História Caos - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Caos, Drama, Hoenn, Pokémon, Sinnoh
Visualizações 4
Palavras 4.903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Um desafio para Aiden


Laura


Celadon era uma das cidades mais bonitas que Laura já tinha visitado durante sua jornada em Kanto. Coberta pela natureza, diversas árvores se interpunham pelas ruas dando um belo tom de verde ao cenário. Rosas, magnólias e azaleias eram algumas das diversas flores que embelezavam as calçadas da cidade, que possuía um tráfico carregado de veículos. Muitos policiais andavam de um lado para o outro atentos com qualquer desordem, como se esperassem algo de ruim a qualquer momento. 

Laura concluiu que a aparição pública dos Inconformados serviu para deixar todos em alerta perante a possibilidade do início de uma guerra. Afinal, eles tinham destruído uma região inteira e também foram responsáveis pelo assassinato de um dos maiores pesquisadores do mundo. Um dos prédios da cidade exibia uma pequena homenagem ao professor Carvalho em seu outdoor eletrônico, pedindo para a população torcer pela sua recuperação. A garota estava sentada no meio fio da maior avenida da cidade junto com seu namorado tomando um sorvete enquanto refletia perante as suas opções.

A cidade estava um caos na noite anterior. Logo ao chegarem, voando no Pidgeot de Aiden, viram um aglomerado de pessoas em frente à prefeitura, clamando por segurança após a mensagem dos terroristas, enquanto os policiais tentavam tranquilizar a população. Os dois não perderam tempo, e foram logo a grande Loja de Departamento da cidade, apenas para se frustrarem ao não encontrar nenhuma informação útil com a loja que vendia as carteiras de Clefairy.

Segundo o vendedor, elas eram itens vendidos com certa frequência e a loja não tinha nenhum registro dos compradores que pudesse ajuda-los de alguma forma.

- Amor, você sabe bem que aquele cara podia ter a carteira há muitos anos – Disse Aiden enquanto eles voltavam ao centro Pokemon que estavam hospedados.

- Sim – suspirou Laura. – Mas era a minha única pista, eu tinha que verificar. Agora estou perdida de novo.

Ela sentiu o rapaz apertar sua mão mais forte a fim de conforta-la e se sentiu grata de estar com ele.

- Sabe o que é esquisito? Como as coisas aqui estão tão normais. O pessoal trabalhando, as ruas movimentadas, tem até alguns treinadores batalhando. – Ponderou Aiden enquanto apontava para um grupo de jovens em uma roda, entretidos enquanto assistiam uma batalha entre um Geodude e um Charmander. – Quer dizer... uma organização acabou de declarar guerra contra nós e congelou uma região inteira.

- Acredito que cada região tenha seus meios de lidar em meio as emergências não é? Mamãe disse que Hoenn está uma loucura, com pessoas presas em suas cidades, comércio de importação e exportação fechados, etc. Aqui em Kanto, o pessoal é bem mais despreocupado.

Os dois entraram no centro Pokemon da cidade, que estava anormalmente cheio. Vários treinadores andavam tagarelando de um lado para o outro com seus Pokemon, alguns rostos ela podia jurar que lhe eram conhecidos. Dois garotos e uma menina chegaram até a abordá-la pedindo fotos com a nova Top Coordenadora. Quando Laura já estava indo para o seu quarto, sentiu uma mão sob o seu ombro.

- Oh meu deus, Laura! Você é a minha salvação!

A menina se virou e encontrou uma mulher de meia idade olhando para ela radiante. A moça usava um uniforme vermelho em conjunto com uma calça branca e tinha seu cabelo negro preso em um coque. Laura conhecia a mulher de vista, porém nunca tinha conversado com ela.
- Oi, você é?

- Meu nome é Clara, sou da comissão de organização dos Concursos Pokemon de Kanto – Apresentou-se ela. – Imagino que esteja aqui para a abertura da nova temporada de Concursos que ocorre amanhã, não é?

