História Carmesim: A cor do pecado - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Chara, Doggo, Frisk, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Frisk, Hentai, Humantale, Sans, Sansrisk, Sexo, Sukerutonsans, Undertale
Exibições 496
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii!!

Deixa eu perguntar, quem tava feliz com o Asgor ? levanta a mãozinha! *taca uma pedra em todo mundo e levantou a mãozinha.

Boa leitura desculpe os erros, não tenho uma beta, dá nisso.

P.s: São 1.009 palavras de bad. O cap e bem curto pq sla... E talvez o clima da fic tenha ficado assim graças a meus estado atual, mas as coisas vão melhorar, eu prometo.

Capítulo 18 - O que quero acreditar


~Asgore pov’s

Perfeito, tudo estava de acordo, eu sabia que Frisk se revelaria cedo ou tarde, e claro que foi por influência do irmão, e se tem alguém que pode reverter isso é ele mesmo. Frisk não é meu maior orgulho, não como Asriel foi, mas ainda é minha filha, já Chara ? Bem, vejamos o que posso fazer por ele agora.

*Asgore.— Toriel me chamou assim que Chara subiu para seu quarto.

*Sim meu amor?

*Eu não sei o que você planeja, mas se você interferir na vida dos nossos filhos ou melhor, se você machucar Chara , você não vai perder somente eles. — Um frio percorreu minha espinha.

*Do que está falando mulher?

*Esse não é o homem pelo qual me apaixonei, não adianta você fingir que agora perdôo Chara, todos sabem que não! Você o culpa pelo que aconteceu com Asriel.

*Toriel escute-me, tudo vai ficar bem.

*Sim, tudo, inclusive meu sono contanto que você não esteja no meu quarto.

*O que?! Espera… Você tá defendendo ele? Tá vendo o que ele faz? Foi assim com Asriel e agora você!

*O problema não é aquela pobre e infeliz criança, o problema é você Asgore. — Ela fez um bico de insatisfação e subiu sentido a nosso quarto, que pelo visto hoje não seria meu também.

*Querida, por favor ouça … Você só está estressada pela Frisk ter ido, mas se tudo der certo ela voltará.

*Que não volte?

*Como disse?

*Quero a felicidade dos nossos filhos.— Ela.dizia sussurrando no corredor onde eu ia atrás. — E se pra isso for necessário que eles se afastem de nós, que seja! Esse não é o pai que eu queria pras minhas crianças. — Abriu o quarto.— Peguei uma coberta e suma daqui, não quero ver você por um bom tempo!!

Ela deu passagem para que eu entrasse , fui rápido, peguei minhas roupas, toalha e um cobertor e corri para um quarto de hóspedes, não contestaria com Toriel, é difícil ir contra ela, ela sempre tem argumentos bem afiados e me conhece melhor que ninguém, além disso, ainda é a mulher que amo. Se eu tinha meus objetivos , teria que tomar cuidado pois ela poderia interferir e isso mudaria ainda mais nosso relacionamento.

Era muita coisa para processar , e eu pensava em tudo isso enquanto me banhava em água morna.

*Terei que arriscar muitas coisas.

Sai do banho ainda pensando em mil coisas, deitei-me na cama recém arrumada pela empregada e tentei dormir, mas os pensamentos não me permitiam, eu tinha que calcular tudo nos mínimos detalhes.

~Narrador pov’s

A noite se passará em calmaria , bem cedo Chara se sentiu inquieto com desejo de sair de casa, Bater pernas , apenas se divertir um pouco ou apreciar o clima fúnebre que transpassava o céu, nublado com ameaças de que poderia garoar a qualquer momento.

*Bom dia Chara… — Chamou um ruivo sentado na calçada.

*Heya, garoto dos hambúrgueres. Se veio pra dar umas cantadas na minha irmã , desiste, ela tá morando com o namorado.

*Eu sei, Sans… ele trabalha pra meu pai às vezes.

*Ah, o MettaDiva?

*Tsc

*Mas fala aí então.

*Olha cara , eu quero falar com você.

