História Capítulo I. A Origem do Pai do verde. (Ivern).🌱 - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias League Of Legends
Personagens Garen, Lux
Tags Demacia, Fanfic, Garen, Guerreiros, Ivern, Leagueoflegendd, Lol, Lux, Originalproject, Pai Do Verde
Exibições 7
Palavras 638
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Anteriormente nessa porra! hue
Se tem alguém que lê esta merda, além do meu amigo Chico huehuehuehue mande um sinal de fumaça...👊 😂

Capítulo 3 - Capítulo 1.3 A Origem do Pai do verde (Ivern)🍄🌱


Fanfic / Fanfiction Capítulo I. A Origem do Pai do verde. (Ivern).🌱 - Capítulo 3 - Capítulo 1.3 A Origem do Pai do verde (Ivern)🍄🌱

Afir levantou-se do chão, limpou a roupa, e retirou de suas botinas um saquinho. Ele ergueu as mãos e disse:

 - É hora do rato mostrar oque sabe fazer! 

Abriu o saquinho, e retirou várias agulhas, as colocou na boca, e correu em direção a Garen. Ele estava em uma velocidade diferente, mais rápido doque antes. 

Garen apertou o cabo da espada. Seus olhos fixaram em Afir, mas antes que pudesse prever os próximos movimentos, ele sumiu. A presença do ladrão não pode ser sentida, era como se ele não existisse. 

Garen olhou para todos os lados. Mas não via nada.

 -Maldito ladrão! Será que ele tem a mesma habilidade de katari... 

O chão se abriu debaixo dos pés do grandalhão, antes que pudesse terminar sua frase. Afir deu-lhe um soco debaixo do queixo. Fazendo com que o Herói de Demácia fosse ao chão. 

O ladrão cuspiu diversas agulhas em seu adversário, mas Garen mais que depressa, colocou os braços na frente do rosto para se defender. Quase todas as agulhas ficaram presas em seus braceletes, mas três acertaram suas mãos. O grandalhão recuperou-se, levantou, e rindo retirou as agulhas. 

-Hahaha! Ratos são ratos! Achou mesmo que míseras agulhas fossem me parar? Não me faça rir... 

~Lux corria rapidamente, quando foi surpreendida por uma faca que vinha em sua direção. A garota pulou encima de uma moita, que amorteceu sua queda. Levantando rapidamente a menina disse: 

-Olha oque os ventos de Demácia trouxeram aqui! 

-Fique quietinha aí menina! Você está em desvantagem. Acha que eu não conheço aquele seu raio, que queima tudo oque acerta?

 -Acredito que a batalha está de igual pra igual, e de que raio se refere ladrão? Deste? 

Lux mirou Ivern e uma esfera de energia foi lançada em sua direção. A esfera brilhava como uma estrela. Ivern pulou, e a esfera acertou uma árvore que estava atrás dele. O impiedoso soltou uma gargalhada, enquanto Lux olhava atentamente a mini estrela. Ela contava regressivamente em seus dedos: 

-4, 3, 2, 1! 

 A esfera explodiu, e uma luz acertou Ivern. Seus olhos e mãos brilhavam, e Lux gritou: 

-Entregue-se maldito, e poupe sua vida! 

Ivern revoltado lançou outra adaga. Mas esta Lux a rebateu com seu cetro.

 -Maldita bruxa! Eu, Ivern não aceitarei ordens de uma garotinha! 

Ele empunhou as espadas, e partiu pra cima de Lux.

 -Venha maldito. Lhe mostrarei o verdadeiro poder de Demácia! 

O impiedoso deu vários golpes, mas a garota desviou. Vários raios de luz sairam da ponta do cetro de Lux acertando Ivern. Ele foi lançado com força para trás. 

-Você foi marcado Ivern! Era de minha vontade que você se desviasse da esfera, quando ela explodiu você ficou marcado pela luz. Todos os golpes dados em você terão dano em dobro. E para deixar bem claro, não sou bruxa. Sou aprendiz de mago!

 Lux calmamente foi até onde Ivern estava deitado. Pois acreditava que estava em vantagem com sua habilidade de marcar o adversário, e quando menos esperou. Ivern acertou a coxa esquerda dela com um golpe de espada. A menina retornou rapidamente para trás, apoiando-se na perna direita. O impiedoso levantou do chão cambaleando, e disse: 

-Bruxas, fadas, e magos são todos iguais. Até porque mato todos! 

A menina tentava parar o sangramento com a mão. Trotes de cavalos foram ouvidos, e o restante dos cavaleiros apareceram para ajudar.

 -Princesa, você se feriu? ande logo suba em meu cavalo, e volte para Demácia!

 -Nobre cavaleiro, ele está marcado, e ficará menos letal por alguns minutos. Eu usarei minha poção de cura,ficarei bem, e irei atrás de Garen. Sabem onde ele está?

 -Ouvimos barulhos perto do Salgueiro divino princesa! 

-Obrigada.Não poupem força! Quero este ladrão morto!

 -Entendido princesa! Lux puxou as rédeas do cavalo, e sumiu entre as árvores, e o cavaleiro ordenou aos demais: 

-MATEM-NO! OUVIRAM A PRINCESA!           


Notas Finais


Até a próxima parte 😎!
Não faça nada, que eu não faria!🎩


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...