- Na verdade... – Começou Laura sem saber o que dizer. Ela não fazia ideia que haveria um concurso em Celadon, tão cedo após o último Grande Festival. 

- Imaginei que o concurso seria adiado, diante dos... eventos recentes - Interviu Aiden.

A expressão da mulher ficou mais obscura. Ela conduziu os jovens para um trecho do recinto em que eles não poderiam ser ouvidos.

- Temos ordens para seguir o cronograma normalmente. Acho que não querem assustar a população ou mesmo mostrar para os terroristas que estamos sendo afetados pelas ações deles - disse Clara - Sem falar que a maioria dos coordenadores já estavam na cidade antes mesmo do desastre e do ataque contra o professor. Seria horrível pra nós decepciona-los.

- E onde é que eu entro nisso tudo? - Quis saber Laura

- Bem, acontece que um de nossos juízes, o meu chefe, está desaparecido desde ontem. 

- Você diz o Sr. Contesta? - Perguntou Laura alarmada.

- Sim. Não temos notícias dele, o hotel que ele estava hospedado não tem nenhuma informação e a polícia não quer causar mais escândalo anunciando o seu desaparecimento. Estamos seguindo com a programação e organização sem ele, porém ainda não temos ninguém para substitui-lo como juiz. Você pode ser essa pessoa Laura.

A garota ponderou sob a oferta por alguns segundos. A pressão de ser uma juíza algumas semanas após sua vitória a assustou. Porém, o desaparecer do Sr. Contesta tinha chamado sua atenção.
- Me sinto honrada de verdade Clara. Será uma honra ser juíza do concurso. Você poderia me enviar os dados de todos os Coordenadores inscritos? 

- Claro, vou te enviar agora mesmo – Respondeu ela excitada enquanto puxava um celular do bolso – Claro que as inscrições só se encerram hoje na noite, mas acredito que a maioria já está inscrita. Também vou te mandar todos os detalhes sobre amanhã. Muito obrigada mesmo Laura.

A mulher saiu disparada do centro Pokemon enquanto digitava freneticamente em seu celular, quase derrubando um treinador distraído. Laura olhou para Aiden que rapidamente leu sua expressão.

- Você não aceitou só pra ajuda-la né?

- O Sr. Contesta não esteve ausente em nenhuma apresentação que eu assisto, desde que me interessei pelo mundo dos concursos. Em todos que eu participei, em todos que eu assisti pela televisão, ele sempre esteve lá. Você não acha curioso ele desaparecer em meio a toda essa confusão?

- Acho. Inclusive acho que é trabalho para uma certa agente júnior da Interpol certo?

- Certíssimo – disse Laura sorrindo – Vou aproveitar a deixa para investigar nos bastidores do concurso o que pode ter acontecido com ele. E vou ver a lista de coordenadores para ver se encontramos alguém suspeito.

Ela disparou para as escadas em direção ao quarto que tinha alugado com o rapaz em seu encalço. O quarto era uma suíte pequena, padrão do Centro Pokemon, com duas camas e um banheiro simples, bem diferente do quarto especial que a comissão tinha cedido para eles na cidade de Saffron, no dia do desfile da vitória. Ambos liberaram seus Pokemon de suas pokeballs, ocupando praticamente todo o espaço livre do quarto. Aiden começou a alimentar a turma enquanto Laura pegava seu notebook, que estava guardado no cofre do quarto, para checar o email que Clara já deveria ter enviado.

Seu Gloom pulou sem seu colo enquanto repetia seu nome, pedindo carinho da treinadora, que o afagou com um sorriso. Ninetales e Milotic se alimentavam vorazmente da ração especial que ela tinha comprado na Loja de Departamento enquanto Butterfree voava pelo quarto alegremente. Jynx e Pidgeot, que possuíam uma amizade estranha e bizarra interagiam um com o outro, enquanto Bulbassaur pedia carinho de seu treinador.

