História Care for me - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 308
Palavras 1.694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Quem é Sasuke Uchiha?


Sakura

Eu tremia, jogando mais um teste de gravidez na lixeira. Já tinha feito mais de três horas que eu estava em casa, hoje era o último dia de aula, e eu só fui para pegar os resultados e conversar pessoalmente com... Só de pensar nele, meu estômago revirava.

"Ela é uma idiota, eu nunca iria amá-la."

Não, eu não ia deixar mais nenhuma lágrima escorrer.

Não, eu não iria me vitimizar, e deixar minhas férias passarem assim.

Eu preciso me organizar. Não sou uma pessoa fraca, que fica chorando pelos cantos e esperando que um milagre aconteça. Eu era uma interna, que a melhor médica do país me orientava e eu iria ser uma ótima cirurgiã, assim como iria ser uma excelente mãe.

Mas eu simplesmente não sabia como reagir, não sabia o que fazer. Mesmo que minha mente exigisse e pensasse em diferentes planos ou conclusões, por mais organizada que eu fosse... Eu não tinha pleno controle sobre minha vida ou o que estava acontecendo agora.

Eu estava perdida, e por mais que eu me negasse a pensar, Sasori surgia por meio nas nuvens dos meus pensamentos. Eu amava ele, eu o amo, o amor é realmente mais forte que todas as traições?

Não, o meu não era. Quanto mais eu pensava, mais doía, mais meu coração de abria em desespero e as lágrimas escorriam, o lençol estava encharcado com as lágrimas que escorriam, o quarto escuro e gélido faziam eu me sentir mais sozinha...

Levantei-me, correndo até a sala, pegando minha mochila e meu telefone. Eu não conseguia conter os soluços e meu peito pesava. Arrastei o dedo pela tela, procurando em meus contatos. Alguém.

Me sentei no sofá com o telefone, a foi o bastante para minha cabeça pesar, parecia uma incógnita do destino, mas meu telefone tocou e eu atendi.

— QUEM VAI NO NEW TIMES AMANHÃ COMIGO? — A animação estridente de Ino, com os gritos empolgados e eu jurava que ela dava pequenos pulinhos, em meu as lágrimas eu deixei uma risada baixa escapar. New Times era um pub que normalmente o pessoal da UK ia, lá tinha tudo que universitários que adoravam uma boa farra amavam, bebidas alcoólicas, música alta e sexo.

— Pelos Deuses, não grite. — Murmurei descrente' eu fazia o máximo de esforço para camuflar minha voz.

— Você testudinha da minha vida! — Eu sabia que a loira deveria ter um sorriso de orelha a orelha.

— Não era você que estava em um relacionamento sério e precisava "parar com essa vida"? — A vida amorosa de Ino era como uma montanha russa, o que gerava boas gargalhadas a todas as meninas do grupo.

— Todas nos sabemos que relacionamento sério não dá em nada divertido. — Seu tom animado mudou para totalmente desanimado me fez arquear a sobrancelha.

— Ino Yamanaka.

— Está bem, Nagato está comendo Konan. E meio que toda a universidade estava sabendo, menos a imbecil apaixonada aqui. — Nagato era o melhor amigo do ex que também é melhor amigo do irmão da nossa loirinha, eles tinham uma banda ''Akatsuki" qual aparentemente a loura se envolvia a cada ano com um membro. Ino bufou e eu poderia jurar que ela estava enroscando o cabelo.

— E como você está se sentindo? Está tudo bem? O que você fez? — A preocupação se fez presente, eu sabia que Ino não era lá muito sensata.

— Eu sou Yamakana Ino, óbvio que está tudo bem. Vou acabar com aquele imbecil de linguiça. — Rimos juntas ao telefone, e logo ela suspirou pesadamente.

— Eu também tenho uma novidade para você... — Murmurei descrente massageando minha testa.

— Oh! Mentira me conta tudo! — O sorriso irônico prevaleceu em minha face.

— Minha relação com Sasori era apenas uma aposta que ele teria que me comer. — A forma fria com que falei, tinha me surpreendido e provavelmente a loura também.

A questão é que, assim como eu não tinha contado para Sasuke, eu também não precisava contar para Ino ou Hinata. Eu guardaria quem sabe esse segredo por um tempo, até tudo começar a de "endireitar".

— Caralho. Como é que é? Não creio que aquela tripa de língua fez isso. — Soltei uma risada nasalada, de onde ela tirava esses ótimos adjetivos? — Isso com toda a certeza é pior que Nagato e a Koko-galinha. — Soltei uma risada leve, provavelmente a loura estava arrancando seus cabelos.

— Bem... Acho que estamos novamente a estaca das solteiras.

— Sabe que eu não sou do tipo que sabe o que falar essas horas para alguém. Eu prefiro agir e não choro pelos cantos. Existe outra maneira muito mais gostosa de fazer as coisas do que chorar pela virgindade derramada. E se chama vingança. — Um dos fatos da loira ser tão popular e ser minha melhor amiga, era sua personalidade meio Regina George misturada com vilã ou uma mocinha magoada de novela mexicana. Mesmo que ela dissesse de uma forma não muito sentimentalista, eu sabia que ela estava me dando todo o apoio e que eu tinha que sair dessa.

— Não acredito que você disse isso. — Neguei com a cabeça. — Mas eu realmente estou aberta a sugestões.

— Alguém mais sabe sobre essa tal aposta? Ou ainda não chegou ao "desfecho humilhante"?

— Não, ninguém sabe...

— Ótimo, nada melhor que dor de corno. — A loira mal esperou eu acabar de falar, franzi as sobrancelhas.

