História Innocence [Namjin - Incesto] - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 322
Palavras 418
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Lemon, Luta, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


KKKK

Capítulo 7 - [7]


[8 de Janeiro 10:50 PM ]

Eu já estava no meu quarto, Agarrado a meu ursinho de pelúcia. Namjoon me disse que iria para o quintal Fumar seus dois cigarros que estavam restando da compra do mercado.


Mas eu já estava tossindo quando já sentia a essência de quarto infectando meu pobre quarto Disney, então decidi abrir as janelas para aquela essência despistasse meu quarto.



Do outro lado da janela, Eu via Namjoon fumando e pisando em seus cigarros. Mas ele já havia voltado para casa quando eu estava em fluxos sentindo aquele ar tão tranquilo, diferente do ar daquele Cigarro que me faz tossir que nem doente.



Então, como ele era um desprezível e sabia que eu odiava essa essência pertubadora; Ele se aproximou de mim com um dos seus cigarros na mão.


– Namjoon.. – tosse – P-Por favor, pode apagar esse cigarro? – Eu tossia, então ele deu uma única suspirada soltando aquele ar para o quarto depois de pisar completamente no cigarro.



– Me desculpa, – Ele se aproximou de mim e eu sorri.

Mas eu estava Nervoso, com minha reação sôfrega.
– Oque você quer de jantar Pequeninho? – Ele alisou meus fios como se soubesse de todos os meus pecados


– E-Eu não sou pequenino. – Ele riu


– Me prove isso. – Ele pegou meu braço, e eu não sabia oque fazer. meu ovo avia virado do avesso, de tanto nervoso, Mas algo atrapalhou aquela situação, O Meu ronco da barriga.


– Vou preparar alguma coisa pra você comer irmãozinho – Ele saiu do quarto indo em direção à cozinha, E oque me veio a mente foi ligar para taehyung.


Eu liguei para ele, enquanto esperava Namjoon preparar nosso jantar. Então Taehyung atendeu, mas me surpreendi e me assustei com o arroto que ele deu.


– Filho da égua – ri, – Taehyung oque eu faço? Namjoon está estranho comigo.. você sabe, intimidado.. – Eu orei mesmo sabendo que ele não podia ver, podia reconhecer minha voz.


Diante a isso, eu estava enrolando entre meus dedos um lençol enquanto cariciava meu ursinho preferido, Sr rilakkuma.


– Pela trilegésima vez, fale com ele ou bate punheta escondido, E respondendo a pergunta de antes, É Tipo você coisar seu pinto, Eu preciso ir agora, beijos mamãe tá me chamando. – taehyung desligou e eu olhei para porta, Namjoon estava de pés encostados na parede


Ele ouviu.
Ele ouviu a minha conversa com o taehyung, e eu estava chocado.
Meu corpo não fazia compreendimento com meu cérebro, Que pedia ''acalma-se''

 


Namjoon ouviu, oque eu disse.
Ele ouviu que Taehyung disse. e eu estava tremendo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...