Aiden se jogou em sua cama com Bulbassaur, enquanto observava a garota ler o email com o olhar atento. Além das informações, como horário que ela deveria chegar ao concurso e pessoas a quem deveria procurar, também havia um link para um site da comissão de organização junto com um login e senha. Ao entrar no site, ela pode ver todos os inscritos para o concurso de Celadon e os pokemon inscritos.

Laura correu os olhos pelos coordenadores e viu que a maioria se tratava de treinadores na faixa dos 10-15 anos que tinham pouco tempo de jornada e pokemon básicos. “Afinal de contas, esse é o primeiro concurso da temporada, e a maioria dos participantes do Grande Festival devem estar descansando ou partindo pra outra região”, ponderou ela. Porém, haviam várias exceções, cerca de quinze participantes eram bem mais experientes, alguns até recém-saídos do Grande Festival, como Daniel Flowers, que Laura enfrentou na primeira disputa da fase de batalhas, e Hayley Cook, grande rival da garota, que a enfrentou na semifinal. 

Outros inscritos chamaram atenção da garota, coordenadores vindos de regiões diferentes, como ela, inclusive alguns com time completo de Pokemon totalmente evoluídos. Mais velhos e alguns até experientes em concursos, já tendo participado de outros Grande Festival. Richard, Gale, Francesca, Flora... Laura analisou um a um com cuidado, lendo suas informações atentamente. Gale era de Sinnoh, possuía uma cara marrenta na sua foto de treinador e três pokemon que não eram tão típicos para concursos, Machoke, Bibarel e um Zubat. Flora tinha vinte e três anos, mas sua biografia não incluía muitos feitos memoráveis o que fez Laura concluir que ela saíra mais tarde para sua jornada do que a maioria. Seu único pokemon era um Pachirisu.

- Aiden. Eu quero que você se inscreva no concurso – Disse ela de súbito.

Aiden que estava sossegado brincando com seu pokemon planta, enquanto tomava um suco, se engasgou com a surpresa.

- Eu? Eu sou um simples fotógrafo Laura, não tenho a menor capacidade pra competir em algo desse nível.

Laura colocou seu Gloom de lado e se sentou na cama do rapaz segurando sua mão.

- Tem alguns treinadores “diferentes” nesse concurso como eu suspeitava. Os juízes mal têm contato com eles, preciso que você entre para observa-los. Você estará em uma missão junto comigo.
Aiden refletiu por alguns segundos sobre o pedido da amada. Olhou para seu inexperiente Bulbassaur e para seu fiel Pidgeot enquanto coçava o queixo.

- Não sei se serei capaz de encenar muito bem, nem ao menos me preparei pra isso.

Laura se aproximou do loiro e lhe deu um beijo agradecida por sua cumplicidade.

- Vou fazer sua inscrição pela internet antes que o prazo encerre e nós vamos lá pra fora resolver isso. Se algo for acontecer nesse concurso precisarei da sua ajuda para descobrir.



~~


Laura estava em um camarim acertando o penteado enquanto pensava no Sr. Contesta. Estava usando uma veste nova, comprada exclusivamente para ocasião, um vestido verde esmeralda que descia até a altura de suas canelas. Ela terminou de pentear o cabelo castanho claro e colocou os mesmos brincos tipo argola que usou durante sua participação no Grande Festival. 

Foi um pouco difícil para ela e Aiden chegarem ao local do concurso. A arena era uma enorme construção circular que ficava na região central de Celadon, e aparentemente a cidade inteira estava indo prestigiar os coordenadores, deixando as ruas da cidade uma loucura. Eles se separaram na entrada da arena, enquanto Aiden ia para onde os funcionários da organização o indicaram. Laura procurou por Clara, que a levou para a área onde os juízes se preparavam. 