— Como assim Ino? — Virei de barriga para cima no sofá, nem eu acreditaria tempos atrás que eu estava realmente cogitando a ideia de adquirir os planos da Regina George versão estilizada.

— Precisamos de alguém irresistivelmente gato, sedutor e popular. — Tenho certeza que a loira olhava as unhas.

— Da para explicar melhor?

"Na verdade foi graças aquela loira totalmente irresponsável que você nasceu sabia?"

— Alguém melhor que Sasori tripa de língua. Que tenha uma boa fama e tudo mais, tipo o Gaara. - Ino soltou uma risadinha maliciosa. E eu apenas emiti um "que" baixo. — Acha que é só você que iria se vingar?

— Quem disse que eu aceitei essa sua ideia maluca de me vingar, isso não seria imaturo para uma adulta? — Meu lado sensato me avisava, enquanto a parte infantil e emotiva gritava "Pega o pub todo, porra".

— Fazer apostas sem sentido também é imaturo, só vamos dar o troco Sakura. — Ino parecia ter um objetivo.

— Não sei não Ino... Sabe que eu não levo muito jeito para caras e nem para baladas.

— Sakura Haruno vá se foder, se não quer fazer isso por você que deu sua virgindade para aquele estúpido, faça por mim que foi corna mais de sete vezes! — Olhei para o sofá de couro.

— Prometo que vou pensar...

~•~

Eu estava deitada na minha cama de casal, desenhando e comendo uma salada de frutas. Meus pensamentos voavam em linhas corriqueiras, passei a mão pela minha barriga.

Qual será seu sexo? Será que seus cabelos irão nascer ruivos ou você vai ter sardas como eu? Terá meus traços ou o de Sasori? Eu sorri, com toda certeza você será muito bonito.

E desde já, eu me sentia no dever de pedir desculpas a você. Um barulho me dispersou dos meus pensamentos, me fazendo saltar da cama. Quem diabos seria à essa hora?

Levantei lentamente, porém a campainha não parava de tocar, mas que diabos...

— Já vai! — Berrei pegando a chave na mesinha e correndo em direção a porta, assim que eu a abri, eu paralisei.

Instantaneamente minhas sobrancelhas franziram, os olhos negros me encaravam confusos, os cabelos estavam molhados e caiam pelo seu rosto, a jaqueta de couro continuava ali, mas desta vez molhada também. Desci os olhos para o pacote do Ichiraku, um dos melhores restaurantes de comida japonesa do mundo. Que curiosamente era a minha predileta.

— A chuva está começando a ficar forte. — A voz grossa de Sasuke soou, me fazendo encarar seu rosto.

— O que você está fazendo aqui? E nem pense em virar a pergunta para mim dessa vez porque estou na minha casa. — O canto da boca do mesmo se ergueu.

— Fiquei meio incerto de ter que deixado aqui sozinha naquele estado, então eu...

— Olha você já me ajudou bastante, realmente eu esqueci de te agradecer mas isso já é demais. — O interrompi, coisa que ele pareceu não gostar muito.

— Já que esqueceu de me agradecer, veja isso como forma de agradecimento. — Continuei o encarando, sem dizer alguma palavra. — Pelo menos até a chuva passar. Ele nem esperou eu acabar de concluir uma resposta, apenas foi entrando. — Aonde posso deixar minha jaqueta? Esta muito molhada.

— Me de isso aqui... — Sasuke passou a comida para uma de suas mãos, tirando um braço e em seguida fez o mesmo. Me pus atrás dele, segurando a jaqueta de couro que está bastante pesada.

Coloquei na secadora de roupas, indo diretamente na direção do meu quarto para pegar minha salada se frutas. Assim que voltei a cozinha, lá estava ele.

— Você é um pouco abusado, não? — Sasuke tinha colocado as sacolas no balcão e tirava as comidas japonesas.

— Não vai comer? — Ele tinha respondido minha pergunta com outra, me deixando um pouco irritada. Ele se virou para mim, enquanto se sentava e se servia. — Que saudável.

— Da para parar? — Exclamei enquanto seus olhos negros me encaravam também irritados. — Você está agindo como se me conhecesse a tempos, e não como um estranho que apareceu ontem na minha vida. Então, por favor tem um pouco de senso e me explique de verdade o que diabos está querendo fazer! — Assim como eu estava irritada, percebi que seus olhos me encaravam com fúria enquanto suas mãos se fechavam com força.

— Estou fazendo, o que me pediram. — Sua voz era grossa e áspera. O que me irritou mais ainda.

— E o que te pediram para fazer? Invadir minha casa? — Vociferei com raiva.

Cuidar de você.


Notas Finais


Oie oie, gente só vou dar um avisinho para quem é novo por aqui. Não fiquem assustados comigo, hihihi. Eu sou super extrovertida e adoro ter uma relação de amizade com todos os leitores. Então não liguem para a forma animada que eu respondo os comentários e nem com os terríveis e vários coraçõezinhos (❤) hihihi
Pausa total. Quem será que pediu para ele cuidar da Sakura, muito estranho essa aproximação, não acham... Hum... Será que ele está mentindo?
Sinto muito hihihi, vocês vão ter que conviver com essa dúvida até o "Especial Sasuke Uchiha" onde o primeiro capítulo é narrado por ele.
Então, será que Sasuke é um canalha e vai só piorar a situação de Sakura?
Será que Sakura vai no New Times, ou melhor a vingança do nosso "queridinho" Sasori?
Logo logo vocês irão descobrir que Ino é a melhor que nos temos.
Eu falo para caramba né? Se alguém quiser bater um papinho comigo é só comentar aqui, adoro adoro

Beijinhos amadossss ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...