História Caramel Macchiato | VKOOK [HIATUS] - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Kai, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Tao, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Kook!bottom, Tae!tops, Taekook, Vkook, Vkookyaoi, Yaoi
Visualizações 44
Palavras 1.383
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIS
Mais um, yay.
Obrigada pelos favoritos e pelos comentários do capítulo passado, mesmo mesmo 💕💕💕
Por favor, não fiquem cheateados com as atitudes do Kook, no começo é assim mesmo. 😄 Tem que ter uma "glicose-anal".
Anywaaay, em caso de dúvidas, ou algum ponto importante a ressaltar, é só me mandar msg ou comentar mesmo. ♡ Gosto de responder vocês.
[Comentar faz bem pra pele e pra saúde, e aumenta suas chances com o oppa]

Boa leitura ❤

Capítulo 2 - "Arrogante, lindo e gostoso"






*Narrador


Jungkook e Taehyung olhavam atentamente, da mesa do bar, para o barman atrás do balcão.

Ambos pensavam em um jeito de fazer com que Jungkook ganhe um agrado do atendente.

- Ele nem é bonitão. Tem que ser ele mesmo? - Taehyung perguntou, inconformado com o fora que levou.

- Não vai ser você, Taehyung. - bufou o mais novo, repetindo aquela frase pela oitava vez.

- Me diz um motivo. Eu sou feio aos seus olhos, é isso?

- Não é essa a questão.

- E qual é? - perguntou vendo Jungkook bebericar do coquetel que pagou depois da vodka.

- Você se acha muito pra alguém que pode ser um nada. E eu não gosto disso. - respondeu simples e direto e voltou seu olhar ao barman, deixando Kim sem palavras.

- Certo. - se levantou e foi até o barman. Jungkook ficou apenas observando a cena de Taehyung conversando com o homem, de cenho franzido, estranhou o comportamento dos dois.

Logo, Kim retornou a mesa e ficou calado.

- O que foi fazer? - Jeon perguntou.

- Nada.

- O que falou?

- Tá querendo saber demais, Jeongguk. - fez o mais novo revirar os olhos.

- Se você tiver feito alguma coisa que me prejudique-

Foi interrompido por um cartãozinho a sua frente, sendo estendida por uma mão forte, mas nem tão grande assim. Viu a extensão do braço e assim que subiu o olhar, notou que era o barman, sorrindo maroto.

- É meu número. Se estiver mesmo interessado, é só ligar. - falou e Jungkook pegou da maneira mais confiante que podia.

Recebeu um breve afago nas costas do homem que logo saiu de volta a seu local de trabalho, para atender as pessoas.

- De nada. - Kim disse arrastado se espreguiçando na cadeira.

Jungkook olhava, e olhava o cartãozinho.

- Eu não vou ligar.

Taehyung quase pulou da cadeira ao ouvir.

- Moleque, eu fui lá e o convenci a te dar o número! - falou de olhos esbugalhados.

- Por isso mesmo. - Jungkook era competitivo, e sempre queria vencer. Como não foi com o próprio esforço pra conseguir o número do barman, então não valia.

- Você é um filho da mãe mesmo. - bufou o mais velho.

- Eu vou embora, Kim. - disse se levantando. Estranhou ao ver Taehyung se levantando junto.

- Eu vou te levar. Chama seu amigo embriagado. - falou arrumando a carteira e o celular no bolso.

- Nem vem, sai daqui. - Jungkook confrontou.

- Moleque, eu não vou tentar nada contigo. Mas seu amigo está chapado. Vamos logo, antes que eu te carregue no ombro! - ameaçou e Jungkook sem escolha, foi para o meio da pista de dança, para puxar Hoseok de lá.







Capítulo 2

"Arrogante, lindo e gostoso"


Os três estavam no carro de Hoseok sendo conduzido por Taehyung. Jungkook ia no banco do passageiro após tentativas de ajeitar o amigo no banco de trás. Taehyung ria das tentativas. E depois que cansou, ajudou Jeon.

Os dois iam calados e Hobi ia fazendo sons estranhos. Jeon não suportava o amigo embriagado. Taehyung não aguentava aquele silêncio entre os dois.

- O que vocês tem? - perguntou sendo direto.

- Nada, Taehyung. - respondeu seco.

- Então por que me deu um fora? - riu.

- Fala como se tivesse levado o primeiro fora da sua vida. - Jeongguk falou, assim que viu a cara do Kim foi comprovado, era seu primeiro fora.

- Me chama de hyung. - Taehyung pediu.

- Você não é meu hyung. - bufou o mais novo.

- Mas eu sou mais velho. - explicou Kim.

- Mas você não é meu hyung. - repetiu frustrado. - Só me deixa na casa dele. - Jungkook rezava pra nunca mais ter que encontrar Kim na sua vida, pra ele, esse cara enchia sua paciência até passar do gargalo.

- Ok. - Taehyung deu suspiro derrotado e obedeceu.

Ao chegarem, até tentou ajudar Jungkook a carregar Hobi, mas Jeon fazia de tudo pra Taehyung não se aproximar. Viu os dois na fachada e se escorou no carro.

