom dia Miller- fui a primeira a falar, para quebrar aquela clima- quer tomar café?

Eles assentiram e se sentaram. Mas o clima continuou do mesmo jeito, e Miller se pronunciar. Que eu saiba foi só sexo, para que tudo isso?

O clima tenso foi cortado ao meio, quando Miller se pronunciou.

- Meninas, eu tenho que ir. Tenho treino de basquete- ele falou e nós assentimos. Levantou-se e seguiu em minha direção, deu um abraço em mim e depois em V. Logo em seguida roubou um selinho de Ally e riu da reação dela, surpresa. Seguiu para a porta da casa e foi embora.

 

Continuamos a comer normalmente e em silencio. Não é porque fui eu que fiz, mas a comida estava divina, deus do céu, o que era aquilo.

- Gente- V falou- só queria dizer que a gente se muda hoje de madrugada.

 

Merda. Esqueci esse pequeno detalhe.

Nós iriamos nos mudar para Sydney- Austrália, pois nossa amiga estava apaixonada por um menino de lá, acho que já citei isso. E como nós somos as melhores amigas do mundo, vamos com ela. Todas. Eu, Ally, Sky, Ellie e ela. Afinal, por que ficar nessa cidade? Nada mais nos prende aqui.

Vi que Ally também tinha se esquecido, e V nos olhou com uma cara feia.

- olha, foi mal- falei- Talvez eu não tenha feito minhas malas, e talvez eu tenha esquecido. Mas agora eu lembrei.

- Meu deus, vocês esquecem tudo – falou com raiva, mas respirou e falou calmamente- Ainda dá tempo de arrumar tudo. Saímos de 19h, são 11h. De 17h30 sairemos daqui, em direção ao aeroporto.

Depois se levantou e saiu da cozinha, Deixando eu e Ally sozinhas lá.

- ok- Ally disse- Ainda dá tempo de ir à casa de Kath e Dani.

Assenti. Tiramos a louça da mesa e Ally foi lavar. Subi para trocar de roupa, depois ela faria isso. Coloquei um short curto rasgado, um blusão, uma sandália e prendi meu cabelo em um rabo de cavalo, peguei meu celular, e desci as escadas em direção à sala.

Cheguei e me sentei no sofá, esperando pelas meninas. Peguei o celular e comecei a mexer.

Tinha mensagem dos grupos, de Sky, umas pessoas ai, e minha irmã mais velha.

 

Xx WPP ON xX

 

Sister: vc viaja hj ne? Vai msm me deixar aq? E o papai e a mamãe? Onde ficam?

Eu: Hey honey, bom dia! Vc mais que ngm sabe que eles n se importam. Essa cidade já deu p mim. Vc bem que podia ir p Sydney cmg, mas n qr

Sister: sinto muito por isso. Q hrs vc viaja?

Eu: 19h eh o voo

Sister: Estarei la. Love you!

Eu: bye, sister.

 

Xx WPP OFF xX

 

Lana, minha irmã, é a única pessoa da minha família que se importa comigo. Não, isso não é drama. Eu odeio drama. As pessoas me odeiam desde um fato que eu não gosto de me lembrar. Mas ela sempre foi a filha favorita, ela e Nanda. Mas eu não preciso do amor deles, eu tenho amor próprio, o amor de Lana, e o amor das minhas amigas. Foda-se o resto.

 

Ally desceu, e logo depois V. Saímos de casa e atravessamos a rua. Tocamos a campainha e esperamos cerca de 5 minutos, logo depois a porta se abriu, com uma Sky de short e sutiã e um cigarro na boca. Como Ally disse: só a orgia. Tinha dois meninos lá atrás, e uma Ellie mexendo no celular.

-hey, bitches!- falou com um sorrisinho malicioso- bem-vindas a minha casa!

- ok. Vou indo- V voltou para casa e nós rimos. Roubei o cigarro da boca de Sky e ouvi um “ei” como reclamação. Ri e entrei na casa, sendo seguida por Ally, que se mantinha calada até o momento, e Sky fechando a porta.

-Oi gente!- Ellie falou com um sorrisinho quando percebeu nossa presença. Ela estava mexendo no celular como se nada tivesse acontecendo. Gente tem dois garotos de cueca na casa dela, e ela tá lá, normalmente.

- oi Ellie- eu disse rindo dessa situação, me virei e forcei um sorriso- oi meninos!

Eles falaram um “oi” como resposta e eu assenti. Com pessoas desconhecidas não sou muito simpática. Pelo menos dessa vez eu falei e sorri.

