História Candy (Imagine Kim Seokjin) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amarga, Doces, Meios-irmãos, Platônico, Romance
Exibições 406
Palavras 1.359
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi xuxus, saudade de vocês <3
obrigada pelos 282 fuckin' favs, cês são as melhores
tava viajando e tava com uma gripe daquelas e não deu tempo de postar antes, mas voltei :)
e voltei com um imagine novo do jimin que queria que vocês conhecessem (vai estar lá nas notas finais, tá?)
mais um _____ vs. Yoongi pra vocês
espero que gostem u.u

Capítulo 10 - Você nem imagina, Min Yoongi.


Fanfic / Fanfiction Candy (Imagine Kim Seokjin) - Capítulo 10 - Você nem imagina, Min Yoongi.

 

_______ P.O.V 

Sério, eu não sei que tipo de surto, loucura, droga ou falta de sanidade mental ocorreu nesse momento. 

Ninguém nunca enfrentou o Yoongi desse jeito, e o motivo é bem claro. Esse menino não é normal. 

Me deu um frio na espinha o sorriso irônico que ele deu enquanto se afastava. 

As pessoas quando estão bravas normalmente xingam, batem, quebram coisas na parede e até ameaçam de coisas mais graves, mas pra ser sincera, o olhar de desprezo acompanhado pelo sorriso carregado de ironia que Yoongi lançava transmitia puro ódio, e isso me amedrontava mil vezes mais do que uma arma. 

Parece exagero mas esse menino sabe muito bem como acabar com a vida de uma pessoa sem levantar nenhum dedo sequer. 

Se bem que eu normalmente já tinha medo dele, mas nem que seja a última coisa que eu vá fazer em toda a minha vida, me recuso a abaixar a cabeça e assumir isso. Ele nunca vai ver uma humilhação dessas vinda de mim, pode ter certeza disso. 

-Você vai sair assim? -perguntei vendo ele virando as costas, entrando no corredor para as salas. 

-Claro que sim –respondeu friamente. 

-Como você pode ser tão babaca? 

-Muito tempo convivendo com você, alguma coisa de útil tinha que aprender, não é mesmo? 

Coloquei a mão em seu ombro e pude ver seu olhar de raiva. 

-Tira a mão de mim –ele disse continuando a andar como se nada tivesse acontecido. 

Comecei a segui-lo ainda com a mão em seu ombro e então senti sua mão sobre a minha. 

-Eu falei pra tirar a porra da mão de mim –disse empurrando minha mão e se virou me encarando bravo. 

Por mais que tivesse medo o encarava na mesma intensidade. 

-E se eu não quiser tirar? -falei tentando o intimidar. 

-Quebro sua mão. 

-Nossa, que medinho –sorri irônica. 

Ele pegou minhas mãos e as torceu fraquinho, me empurrando contra o armário. 

-Nunca mais encosta a mão em mim, você tá entendendo? 

-Claro, até porque é muito a minha cara te obedecer –falei passando a mão em seu cabelo. 

-PARA PORRA –disse ainda mais bravo e saiu rapidamente. 

Por que ele não me enfrenta do jeito que enfrenta todo mundo? Queria tanto ver ele nervosinho, é engraçado. 

-Meu Deus, o que você fez pro Yoongi? -Hoseok perguntou vindo desesperadamente em minha direção. 

-Nada, por que? 

-Ele tá muito nervoso, tá vermelho e parece que vai quebrar a primeira coisa que ver pela frente. 

-Deve estar tentando descontar a vontade de me bater. 

-Que caralhos de motivo você deu pra ele querer te bater? 

-Talvez eu tenha provocado ele um pouquinho. 

-''Um pouquinho''? O menino tá quase surtando e você diz que provocou pouco? 

-Não fiz nada demais, e você não começa com drama desnecessário também, eu tô sem paciência. 

-Você nunca teve paciência, isso não é novidade pra ninguém. 

-Não me estressa Jung Hoseok. 

-Tô saindo –disse rindo baixinho e se afastou. 

Fico com dó de imaginar como o Jin deve estar se sentindo. 

Mas é exatamente aquilo que eu falei pro Yoongi, queria mostrar o pior de mim, o lado mais podre e insensível que pudesse demonstrar. Queria que ele parasse de gostar de mim, da garota que ele conheceu à anos atrás, eu não sou mais assim e nunca vou voltar a ser. 

Ele se apaixonou por quem eu era, e preciso que ele odeie quem sou agora. 

Entrei na sala e vi que Jungkook tinha sentado bem longe, nem ao menos olhava na minha direção. Mandei uma mensagem pra ele, o vi espiando a tela do celular mas assim que viu meu nome apenas bloqueou a tela novamente e se concentrou no caderno. 

Fiquei a aula toda encarando o quadro, mas não anotava uma palavra sequer, na verdade nem sei que porcaria de aula era aquela, se era cálculo ou geografia. 

