História Cão de caça 💝 - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Beth Greene, Daryl Dixon, Glenn Rhee, Hershel Greene, Maggie Greene, Merle Dixon
Visualizações 22
Palavras 1.088
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Namorado


Fanfic / Fanfiction Cão de caça 💝 - Capítulo 7 - Namorado

Beth ainda não acreditava como as  fofocas  se espalhão rápido ,ela descascava batatas na cozinha sentia a falta de Daryl    Patrícia entra na cozinha 

_bom dia minha filha  acordou cedo _Sim eu já estou adiantando o almoço para nós  ela fala  sorrindo 

_você convidou o novo namorado para almoçar aqui Patrícia diz rindo sabia  que o rapaz  digamos era excêntrico  

_já tá sabendo é eu deixei que o papai convidasse ele por que preciso falar com Aaron saber  porque ele inventou isso para o pai dele ele deve estar enrascado  eu tenho que ajudar ele 

_você é uma boa amiga menina mas péssima mentirosa  seu pai logo vai descobrir então  arruma essa bagunça rápido, Beth abraça Patrícia 

_não conta para ninguém tá ,ela sorri e concorda com a cabeça elas dão início ao almoço  mas antes tomam café e arumão  a casa  Hershel estava olhando os animais  ela senta na sacada e olha para o celeiro lembra de Daryl  O que será que ele está fazendo na mesma hora toca o telefone da casa, Beth corre para atender 

_alo quem fala 

_alo oi namorada ela ri era Aaron queria perguntar se era mesmo para ele ir  ate a fazenda e que explicava na chegada  eles combinam o horário  ela desliga sai sorrindo o seu pai vê ela é fica feliz era bom ver Beth sorrindo 

_minha filha temos que falar sobre esse namoro  ela olha o pai 

_eu autorizo mas esse rapaz tem que seguir regras ele e mais velho que você não quero você fora de casa até tarde ;     Beth aceita  com a cabeça ela beija o rosto do pai e depois vai até a cozinha ,ela amassa as batatas e  coloca o frango a assar Patrícia  entra na cozinha  

_Hum você está me saindo uma mulher prendada  em   mexeu nos meus livros de receita 

_eu quero aprender a fazer  a melhor comida que puder quero aprender a fazer  torta de pêssego  também    Patrícia a olha de se lado sabia que ela queria por causa de Daryl 

_sei você fez  torta de maçã  

_fiz Aaron  ideia  maçã  a mulher ri 

_tinha que me vingar dele de alguma maneira  estava tudo encaminhado  Beth resolve tomar um banho ela veste um vestidinho leve amarelo com pequenas  flores  brancas bordadas  ela faz  uma transa e passa um perfume leve queria conversar mesmo com o amigo ela estava na cozinha quando escuta seu pai chamar Aaron  tinha chegado mas não venho sozinho  trouxe  o pai e a irmã mas mais nova Mika que tinha ums treze anos  Hershel cumprimenta,  o pai de Aaron  um senhor alto de olhos azuis e um Grosso bigode , eles eram amigos 

_então finalmente vamos poder  comprar as terras que dividem nossas fazendas  ele abraça o pai de Beth  Aaron estava  envergonhado ele  vê Beth e vai até ela beija o rosto  a menina nem a olha antes que eles comecem a dizer algo constrangedor  Beth pega a mão  de  Aaron  

_vou levar ele para ver Afrodite  papai  

_Mika vai também  você sabe que  com jovens não podemos facilitar 

Beth  segura o riso  a menina antipática  segue eles Aaron a olha cúmplice  chegando ao celeiro Beth diz a menina 

_vamos andar a cavalo 

_não gosto de andar a cavalo

_temos um riu aqui nas terras não quer ver 

_tem um rio na fazenda do papai também  cheio de peixes 

_Mika vamos você pode caçar borboletas  diz o irmão ela não demonstra interesse 

_Eu te dou 20 dólares se você ir com agente  ela aceita  Beth encilha os cavalos   Aaron  ajuda a irmã a montar ele vê que Beth também tem dificuldade  pela altura  ele ia ajudar mas ela nega segura na cela e sobe ela carregava a cunhada,  

_vamos ir até o rio Beth grita eles seguem caminho lá  eles descem mas no pomar 

_vai brincar  vai Aaron diz a menina 

_eu não brinco mais deixa de ser  atrasado  

_eu e Beth queremos ficar sozinhos ele pega a mão da moça a menina  faz cara se nojo mas não sai ele toca o rosto de Beth 

_você está linda hoje amor  ela sorri olha no rosto do rapaz e entra na brincadeira 

_você tá mais ela diz tocando os cachinhos do cabelo dele  e assim falavam  quando se deram conta a menina estava olhando o pomar ela  então falam baixo

_Que história é essa de namoro 

_desculpa eu tive que falar isso meu pai achou umas cartas e 

_podia inventar que era outra coisa uma admiradora  sei lá 

Ele fica sem graça    _não podia eu tinha escrito e meu pai já estava desconfiando disse que me deserdava então eu tive que mentir 

_só por uma carta  

_não era algo erótico  e fala de amor proibido 

_ sei proibido  

__bom a carta era para Paul e como  você é bem novinha 

_eu quero ver essa carta Aaron  não acredito que você me ferrou só por uma cartinha  ela diz brava 

_não é íntimo 

_íntimo e você mentir no meu nome não é 

_você também mentiu 

_é diferente  

_não não é 

_deixa eu ver essa carta agora  ela aumenta a voz  Mika olha de longe ele olha  irmã ele tira a carteira e depois a carta  Beth desliza os olhos   a carta era muito erótica ela se espanta com o conteúdo lê em pensamento 

_quero sentir você meu anjo desfrutar de  sua carne branca se abrindo para mim  seus olhos azuis   só tenho pensamentos  impuros  nosso amor e inapropriado E proibido   meus  desejos  são  sujos  Ela continua  lendo entende que  o pai dele poderia pensar  disso 

_desculpa ela o abraça ele fala com ela baixinho ainda abraçados 

_tudo bem podemos manter por mais algumas semanas  mas só não quero ter que  conversar de novo com ele .  _ tudo bem mas não quero que invente coisas de mim   Eles voltam na casa Beth corta a torta e após o jantar ela senta ao lado de Aaron  serve ele que olha para o prato 

_Eu  que fiz amor ela diz a ele que a olhava fuzilando ele dá uma grafada  e leva a boca quase vomita com o cheiro odiava maçã  ele mastiga e engole ela sorri Aaron  nota que era por implicância ele também sabia brincar ele abraça a moça 

_canta para nos diz sorrindo ela o olha 

_a vai amor mostra para meu pai que você sabe  cantar  as músicas antigas  ela quase o belisca 

_hoje não talvez outro  dia ele sorri ao irem embora Aaron da um  selinho  nela e parte ela sorri que saudades do Daryl 


 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...