História Cariño - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~rafaelaabeca

Postado
Categorias Cristiano Ronaldo, Karim Benzema, Manuel Neuer, Robert Lewandowski, Thomas Müller, Toni Kroos
Personagens Karim Benzema, Manuel Neuer, Personagens Originais, Toni Kroos
Tags Bayern, Benzema, Futebol!, Kroos, Real Madrid, Vôlei
Exibições 515
Palavras 1.217
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, gente
Essa é minha primeira fanfic, junto com a minha amiga Rafa (com algumas ideias da Jubs <3 )
Eu espero que gostem❤

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Cariño - Capítulo 1 - Prólogo

                    Sophie's POV

- Mamãe! Mamãe! Mamãe!

- Não precisa gritar, meu amor, eu estou aqui.

- Mas, mamãe, temos que ir logo, não podemos nos atrasar! - Leon fala apressado, enquanto balança seus bracinhos.

- Eu sei que você está sentindo falta do seu pai, mas nós temos tempo. - falo calmamente, já acostumada com toda essa pressa, afinal, meu filho como um bom alemão gosta de ser pontual. - Já conferiu a mala? Está faltando algo?

- Não, eu coloquei tudo. Podemos ir agora? - pergunta ansioso.

- Vamos. - falo depois de soltar uma gargalhada, sendo seguida pelo meu filho.
                                 ~

- Vamos, meu amor, acorda. - digo para Leon assim que o avião aterrisa.
Ele murmura coisas inelegíveis, fazendo biquinho e coçando os olhos até finalmente os abrir, mania herdada totalmente do pai.

- Já? - ele pergunta sonolento.

- Sim, vamos.

Ajudei-o a tirar o cinto de segurança depois que tirei o meu, e saímos do avião.

- Mamãe, o papai vem nos buscar? - Leon pergunta enquanto esperávamos nossas malas.

- Não, ele está com o time, mas nós vamos ao jogo, okay?

- Okay. Se o papai não vem nos buscar nós vamos como?

- Dom, James e Mark já estão nos esperando - falo sorrindo ao lembrar dos meus irmãos mais velhos, respectivamente.

- Ebaa! - Leon exclama feliz. Ele adora os tios.

Avisto nossas malas e tento pegá-las sem sucesso, mas um rapaz viu meu desepero e me ajudou.

- Danke. - agradeço em alemão e ele me olha confuso, aí me lembro que não estou mais em Munique e sim em Madrid, e me corrijo rapidamente com um sorriso sem graça. - Perdóname, gracias.

Ele apenas sorri de volta e acena, se afastando. Meu filho me ajuda com as malas, e vamos em direção ao desembarque. Chegando lá, vejo Leon largar sua mala e correr até meus irmãos.

- Tios! - ele grita e segundos depois é abraçado por três marmanjos ao mesmo tempo.

Pego sua mala e vou caminhando normalmente para junto deles. Chegando lá, recebo um abraço de urso de alguém, que pelo cheiro reconheço sendo Dominic. Abraço ele de volta, mas não com tanta força e reclamo por falta de ar, mas isso não o faz me largar.

- Já chega, Dom, eu estou com um vestido e ele vai subir se continuar me abraçando assim. - depois que falo isso, ele rapidamente me larga, fazendo com que eu quase caia, mas James me segura enquanto Mark solta uma gargalhada com Leon no colo. - Idiotas. - murmuro.

- Vamos, irmãzinha, vocês tem um jogo pra assistir! - James fala depois de me abraçar, seguido de Mark.
Leon continua no colo de Mark, então Dom e James me ajudam com as malas, colocando-as no porta-malas. Entramos no carro: Dominic no banco do motorista, já que o carro é dele, eu no banco do passageiro, e os meninos atrás, com meu filho no meio.

- Vamos passar na casa do papai primeiro e vocês se arrumam lá, tudo bem? - Dominic pergunta, enquanto dirige.

- Sim, tenho que tomar um banho. - respondo olhando pra ele.

- Tem mesmo, você tá fedendo, nojenta - todos gargalham, até Leon, e eu fuzilo Dom com o olhar. Eles ficam vários minutos rindo sem parar, então eu resolvo ignorá-los; ponho meus fones e coloco no modo aleatório.

Sinto alguém me cutucando, e acordo assustada. Dominic.

