História Caramela - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 1.275
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


essa oneshot foi pensada e escrita em um dia chato na escola durante a aula de ciências.

Capítulo 1 - Caramela - Único


Fanfic / Fanfiction Caramela - Capítulo 1 - Caramela - Único

-Oi, Will! Vim buscar a chinchila manca que você falou que ia me dar.

-Entra aí! Vou lá dentro pegar ela para você!

-Que legal! Eu sempre quis ter um animalzinho de estimação, mas a mamãe diz que cães e gatos dão muito trabalho... Mas uma chinchila? Que trabalho um bicho tão pequeno pode dar?

-Pronto! Tá tudo aí! Ração, pó de banho, alfafa, suplemento, ventilador, e a dita-cuja.

-Peraí! O que é tudo isso? Eu vou levar uma chinchila, não adotar um bebê!

-Aceite, meu amigo... Bebês são mais fáceis de cuidar do que chinchilas... Elas vem até com um manual de instruções.

-Como é que é? Manual de instruções?

-Sim! Chinchilas são, praticamente, como aparelhos de dvd com um casaco de pele! Sem o manual, você não sabe como funcionam. Olha só... Você sabia que elas precisam de uma temperatura ideal para viverem?

-Como assim?

-Elas só sobrevivem entre dezoito e vinte e dois graus celsius.

-Mas é uma fresca, mesmo!

-É para isso que serve o ventilador! Para os dias quentes! E eu uso esse termômetro para medir a temperatura ambiente!

Aqui diz também que as chinchilas preferem ambientes secos, com aproximadamente 40% de umidade ou menos, mas toleram muito bem ambientes mais úmidos, chegando até a 75% de umidade!

-Er... Will? Acho que mudei de ideia... Vou pedir para meu pai comprar um hipopótamo, que deve ser mais fácil de cuidar!

-Nada disso, rapazinho! Você vai levar esse traste daqui agora mesmo!

-Mas eu não quero mais!

-Não interessa! Eu tô com esse animal peludo por sua culpa, lembra?

-Minha culpa? O que foi que eu fiz?

-Não acredito! Você não se lembra?

-Não... Minha memória não é muito boa...

-Pois eu lembro para você! As nossas famílias participaram de um programa de tv...

-Ah! Lembrei! No final do programa, a minha família ganhou um cruzeiro marítimo e uma casa com piscina! Enquanto vocês ganharam...

-Uma chinchila manca!

-Tá bom, vai... Eu fico com esse bicho esquisito... O que mais diz aí no manual?

-Vamos ver... Aqui está dizendo: "no período da manhã, ou no mesmo horário da ração, pode ser fornecido duas a três vezes por semana, um suplemento alimentar".

-Suplemento alimentar? Uau! Sério? Ela toma suplementos, igualzinho aos atletas?

-É isso aí!

-E o que ela toma?

-Germes de trigo!

-Germes? Que nojo!

-É o que diz aqui! Germes de trigo!

-Deixa eu ver esse manual!

-Onde será que a mamãe compra germes?

-"Gérmen de trigo", Will... "Gérmen"!

-Ah, é? Hê, hê, que coisa!

-Mas agora eu fiquei tentado! Quero ver essa coisinha ser uma atleta para vencer competições e...

-Greg! Ela é manca, esqueceu?

-Não tem problema! Eu coloco ela num programa de treinamento! É isso! Todo dia de manhã, ela vai correr, brincar, e tomar sol comigo na piscina lá de casa, aí ela vai praticar natação, e...

-Er... Greg...

Chinchilas não podem tomar sol.

Chinchilas não podem se molhar.

E chinchilas dormem o dia inteiro.

-Como é que é? Ela não pode fazer nada? Esse bicho é feito de que? Papel higiênico?

-Chiu! Não fale essas coisas na frente dela, seu dasalmado!

-Com uma vida sedentária dessa, não me admiro que seja manca!

-Ei! Não toque nesse assunto! Ela é muito sensível! Ela é manca por que a mãe do antigo dono confundiu ela com um rato, e deu uma vassourada da pobrezinha...

-Oh! Tadinha... Mas que ela parece um ratão gordo, eu não vou negar!

-Quer parar com isso?! Ela vai ficar traumatizada! Não dê ouvidos a esse bobão! Você não parece um rato, tá? Você é como um lindo coelhinho anão com um rabinho de esquilo!

-Will, você não acha que está mimando demais esse bicho?

-Como assim?

-"Ai... Não posso tomar sol, se não me queimo..." "Não posso me molhar, pois sou feito de açúcar e posso derreter..."

-Não fale assim da Eduarda!!

