História Cartas para leres - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags Maleo
Visualizações 24
Palavras 383
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - 21 de Setembro de 1992


Fanfic / Fanfiction Cartas para leres - Capítulo 8 - 21 de Setembro de 1992

21 de Setembro de 1992

Hoje de tarde, Theo veio me pegar em casa para eu me aproximar de Lydia. Não sei porque raios ele me escolheu para essa tarefa (já a minha única amiga decidiu dar à sola e fugir de mim) mas, eu aceitei entrar nessa jogada e vou ter ir até o fim.

Todo o caminho a gente falou sobre Jackson e Lydia e sobre a relação deles. Era muito fácil ver que ele amava Lydia com todo o seu coração. Toda aquela atitude de bad boy caía quando falava sobre a irmã.

-Tem irmãos?

-2. Meu irmão Isaac está na universidade então não o vejo muito, mas quando a gente era mais novo sempre brigavamos numa hora e na outra estavamos nos abraçando. Depois tem a minha irmã Érica, ela foi adotada mas a gente se dá bem. Eu não falo quando ela mente para ir ter com as amigas e ela sempre diz para os meus pais que eu tenho um monte de amigos lá no colégio. Eles têm medo que eu seja uma daquelas esquisitas que fica almoçando sozinha num canto.

-Não é para ser indelicado mas você meio que é uma dessas esquisitas.

-Eles que têm medo disso, eu não.

Depois disso ele sorriu só com o canto da boca e estacionou o carro. Eu nem vi ele saindo que ele já estava do meu lado abrindo a porta para mim. Fiquei meia aparvalhada tipo, não estou habituada a ser bem tratada por ninguém da minha geração tirando meus irmãos e você. Não sei o que ele pensou quando me viu olhando para ele de boca aberta, muito sinceramente não quero saber. Só sei que ele estendeu a mão para mim e eu peguei meia envergonhada e com um sorriso bobo. Não pergunte porquê.

Enquanto Theo fechava a porta atrás de mim deu bem tempo para eu ficar de boca aberta com a casa dele. Kira, é sério. Você alguma vez foi lá? É tipo a melhor coisa que eu vi em toda a minha vida. Acho que ele reparou que eu fiquei assim mas nem deve ter ligado, todo o mundo deve ficar assim quando vê aquele paraíso.

Desculpa acabar assim, minha mãe está me chamando para jantar como sempre. Acho que ela tem problema com o facto de eu ser bem magrinha.

Com amor,

Malia.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...