História Cartas para..... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Originais
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Exibições 10
Palavras 582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Minha primeira fanfic gente... eu realmente espero que vcs gostem pq o tema ta foda.
É isso... boa leitura
*~*

Capítulo 1 - Cartas para a morte


Fanfic / Fanfiction Cartas para..... - Capítulo 1 - Cartas para a morte

~Sehun on~

Meu braço doia como nunca, eu setia como se meus pulmões estivessem em chamas,  não conseguia movimentar meu corpo,  meus olhos só viam vultos e mãos me sacudiam. Minutos antes eu vi a cena que me fez desistir e transformou meu coração em pó. Deixar aquelea que tentaram me ajudar era difícil,  mas ver minhas mãos cheias de sangue, me deu força. Pelo menos a última voz que eu ouvi foi a dele,  que me falava para pensar e espera-lo, mas a decisão já estava feita.  Então eu pulei. 

~lembrança on~

O dia estava chuvoso hoje. As gotas escorriam lentamente na vidraça. Presta atenção na aula já não era mais uma opção, meu foco estava nas gotas. Nada no dia me trouxe interesse,  só aquelas gotas. Ve-las me fazia sentir como se o mundo estivesse parado,  como se nada fizesse sentido.

O sinal toca, tirando-me de meus devaneios. Meus amigos eram de outras salas, então eu só iria embora.  Era como sair da frigideira e ir para o fogo. Minha casa era esse fogo, que me queimava sem piedade. 

Sigo para minha casa. A chuva estava fraca agora,  então não me importei muito. Pelo menos ela me fazia companhia nesse caminho solitário. 

Quando estava prestes a colocar a chave na porta, eu escuto o som de vidro quebrando. Logo percebo que a porta estava aberta.  Entro rapidamente e vejo meu pai, aquele bêbado que me da nojo, batendo com força no rosto da minha mãe e logo em seguida batendo a garrafa de cerveja que estava em sua mão na cabeça dela.

Ver o sangue da minha mãe escorrer por sua testa, me fez lembrar das gotas que estavam na janela. E ver minha mãe caindo me transformou em um animal. 

Peguei um vaso que estava do meu lado e parte para cima dele. Quando ele caiu em comecei a soca-lo, com tanta força que seu crânio quebraria. Eu batia. Batia. Batia. Até ver que ele já estava morto.

Sem mais o que fazer com aquele bêbado,  fui para minha mãe. Eu a sacudia e gritava por ela, mas nada vinha, nem uma reação. 

As lágrimas em meu rosto caiam freneticamente. Isdo não podia estar acontecendo. Não. Não. Não. 

Eu so consegui correr. Correr sem rumo. Simplesmente correr. Então eu cheguei. Um lugar que me atrai e que me guardava. O antigo farol da cidade, um lugar já esqueci por muitos, mas não por mim e meu amigos. 

Fui para o ponto mais alto. Não sabia o que pensa, não sabia o que fazer. Até eu olhar para baixo. O mar estava indo contra as pedras me fazendo lembrar de tudo, tudo o que tinha acontecido. Eu queria me juntar ao mar e a esse lugar que me fazia ter paz. Pular era o que meu ser aansiava em fazer, mas antes eu tinha que ouvir a voz dele, mesmo que só por um minuto. A voz dele me traria uma boa lembrança para o meu  último momento.

~chamada on~

_ Oi Sehun, eu ai ligar pra vc agora pra gente sair ou ir no farol_ falou com uma voz animada. 

_ Eu já estou no farol...

_ Sehun você tá bem,  acontece alguma coisa?_ dava para sentir a preocupação em sua voz. Ele era o único que sabia do meus problemas. 

_ Eu só estou te ligando para te dizer adeus_ falei lentamente e calma.

_ Adeus? Sehun me espera ai, eu to indo te buscar. Vamos conversar_ falou rapidamente. 

_ Adeus... Jungkook. 

_ SEHUN ESPER...

~chamada of~

Então...

Eu pulei. 


Notas Finais


Ficou pequeno, mas é só o primeiro capítulo.
A depressão tava em alta kkkk
Obrigada...
*~*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...