- Não se pode mais dormir em paz, não? - murmuro irritada.

- Não. - ele diz sorrindo. - Chegamos, vaza.

- Quanto amor. - reviro os olhos enquanto falo e tiro o cinto de segurança.

- Impossível sentir amor por uma pessoa como você. - ele debocha. - Agora sai do meu carro.

Bufo saindo do carro, notando que todos já entraram na casa de papai.
Assim que chego na sala, mando Leon se arrumar. Ele vai para o quarto dele, que meu pai fez questão de decorar com coisas do Bayern, Real Madrid e do Flamengo, sua paixão.

Entro no meu quarto e vou logo tomar banho e me arrumar. Visto uma blusa do Real, um short preto e um sapatênis também preto. Passo o básico de
maquiagem: base, pó, rímel e gloss. 
Celular. Chaves. Ingressos. Dinheiro. Indentidades (minha e de Leon). Okay, tudo certo.

- Mamãe? - ouço Leon do outro lado da porta. Abro-a e vejo meu filho com a camisa do pai, em uma versão menor, calça jeans escura e tênis.

- Oh, Lord. Assim eu me apaixono! - exclamei, Leon gargalhou e me abraçou.

- Obrigado, mamãe. Você está linda!

- Assim meu coração não aguenta. Obrigada, meu amorzinho. - falo com um sorriso bobo ocupando a maior parte do meu rosto. - Vamos.

Dominic e Mark iam conosco, mas James tinha que voltar para o trabalho.

Fui de novo no banco do passageiro e liguei o rádio do carro. Mercy, do Shawn Maravilhoso Mendes, estava tocando.

Como a voz desse homem é linda! Lembro do dia em que eu vi e tirei foto com ele, foi em um show dele em Munique, eu não podia perder. Deixei Leon com o sr. Manuel Neuer, mais conhecido como meu melhor amigo e padrinho do meu filho, e fui junto com a Rafaela pro show.
Rafa é um amor de pessoa, ela é uma das minhas melhores amigas. Nós jogamos juntas pelo time de vôlei do Bayern e na seleção brasileira. Se nos juntarmos com a Jaqueline, nossa outra melhor amiga, viramos as três mosqueteiras. Ela também joga conosco pela seleção brasileira de vôlei, mas defende o time do Real Madrid, e é por esse time que estou aqui na Espanha.

Recebi uma proposta irrecusável do Real, e mesmo sendo bávara de coração, eu preciso pensar em mim... e em Leon. Minha família mora aqui e o pai de Leon também, Toni Kroos, sim, o camisa 8 do Real Madrid. Eu e Toni tivemos uma história complicada. Ele era mais velho e eu, adolescente, quando começamos a nos envolver. Eu tive minha primeira vez com ele, e continuamos juntos; eu com 15 e ele com 20. Pedofilia? Acho que não. Não quando eu queria, quando nos amávamos.

Meses depois eu descobri estar grávida. Foi uma bomba pra todos. Logo eu, a "princesinha" da família, a única menina em meio a 4 irmãos. Meu irmão comparou quando minha mãe descobriu estar grávida de gêmeos, meu irmão Matthew e eu, respectivamente. Sim, eu sou a "caçula", por 12 minutos, mas eu sou.
Toni não fugiu da responsabilidade, e assumiu nosso filho. Ele ficou tão feliz quando descobrimos. Eu também, um pouco abalada, mas feliz. Tinha uma vida dentro de mim, que eu já amava tanto, desde o dia em que soube.

Quando Leon tinha 3 anos nos separamos, Toni era muito possessivo e eu odiava isso, mas tivemos uma separação "amigável" por conta do nosso filho. E agora, eu estou com 21. Depois que tive Leon, me dediquei a minha paixão: vôlei. Fiz testes no Bayern e passei. Atualmente sou considerada uma das 5 melhores ponteiras-passadoras do mundo. E aqui estou eu em Madrid, Espanha, para assinar alguns papéis e ser a nova jogadora a defender o time de vôlei do Real Madrid.

Só espero estar fazendo a coisa certa.


Notas Finais


Bom, essa é a menina que eu imagino sendo a Sophie. O nome dela é Gina Lorena.
Esse é o insta dela https://www.instagram.com/ginizzle/?hl=pt-br
E aí, gostaram? Eu espero que sim.
Até o próximo!👀❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...