História Canetas do Daddy - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Comedia, Jikook, Namjin, Vhope, Yaoi, Yoonseok
Exibições 506
Palavras 1.769
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como não morrer enquanto lê minha fic
2 - NUNCA LEIA PERTO DA SUA MÃE ( pai, tia, vó etc...) porque eles tem um sensor pra essas coisas!!!! Você pode estar com o celular na cara, mas aquelas risadinhas e sorrisos vão te entregar, ok ? OK, então se mantenha afastada(o) dessas pessoas!!!

Capítulo 37 - Me perdoa bebê


Fanfic / Fanfiction Canetas do Daddy - Capítulo 37 - Me perdoa bebê


 - Jin, acho que isso não vai dar certo - JungKook falou com receio quase desistindo da ideia de ir atrás da Neide, e claro saber de toda a verdade - O Jimin não me traiu, vamos voltar - fez manha quando viu as ruas escuras que eles teriam que seguir

- Para de ser medroso JungKook!! - Repreendeu, eles andaram lado a lado em passos felinos. Até que Jin pode avistar o bar em que a Neide trabalhava segundo JungKook - É ali - apontou para o local que tinha luzes e a musica podia ser ouvida de longe - Vamos - Pegou Kook pela blusa e puxou ele junto a si

Eles estavam perto da grande entrada, a fila para se entrar no bar era enorme quase dava a volta na esquina

- Não é que a puta trabalha em um lugar chique - SeokJin comenta indiferente, ele abre alguns botões da sua camisa, bagunça um pouco seu cabelo e morde os lábios com força

- O que está fazendo ? - JungKook pergunta lhe encarando confuso

- Garantindo nossa entrada - Fala e segue para a porta do local, o segurança obviamente parou eles, mas SeokJin tinha uma carta na manga

- Vocês não podem entrar sem ingresso - Falou sério, Jin se aproximou e passou a ponta de seus dedos no peito do segurança

- Vamos, deixe - sorriu - ninguém irá saber - O Homem ficou um tempo encarando SeokJin da cabeça aos pés, e logo cedeu passagem para os dois

- Onde você aprendeu essas coisas Jin ? - Kook perguntou ainda surpreso, eles entraram no local que tinha cheiro das bebidas fortes que eram entregues ali perto

- Eu assisti um filme - respondeu simplista - Quem é Neide ? - Cochichou para JungKook que olhou em volta procurando pela mulher

- Ela está ali - Apontou para uma mulher de cabelos loiros que estava com um vestido curto

- Vamos - Foram em direção a mulher que estava distraída conversando com alguns homens - Você é a Neide ? - Foi direto assim que se aproximou da mesma

- Sim - Se virou e sorriu de lado - Olha se não é o querido JungKook - falou debochada

- Vou ser direto - começou Jin - você é aquele corretivo, né ? - A mulher riu alto

- Do que você está falando ? - Perguntou ela enquanto tomava um pouco da sua bebida, JungKook bufou irritado por ela estar se fazendo de desentendida, mas por outro lado ela pode ser uma pessoa normal mesmo...

- É isso que você escutou, está de rolo com o Rei Canetal ? - Jin ficou frente a frente com a mulher, Kook podia ver o fogo saindo dos olhos do amigo

- Fala baixo - Disse a Neide, ela pegou no braço de SeokJin e o arrastou até um canto mais reservado, Kook foi atrás deles sem dizer nada - Olha eu não quero ver aquele Rei Canetal de novo - cruzou os braços

- Então você admite que é aquele corretivo idiota ? - Jin falou debochado, Neide bufou e continuou em seu lugar - Você vai voltar a ser um objeto

- Quem disse ? - Riu irônica - Eu vou continuar como humana e não vai ser você que irá tirar isso de mim - Eles ficaram um tempo se encarando, até que alguém chama a atenção dos três

- Ora, ora se não são meus amigos do coração - O Rei Canetal apareceu do nada ( como sempre ) SeokJin quis ir até ele o encher de tapa, mas se controlou o máximo que pode

- Você poderia com toda a gentileza dizer por que deu vida a esse víbora ? - Jin falou calmo apontando para a Neide

- Bom, eu sou uma pessoa muito legal, por isso - Deu de ombros

- Ah você vai ver - Jin foi para cima do Rei Canetal, mas foi parado por dois seguranças que já chegaram lhe agarrando - ME SOLTA, DEIXA EU BATER NELE - Tentou se livrar do aperto dos homens, mas foi em vão

JungKook sem saber o que fazer apenas seguiu os homens para fora da boate, Neide ficou lá rindo como sempre e acenando debochadamente para Jin e o Rei Canetal desapareceu em um piscar de olhos

- ME SOLTA - SeokJin insistia em se soltar, um dos homens o empurrou para longe, o mesmo teria caído se Kook não tivesse lhe segurado pelos braços

- Você não tem direito de estar aqui - cuspiu as palavras na cara de Jin, eles voltaram para dentro da boate enquanto Jin andava de um lado para o outro irritado por ter sido expulso daquele jeito

- Aish, esses babacas - Cruzou os braços, Kook nem se atreveu a dizer o contrário, ele sabia que Jin daria na sua cara se dissesse que ele também estava errado por entrar sem ingresso

- Vamos pra casa, nós resolvemos isso depois, diretamente com o Rei Canetal - Sugeriu Kook, ele obviamente não queria arrumar confusão pro lado de SeokJin

- Aigoo, tudo bem - Se rendeu, afinal de contas ele não iria conseguir mais nada se apenas ficasse do lado de fora da boate

[ . . . ]

