História Canadian Horror Story - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter, American Horror Story, Cameron Dallas, Evan Peters, Justin Bieber, Melanie Martinez, Nash Grier, Nina Dobrev, Shawn Mendes, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Evan Peters, Justin Bieber, Katherine Pierce, Melanie Martinez, Nash Grier, Nina Dobrev, Shawn Mendes, Tate Langdon
Visualizações 35
Palavras 2.623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii gente,quanto tempo não é msm??
Em minha defesa eu estou muito mal,tive que ficar na cama o dia inteiro.
Mas acho que semana que vem eu vou estar melhor.
Ah e todos os mistérios da Fanfic Vão ser resolvidos em breve.
Como quem é o desconhecido
Quem é o suposto anjo(apesar de eu estar colocando a resposta na cara de vocês de quem é ele)
E aqueles mistérios da mãe da Lily (Katherine kkgjfkf)
Ah e ainda tem o pai da Lily,e um montão de coisas a serem descobertas.
E desculpa se o capítulo estiver ruim,eu mal to enxergando kkgjfkf foi difícil escrever kjjkk

OBRIGADA PELOS 60 FAVORITOS ❤❤❤

Capítulo 11 - Almas vivas


Fanfic / Fanfiction Canadian Horror Story - Capítulo 11 - Almas vivas

Ela ficou me olhando por um tempo até que lágrimas sairam de seu rosto. Eu também estava feliz mas tudo parecia tão estranho.


- Como está seu pai? - Ela perguntou limpando o rosto.


- Bem,eu acho - Considerando que ele está com outra pessoa e nunca me deu atenção.


- Ele cuidou de você direito? - Ela me olhou com uma expressão seria,como se quisesse uma boa resposta.


- Sim. - Engoli seco. - Vamo embora - Falei mudando de assunto.


- Eu não posso sair daqui.


- Porque? - Perguntei e enquanto esperava uma resposta, rapidamente mandei uma mensagem para o Cameron me encontrar.


- Não tenho pra onde ir ...


- Claro que tem! Pode ficar na minha casa lá tem bas... - Ela me interrompe.


- Não quero que seu pai fique sabendo de mim,não quero que ele saiba que estou aqui. - Depois dela terminar de completar a frase o Cameron apareceu preocupado.


- Está tudo bem. - Falei com um sorriso repentino.


Expliquei pra ele que ela era minha mãe,e falei que certas pessoas não poderiam saber que ela estava aqui. Não me referi só ao meu pai,mas a Shawn também.


- Você pode ficar na minha casa. - Cameron ofereceu.


- Seus pais não vão...


- Eles não ligam...é sério - Cameron me olhou me lembrando que pode fazer os pais aceitarem.


- Tudo bem então. O que você acha... - Não sabia o nome dela. E não me sentia confortável a chamando de mãe,era tudo novo pra mim.


- Rose - Ela disse sorrindo - Olha eu não sei se vão deixar eu sair daqui.


- Eles vão - Falei segurando a mão dela e então fomos para a porta.


Foi bem simples tirar ela dali,simples como passar pela porta. Ninguém se manifestou.


Quando ela saiu fechou os olhos em direção ao sol e respirou fundo.


Cameron e eu ficamos observando ela. Eu estava feliz,uma felicidade estranha. E Cameron estava sorrindo talvez ele esteja feliz em ter ajudado.


Ela logo juntou nós dois para um abraço nos apertando bastante.


- Nem sei como agradecer vocês - Ela disse e então abraçou Cameron individualmente. - Obrigada - ela falou baixinho. Aquilo foi estranho,eles já se conheciam?


- Vamos pra casa? - Cameron perguntou me tirando dos pensamentos confusos.


Eu apenas assenti com a cabeça e então entramos no carro.


- Então foi você que me deu aqueles bilhetes? - Perguntei a Rose.


- Mais ou menos foi difícil conseguir fazer com que eles chegassem a você. Mas deu certo - Ela sorriu.


Chegamos a casa do Cameron ela era bem grande, quando Rose entrou parecia que já conhecia ela. Isso era muito estranho.


- Lembra da festa da Kriss,melhor você ir senão ela vai ficar chateada. - Cameron me falou quase que me empurrando pela porta.


- Tá,tudo bem,mas eu ainda preciso saber de tanta coi... - Ele fechou a porta. Sério isso?


E ele tinha me entregado a chave do carro dele.


- Toma isso de volta eu não sei dirigir! - Gritei - Vou pegar um táxi.


- Então tá - Ele pegou a chave e entrou de novo.


Okay então vamos pra festa.


