História Cartas Para Min Yoongi - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Festus7645

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Boy×boy, Bts, Cartas, Drama, Hentai, Jikook, Jung Hoseok, Lemon, Menção Yoonmin, Min Yoongi, Namjin, Tragedia, Vkook, Yaoi, Yoonseok, Zico
Visualizações 40
Palavras 2.117
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oin pessoas (/ ^O^)/
Nos desculpem a demora :/
Ps: O primeiro capítulo foi apenas uma memória de infância do Hobi este capítulo se passará quando os meninos já forem maiores ^^
Tenham uma boa leitura 😘

Capítulo 2 - Ele é passado?!


Fanfic / Fanfiction Cartas Para Min Yoongi - Capítulo 2 - Ele é passado?!

Episódio 2: Ele é passado?!

Casa dos Jung-Seul.

 • — Pov's Jung Hoseok — • —

— Hobi, levanta dessa cama. — Jin hyung diz puxando minhas cobertas.

— Aigoo, eu não quero. — fiz um bico com os lábios — Me deixa ficar pelo menos hoje por favozinho... — pedi.

— Me dê apenas um bom motivo para que te deixe ficar .— Jin bateu o pé.

— E-Eu... Estou com dor aqui na barriga olha! — levantei a blusa larga que vestia mostrando onde doía.

Eu sei que é muito feio mentir e que papai do céu está vendo mais eu não quero olhar na cara de Min Yoongi nunca, nunca mais mesmo.

— Aish, Jung Hoseok levanta esse cú da cama agora que até os cachorros da vizinha sabem que tu não está com dor alguma e que o motivo desse drama todo é Min Yoongi. — Jin deu a língua.

— Mas que calúnia! — coloquei a mão no peito — Como ousa tocar no nome desse bobão destruidor de corações? — Fiz uma cara de espanto.

— Nome de quem? Por acaso eu ouvi Min Yoongi?! — Namjoon que apenas observava se pronunciou.

— A-Aigoo seus idiotas! — joguei o travesseiro na direção de ambos.

— Seu fraco. — Namjoon pegou o travesseiro e jogou em mim de volta.

— Eu não quero ir à escola só hoje por favor Jin hyung! — implorei a ele.

— Eu vou contar até três.

— Omma Jin, eu não quero ver o Yoongi, ele fez um buraquinho imenso no meu coraçãozinho. — fiz menção de chorar sentindo meus olhos arderem.

Porquê Min Yoongi não consegue gostar de mim?! Oque há de errado comigo?! Oque eu lhe fiz de mal?

Há problema em ser um puta estudioso, usar óculos, uniforme perfeitamente alinhado e cabelo cheio de gel?

Porra eu ainda sou um ser humano, não nasci prefeito muito menos para agradar a ninguém. Se bem que a sociedade impõe e se importam tanto com padrões de beleza.

Infelizmente segundo o que os "outros" dizem eu não nasci nesses padrões e por mais que eu tente ser forte e ignorar isso aqui dentro dói.

Dói todo dia ser "lembrado" do quanto é feio. Dói ser esnobado e tratado como um grande nada. Dói.

— Olha o Yoongi foi mesmo um bobo e errou no que fez, mas você não pode ficar aí sofrendo por ele. — Jin argumentou me olhando preocupado.

— Só fala isso pois o seu "Oppa" te notou e agora estão juntos. — cruzei meus braços e olhei-os desanimado.

— Aigoo, Hobi o Yoongi não te merece agora por favor levanta dessa cama e se arruma! — ajoelhou-se.

Jin hyung tem razão aquele tolo do Min Yoongi não me merece mesmo.

— Tudo bem — levantei da cama e tratei de pegar meu uniforme; composto por uma blusa branca, um casaco azul escuro seguido de uma calça bege, o all star vermelho e a gravata preta, fui para o banheiro fazer minha higiene.

Depois de já nú entrei no box e liguei o chuveiro. Sabe aquela puta gostosa sensação de quando tu entra no chuveiro e depois não quer mais sair dali? Pois é , isso mesmo que sinto. Tentei o máximo que pude manter os olhos longe de meu corpo mais parecia-me tão impossível. Tão tentador.

— O-Oque há de errado comigo?! Por que eu não p-posso ser feliz assim como os outros?! — Abracei a meu próprio corpo e olhei-me novamente.

Por que me sinto um lixo? Eu acho que não deveria ter nascido. Eu sou o maior desgosto dessa família. Aigoo, porquê tenho que ser tão sensível ao ponto de meus pensamentos me fazerem chorar ?

— Hoseok?! — Jin bateu na porta. — JUNG HOSEOK ABRE ESSA PORRA DE PORTA AGORA ANTES QUE EU O FAÇA E TE BATA MOLEQUE! — Jin às vezes parecia uma Omma, afinal era mais presente que a própria, além de um ótimo cozinheiro e também amigo. — EU AVISEI DESGRAÇA! — quando finalmente me dei conta de responder Jin já havia entrado no banheiro e estava "boquiaberto?" com tal cena.