Ela deixou o recinto e se encontrou com os outros juízes. O presidente do Fan Clube Pokemon, senhor Sukizo, era um homem baixinho, de meia-idade que tinha sempre a mesma expressão tranquila no rosto. A Enfermeira Joy responsável pelo centro pokemon de Celadon também parecia estar feliz pelo concurso estar ocorrendo normalmente. Mesmo fora do ambiente hospitalar, a enfermeira usava o mesmo jaleco branco e touca que era vista quando estava trabalhando.

- Sr. Sukizo, o senhor tem alguma notícia sobre o paradeiro do Sr. Contesta? – Perguntou Laura inocentemente.

- Não, muito estranho – disse ele abaixando a cabeça.

- Estou contente por você ser uma das juízas Laura – disse a Enfermeira Joy – Não podemos deixar as pessoas abaladas, mesmo em tempos turbulentos...

Laura acenou com a cabeça e deixou os juízes com a intenção de entrevistar alguns dos membros do comitê de organização. A garota conversou com todos os funcionários trajados com o mesmo uniforme que Clara usava, terno vermelho e calça branca, questionando sobre o comportamento do chefe e se eles tinham alguma ideia do que poderia ter acontecido, porém, não obteve nenhuma informação útil.

Ela sentiu seu celular vibrar e se deparou com uma mensagem de texto de Aiden. 

“Nada estranho por aqui na sala dos coordenadores. Tô nervoso .-.”

“Não esquenta, você vai arrasar amor. Foco nos coordenadores que eu te falei”, respondeu ela.

Depois de inscrever o rapaz. Eles saíram para o campo de treinamento do Centro Pokemon para praticar. Aiden já tinha assistido Laura diversas vezes e sabia todas as regras dos concursos, porém se colocar no lugar dela era bem diferente. Ele usaria seu companheiro Pidgeot, com quem estava a mais tempo e tinha mais experiência. Laura o alertou sobre os treinadores que ele deveria tomar cuidado, e pediu para avisá-la em caso de qualquer atividade suspeita.

A garota apalpou a pequena arma que levava consigo como precaução. Nunca tinha usado ela fora do treinamento e temia congelar como aconteceu no laboratório do professor Carvalho. Ela engoliu o seco, e se preparou para o concurso que estava prestes a começar.

Os três juízes foram conduzidos por corredor que daria diretamente nas cadeiras onde eles ficariam o resto do dia, julgando os coordenadores. Laura podia ouvir os gritos da multidão, os vendedores ambulantes gritando promoções, torcidas organizadas para os coordenadores mais famosos. Seu estômago virava de excitação. Apesar de estar ali com outro objetivo, assim como sua jornada era, em parte, de fachada, ela não podia negar o quanto amava aquela sensação, e o quanto gostaria de trocar toda a vida de agente por uma vida viajando pelo mundo atrás de novos desafios.

- Bom dia Celadon – reverberou a voz da apresentadora. – Estamos dando início a nova temporada de Concursos Pokemon em Kanto! Eu sou Vivian e estou ansiosa para acompanhar a jornada desses coordenadores em busca do título de Top Coordenador!

A plateia vibrava de excitação enquanto Vivian fazia sua apresentação. Os três jurados estavam no fim do corredor, de frente a porta de entrada a arena.

- Vamos dar boas-vindas aos nossos jurados. Em primeiro lugar, o presidente do Fan Clube Pokemon, Sr. Sukizo.

O homem deixou as mulheres, e adentrou o estádio sob vários aplausos.

- Em seguida, uma das mais promissoras enfermeiras da região, há mais de quinze anos no comando do Centro Pokemon de Celadon, Enfermeira Joy! – Anunciou Vivian.

A Enfermeira entrou no estádio e também ocupou uma das cadeiras dos juízes.

- E por fim, substituindo nosso amado Sr. Contesta, temos uma pessoa incrivelmente talentosa. A mais recente Top Coordenadora da região de Kanto, Srta. Laura Modesto!