Peguei meu celular para saber se Shawn ia.

Lily: Você vai a festa da Kriss?

Shawn on


Shawn: Não sei,se você for eu vou.

Ao chegar em casa respirei fundo e subi para o meu quarto.


Era bom ter a casa só pra mim,quer dizer,eu estou acostumada com isso a tanto tempo mas ainda sim é bom.


Eu conheci minha mãe. Eu ainda nem estou acreditando nisso,estou sorrindo desde que sai de lá apesar das coisas estranhas.


Ao entrar no quarto vou logo para o banheiro tomar um banho.


Enquanto a água cai sobre meu corpo eu deixo todos os acontecimentos de hoje sumir por pelo menos um segundo. Queria estar bem hoje na festa. Nada vai atrapalhar.


Coloquei um vestido preto e curto que Kriss havia escolhido pra mim. Apesar da roupa ser simples eu estava bem,eu acho.

Shawn: Já está pronta?


Lily: Um minuto.

Guardei o celular em uma bolsa e desci as escadas.


Ele já estava lá me esperando.


- Você está linda! - Ele disse e me beijou,eu nem tive tempo pra dizer algo,só pude analisa-lo e ele também estava lindo.


Foi um beijo longo e bom, daqueles que sempre me lembravam o que eu sentia por ele.


Em momentos era algo incerto mas em outro era só o que eu precisava.


- Eu estava pensando em sairmos na segunda. - Ele segura minha mão e andamos em direção ao carro. - Um encontro. - considerando que nunca saímos a não ser por essas festas seria algo interessante. Eu realmente estava animada com tudo isso.


- Eu adoraria - Falei e ele sorriu.


Conversamos no carro,coisas aleatórias e então chegamos na casa de Kriss. Estava tudo cheio e luzes e adolescentes.


Fomos para o quintal onde tinha a maioria das pessoas. Shawn saiu um pouco,ao que parece foi conversar com uns amigos.


- Lily! Você veio,não respondeu minhas mensagens o dia todo fiquei preocupada. - Kriss disse me abraçando tentando equilibrar o copo que segurava,cheio,como sempre. - Vai beber? - Ela me ofereceu o copo, provavelmente ela já estava bêbada.


- Não. - Recusei o copo e então peguei uma garrafa que estava na mesa ao meu lado.


Virei aquele líquido que queimou um pouco minha garganta,o gosto do álcool sobre minha língua que dificultou eu sentir o sabor da bebida. Eu nunca bebi,não tanto assim,acho que na minha vida inteira eu só devo ter tomado meio copo de vinho.


- Nossa! - Kriss falou quase engasgando - Falaria para ir com calma mas me lembrei de que sou eu quem está falando - Ela riu de si mesma e seu riso me contagiou. Eu experimentei outras bebidas e Kriss ficava lá só para saber minha reação com cada uma delas.


Já tomada pelo efeito do álcool eu e ela fomos dançar.


Shawn apareceu com uma expressão seria mas eu ignorei e então o beijei.


- Você bebeu não é? - Ele perguntou me fazendo rir,eu e Kriss trocamos olhares e não dissemos mais nada. Eu apenas continuava ignorando o mal humor repentino dele e continuei dançando.


Cameron chegou na festa acompanhado da Melanie. Ficamos de boca aberta, Melanie nunca ia em festas.


- Olha,se você continuar sendo grosso assim eu vou dançar com outra pessoa. - Falei para o Shawn que me ignorou.


Eu me afastei dele e procurei outra garrafa.

Diferente da minha festa ninguém estava na piscina então eu tomei um impulso tirei meu vestido e pulei.


Todos ficaram me olhando e então pularam também.


Eu falei pra mim mesma que me divertiría de alguma maneira,e não é só porque Shawn está estranho que eu vou quebrar minha promessa.


A festa seguiu normal,eu já perdi a conta de quantos copos tomei.


- Você realmente está se divertindo bastante - Kriss falou quase gritando em meu ouvido por causa da música alta.


- E parece que ela também - apontei para Melanie que estava na piscina junto com Cameron e Kriss revirou os olhos. - Cadê seu namorado? - Perguntei olhando em volta.


- Terminamos - Ela falou sem se importar.


- Nossa...eu s...


- Não sinta. Eu não ligo pra ele,sério!


Voltamos a festa,ela durou até às 02:00


Enquanto todos iam embora Cameron permaneceu lá. Melanie foi pra casa e então ele veio em minha direção.


- Chega de beber - Ele disse tomando o copo da minha mão.


- Qual seu problema eu estou tentando me divertir!