— O-Oque foi, vai debochar da minha c-cara também SeokJin?! — abaixei minha cabeça quando Jin negou com a cabeça e veio de encontro à mim.

Jin em toda a vida foi o único que já me viu nú. Aish... Que vergonhoso.

— Desde quando eu ri de você ou falei algo de mal Hobi? — perguntou-me fazendo um semblante tristonho.

— Aigoo! Eu tenho vergonha, sai daqui hyung! — virei-me para a parede na tentativa (falha) de me esconder.

— Quantas vezes eu já não vi esse seu corpinho. Hum? — falou brincalhão virando-me de frente para si e limpando qualquer resquício de lágrima por ali.

— Seu Pabo! — Ri junto dele.

— Não chora mais pequeno, seu corpo é lindo e lembre-se caráter não se define por aparência. — sorriu — Você é um menino de ouro, canta e dança bem. Não tem por que se importar com o que os outros pensam de si. Tá bom?

— Obrigado Omma. — sorri.

— De nada, agora vai se arrumar se não chegaremos atrasados. — saiu do banheiro para que eu me vestisse.

Assim o fiz, desligando o chuveiro e me enrolando na toalha para secar meu corpinho. Depois de feito vesti meu uniforme, sequei meus cabelos e os penteei passando o gel em seguida. Mesmo que não perfeito eu estava pronto. Pronto para mais um dia entediante naquela porra de colégio mais conhecido como inferno.

Sai do banheiro não vendo nem rastro do Jin ou de Namjoon e desci as escadas rumo a cozinha onde encontrei os dois praticamente se comendo em cima da MINHA mesa de jantar enquanto preparavam alguma coisa no fogão. Por acaso é a COMIDA DO JIN?

— Hmm, Hmm. — Forcei a garganta fazendo com que parassem o que faziam — Podem se comer em outro lugar, por favorzinho? — pedi calmo.

— D-Desculpa Hobi o N-Namjoon é um t-tarado m-mesmo... — Jin pediu vindo me abraçar como desculpa para esconder o rosto todo coradinho.

— Não quero suas desculpas eu quero a comid.a — falei assim que o mesmo depositou um beijo babado em minha bochecha fazendo-o bufar.

— Seu filho ingrato. — fez um biquinho nos lábios e voltou a preparar a comida enquanto me sentava na mesa.

— Tá tudo bem Hoseok? — Namjoon perguntou olhando-me sério.

— Uhum. — assenti.

— Ta bom então. — Voltou a fazer alguma coisa que eu não sei direito descrever. Seria algo como olhar a bunda do Jin enquanto o mesmo cozinhava. Talvez sim, talvez não.

— Aqui está Hobi. — Jin entregou para mim uma tijela com Kimchi na qual em segundos eu comecei a comer.

— E eu mozão? — Namjoon fez cara emburrada por não ganhar comida.

— Você não precisa, você come em casa. Okay?  — riu malicioso.

— Aish. — bufou.

— Vem cá, eu tenho mesmo que ouvir essas coisas? — perguntei mostrando total desinteresse pelo oque eles fazia. Dizem que sexo é uma das melhores coisas, eu sou anormal por ter uma opinião totalmente diferente?

— Tem. — Namjoon sorriu.

— Aigoo, vou escovar meus dentinhos que eu ganho bem mais.

Deixei os dois se comendo na cozinha e fui novamente ao banheiro escovar os dentes. Depois de toda a higiene bucal feita, passei um pouco de perfume e peguei minha mochila descendo novamente aquelas malditas escadas, porém dessa vez até a sala.

— Vamos Hobi. — Jin falou e eu apenas concordei e saímos os três de casa rumo àquela maravilha de escola.

Isso era para ser irônico.

O caminho foi o mesmo de sempre. Jin e Namjoon em altos pegas e mãos bobas enquanto eu desvio meu olhar de tanta vergonha. Como deve ser a sensação de ter alguem para tem beijar e abraçar a cada segund ? Ou até mesmo te morder na bochecha e dizer o quanto te ama? Eu acho que isso não é para mim, afinal quem seria capaz de se apaixonar por Jung Hoseok? Isso mesmo, ninguém.

— Bom... Eu v-vou indo na frente até m-mais tarde. — me despedi pronto para seguir rumo à escola porém antes de fazê-lo fui impedido por SeokJin.

— Mais nem chegamos na escola Hobi. Qual a necessidade disso? — Jin cruzou os braços tentando manter calma. Sabia ele que qualquer reação precipitada (ou não) me "magoaria".

— Não acho que seja bom pra vocês serem vistos comigo. — mordi o lábio olhando os dois à minha frente.

— Para de frescura Hoseok, até parece que a gente liga para esse bando de desocupados. — Jin falou enquanto seu namorado colocava o braço envolto em seus pescoço. — Por favor, Hobi!