*Desculpe, não curto rola.

*Eu to falando sério. — Se levantou arrumando a jaqueta, além disso já tenho namorado.

*Okay.— Chara olhou para as nuvens  escuras escondendo o sol.— Mas vamos.dar uma volta, que tal? Eu vim afim disso.

*certo. — O ruivo inseriu as mãos dentro da jaqueta com sua costumeira expressão de tédio , retirou de lá um maço de cigarro ponto uma unidade na boca e a acendendo, ofereceu a Chara que se sentiu tentado mas negou não evitando mostrar que queria.

*Vai falando, sou todo ouvidos. — caminhavam devagar mesmo com o forte vento soprando fazendo algumas folhas de árvores voarem.

*Você… Tá satisfeito como tudo tá?

*Como assim?

*Ontem… Eu vi a cena que seu pai fez, na verdade, era impossível não ver, não é mesmo?— Chara deu um risinho com o comentário .

*Tem razão, mas sim, acho que as coisas vão começar a se ajeitar, não é?

*Não.

*Filho da puta! — Empurrou o ruivo que riu.

*Olha cara, eu praticamente cresci com vocês e sei de toda a treta com Asriel, vocês podem até mentir pros outros dizendo que foi câncer, mas eu sei da verdade, seu pai sempre te culpou por aquilo e seja lá o que aconteceu, você acha mesmo que ele te perdôo do dia pra noite?

*Agora eu to confuso. Você falando assim agora fica a suspeitas, mas minha mãe saberia, ou.. Será que ela também tá planejando  algo?

*Não acho que a Toriel se rebaixaria .— Ficaram em silêncio por um tempo.

*Daqui duas semanas é o aniversário dele.

*De morte?

*Não… De que ele nasceu.— Olhou para o alto suspirando. — Frisk não gosta que comemoremos aniversário de morte, pois não há alegria nisso, então apenas comemoramos meu aniversário entre amigos , mas o dele, no aniversário de nascimento, vamos ao túmulo.

*Deve ser difícil pra você comemorar seu aniversário sabendo que nesse dia algo triste aconteceu.

*Nem tanto, não posso me mutilar por isso pra sempre.

*E sobre seu pai?

*Talvez… Eu saiba que tem algo errado, mas lá no fundo eu quero acreditar nele.

*Carência. — Sorriu de lado.— Você já foi melhor que isso Chara.

*Lamento, eu to tão… Decadente…

*Se algo acontecer, conta comigo, vocês são meus irmãos de outro pai.

*Eu gostaria de ser filho do seus pais .

*Oras, meus pais são gays, eu fui adotado, quem sabe se você foder seu título família seu pai te largue ai eles te adotem também.

*Eu já fodi muitas vezes, mas nunca deu certo. — riram.

*Você é o um lixo! — ria mais relaxados. — Quando você for ver o túmulo, mas chama, também quero ir.

*Valeu cara.

Continuaram andando, foram sentido ao shopping entrando neste obrigatoriamente graças a prevista garoa, decidiram por fim ir assistir a um filme, talvez assim o tédio partisse.


Notas Finais


Pois é, acharam que o Gore ia ser bom do dia pra noite? TSC, a propósito, a real história do Asriel, será desvendada aos poucos... Mentira, logo eu canto de uma vez! Bjs obg por ler, vejo vcs DPS.

A propósito, alguém aí joga sete cavaleiros?
É um RPG de mobile, táticas de batalhas com gráficos lindos e nem.pesa tanto, essa é a melhor parte, desde que lançou no Brasil ei to embiocado nesse lixo, pareibde jogar por dois anos, dai quando voltei o vicio veio junto e to ate hoje, minha conta não é das melhores ate pq sou pobre, mas eu amo o jogo e tive que criar um guilda, só pra ficar com os abiguinhos quem quiser jogar tbm pode falar, :'3 de inicio é chato mas dps vicia.

Bônus: PRA QUEM SE CADASTRAR EU DOU UM HERÓI 5★ kkk, a vrdd só da pra dar um por pessoa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...