História Carrossel Forever - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Adriano Ramos, Alícia Gusman, Bibi Smith, Carmen Carrilho, Cirilo Rivera, Daniel Zapata, Davi Rabinovich, Diana Ayala, Firmino Gonçalves, Jaime Palillo, Jonas Pallilo, Jorge Cavalieri, Kokimoto Mishima, Laura Gianolli, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Maria Joaquina Medsen, Mário Ayala, Paulo Guerra, Personagens Originais, Rabito, Valéria Ferreira
Tags Carmiel, Carrossel, Ciriquina, Daléria, Jaimerida, Kobi, Marilina, Paulicia
Exibições 419
Palavras 1.383
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


ESPERO QUE GOSTEM!!! 💋

Capítulo 27 - A Notícia - Parte 2


Fanfic / Fanfiction Carrossel Forever - Capítulo 27 - A Notícia - Parte 2

OPV - MÁRIO 

Sabe aquele sentimento que vem quando te dão uma notícia ruim? Não se comparara em nada com o que estou sentindo. Você está bem, e de uma hora pra outra está com câncer. O sentimento da descoberta é algo indescritível. Dá uma vontade enorme de chorar e de não querer viver. Não é fácil digerir algo como isso. Não é fácil aceitar. Não é fácil acreditar. 

MÁRIO: Isso é sério?? 

DR. MIGUEL: Eu não brinco com relação ao meu trabalho... 

Nesse instante a única coisa que fiz foi chorar. Chorei como nunca em minha vida. Percebi que Alicia também chorava muito, 

MÁRIO: Então eu vou morrer?? 

DR. MIGUEL: Não é certo. Você terá que fazer um tratamento, e depois veremos se teve resultado ou não... 

ALLY: Vai ficar tudo bem, amor... 

Nesse instante o celular dela tocou. 

ALLY: Alô, pai? Sim... O Mário... Não foi isso... Vocês já tão aqui? Já... No carro eu conto... Um beijo, tchau... 

MÁRIO: Já vai, amor? 

ALLY: Vou... 

Ela chegou perto de mim e me beijou. 

ALLY: Vai ficar tudo bem... Tchau... 

MÁRIO: Tchau... 

DR. MIGUEL: Tchau, Alicia! 

ALLY: Tchau, Dr. Miguel...

Quando Alicia saiu do quarto meu pai e minha madrasta, quer dizer, mãe entraram no quarto. 

SR. AYALA: Filho, o que aconteceu? Conta pra mim, meu filho... 

MÁRIO: Eu tô com câncer, pai... 

Nesse instante meu pai desabou em lágrimas. Minha mãe também começou a chorar. 

SR. AYALA: Não pode ser... Por quê?? Por quê?? 

SRA. AYALA: Calma, Germano... Vai ficar tudo bem... 

SR. AYALA: Dr. Miguel... Explica isso direito, por favor...  

DR. MIGUEL: O seu filho está com câncer no pulmão, Sr. Germano...  

SR. AYALA: Nem sei direito o que é isso... 

DR. MIGUEL: Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se para outras regiões do corpo. Dividindo-se rapidamente, estas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores ou neoplasias malignas. 

SR. AYALA: Nossa... 

DR. MIGUEL: O diagnóstico varia muito conforme o caso: enquanto alguns tumores já dão sinais visíveis e podem ser flagrados pelo próprio paciente caso do de mama e do de pele, por exemplo outros crescem silenciosos, e acabam sendo descobertos ou num exame de rotina ou só quando já dão sintomas, na fase avançada da doença. Seu filho teve sorte, já que ele se encontra na fase inicial. 

SRA. AYALA: E no pulmão, Dr. Miguel?? 

DR. MIGUEL: O câncer de pulmão é um tumor caracterizado pela quebra dos mecanismos de defesa naturais do pulmão, a partir de estímulos carcinogênicos ao longo dos anos, levando ao crescimento desorganizado de células malignas. No caso do seu filho temos um Adenocarcinoma. 

SR. AYALA: E o que é isso?? 

DR. MIGUEL:  Esses tumores começam nas células que revestem os alvéolos e produzem substâncias como muco. Este tipo de câncer de pulmão ocorre principalmente em fumantes e ex-fumantes, mas também é o tipo mais comum em não fumantes. É mais frequente em mulheres do que em homens, e é mais propenso a ocorrer em pessoas mais jovens do que outros tipos. O adenocarcinoma é normalmente encontrado nas áreas externas do pulmão e tende a crescer mais lentamente do que os outros tipos de câncer de pulmão, sendo mais provável de ser diagnosticado antes de se disseminar. Os pacientes com adenocarcinoma têm um melhor prognóstico do que aqueles com outros tipos de câncer de pulmão. 

SR. AYALA: O senhor falando esses termos difíceis tá me assustando, Dr. Miguel... 

SRA. AYALA: E tem sintomas isso?? 

DR. MIGUEL: Claro que tem. Os sintomas iniciais do câncer de pulmão são facilmente confundidos com doenças comuns, sendo os mais frequentes: Tosse, falta de ar, chiado no pulmão, presença de sangue no escarro e dor no peito. 

SR. AYALA: Você teve algum desses, filho? 

MÁRIO: Eu tava com dor no peito, e achei que fosse por causa do remédio pra constipação que eu tava tomando, e eu tava tossindo bastante, vocês me ouviram tossindo. 

SRA. AYALA: Eu achei que era só tosse... 

