História .carta aberta a quem foi vênus - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 24
Palavras 1.421
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Shoujo-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - (destinatário:)


Viajo, eu, tão medrosa que sou em percorrer espaço-tempo, aos dois meses que são após o fim do que foi: nós.

Não posso viajar ao passado; não há nada que eu possa consertar que não fiquem óbvias as muitas rachaduras.

Fico contente em ver que a indiferença não mora mais em mim. Que posso aprender a te amar com olhos de amizade - uma outra vez.

Contente que suas feridas estejam cicatrizando bem. Contente em tocar nas minhas e perceber que já não me importa os erros que cometemos no passado.

Eu tive medo, eu tive dúvidas. Eu soube naquele fim de Janeiro que todas as dúvidas tinham sido instaladas em mim, que eu tinha mexido, ouvido, lido em coisas que nunca deveriam estar sobre meu conhecimento. Eu não sabia o quanto poderia tirar as coisas de contexto, e o quanto martelava em mim ouvir você me dizer: "vazia". Como me feriu o orgulho, e tudo que eu conhecia de mim.

Risivelmente a única palavra que martela na minha mente, após tudo que foi dito e que podiam magoar.

Quis pôr de lado, quis me justificar que era o passado: não consegui, me desculpe por não querer nem mesmo tentar; me desculpe por ter te dito isso sem demonstrar nenhuma emoção. De tudo que eu poderia ter sido, uma deveria ser mais cuidadosa a não ser fria com você.

Não pude, fui incapaz de demonstrar meus sentimentos, me tranquei na minha bolha de mágoas e no meu egoísmo: te machuquei, sei, não tornei nada mais fácil.

 

Soube, na hora que me chamou no embarque e me perguntou "não está esquecendo de nada?" e não pude, mesmo me esforçando, lembrar que esqueci de te dizer um último "te gosto" - que saia da minha boca sempre de forma tão natural. Soube, nesse momento, que já não te amava mais como você merecia que eu te amasse.

Soube, ao ler e ao chorar com sua última carta - presa naquele avião claustrofóbico - que você era meu amor, soube, sim: era meu amor; mas não conseguia mais te amar.

Eu tinha toda aquela indiferença habitando em mim. Eu tentei lutar contra ela, eu juro. Sozinha, no meu quarto, nos meus monólogos, cozinhando nas minhas desconfianças, nos meus medos, na minha vontade de ser pra você a pessoa mais especial: não pude.

Não pude fazer isso enquanto estava ao seu lado.

Eu precisava me afastar para conseguir me curar de todo o amargor.

Me curei.

 

Você não foi meu primeiro amor, mas você foi minha primeira certeza. Meu primeiro porto. A primeira vez que eu senti a segurança de viver e me aventurar.

Te cobrei muito, te cobrei tanto. Cobrei que fosse minha, que me amasse do jeito que eu queria, que fosse perfeita. Te cobrei até mesmo que não fosse você. Te cobrei que fosse aquele alguém que eu idealizava na minha mente.

Talvez esse tenha sido meu maior erro: olhar você e não conseguir enxergar esse alguém por trás da minha ilusão do que era você. E o seu verdadeiro você, nunca foi um "você" ruim, é um alguém amável, é um alguém que eu amei e - apesar de ter tentado - não é alguém que deva ser consertado. Você não merece nada menos do que alguém que te veja sem olhos de ilusão e te ame por completa.

Eu sei que falhei nisso.

Você é alguém gentil. É um alguém forte, determinado, doce. Alegre - que sorriso mais ensolarado você tem. Um alguém com abraço de aconchego, com mãos de amor.

Nós sempre brincamos que, em circunstâncias diferentes, nunca teríamos nos amado. Teríamos nos odiado de primeira, eu sei.

Mas sou contente que as circunstâncias foram favoráveis para que vivêssemos essa história, para que nos descobríssemos, nos amassemos. E para que disséssemos "adeus", para que nos odiássemos e nos tenha trazido ao lugar onde estamos agora.

Em paz.

 

Você foi minha Vênus. Você, melhor do que ninguém - e o único alguém - que sabe a profundidade que significa pra mim ser minha Vênus. Meu ponto reluzente no céu nublado, dos traumas, dos piores momentos; Vênus que esteve sempre no céu me concedendo a visão, a felicidade, o sonho de tocar e a ilusão de que, ao fazer um pedido à essa primeira estrela da noite, todos os meus desejos mais bobos seriam realizados.                

