História Casados. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Astoria, Casamento, Dramione, Filhos, Harry, Pansy, Rony
Visualizações 931
Palavras 714
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Minha primeira fanfic Dramione após anos, fico feliz em retornar a esse mundo maravilhoso do nosso loiro mais maravilhoso ainda.
Eu postava fanfics no Nyah!Fanfiction, mas ao que tudo indica esse site é melhor, até na qualidade das imagens (falo por experiência própria)
A fanfic não tem nenhum banner bonitinho ainda, mas logo terá.
Não sou muito exigente quando se fala em comentários, mas se lerem, por favor de

Capítulo 1 - É, estou meio encrencada.


Era muito perigoso, eu sabia disso. Se fosse pega, era detenção e perca de pontos na certa, mas uma parte minha, a parte aventureira (e safada) pedia por isso. Pedia para eu obedecer ao pequeno bilhete escrito a mão pelo Sonserino que tinha o sorriso torto mais lindo do mundo.
 

Malditos pensamentos, Hermione!
 

Fui em passos rápidos até o banheiro que era da murta que geme, sim, você leu certo, era.
 

Minerva ao virar diretora da escola,  retirou todas as almas tristes que ficaram para trás na nossa escola, todas foram banidas, ficando poucos fantasmas pela escola, e infelizmente, o Pirraça continua fazendo suas brincadeiras com nós, pobres alunos e até com os professores, principalmente os que entraram esse ano para lecionar.
 

Enquanto o corredor do banheiro ficava mais próximo, maior ficava a vontade de voltar ao meu dormitório. Respirei fundo sentindo o meu coração acelerado ao extremo e apressei os passos, quase corri até a porta do banheiro, ao abri-lá, a fechei rapidamente, e respirei fundo, aliviada por não ter sido pega.
 

Meus olhos demoraram a se acostumar com a diferença da luz. Tinha pelo menos 5 velas ligadas no enorme banheiro, e lá estava ele.
 

No meio do banheiro, no chão estava uma toalha de piquenique, grande, com dos travesseiros e uma cesta com alguns petiscos. Me aproximei lentamente corando pelo modo que o loiro me olhou de cima a baixo. Bem que eu poderia ter colocado algo mais apresentável, mas na hora, sair com uma calça listrada, vermelha e branca e um roupão bem quentinho da Grifinória por cima da minha camiseta branca de manga comprida me pareceu boa coisa.
 

Me ajoelhei de frente a ele, percebendo que ele também usava pijama, porém seu cabelo não estava tão desarrumado e ele usava um grosso casaco preto.
 

— Olá Malfoy.
 

Falei sorrindo zombeteira, enquanto ele sentava-se e me fitava. Eu queria abaixar a cabeça mas meu orgulho não me permitiu.
 

— Boa noite Granger, não acha que está muito vestida?
 

Peguei um pãozinho da cestinha e o comi, ignorando totalmente Draco que já acariciava minha cintura por cima de tanto pano. Na verdade eu estava mais interessada em beijar os lábios rosados e volumosos dele. Mas é claro que não poderia aparentar estar desesperada, então vamos começar pelo o que é mais importante; comida.
 

— Quer geleia?
 

Olhei para o potinho em suas mãos, ele começou a abrir e eu pateticamente esperei ele me alcançar, mas não, ele meteu seu dedo no doce e logo esfregou o dedo melado do doce na minha bochecha. Fiz cara de brava enquanto terminava de mastigar e quando menos esperei, Draco estava lambendo minha bochecha com voracidade, como se fosse um louco de fome.
 

Segurei em seus ombros largos e perdi o ar quando ele me deitou com brutalidade no chão e beijou-me com força, não me pegando desprevenida pois sei como ele é nessas horas. Lentamente fui achando o rumo junto da sua língua esperta e rápida.
 

Ele retirou meu roupão e a camiseta quase que de uma vez só, fiquei com frio mas logo foi esquecido quando sua boca se fechou no meu mamilo, causando-me arrepios e um rastro de calor no peito. Enquanto eu me contorcia de prazer ele já passava para o outro, fazendo um trabalho maravilhoso. 
 

Ele partiu para meu pescoço, lambendo sem parar, fazendo caminhos até meu queixo, o empurrei, ele caiu ao meu lado e eu subi em cima de seu corpo, agarrando suas madeixas e beijando-o na mesma profundidade a qual ele fazia comigo. Draco arfou entre o beijo, me apertando na bunda, parecia querer rasgar a calça enquanto tentava a tirar de mim, até que um barulho alto me despertou e eu pulei de cima dele, parando a quase um metro de distância, encarando a nossa amada diretora com a varinha na mão e na outra, uma pasta cheia de papéis.
 

Claramente, ela estava pasma, surpresa, chocada, traumatizada e outros 10 adjetivos a mais que cabessem a cena que acabara de encontrar.
 

Dois alunos do último ano. Uma heroína de guerra e um comensal da morte, em Hogwarts, pegos, quase transando, em trajes não feitos para serem usados em lugares perigosos em que qualquer pessoa poderia estar.
 

É, estou meio encrencada. Ou totalmente encrencada. Que Merlin e Deus me ajudem.




 


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo, da capa e que por favor, comentem <3
Beijooooooooooos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...