DR. MIGUEL: Perda rápida de peso e de apetite também pode ocorrer. Pode acontecer também de o paciente não sentir absolutamente nada na fase inicial, o que é um perigo maior e não foi o seu caso. 

SR. AYALA: Nossa... Quanta coisa... 

DR. MIGUEL: Vocês tiveram sorte. Dificilmente o câncer de pulmão é diagnosticado em fase inicial, justamente pela ausência de sintomas. Dessa forma, o tumor geralmente é diagnosticado em estágio avançado ou alocado em outros lugares.  

SRA. AYALA: E tem remédio pra isso?? 

DR. MIGUEL: Infelizmente não. O tratamento do câncer de uma forma geral pode ser feito com cirurgia, quimioterapia ou radioterapia. Nos casos de câncer de pulmão podemos utilizar uma, duas ou as três modalidades de tratamento. A cirurgia, quando possível, é o tratamento de escolha por permitir melhores resultados, porém em cerca de 90 % dos casos não é possível cirurgia na ocasião do diagnóstico ou pela grande extensão da doença. Há também a possibilidade que o tumor esteja próximo a estrutura nobres, como o coração, ou porque o paciente não suportaria uma perda de parte do pulmão. 

SR. AYALA: É cara essa cirurgia?? 

DR. MIGUEL: Não vou mentir, Seu Germano. É bem cara. Mas fique tranquilo que eu cubro a cirurgia se for o caso. 

SR. AYALA: Poxa... Muito obrigado, Dr. Miguel!!! 

DR. MIGUEL: Só vou pedir uns exames antes.Vou fazer uma lista e encaminho o Mário para realizá-los amanhã por conta do horário. Ele terá de passar a noite aqui no hospital. 

SR. AYALA: Então eu vou char seus amigos... Estão todos aí fora esperando pra entrar... 

DR. MIGUEL: Pois então eu vou junto. Tchau, Mário! 

SR. AYALA: Tchau, filho... 

SRA. AYALA: Tchau, Mário... A Diana vem só amanhã, viu? 

MÁRIO: Tchau, gente... 

Os primeiros a entrar foram Valéria e Davi. 

VAL: Como você tá? 

MÁRIO: Melhor, eu acho... 

DAVI: Tá tudo bem mesmo? 

Conversas depois, Kokimoto e Bibi entraram. 

BIBI: Isso é muito triste... Very sad... 

KOKI: Vai ficar tudo bem, amigão... 

Conversas depois, Margarida e Jaime entraram. 

MARGA: Fica frio, migucho... Você vai melhorar e sair dessa... 

JAIME: Escuta a Marga... Ela sabe das coisas... 

MARGA: Os outros tem que me escutar mas você não, né senhor Jaime Palilo?? 

Conversas depois, Carmen e Aline entraram. 

CARMEN: Tem mais de 70% de chance de você melhorar, Mário... 

ALINE: Adoro quando você fala difícil... 

MÁRIO: Vocês estão juntas? 

CARMEN: Sim... 

Conversas depois, Laura e Jorge entraram. 

LAURA: Isso não é nada romântico... 

MÁRIO: Pela primeira vez, tenho que concordar com você Laura... 

JORGE: Mas eu tenho certeza que vai ficar tudo bem, e se você precisar de dinheiro eu ficarei feliz em ajudar... 

MÁRIO: Obrigado, Jorge... 

Conversas depois, Cirilo e Maria Joaquina entraram... 

CIRILO: Já tá tudo bem, Mário? 

MÁRIO: Mais ou menos, né... 

MAJO: Fica frio que eu vou pedir pro meu pai bancar o seu tratamento, viu? 

MÁRIO: Seu pai já vai fazer isso... 

MAJO: Fica frio que eu ou reclamar com meu pai que ele está, desculpa o vocabulário, fodendo com minha solidariedade... 

Conversas depois, Paulo e Amanda entraram. 

MANDY: Tá tudo bem, coisa fofa da Mandy? 

MÁRIO: Melhor agora... 

PAULO: Mário! 

MÁRIO: Eu só tô querendo dizer que ela melhora o bem-estar de qualquer um... 

PAULO: Isso é verdade... 

MANDY: Quer seu meu BF? 

MÁRIO: Pode ser... 

PAULO: Amor, você já não tem um monte? 

MANDY: Só uns 15... É pouquinho... 

Conversas depois, Marcelina e Daniel entraram. Os últimos da noite. 

MARCE: Oi, Mário... 

DANIEL: Oi...  

MÁRIO: Oi... 

Eu voltei com a tosse. 

MARCE: Tá tudo bem? 

MÁRIO: Sim... É normal isso... 

DANIEL: Tava todo mundo preocupado... 

MÁRIO: Até o novo Daniel Zapata? 

DANIEL: Acho que eu vou voltar pro velho Daniel Zapata... Ninguém gosta do novo... 

MÁRIO: E o Adriano? 

MARCE: Teve que ir embora... 

DANIEL: Eu lembrei que preciso ir embora... Tchau... 

MARCE: Tchau... 

MÁRIO: Tchau... 

MARCE: Melhor eu ir também... 

Ela ia se virando e eu segurei sua mão. 

MÁRIO: Fica aqui comigo... Por favor... 

Ela se sentou do meu lado na maca e eu apoiei minha cabeça em seu peito. Ela ficou alisando meu cabelo. 

MARCE: Eu acho que ainda te amo... 

Eu adormeci daquele jeito. Amanhã é o primeiro dia da minha nova vida. 


Notas Finais


E AÍ?? CHORARAM?? GOSTARAM?? 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...