Sentei-me do lado de Ellie, Ally ficou em pé e Sky foi pegar outro cigarro, depois de 5 minutos, voltou com um maço de maconha.

-a viajem é hoje- Ally comentou, mas no fundo ela estava avisando- as mala de vocês já estão prontas?

- Já menina, tu é doida?- Sky falou rindo- As minhas já estão prontas desde semana retrasada.

Ri, ela é muito louca. Isso sim.

- a minha também. Que horas a gente vai viajar mesmo?- Ellie falou

- Dani, quem comprou a passagem foi você!- Ally respondeu rindo

_ foi?- Ellie respondeu e nós rimos. Essa menina esquece tudo e nós rimos de tudo.

- enfim, de 17h30 sairemos para o aeroporto, estejam prontas - respondi- E Ellie, não esqueça a prancha de surf. A Austrália tem ondas maravilhosas.

- Lia, você só pode estar doida. Acha mesmo que eu vou esquecer meu bebê? – Ellie disse e nós gargalhamos.

A campainha tocou, esperei alguém ir. Vi que nenhuma das moradoras da casa foi e sim Ally, Vimos V lá parada, onde a mesma entrou e sentou no sofá.

- odeio ficar sozinha- ela murmurou irritada. Ally voltou e continuou em pé perto da TV- não se esqueçam de avisar aos seus pais que vamos viajar hoje. E que se quiserem vão ao aeroporto de 18h ate 18h30. Menos Sun e Ally. Não quero briga hoje. Tenho que tá linda para Ashton, e vocês e seus pais vivem brigando

Automaticamente virei minha cabeça para olhar Ally e vi que ela ficou de cabeça baixa, ela fica mal com essas coisas. Eu sou não sou sentimental, já Natally é, e isso machuca ela. Só Ivy não percebe. Levantei-me, fui até lá e a abracei, com a intenção de reconforta-la.

- caralho, Ivy!-falei irritada- controla a merda dessa boca. Você sabe que esse é um assunto delicado para Ally. Só fala merda.

-Minha amiga, eu só falei a verdade- falou dando os ombros- Ela que é muito sentimental.

-Experimenta passar por um terço do que ela passou- Respondi- Depois venha com suas bobagens.

 

O Ruim de Ivy é esse, ela fala verdade até demais. A boca dela não conhece a palavra “limite”. Isso irrita muito. Ela acaba machucando as pessoas e não percebe, nem pede desculpa, principalmente se tratando desse assunto. Ela é uma ótima amiga, mas é daquelas que você tem que mandar calar a boca mil vezes por dia.

Depois daquele clima tenso e olhares fuziladores, eu disse para Ally que nós iremos andar de skate, para nos acalmar. Nos despedimos das meninas com simples “Tchau”. Saímos da casa de Sky e Passamos na nossa casa (que era na frente da delas) para pegar os skates- que é o skate de duas rodas/ wave/ snake/ chame do que quiser. Se não souber qual é, pode pesquisar no google- e fomos em direção ao meu carro.

 

Eu, Sky e Ivy somos as únicas que dirigem. Eu, pois corria em rachas desde que eu tinha 15 anos para ganhar dinheiro, isso depois que eu saí de casa. Digamos que todas tinham que dar uma parte do dinheiro para pagar a casa. Eu dirijo moto e carro, inclusive tenho os dois. As meninas não sabiam do racha, mas elas descobriram. Ivy, pois os pais ensinaram e Sky, pois eu ensinei. Ela foi a um racha, me viu, e pediu para eu ensinar, assim eu fiz.

Dirigi até a pista de Skate, que ficava a uns 10 minutos dali e nós saímos do carro.

Andamos de skate a tarde toda, até que deu a 15h00. Fomos para casa, pois eu ainda ia arrumar minhas malas.

Chegamos, eu fui direto para meu quarto e arrumei minhas malas, colocando tudo que era necessário, incluindo dinheiro.

 Logo depois tomei um banho e me arrumei para ir ao aeroporto.

Minha prancha, minha moto, meu carro, meu skate, a prancha da Ellie, carro da Ivy, e skate da Lay, iriam depois.

Chegamos de 18h20 no aeroporto. Fomos fazer o check-in e essas coisas, colocamos as malas naquele negocio que eu não sei o nome e fomos para a praça de alimentação. Eram 18h37.

Olhei e vi que alguém me cutucou. Quando olhei para trás, vi Lana.

- SISTER- ela me abraçou e assim que o fez, vi quem eu não gostaria- o que eles estão fazendo aqui?- falei a vendo ficar tensa

- Olá querida!- aquela mulher falou- não vai dar um abraço na sua mãe?


Notas Finais


Espero que tenham gostado! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...