- Você vai acabar se divertindo no hospital você ja bebeu de mais - Senti uma tontura forte e quase cai se não fosse por Cameron que me segurou. - Viu só? Vou te levar pra casa.

                   ***


Já estava pronta para dormir,Cameron ainda estava lá só para saber se eu ficaria bem. Tirando a dor de cabeça,e as vozes eu estou ótima.


- Bebe isso - Era um copo com um líquido estranho. Bebi um pouco e quase vomitei


- O que é isso? - Fiz uma cara de nojo.


- Sangue de vampiro. Pra curar a ressaca antes que ela apareça. Vai ajudar... - Pensei duas vezes e então bebi. Tinha um gosto amargo.


- Bom já fiz o meu trabalho você está bem e em casa,até amanhã - Ele disse indo em direção a porta do meu quarto.

"Agora somos só nos dois" "Está preparada?"


Depois disso ouvi uma risada estranha,deve ter vindo da minha cabeça mas parece ter saído de todo o quarto.


Ele começou a escurecer e eu entrei em pânico.


- Não! - Gritei antes que Cameron pudesse fechar a porta. - Fica aqui! Por favor


- Por que?


- Eles estão aqui! Eu não... - Ele veio em minha direção preocupado - Se eu ficar sozinha eles vão me matar - Lágrimas sairam de repente do meu rosto,eu estava em desespero minhas mãos estavam frias e eu mal conseguia pensar


- Tudo bem! Calma! Eles não podem te matar eu estou aqui - Ele falou se sentando do outro lado da cama.


- Eles vão sim...quando eu dormir...eu vou pra lá... - Eu não conseguia paz em meu corpo. - Preciso fazer isso antes que eles façam ! - Peguei qualquer coisa que eu encontrei e comecei a apertar meu pulso, enquanto eu sentia a dor aparecer as lágrimas aumentaram


Cameron pegou aquilo da minha mão e me abraçou.


- Calma - Ele disse com uma voz doce.


- Eu preciso de remédios - Me lembrei dos remédios que eu tomava antes de dormir.


- Não. Você não precisa. Lembra da sua mãe,você conheceu ela hoje. Pense nela,pense em qualquer coisa por um segundo pra se acalmar.


- Controla minha mente,faz eu esquecer a dor. - Falei ainda tentando controlar as lágrimas

- Sua habilidade está aumentando,eu já não tenho mais poder para te controlar,mas você pode controlar você mesma,você sabe disso. - Ele passou as mãos sobre meu cabelo - Prenda a respiração e solte. - Falou pausadamente.


- Não consigo. Não consigo. - Algo começou a subir dentro de mim,como se fosse me destruir. Eu já sentia estar morrendo. Não conseguia simplesmente inspirar e expirar.


Ele segurou meu rosto em suas mãos e me beijou. Foi diferente e estranho mas quando nossos lábios se separaram eu respirei fundo e senti paz.


Comecei a inspirar e expirar já estava me sentindo mais calma.


- Obrigada - Falei quando me senti de volta ao meu corpo.


Ele segurou minha mão e me guiou até a cama.


- Você precisa dormir.


- Eu sei mas eu...


- Só tenta. Fecha os olhos, eu vou ficar aqui


Ele ficou ao meu lado até eu pegar no sono.


Antes de dormir eu sussurrei algo a ele.


- Obrigada - Falei e ele assentiu com a cabeça com uma expressão ainda preocupada.


Ele me beijou para me ajudar ou porque...

                   ***


Acordo com uma caneca e um bilhete ao meu lado

"Você dorme que nem um anjo. Beba mais um pouco de sangue de vampiro vai ajudar. E fique longe dos remédios.


Ah e venha visitar sua mãe antes do seu pai chegar a cidade."

Virei a caneca e fiz uma careta ao sentir o gosto amargo do sangue.


Fiz minhas higienes matinais, e no meu banheiro tinha mais um bilhete.

"Não se esqueça de comer algo eu sei que você sempre deixa o café de lado."

Por um dia decidi obedecer os bilhetes mas não tinha nada na minha geladeira então fui a uma cafeteria. Chamaria o Shawn mas ele anda estranho.


Enquanto tomava um café com creme e chocolate chequei minhas mensagens.

Pai: Mudança de planos vou chegar aí as 18:00 mais ou menos,não conseguimos um avião para o dia.

Kriss: Você está bem? Nunca bebeu tanto

Shawn: Desculpa por ontem,é sério,eu prometo que vou te recompensar,eu faço qualquer coisa.

Cameron: Dormiu bem?

Respondi as mensagens,menos a de Shawn,não queria falar com ele,não agora.