- Não vai me agradecer? De nada! - falou num tom sarcástico e riu baixinho vendo que Jungkook o ignorava. - Me deseja uma boa noite então. - brincou, mas de novo, não foi ouvido por Jeon, que apenas fechou a porta. - Você é tão arrogante, Jeongguk. - sussurrou Kim para si. - Mas um arrogante, lindo e gostoso. - fechou os olhos suspirando pesadamente pela beleza que para ele era estonteante. 

Entrou no carro e foi voltou pra sua casa.

Já na casa de Hoseok, o serviço era mais complicado, Jungkook cogitou ajudar o amigo a tomar banho.

- JK? - Hobi o chamou enquanto sentava-se em sua cama, chutando os sapatos.

- Hm? - resmungou caçando roupa limpa pro hyung.

- Aquele era o cara do brigadeiro? - virou-se vendo o amigo assentir. - Porra.

- O quê? - perguntou Jungkook de cenho franzindo.

- Ele é lindo pra porra, Jungkookie. E ainda deu em cima de você. - falou gesticulando demais. - Você... - apontou desajeitado - ... é um idiota.

- Eu idiota? Eu não gostei nem um pouco desse rapaz. - cruzou os braços.

- Jungkookie... ele é bonito?

- Hm? Não.

- Jeooon..

- Talvez assim... sabe...

- Confessa.

- Ele é fodidamente belo. - suspirou. - Pena que se acha demais.

- Isso é ruim?

- Ele é perfeito da cabeça aos pés. Mas ele se elogia muito e é muito fútil. Tenho nojo disso, hyung. - se sentou do lado do amigo e se tocou. - Você parece bem lúcido pra quem aparentava estar bêbado.

- Eu fingi perto do bonitão pra que ele pudesse ter liberdade maior pra falar com você. - disse. - Estou sim bêbado. Mas não mamado. 

- Você não presta. - Jungkook disse.

- Ele parece ser legal, Kook. - sorriu. - Dá uma chance pro cara se aproximar!

- Vai dormir. - se levantou deitando seu corpo cansado do outro lado da cama. Os dois não possuíam vergonha ou nojo de dormirem juntos. Ambos sabiam que eram apenas amigos, e nada passaria disso. Eram quase irmãos.

.

Ao amanhecer, Jeon viu que estava sozinho na cama agarrado com o travesseiro. Provavelmente Hoseok o dera para abraçar, já que o mais novo só dorme abraçando algo.

Desceu as escadas descalço e encontrou o amigo na cozinha tomando café.

- Bom dia, esquentadinho. - caçoou.

- Não enche meu saco, hyung. Tá cedo demais pra isso? - escorou-se na bancada e coçou os olhos.

- Por que não deixa seu celular no silencioso? Dá uma raiva. - reclamou Hobi colocando a caneca na pia.

- Apitou foi? - perguntou Jungkook subindo as escadas pra pegar o celular.

- A noite toda.

Ao pegar seu celular, viu mensagens aleatórias de grupos que participava, notificações do Instagram, e mensagens de um número... desconhecido? Ah, não. Não pode ser, ele pensou.

- Mas o que...? - murmurou vendo as mensagens.


xxxx-xxxx

Eu posso te chamar pra sair? 

---

Já tô chamando.

---

Nós vamos sair, okay?

---

Amanhã de preferência. Às 15:00 em ponto. 


Bufou irritado.

- Taehyung, você é um chato. - coçou os olhos.

Depois viu as mensagens de hoje.


Eu arrumei uma coisa legal. Então se disser não é falta de educação.

---

Taehyung?

---

Quem mais? O leãozinho?


Pela primeira vez, Jungkook riu com algo que Taehyung dissera.


Idiota. Não vou sair com você, vou estar trabalhando. Me procure nunca. Obrigado.

---

Jungkook, é só um encontro. Não dói. Eu não sou chato. Eu só quero te conhecer.

---

Por que quer tanto me conhecer, Kim?

---

Porque eu gostei de você. Vamos. Só um encontro, se não gostar eu te deixo em paz!


Jungkook pensou e pensou. Era crueldade ser mal educado além do ponto. Sua personalidade já era extrapolada, e Kim não parece tão ruim assim.


Aish, tá, falou. Vou estar na padaria!

---

Certo, Jeon.


Guardou o celular e voltou para perto de seu amigo na sala, que viu a expressão diferente de Jeon.

- Ei, o que aconteceu? - Hobi perguntou preocupado.

- Eu... me chamaram para um encontro. - tentou processar.

- Sério? Quem foi? - perguntou animado, estava vendo o amigo ter seu primeiro encontro. Mas ao ver que Jungkook não respondia e apenas piscava em choque, ele se tocou. - Nããão! Não pode seeer! - sorriu animado. - O bonitão te chamou pra sair!!!

- Hyung... - Jungkook abraçou uma almofada e enterrou o rosto nela.

- AISH, para. Ele é legal, Jungkookie. Dê uma chance a ele. - pediu de novo.

Jungkook cogitou. Estava disposto a ver se Taehyung prestava.

O que Jungkook não sabia era o que Taehyung fizera noite passada.

Algo que Taehyung fez... para descobrir algo sobre Jungkook. E ajudá-lo.

















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...