Não me interessava, queria saber o motivo de tanto ódio do Yoongi, o que Tae estava pensando de mim, o que Jin estava sentindo e porque o idiota do Kook está me ignorando na maior cara de pau. 

Mais uma aula passou e ele continuou exatamente do mesmo jeito, não olhava pra nada além do quadro e do caderno. 

Quando o sinal para o intervalo tocou vi Yoongi na porta, ele fez sinal pro Jungkook e o mesmo foi atrás dele como um cachorrinho no cio, logo vi o loiro sorrindo ainda mais irônico. 

Saí da sala e fui até o Tae, queria ver se ele iria falar algo sobre o beijo surpresa. 

-Foi bom sabia? -Taehyung disse enquanto dava uma mordida em uma maçã. 

-O que? -que pergunta imbecil ______. 

-O beijo, cê manda bem. 

-Ah, que bom, eu acho. 

-Se quiser ir lá em casa depois, talvez a gente possa continuar com mais calma e ir mais além -alguém pelo amor de Deus me diz o que eu vi nesse menino? Ele é tão babaca às vezes. 

-Claro –que não. 

Abaixei a cabeça e discretamente observei Jin sentado numa mesa distante acompanhado de Yoongi, Jungkook e Namjoon. Parecia tão tristinho, era uma cena de partir o coração. 

Um tempo depois... 

Assim que a aula acabou fui pra casa, esquentei um pratinho de comida que tinha na geladeira e comi rapidinho. 

Fui pro quarto depois e fiquei ouvindo música por um bom tempo, até ouvir a porta sendo batida com força. Ignorei e apenas peguei um livro na cabeceira pra distrair a cabeça. 

Alguns minutos depois fui até o quarto do Hoseok achando que era ele que tinha chego em casa, mas não estava lá. Então por pura curiosidade fui no quarto do Jin, como a porta não estava trancada forcei um pouco a maçaneta e a mesma abriu com facilidade, dando a visão infernal dele com a Stella deitados na cama. 

Preferi não fazer alarde, apenas fechei a porta e me afastei, mas meu coração doía e me dava nojo ter visto aquilo. Por que na minha casa? Você é nojento, Kim Seokjin. 

Meu celular vibrou e logo conferi quem era. 

''Maninha, tô aqui na casa do Taehyung, tem como você trazer a minha bolsa que tá cheia de jogos e tals? A gente queria jogar o ps4 mas ele tem poucos jogos legais ~ Hoseok'' 

''Vou levar'' 

Peguei a tal bolsa e fui até o carro, qualquer coisa pra ficar longe dessa casa enquanto aqueles dois continuam se comendo. 

Pedi para um dos seguranças me levar e ele logo já entrou no carro, me levando até a casa. 

Pouco tempo depois chegamos, então desci e fui até a porta. Bati várias vezes mas ninguém atendia, então decidi abrir, acho que não faria mal. 

Foi então que vi Yoongi sentado no sofá com o seu melhor sorriso banhado a ironia. 

-Tão fácil de te enganar ''maninha'' -disse vindo em minha direção. 

-Cadê o Hoseok e o Taehyung? 

-Seu irmão saiu com o Namjoon e o Jin, e o Tae tá ocupado com coisa bem melhor –disse indo até a cozinha, onde pude ver Taehyung agarrado com uma garota, ele tinha acabado de colocar ela em cima da mesa e apertava sua bunda com vontade. 

-Por que você fez isso? -perguntei encarando Yoongi com nojo enquanto me afastava do lugar. 

-Você sabe a dor que o Jin tá sentindo? Então, sinta igual. Dói ver quem você ama beijando outra pessoa né? 

-Imbecil, idiota, retardado, eu odeio você, seu merda –falei nervosa. 

-Quanto elogio –sorriu. 

-O que você ganha com isso? 

-A sua tristeza me deixa feliz. 

-Você não tem coração, Yoongi. 

-Ainda bem que sabe. 

-Então o que é isso que bate mais forte quando eu toco em você? -disse colocando a mão em seu rosto. 

-A única coisa que eu sinto por você é nojo, já ao contrário de você, sei bem que você ainda é afim de mim. 

-Nunca, tenho amor a minha vida, e por mais que o Taehyung seja um babaca ele ainda é melhor que você -sorriu. 

-Continua pensando assim. 

-Você sabe que mexeu com a pessoa errada né? -falei enxugando as lágrimas com raiva. 

-Ah é? E o que a princesinha mimada vai fazer? 

Você nem imagina, Min Yoongi.


Notas Finais


fic nova do jiminie: https://spiritfanfics.com/historia/we-dont-talk-anymore-imagine-park-jimin-7090344
como eu amo a treta desses dois <3
no próximo cap posto o cronograma de postagem, tá?
espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...