Laura atravessou a porta e se surpreendeu com a excitação da plateia. Eles gritaram bem mais do que para os outros jurados. A garota avistou um ou dois fãs usando camisetas estampadas com ela e seu Milotic. Ela acenou para o estádio sorrindo, e se sentou na cadeira normalmente ocupada pelo Sr. Contesta.

Vivian continuou com seu discurso de abertura padrão, explicando sob a fase de apresentações individuais e dando espaço para os patrocinadores do evento fazerem seu comercial. Laura balançava a perna inquieta, enquanto olhava para o celular aguardando alguma mensagem de Aiden.

O palco era grande, em formato circular, com uma área delimitada, definindo até onde os Pokemon poderiam ir. Em homenagem a Celadon, o campo era repleto de grama e flores.

- ... dando início as apresentações, uma salva de palmas para Hayley Cook!

Laura se surpreendeu, não reparou que as apresentações já estavam para começar, e de repente sua rival estava no palco.

Hayley usava um colant totalmente preto e também tingira os cabelos, outrora loiros, de rosa, deixando as longas madeixas presas em um penteado “maria-chiquinha”. Ela exibia um olhar confiante ao lançar a pokeball para o alto, liberando sua experiente Kadabra, um pokemon humanoide, quase que totalmente amarelo que segurava uma colher.

- Vamos lá minha querida, mostre o quão belo é o seu Psybeam. – Orientou ela para sua Pokemon.

A Kadabra deu um salto mortal no ar, lançando um raio multicolorido entre os braços enquanto estava no ar. O impacto do raio com o campo reduziu a queda da Pokemon, que desceu rodopiando, enquanto o efeito do golpe produzia faíscas luminosas que embelezavam o seu pouso. 

Vivian narrava enquanto o público urrava com a habilidade de Kadabra. Laura tentava manter a expressão neutra. Odiava Hayley, mas sabia reconhecer que ela era muito talentosa.
- Agora Kadabra, use o Rain Dance e mostre o seu talento.

Laura já tinha visto Hayley usar esse movimento, então não se surpreendeu tanto quanto o público. A Kadabra era uma excelente dançarina, e enquanto o golpe produzia uma nuvem escura que desatava uma pequena tempestade sob o campo, a Pokemon fazia movimentos de algum estilo de dança desconhecido pela garota. “Break Dance talvez?”. Os movimentos eram impressionantes, e a própria Hayley também dançava de forma sincronizada com sua companheira.

- Agora, Thunder Wave.

Essa era nova. Laura nunca tinha visto a Kadabra usar esse golpe, então se surpreendeu quando ela parou a dança e liberou um raio de seu corpo que se alastrou com o efeito da chuva, produzindo um efeito luminoso exuberante.

- Finalize com Psycho Cut – coordenou Hayley.

A Kadabra tomou impulso e deu um enorme salto enquanto um de seus braços brilhava com uma luz prateada. A Pokemon rodopiou e acertou o golpe no meio do campo, que ainda apresentava eletricidade devido ao último golpe e explodiu com um brilho intenso, voando pequenas faíscas para todos os lados. A Kadabra posava com seu braço para cima com uma expressão vitoriosa.
O cronômetro apitou e a plateia vibrou diante da apresentação de Hayley. Sempre pontual, pensou Laura que sabia da dificuldade em performar os movimentos diante do tempo curto de dois minutos da primeira fase. 

- Isso foi notável – disse o Sr. Sukizo, sempre de poucas palavras.

- A conexão de Hayley e Kadabra é impressionante. – Disse a Enfermeira Joy – Eu fiquei encantada com a dança das duas e em como elas parecem ser companheiras inseparáveis.

Hayley sorriu para os dois jurados e encarou Laura como se a desafiasse a dizer algo ruim de sua performance. 

- Eu amei a combinação de Rain Dance com Thunder Wave, você deve ter praticado bastante para acertar esse combo, meus parabéns Hayley – disse Laura com um sorriso falso. – Espero ver o mesmo desempenho na fase de batalhas – cutucou ela.

