História Carrot: Cake - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, Xiumin
Tags Bolo De Cenoura, Chenmin, Hibridos, Hybrid, Jaqueday, Xiuchen
Exibições 334
Palavras 1.068
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa tarde a todos, desejo uma ótima segunda feira para vocês e para minha amiga lindissima, Jaqueline @NicoleteSsS, quero lhe desejar um feliz aniversário que você merece, eu sou péssima fazendo texto, mas saiba que eu te amo e que eu vim com essa OS curtinha só para não deixar passar em branco e quem sabe tenha mais algum presentinho mais tarde -QQQ

Te amo Jaque, boa leitura ~

Capítulo 1 - I want just cake


 

Ele tentava a todo custo abrir aquele saco de farinha. Jongdae segurava o riso atrás da porta enquanto via Minseok procurar uma faca pelas gavetas da cozinha, suspirou por um momento, mordendo os lábios fortemente ao vê-lo derramar farinha em suas roupas pretas e no momento em que tentou se limpar, ela voou indo para seu rosto – fazendo-o formar um bico nos lábios, que Jongdae achou a coisa mais linda do mundo.

Ver seu híbrido empenhado para fazer um bolo, era a coisa mais linda, principalmente por ele estar vendo uma vídeo aula de como fazer um bolo de cenoura, pegou três cenouras grandes e cortou-lhes ao meio, enfiando-as no liquidificador, a cozinha sendo preenchida pelo barulho perturbante do mesmo. Ele estava balançando seu rabinho diversas vezes, por causa do barulho que não terminava nunca. Assim que elas viraram um líquido espesso, ele desligou e continuou a prestar atenção no vídeo.

Ovos, farinha, cenouras, açúcar, óleo. Ele já havia colocado toda a mistura em uma forma de coração, o que fez o rosto de Jongdae corar, pois sabia que o seu híbrido estava querendo lhe fazer uma pequena comemoração por ter passado na faculdade de música.

Saiu de trás da porta e voltou para o quarto, onde separou uma roupa casual e foi até o banheiro, tomar um banho quente e esperar Minseok lhe chamar, treinando a sua expressão de surpresa para quando ele lhe mostrasse o bolo.

Secou seus cabelos ao sair do banho, e vestiu-se rapidamente, sentindo o cheiro de bolo invadir suas narinas, se arrumou e logo foi pra sala onde viu Minseok lhe encarar. Ele olhou para os lados.

“Você não devia estar na rua?” Indagou se aproximando.

“Eu vim mais cedo.” Falou como se não estivesse prestando atenção.

“Você está sentindo algo?” Mordeu os lábios, tinha quase certeza que ele estava se referindo ao cheiro do bolo.

“Não. Você não tomou banho Minseok?” Aumentou um pouco o tom de voz, fingindo indignação. “Eu falei que tem que tomar um banho por dia, não pode ser um gatinho sujo.” Sentou-se corretamente no sofá, vendo o outro se aproximar e ficar na sua altura.

“Eu tomo banho todo dia, alguém mais limpo do que eu não existe.” Respondeu, selando os lábios com os de Jongdae por um momento, logo após passou sua língua pela bochecha alheia. “Miau.” Piscou antes de se levantar e sair rapidamente – se continuasse lá a calda poderia queimar.

Jongdae sorriu bobo por quão querido seu híbrido era, ele não costumava cozinhar coisas doces, porém não se importaria caso não estivesse com um gosto muito bom, foi feito com amor, era o que contava para si.

Passou um tempo, até ouvir o outro lhe chamar da cozinha. Seguiu, lento, e procurou o bolo pela bancada. Não tinha nada. Suspirou pesadamente e abraçou o mais velho, acariciando suas orelhas – ele grunhiu manhoso.

“Está com fome?” Indagou se afastando por um momento, o que fez Jongdae abraçar Minseok por trás, deixando um selar em sua nuca, vendo suas orelhas se mexerem com o contato. “Dae-ah…” Murmurou, mas não foi ouvido, suspirou e continuou a fazer o ramen para o namorado.