No fim das contas eu tive uma Vênus a qual pude tocar, a qual pude amar. Tive uma Vênus a qual abrir mão quando soube que não mais te faria bem.

Eu tive uma Ametista pra ser meu maior amuleto de sorte. Eu tive você pra me proporcionar bons risos e autoconhecimento. Tive seu ombro pra desabafar, tive sua confiança, tive você e eu não poderia ter sido dona de sorte maior.

 

Fui injusta, fui ingrata. Isso é quem eu também sou, apesar de você me pintar apenas de sentimentos bons.

Se permita me conhecer. Conhecer que quem eu sou nos meus momentos de tédio também sou um "eu", também é quem eu sou, não quem eu crio pra fingir ser algo.Não cometa também o erro de me ver com olhos de ilusões. Eu também sou feita de amargos, eu também sou feita de egoísmos e futilidade.

Essa não é a melhor parte de mim, mas ainda é uma parte de mim.

 

Eu já falei tanto e tanto aqui; porque eu tenho essa maneira de não ser boa com as palavras por querer dizer coisas demais.

Eu tenho que te dizer ainda o quanto você é linda. O quanto é essa obra de arte pintada pelas mãos da própria Vênus - sabe aquela deusa? Na qual você foi inspirada. Eu nunca vou cansar de te dizer o quão linda você é. Uma mulher linda e segura de si. Eu sempre desejei ser tão forte e independente como você é. Você é sua prioridade e nunca deveria mesmo ser o contrário.

Ao mesmo tempo você é tão moleca, você faz manha, você fica emburrada com coisas mínimas, você é facilmente comprada com doce - sob as circunstâncias certas - e você adora passear na praça só pra tomar sorvete.

 

Você é doce, eu já disse e eu repito tanto a sua realidade. Às vezes de um azedo no final, mas é de uma predominância doce e de aroma de flores.

E eu te amo.

 

Eu sei que agora nós temos uma longa estrada pra percorrer, muitas novas versões de quem nós somos pra conhecer, muitos amores pra compartilhar e dores pra aparar. Eu espero estar ao seu lado te aparando da forma que me for possível, te aconselhando da forma que me for possível, ouvindo as boas histórias das suas novas paixões e sendo seu ombro quando você quiser chorar por elas.

Eu quero te ver crescer, eu quero ver você no topo do mundo. Você não merece nenhum lugar abaixo do topo; você é brilhante demais pra não ser o centro das atenções.

Você é especial. É um pedacinho de quem eu sou. E você tem uma caixa inteira com possibilidades de felicidades infinitas, faça acontecer. Se deixe curar, se deixe amar, se deixe ser: você. Não deixe que nada te impeça, ninguém nunca será capaz.

Eu espero que você tenha um bom dia 13, com muita bebida porque, você sabe, sempre há álcool onde você está. Com todos os Martini possíveis e os melhores amigos.

Curta muito, tenha cuidado, tenha sempre alguém do seu lado pra te olhar.

Coma! Ria! Fale alto, incomode as pessoas ao redor. BEIJE A CRUSH SEM DAR AVISO PRÉVIO! Viva como se esse dia tenha sido feito apenas pra você – porque foi.

 

Eu torço para que tudo de bom aconteça pra você, me faz feliz ver a sua felicidade. Me faz amar ver que você é capaz de amar um outro alguém, me faz triste ver sua tristeza e você não sabe como me revolta a sua raiva.

No fim nós nos conectamos num outro plano, não são conexões capazes de quebrar com um “adeus”, e fico feliz de não serem. De ainda poder ter uma versão de você que posso admirar e brincar e falar sobre aqueles 7 homens maravilhosos – VULGO BTOB, E COMO MINHYUK NÃO TÁ FAZENDO MV COM AQUELE ABS MARAVILHOSO DE FORA.

Parabéns pelo seu dia, pelos seus 21 anos – que dá pra comemorar ouvindo música do Dean, hein -, que tudo de melhor te abrace e tenha seu cheiro grudado na pele como eu tive a sorte de ter.

Te gosto. Continuo te querendo bem. 


Notas Finais


[o tempo me disse que também é merecido te conceder o desejo a uma pergunta; se você quiser fazê-la: a mim]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...