Em frente a sua cadeira, uma bancada eletrônica mostrava o rosto da coordenadora e seu pokemon, com os atributos da apresentação: Entrada, Beleza, Estilo, Harmonia e Finalização e o espaço para digitar as notas. Laura não foi injusta e deu notas quase máximas para a rival, trincando os dentes.

- Obrigada Hayley, vamos agora para o próximo coordenador... – Anunciou Vivian.

As apresentações seguintes não foram tão excitantes quanto a de Hayley. O nível dela era bem mais alto do que a maioria dos coordenadores da competição, afinal, ela esteve no Top 4 do último festival. Porém Laura se divertiu conferindo as apresentações, e inclusive se surpreendeu com um treinador de doze anos com um Weedle acrobata. Gale, o cara esquisito, fez uma espécie de luta livre com seu Machoke.

Depois de um pequeno intervalo de cinco minutos, Vivian voltou, agitada como sempre, junto de seu microfone.

- Estamos chegando aos últimos participantes – Anunciou ela. – Recebam agora, um garoto direto da cidade Viridian em seu primeiro concurso, Aiden Hills!

Aiden entrou no palco timidamente enquanto a plateia o aplaudia. Ele estava mais belo do que nunca, com o cabelo prateado penteado em um topete e os lindos olhos azuis contrastando com um terno azul que Laura escolheu para ele. O coração dela quase saltou quando ele entrou.

Aiden engoliu o seco e berrou:

- Pidgeot, vamos lá – lançando a pokeball do pássaro para o alto.

O enorme Pokemon saiu da pokeball e deu um voo rasante pelo estádio, passando perto de dos espectadores e pousando no centro do palco, dando um grito ensurdecedor.

“Isso, como praticamos vai!”, pensou Laura.

- Comece com o Twister! – Ordenou Aiden.

Pidgeot balançou as enormes asas pelo campo e produziu um redemoinho enorme redemoinho que levantou as folhas e flores para o ar. 

- Agora demonstre o seu Steel Wing – disse ele, com uma gota de suor escorrendo pelo rosto.

O Pideot levantou voo com as asas brilhando em um tom prateado e contornou o estádio, dessa vez ainda mais rápido, deixando um rastro de brilho prateado.

- Venha meu amigo – gritou ele correndo para o meio do campo.

“É agora”, Laura prendeu a respiração.

Sem diminuir a velocidade, o Pidgeot inclinou para o campo e voou em direção ao treinador, que, com um único salto, subiu aos céus nas costas de seu Pokemon com uma velocidade incrível. A plateia vibrou diante da habilidade de voo dos dois. Laura não se controlou e deu um grito excitado.

Os dois voaram juntos, com Pidgeot alcançando sua velocidade máxima e dando piruetas com seu treinador em suas costas.

- Hora do nosso Gran Finale meu amigo, Wing Attack!

O pássaro apontou para o chão em sua velocidade máxima e bate as asas, liberando um golpe em direção ao campo que explodiu, levando poeira para o alto enquanto os dois, aparentemente, colidiam contra o chão.

Por um segundo a plateia não pode ver o que tinha ocorrido, mas Laura já sabia. Com um pouso perfeito, Aiden estava do lado de seu Pokemon sorrindo quando a poeira abaixou, com um braço sob o pássaro e o outro levantado para a plateia.

Todos vibraram e Laura levantou para aplaudir. Demorou alguns segundos para se recompor e se sentar para os comentários dos outros jurados.

- Notável! – Disse o Sr. Sukizo, como sempre.

- O voo de vocês foi maravilhoso Aiden – elogiou Enfermeira Joy – Eu esperava ver mais dos golpes do Pidgeot, mas a performance de vocês compensou de todas as formas.

Aiden agradeceu educadamente. O rapaz, outrora arrumado, estava com o cabelo bagunçado e as vestes desarrumadas. Porém, Laura só o via satisfeito daquele jeito quando estava fotografando. Vê-lo com aquele sorriso bobo na cara, encheu seu coração.