Jongdae achava muito estranho por ele não estar falando do bolo.

“Ramen? Eu achei que teria algo mais especial hoje…” Jongdae confessou, vendo o outro arquear as sobrancelhas.

“Tipo o quê?” Perguntou virando-se rapidamente para o namorado, abraçando-lhe pelo pescoço.

“Uma sobremesa…” Resmungou de ombros, deixando um beijo carinhoso na bochecha do namorado.

“ChenChen, esse é o melhor ramen caseiro que irá comer, sente-se.” Ordenou, fazendo o outro rir pela convicção. Jongdae apenas afirmou com a cabeça e sentou-se à mesa, quem sabe depois que comesse, Minseok lhe serviria o bolo.

Comeram o ramen e Jongdae lavou as panela. Depois, enquanto Minseok tomava banho, resolveu procurar pelo bolo e o encontrou dentro do forno tapado com um pano, suspirou e viu o quão bonito ele estava – o cheiro era ótimo.

“Chen-ah, onde está o desodorante?” Gritou próximo a cozinha, então o rapaz arrumou o bolo e terminou de guardar as louças muito rápido, o que fez Minseok desconfiar do nervosismo aparente do namorado.

“Na gaveta do banheiro.” Respondeu sem ao menos o encarar.

Horas haviam passado e Jongdae ficava cada segundo mais nervoso, principalmente pelo seu híbrido não lhe dar o bolo, estava quase jogando tudo para o alto e perguntando o que estava acontecendo.

“Minseok fez um bolo para mim, mas ele não quer me entregar.” Pensou alto, vendo o namorado aparecer no quarto sorridente, assim que ele se deitou na cama, notou o canto da sua boca sujo de chocolate, respirou fundo e o beijou por um momento, sentindo o gosto doce da boca do outro.

“O que estava comendo?” Perguntou sério.

“Nada.” Respondeu dando de ombros.

“Eu senti gosto de bolo de cenoura.” Mentiu, só havia sentido o gosto do chocolate.

“C-chen.” Minseok murmurou, corando pelo que o namorado havia dito, não era para ele saber.

“Você não vai me dar ele?” Indagou.

“Por que eu te daria?” Franziu o cenho, vendo o outro ficar com uma expressão confusa no rosto “Eu fiz ele para o Xing, ele está fazendo aniversário amanhã.” Falou.

“P-para ele?” Sentiu-se envergonhado por ter achado que ganharia um bolo, havia passado o dia inteiro ansioso para o namorado lhe contar que não era para si, apenas virou-se de lado e se encolheu, sentindo o outro lhe abraçar pela cintura.

“Desculpa não ter falado nada, é que eu queria que fosse surpresa.” Respondeu.

“Eu pensei que fosse para mim.” Choramingou.

“Ah, então é por isso que você ficou ansioso o dia todo?” Perguntou vendo o outro afirmar “Meu amor, seu lindo.” Deu beijos carinhosos no pescoço do outro. “Eu farei quantos bolos de cenoura você quiser, tudo bem?” Perguntou num sussurro.

“Sério?” Respondeu animado.

“Sim, você merece.” Disse abraçando o namorado mais apertado.

Jongdae havia ficado feliz ao saber que Minseok também lhe faria um bolo de cenoura, por mais que quisesse o que ele realmente havia se esforçado de primeira para fazer, mas se contentaria e iria na festa de aniversário do amigo – faria questão de comer o bolo, deixando apenas um pedaço pequeno para Yixing.

Iria se contentar com o bolo do amigo, até receber o seu, já que Minseok havia descoberto uma receita nova do bolo, que o deixava mais macio e saboroso.

Tinha namorado melhor que Minseok? Não, não tinha.

Amém Kim Minseok.

 


Notas Finais


E ai, o que acharam? Fofo ? ain eu não sou acostumada fazer fluffy, mas é o otp e pra amiga, a gente se esforça nenom? Espero que tenham gostado haha <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...