— Vocês não ligam, mais eu sim então eu prefiro a-assim. — virei as costas e apertei o passo entrando na esquina onde ficava a nossa escola.

Assim que o sinal bateu fui para minha "querida" sala ignorando qualquer tipo de olhar de desprezo, nojo e sussuros de boatos sobre minha pessoa e sentei em minha mesa suspirando pesado. Por que isso comigo?

Sentei-me na costumeira classe da frente da terceira fila enquanto os outros alunos sentavam em seus lugares e assim o professor de Ciências entrou na sala. Não tardou muito para que o mesmo desse a devida matéria, e sinceramente falando para duas aulas seguidas não foi pouca coisa não.

— Hum... — murmurou — Alguém pode me dizer o que seria uma reação química? — olhou brevemente para a turma parando em mim em seguida.

— E-Eu. — levantei a mão — Reação química é uma transformação da matéria na qual ocorre mudanças qualitativas na composição química de uma ou mais substâncias reagentes, resultando em um ou mais produtos...

Expliquei conforme havia estudado nos diversos livros fazendo com que aquele mesmo alvoroço de sempre se formasse no fundo e até mesmo frente da classe. Qual o problema dessa gente comigo?

Aigoo, eu não aguento mais.

E assim se passou as duas primeiras aulas. Cheias de perguntas fáceis sendo direcionadas a classe e sendo respondidas apenas por mim.

*Trim...Trim...Trimmmmm*

Logo que bateu o recreio Jin saiu com Namjoon para a mesa dos "populares" me deixando novamente sozinho. Eu estava mesmo certo, quem diabos vai querer a companhia de um nerd onde apenas existem populares?

Ninguém.

— Aish, não faz diferença. — peguei meu lanche e fui para a mesa mais afastada de toda aquela gente.

— JUNG HOSEOK! — de longe poderia ser ouvido o berro de SeokJin.

— JUNG HOSEOK NÃO ME FAÇA LEVANTAR DAQUI E TE ARRASTAR PELOS CABELOS VIADO! — tentei ignorar e ir até minha mesa, porém, Jin me lançou de longe seu olhar de Omma quando brava me fazendo rapidamente repensar e suspirar pesado. Porra, parece que não tenho mesmo escolha.

— O-Oque quer comigo Kim S-SeokJin ? — abaixei minha cabeça com receio do que viesse pela frente.

— Sente conosco. — antes mesmo de pensar em respondê-lo ele me cortou na maior cara de pau. — E não aceito não como resposta Jung Hoseok. — riu.

— E se eu n-não quiser?! — ajeitei meu óculos olhando meu "amigo".

— Vai sentar a força. — Jin se separou dos braços de Namjoon e me fez sentar ao lado do mesmo.

— Esses são Kim Taehyung, Mark Tuan e Jackson Wang. — mostrou-me cada um fazendo com que eu apenas desse de ombros. Estava pouco me fodendo para eles e seus nomes.

— Qual é nerd?! — Taehyung falou sem mais nem menos e por este motivo tive o grande prazer de lhe dar vácuo.

— Bom... Estão sabendo da grande festa que o Kwon Ji-Yong vai dar?  

Namjoon perguntou aos demais na mesa fazendo-me revirar os olhos.

— Eu ainda não entendi oque faço aqui Jin. — arqueei a sobrancelha.

— Você vai conosco ué. — falou meu hyung na maior cara de pau.

Eu ainda o mato.

— H-Hah Jin m-mais não vou mesmo !— senti meu sangue ferver.

SeokJin sabe que odeio festas, nunca fui à uma e quer que eu vá nessa desgraça pra passar mais vergonha?

Faça-me o favor.

— Vai sim 

— Continua aí com essa sua ideia idiota SeokJin, pois eu tenho mais oque fazer. Valeu, falow. — levantei da mesa pronto para sair dali rapidamente.

— Por favor, eu juro de dedinho que não te peço mais nada e que se você não gostar te trazemos de volta.

Aquilo me fez brevemente pensar mais ainda continua sendo não, e ponto.

— Caralho! eu não quero. — sentei novamente na mesa deitando sobre meus bracinhos apoiados na mesma.

— Eu nem tenho roupa adequada para esse tipo de festa — bufei.

— Isso deixa com a gente — Taehyung, Mark e Jackson bateram palmas com se estivessem felizes com tal resposta. Primeiro essa gente nunca deu bola para mim e agora querem que eu vá nessa merda de festa?!

Pelo visto estão doentes.

— Mal posso esperar por está festa. — os demais na mesa riram maléficos fazendo Hoseok não entender mais nada do que se passava por ali.

Mais tinha certeza.

Aquilo não daria boa coisa...


Notas Finais


Espero que tenham gostado e queremos agradecer a todos vocês que favoritaram essa fanfic 😘
Nós amamos muitão vocês
Até a próxima (/ ^O^)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...