- Você arrasou Aiden. Ninguém nesse palco mostrou uma conexão tão forte com seu companheiro como você mostrou nessa apresentação, parabéns. – Laura tentou ser o mais profissional possível em seu comentário.

Aiden deixou o palco radiante e Laura deu as notas para o namorado, novamente tentando não deixar os sentimentos interferirem.

- Agora, nossa última apresentação da primeira fase fica por conta da incrível Flora! – Gritou Vivian.

Os jurados se atentaram para a entrada da última concorrente. Diferente, das outras candidatas que preferiam vestidos e outras roupas chamativas (Laura ainda não superara o collant de Hayley), Flora preferiu um terno comportado cor de vinho, que fazia um contraste com seu cabelo ruivo, preso com uma fita. Sua cara era fechada, e séria. Ela não disse nada ao lançar a pokeball para o ar.
Sem surpresas para Laura, que já tinha investigado todos os coordenadores, um pequeno esquilo branco e azul saiu da pokeball com uma expressão tão séria quando a de sua treinadora.

- Quick Attack!

O Pachirisu disparou pelo campo a uma velocidade impressionante. Laura nunca vira um Quick Attack tão rápido, comparado a velocidade do Pidgeot de Aiden.

- Discharge! – Berrou ela com uma expressão concentrada. 

O pokemon continuou correndo a toda velocidade enquanto uma descarga de energia azul percorria pelo seu corpo. O esquilo percorria o campo como um borrão azul a toda velocidade, surpreendendo a plateia e os jurados enquanto seu golpe se espalhava pelo palco. 

- Pachirisu, Electro Ball para cima. – Disse ela esboçando um sorriso pela primeira vez.

O pokemon parou no centro do palco e produziu uma esfera de energia elétrica na ponta da cauda, jogando a mesma para cima.

- De novo!

O esquilo reproduziu o movimento, mais rápido dessa vez, fazendo com que a segunda Electro Ball colidisse com a primeira, causando uma explosão estrondosa. A plateia ficou sem fala ao sentir a estática do golpe chegando próximo a eles.

- Agora salte, e use sua Electro Ball com força total!

Pachirisu deu um salto para o alto enquanto produzia o golpe, pela terceira vez, porém dessa vez, a esfera era muito maior do que as outras. O pokemon mirou seu golpe contra o palco e lançou de forma incrivelmente veloz.

O golpe colidiu contra o campo e fez a maior explosão que a plateia tinha presenciado no dia. A grama e as flores se desfizeram em cinzas, dando lugar a uma enorme cratera, com o pokemon no meio, de braços cruzados, sorrindo.

“Quem é essa mulher?” 



Amanda


Amy estava inquieta aguardando sua vez. A garota chamada Hayley Cook havia acabado de terminar sua apresentação e estava se gabando diante dos outros coordenadores que a olhavam admiradas. Checava seu telefone com frequência, aguardando o sinal de que poderia dar início ao plano. A sala de espera dos coordenadores era bem espaçosa, cheia de doces e salgados sob as mesas e paredes cobertas de mensagens motivacionais.

Ela não queria se apresentar, detestava Concursos Pokemon, e estava zonza da longa viagem que tivera para chegar até ali. Nate não parecia ter noção. Mandava seus agentes se deslocarem em enormes distâncias em algumas horas. “Ele poderia muito bem colocar alguém que já estava em Kanto nessa operação idiota”, bufou ela. Seu último sucesso não lhe garantiu muitas regalias perante ao seu chefe. Parte dela queria acreditar que houvesse algum motivo em ser escolhida para estar ali. Seu Pachirisu, descansava em seu colo, enquanto ela o acariciava.