A única pessoa que eu realmente queria responder agora era o Cameron,ele me ajudou muito ontem.

Lily: Estou indo aí ver minha mãe. Meu pai vai chegar a noite.

Cameron on


Cameron: Ok :)


Caminhei até a casa do Cameron,hoje eu decidi não pegar nenhum taxi.


Minha mãe estava radiante.


Eu notei que já estava chamando ela de mãe,é legal e ao mesmo tempo estranho.


- Então como foi a festa? - Ela se sentou no sofá.


- Legal,tinha todas as pessoas do meu colegio - E Tinha bebidas e...ah Deixa pra lá.


Conversamos a manhã toda e eu convenci ela de ir fazer compras comigo e com a Kriss. Ela precisava de roupas novas.


Eu não disse a Kriss que ela era minha mãe,Rose preferiu esconder isso por enquanto e eu a respeitei.


Meu celular estava disparando nas mensagens peguei e era o Shawn.

Shawn: Me desculpa, você vai mesmo me ignorar?


Shawn: Fale algo que eu posso fazer por você! Qualquer coisa.


Shawn: só me perdoa.

Lily: Sabe cozinhar?

Shawn on


Shawn: Cozinhar? Acho que sim posso tentar.


Shawn: porque?

Lily: Meu pai e a "namorada" dele vão chegar hoje a noite eu pensei em fazermos um jantar pra mim apresentar você a ele. Mas aí você simplesmente me ignorou ontem então eu desisti.

Shawn: E eu te peço perdão por isso,se você quiser eu posso arrumar o jantar para nós.

Lily: Então tá. Mas já pode ir começando sem mim eu estou no shopping com a Kriss.

Guardei o celular e me concentrei em dar atenção pra minha mãe.


Aproveitei que Kriss estava longe e me aproximei dela.


- Então...vai me contar porque me chamou de Katherine ?


- Porque é o seu nome filha - Ela respirou fundo. - Assim que tivermos tempo eu irei te contar.


- A gente tem,agora,me fala!


- Talvez segunda eu possa te contar. Mas fica calma. - Eu não aguentava mais todo esse segredo. Porque ela não me falava logo de uma vez?

Ficamos lá por mais algumas horas e então eu tinha que ir pra casa pois meu pai chegaria em uma hora.


No momento em que pensei isso cheguei a sentir até saudade.

Shawn havia arrumado tudo, fiquei impressionada.


- E aí? O que achou? - Ele Perguntou com certa empolgação.


- Está tudo incrível - Abracei ele - Obrigada.


- Ansiosa para ver seu pai?


- Acho que sim. - Ficamos lá conversando coisas aleatórias até dar a hora dele chegar.


Passou 15 minutos, talvez ele esteja em algum engarrafamento.


Passou meia hora. Talvez o voo atrasou.


Quando se passaram duas horas eu já estava quase matando quem chegasse perto de mim de tanta raiva.


- Talvez eles perderam o voo - Shawn falou tentando me consolar.


- Ou talvez ele não ligue e decidiu ficar lá. - Antes que possamos falar algo alguém abre a porta com força. Era meu pai. Ele e a namorada estavam rindo descontroladamente mostrando que beberam muito.


- Porque fez isso? - Perguntei segurando possíveis lágrimas


- Ah relaxa,amanhã a gente janta...tanto faz,eu e ela vamos dormir - Eles vão em direção as escadas. - Seu amigo já pode ir pra casa - ele gritou.


Fiquei um tempo analisando a situação. Pra mim aquilo só podia ser alguma brincadeira idiota. Mas não. Em todo esse tempo meu pai nunca fez isso.


- Mantenha a calma com seu pai,tudo vai ficar bem - Shawn falou indo em direção a porta. - Melhor eu ir.


Antes que ele pudesse sair eu vou até ele.


- Não. Fica aqui comigo hoje - Eu o beijei e o puxei em direção ao meu quarto.


Tirei minha roupa rapidamente enquanto nos beijamos.


- Tem certeza,o quarto do seu pai é em frente ?


- Não importa. - Dei de ombros










Notas Finais


Enfia que... **Cof Cof** (Referências 😂)

Gente como eu disse lá no começo eu tô muito mal e tmb tô desanimada com a fanfic por que minhas aulas voltaram e agora eu estou cheia de trabalho e meio sem tempo...me falem se vocês estão gostando,comentem aí por favor,por que eu tô quase desistindo :'(
Tem tanta coisa que vocês ainda vão descobrir sobre ela mas eu acho que esses últimos capítulos não estão ficando tão bons quanto os primeiros e essa sensação é horrível.
De qualquer forma obrigada por lerem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...