-Eduarda? Que raio de nome é esse?

-É a cara dela, não acha?

-Eu tava pensando em algo mais doce e meigo... Como Caramelo...

-Caramelo? É uma fêmea! Não percebe?

-Quem disse que é uma fêmea?

-Ora! Ela é uma chinchila! E não um chinchilo! Parece que você não entende nada...

-Legal! Caramela, então! Que tal?

-Caramela! Para mim tá ótimo!

-E aí? O que a Caramela come? Queijo?

-Eu já falei que ela não é um rato!

-Ah, aqui no manual, diz que ela come ração peletizada! Vinte a trinta gramas por dia! Tem uma balança por aí?

-Tem uma na cozinha, mas a mamãe só dá comida para ela a noite!

-Por que?

-Sei lá! Vai ver ela é tipo um morcego sem asas!

-Sabe o que é um morcego sem asas? Um rato.

-Ela não é um rato! Que coisa! 

-Esse bicho é cheio de nove-horas! E agora? Como você vai me ensinar a dar ração para ela?

-Já sei! Você pode dormir aqui! Assim, ficamos acordados até tarde!

-Beleza! Você me empresta um pijama?

-Claro! Vamos ligar para a sua mãe!

                     E assim...

-Prontinho! Já tomei banho... E aí? Ela já comeu?

-Não... O que será que tá acontecendo?

-Vai ver ela resolveu fazer uma dieta depois que você chamou ela de rato gordo... Bem, deixa para lá! Agora, eu vou te ensinar a dar banho nela!

-Banho? Você não disse que ela não pode se molhar?

-E não pode! Ela toma banho com pó de mármore.

-A Caramela toma banho rolando no pó? Que legal! 

-Sim... Mas... Ela tá meio estranha...

-Quê?

-Olha só a carinha dela... Ela tá triste...

-Será que ela tá doente?

-Acho que sim... Ela não defecou nenhuma vez hoje...

-Ela não fez o quê?

-Cocô! Ela não fez cocô! Entendeu agora ou quer que eu desenhe?

-Calma, Caramela... O papai tá aqui com você...

-Ei! Que história é essa de papai? Eu sou o pai dela!

-Nada disso! Você deu ela para mim, lembra?

-Isso quer dizer que você é o pai adotivo, besta! Eu sou o pai de verdade!

-Pai de verdade é aquele que dá carinho e amor! Não interessa se é adotivo ou não!

-Meninos? Que bagunça é essa?

-Mamãe! A chinchila tá doente!

-O que aconteceu com ela?

-Ela não quer comer e nem fazer cocô! E fica com essa cara de tonta o tempo todo!

-Não é cara de tonta, filho... É de cansada!

-Cansada de fazer o quê? Ela dorme o dia inteiro!

-Vamos colocar ela na gaiola de novo, para descansar... Por que vocês dois não vão dormir agora?

-Tá bom...

                 No dia seguinte...

-Greg! Acorda! Já amanheceu! Vamos ver se a Caramela tá bem!

-Hê hê, tive um sonho muito louco com ela!

-Eu também! Sonhei que ela tinha melhorado, e...

-Ahh! Cadê ela?!

-Mamãe! A Caramela fugiu! A Caramela fugiu!

-Calma filho... Ela não fugiu...

-Cadê a Caramela, mãe? Cadê ela?

-Ela... Não aguentou filho...

-Ela não aguentou o que? Fala, mãe!

-Ela não acordou hoje, filho... Aí eu tive que levar ela embora, porque...

-Eu não quero que ela vá embora, mãe! Traz ela de volta! Por que você levou ela embora? Por quê...?


           Traz ela de volta...

             

            E assim, mais tarde...

-Will? Você acha que existe um céu para as chinchilas?

-É claro! Existe um céu para cada tipo de animalzinho! Uma vez, eu tive um pintassilgo que também morreu, e o papai falou que ele foi para o céu dos pintassilgos... Maneiro, não é?

-É! Ei! Eu te contei do sonho que tive com a Caramela esta noite?

-Não...

-No sonho, ela não tava mais doente! Podia correr, tomar sol e brincar na água quando quisesse!

-Que legal!

-Eu acho que é isso que ela está fazendo agora... Não é? Se divertindo a beça!

-Pode crer...



E, com o cair da noite, vem a certeza de que a pequena Caramela está em um lugar melhor... 

E ela não está triste! Eles sabem disso! 

Por que em seus sonhos... 


Os três brincam entre as estrelas...


Notas Finais


queria falar algo interessante e profundo aqui, mas eu simplesmente não sei o que falar... então...
espero que tenham gostado :v
bezus :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...