Olho o celular de novo e conferiu o relógio. Ainda tinham tempo de sobra. Conferiu se sua pequena arma portátil estava em sua bota. Fora a única arma que conseguiu passar pela segurança pesada do concurso. Olhou para os lados e viu que o rapaz loiro bonitinho estava olhando para ela de novo. Sabia que não estava em seu melhor traje, então estranhou a atenção do garoto. Talvez ele gostasse de mulheres mais velhas? Amanda riu consigo mesma. “Rapaz, da fruta que você gosta eu já chupei até o caroço”.

Ela teve a impressão que ele apontou o celular para ela. Ou estava só digitando? Amy já estava ficando paranoica. Enquanto batia os pés de inquietação, sentiu seu celular vibrar. 



Laura


Laura voltou para a sala dos juízes e discutia com empolgação sobre as apresentações com os outros juízes e com a apresentadora, Vivian. Depois de tirarem uma selfie para postar no Pokgram, Laura se afastou deles e viu as mensagens de Aiden, que também tinha achado Flora suspeita. Laura estava perdida sem saber o que fazer. Ninguém parecia preocupado com ausência do Sr. Contesta, e nada além da coordenadora misteriosa, indicava que algo pudesse acontecer ali.

- Srta. Modesto, posso tirar uma foto com você também?

Laura se virou e viu um homem com o terno vermelho padrão dos membros da comissão de organização do Concurso. Era um dos que ela tinha conversado mais cedo.

- Sim, claro – disse ela, se aproximando.

O homem deu um sorriso, erguendo o celular e colando a cabeça do lado dela.

- Me encontre no banheiro feminino, assim que eu tirar essa foto – sussurrou ele. 

Laura estranhou a atitude do homem, que sorriu e agradeceu como se nada tivesse acontecido, deixando o recinto logo em seguida. Laura refletiu por alguns segundos e antes de tomar uma decisão, foi surpreendida pela imagem de Vivian na enorme televisão no centro da sala.

- Agora, é hora de conhecer os oito coordenadores que passaram para a fase do Torneio de Batalhas! – Disse ela. 

As fotos dos oito coordenadores que atingiram as pontuações mais altas apareceram na tela em sequência. Hayley, obviamente, fora a primeira colocada. Laura vibrou ao ver que Aiden passou, sua foto foi a sétima a aparecer. A misteriosa Flora foi a última a ser revelada. Automaticamente as fotos se mexeram e se organizaram em chaves de batalha.

- Agora nossos oito finalistas vão demonstrar sua habilidade em batalha. Em uma hora começaremos com a disputa entre Hayley Cook e Flora Clark.

Laura saiu do recinto apressada sob a desculpa de usar o banheiro, e encontrou o homem misterioso escondido em um dos boxes do sanitário.

- Srta. Modesto. Você queria saber sobre o Sr. Contesta, não é? – Sussurrou ele.

- Por favor, quem é você? E por que está me informando só agora?

- Eu tenho que tomar cuidado senhorita, não quero acabar morto – disse o homem com a voz assustada. – Me chamo Hank, faço alguns trabalhos por “debaixo dos panos” pro Contesta. O cara é um corrupto.

- O que?

- Sim, ele não tá desaparecido. Ele foi resolver algum rolo – Disse Hank – Tenho provas pra acreditar que ele tá junto dos terroristas que destruíram Unova. Eles tem alguma coisa aqui na cidade... na grande loja de departamento.

Laura apertou a mão em torno da sua arma, enquanto respirava fundo.

- Veja – continuou Hank. – Ele não era de todo mal no início, mas de uns tempos pra cá eu tô querendo abandonar o barco. Algumas coisas que ele me fez fazer foram esquisitas.

- E você tá me dizendo isso por quê?

- Eu e outros... hã... “associados” do Contesta recebemos uma mensagem pra lacrar os portões e impedir a saída da plateia. Ele nos informou que algo podia acontecer hoje, mas que ele tentaria impedir... acho que ele não conseguiu. Eu tô com medo do que pode acontecer.

Laura puxou o celular e ligou para Aiden com a mão trêmula.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...