Eles voltaram para casa e contaram para os outros o que havia acontecido, claro que NamJoon ficou bravo com Jin por ter entrado daquele jeito na boate, mas nada que beijinhos e carinho do menor não o fizessem voltar ao normal. Já JungKook e Jimin ainda estavam em uma relação meio estranha, eles iriam ter que conversar melhor sobre aquilo uma hora ou outra, quem sabe o medo de Jimin e o orgulho de Kook fizessem com que as coisas fossem bem mais complicadas de se resolver

Kook entrou no quarto e se deitou na cama, logo sentindo o cheiro do perfume de seu namorado que estava nos travesseiros e lençoes da cama, ele então decidiu esquecer um pouco isso e ir tomar um banho. Já com suas coisas em mãos ele entrou no banheiro, se despiu e entrou dentro da banheira, uma ótima escolha para se livrar um pouco do estresse

Duas batidas na porta ecoaram pelo banheiro, Kook achou que fosse Jin e mandou tal pessoa entrar, mas se impressionou quando viu Jimin adentrar o local de cabeça baixa

- Jiminnie...- Resmungou baixinho, o mais velho se aproximou mais e se sentou ao lado da banheira de frente para Kook

- Kookie, me desculpe - Levantou a cabeça e lhe encarou, em seus olhos poderia se ver o arrependimento, mesmo não tendo feito nada de tão grave assim, mas na cabeça de Kook aquilo foi a gota d'água para uma briga - Eu sei que deveria ter sido mais compreensivo, você é ciumento e eu acho isso ótimo, mas eu não deixei as coisas claras para você...Kookie, eu te amo muito sabe disso, né ?

Kook olhou para as espumas na água, pensando no que responder para o namorado, ele havia o pegado de surpresa mesmo, típico de Park Jimin

- Eu também quero me desculpar Jiminnie, me deixei levar pelo momento - encarou o mais velho com um sorriso sutil - Eu te amo - Jimin se aproximou e selou seus lábios nos de Kook, iniciando assim um beijo calmo e com certa saudade. JungKook havia ate mesmo se esquecido de que estava ainda nu dentro da banheira, só foi se lembrar disso quando Jimin segurou sua cintura com força

- Jiminnie - se afastou um pouco ofegante - espere eu terminar o banho - falou baixinho, Jimin se levantou e tirou a camisa

- Não se preocupe, irei dar banho no meu bebê - Sorriu de lado, o mesmo terminou de tirar sua roupa e entrou na banheira junto de Kook que se sentou em meio as pernas dele. Jimin pegou a esponja e começou a passar pelo corpo de kook de vagar, o pescoço, ombros, clavicula, peito, abdômen, pélvis até que chegou no membro do menor onde apenas passou a mão de leve fazendo o menor estremecer

- Jiminnie... - Gemeu manhoso, mesmo sendo um toque pequeno e suave já teve grande baque para o menor, já fazia algum tempo que eles não passavam de beijos pelo simples motivo de que suas vidas estavam uma bagunça, eles nem mesmo tinham tempo para pensar nisso

- Shhii - Sussurrou perto de seu ouvido. Jimin levou sua boca até o pescoço do menor onde depositou beijos e chupões, suas mãos ainda passeavam pelo corpo do namorado

JungKook arrumou sua mão sobre a de Jimin á levando até seu membro, Jimin sorriu de lado por o ver tão necessitado assim de seus toques, mas não quis provocar mais o mesmo então começou uma masturbação lenta e torturante para Kook

- Jimin...não me torture - Pediu entre gemidos altos, ele não conseguia mais os controlar e nem mesmo queria, seu objetivo era mostrar para Jimin o quanto ele fazia bem para si, de todas as maneiras

- E o que você quer Kook ? - Perguntou rente a seu ouvido, ele levou um de seus dedos até a entrada de seu namorado onde começou a fazer movimentos rápidos e mais um dedo foi inserido, Kook gemeu alto e apertou a borda da banheira

- Me-Me fode - Disse sem rodeios, aquilo foi o bastante para o pingo de sanidade que Jimin tinha fosse para longe. Ele puxou Kook para seu colo o penetrando de vagar

- Aaaah Jimin - Gemeu alto, o garoto demorou um tempo para se acostumar com o volume dentro de si, mas logo já estava subindo e descendo no colo de Jimin. Os movimentos eram rápidos e precisos, o mais velho mexia seu quadril também aumentando o contato entre eles

Um beijo rápido e necessitado se iniciou, somente deixando seus corpos ainda mais quentes, no banheiro só podia ser ouvido seus gemidos e o som da água sendo remexida. Eles nunca haviam feito algo assim na banheira e isso estava sendo uma experiência e tanto

Foram precisas mais algumas estocadas que acertaram o ponto "G"  de Kook para que os dois chegassem ao seu ápice juntos, JungKook deitou a cabeça no ombro de Jimin tentando normalizar sua respiração

- Você me perdoa ? - Perguntou Jimin passando a mão nas costas do menor

- Claro - Lhe deu um beijo na bochecha

- Acho que deveríamos brigar mais - Comentou rindo, Kook resmungou e deu um tapa em seu ombro, ele realmente tinha o namorado mais bobo


Notas Finais


FIREEEEEE EOEOEEOE

~ Então era a Neide corretivo mesmo, aquela bitch

~ Que jeito ótimo de fazerem as pazes de novo huehuehue

Desculpe a demora, eu estava num momento bad sem conseguir escrever, mas ontem tentei de novo e saiu esse cap ❤❤ sorry amores

O que acharam ?? Me contem pfvr

Ate o próximo baby's pen


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...