História Casados. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Astoria, Casamento, Dramione, Filhos, Harry, Pansy, Rony
Visualizações 469
Palavras 1.475
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


118 favoritos.
Estou surpresa!
EU MUITO FELIZ POVINHO
TINHA PERVS TA FELIZ
TA FELIZ
TODO MUNDO QUER DANÇAR
TODO MUNDO QUER DANÇAR?
QUER DANÇAR!
TODO MUNO PEDE BIS TODO MUNDO PEDE BIS QUANDO....

P A R E I

Enfim, são 118 leitores muito desejados, e eu espero que esse numero duplique, se multiplique, tri... Não sei, sou burra em matemática.
Bom, meus amores, eu fiquei meio triste com o numero de comentários, mas estou meio acostumada...

Bom, boa leitura, espero que gostem do cpaitulo.
Por favor, leiam tudo com atenção.

Capítulo 8 - Eu o amo!


Quase duas horas depois, eu estava descendo as escadas da mansão Malfoy, segurando o corrimão com um pouco de firmeza demais. O sapato apertado, de salto em meu pé não me machucava, mas meus pés estavam suando de nervosismo, assim como minhas mãos.

Quando meu olhar encontrou o de Draco, desviei rapidamente, sentindo-o me analisar de cima a baixo. Aquilo nem parecia um noivado, mas sim um casamento de tão grande e elegante que era.

Narcisa tinha me arrumado, o cabelo em um coque elegante, no alto da cabeça, me deixava com um ar de adulta, mas os cachos hidratados que estavam soltos me davam um ar mais real, mais eu mesma... O vestido parecia ter sido feito para mim, ele apenas gritava um pouco demais para meus seios, mas eu gostei.

Ao chegar no fim da escada, encontrei o olhar de Gina que me sorria, lhe sorri, e Draco pegou-me pela mão, delicadamente, como tínhamos ensaiado em Hogwarts, a música começou lenta, e foi ficando mais alta, Draco dançava como um profissional enquanto me guiava.

Naquele momento eu não desviava meu olhar do dele, eu o encarava fixamente, esperando qualquer coisa, menos uma concentração tão grande em mim. Draco me girou em seus braços e deslizou seus lábios pelo meu ombro, me deixando arrepiada e ligada, o que não era necessário agora... 

Dançamos por quase 5 minutos, e quando a música parou, as pessoas a nossa volta aplaudiram, enquanto meu futuro noivo beijou-me delicadamente nos lábios. Eu corei, segurei-o pelos ombros e lhe dei um beijo mais longo, e me afastei...

Tinha em torno de 80 pessoas lá, em maioria, homens que admiravam muito Narcisa, que parecia adorar toda a bajulação que recebia, Draco estava um pouco irritado por aquilo e eu ri. Ri até os ver chegando.

Molly estava acompanhada de Arthur, Gina, Gui, Fleur e a pequena Victorie, filha de Gui. Com eles, estava Teddy Lupin, o filho dos falecidos Ninfadora Tonks e Remus.

Meus olhos marejaram ao ver o menino de mãos dadas a Fleur, ele usava um terninho muito lindo, já com quase dois anos o garotinho sorriu para mim, sentia falta de o colocar para dormir toda a noite, eu fazia isso durante as férias. As vezes até dormia com ele na minha cama.

— Oia Mione, eu não to de bico!

Ri dele e me aproximei.

— Sim, eu vi! Está um rapazão muito lindo e grande!

— É, tio Gui disse que eu ia conquistar as bruxinhas!

Sorri para ele, beijei-lhe a testa de leve, deixando uma pequena marca do meu batom e percebi Draco e Narcisa cumprimentando os outros Weasley's e a Fleur, que é legalmente uma Weasley, logo foi a minha vez.

— Está muito bonita Hermione! — Começou Molly.

— Uma princesa! Nunca imaginei ver você assim! — Sorri para Arthur, minhas bochechas já estavam muito vermelhas, tenho certeza disso.

— Obrigada...

Continuei os cumprimentando, Gina ficou quase 3 minutos conversando comigo, mas quase a corri dali para continuar cumprimentando a todos os convidados, eu estava cansada de estar de pé, e Draco já mudava de um pé para o outro, sinal de que estava ficando estressado.   Mais uns 10 minutos cumprimentando todos e Draco e eu fomos nos sentar em uma mesa só nossa. Narcisa disse que iria até a cozinha falar com os elfos, e eu encarei meu noivo, que passara a olhar para meu decote.

— Os meus olhos estão mais para cima. — Brinquei, olhando ao redor e respirando forte, fazendo meus seios ficarem mais para frente ainda, e voltei a olhar para Draco que não tinha desviado o olhar. Era um safado mesmo...

— Não tenho culpa dos seus seios serem mais interessantes!

Sorri com sua fala e um garçom veio nos servir de champanhe, agradeci e tomei um pequeno gole, olhei para Draco que me olhava de cara feia.

— O que foi agora? — Perguntei rude.

— Pare de ficar mostrando seus seios para todos os homens da festa ou eu mesmo tiro eles para fora do seu vestido, passo a língua neles todinhos, chupo e faço você gozar só assim para mostrar que é apenas minha!

— Para com isso!

Soei irritada. Ele riu.

O tempo passou rápido, no final da festa tocava uma musica agitada, Narcisa tinha ido dormir e ativou um feitiço que proibia os convidados de irem para o segundo andar da casa, ele só podia ser desfeito pelo sangue de um Malfoy.
A maioria dos adultos já tinha ido embora, metade dos convidados que estavam ali eram adolescentes entrando na vida adulta, assim como nós dois, não chegava a 30 convidados dançando amontoados, com as luzes especiais que o mágico especialista em música e festas bruxas tinha colocado na mansão, a recinto estava escuro, porém tinha luzinhas por todo o lado, e agora era uma mistura de azul, rosa, preto, verde que me deixavam elétricas. Eu já tinha ido a uma festa assim com 16 anos, junto de uma prima, mas não gostei, e agora... eu estava adorando...

Draco dançava agarrado a mim igual um carrapato, ri do meu próprio pensamento enquanto tirava a garrafa de champanhe da sua mão e tomava como se fosse água, nos beijamos após eu tomar metade da garrafa. Draco começou a puxar para cima a saia do meu vestido e eu ri, o empurrando.

— Vou no banheiro!

Grito entregando para ele a garrafa e me viro, indo na direção do banheiro do primeiro andar que tinha sido destinado aos convidados, abri ele e maior não foi minha surpresa quando vi Theodore Nott encostado na parede, as calças para baixo, e uma ruiva chupava o seu... o seu... órgão sexual!

— Me desculpe!

Berrei, voltando a fechar a porta e respirando fundo, sentindo algo ruim no meu peito.

O cabelo ruivo, comprido... O belo vestido verde no mesmo tom dos trajes da Sonserina...

Fui para a cozinha sentindo o mal estar ainda ali, incomodando meu corpo,  na cozinha, apenas os elfos estavam e me atraquei nos doces, esquecendo rapidamente a cena de minutos atrás... talvez eu estivesse um pouquinho bêbada.

— Roubando doce! Que feio!

Olhei feio para o homem entrando na cozinha. Ele era loiro, porém um loiro escuro, tinha os olhos castanhos, ombros largos, mais baixo que Draco porém mais bombado.

Gostoso...

Oh droga! O que eu estou pensando? Ele...

— Sou a noiva, oficialmente, então posso tudo!

Falei mandando a língua, e mostrando meu dedo do meio sem querer, logo mostrei o dedo onde o anel que Draco me deu estava, ele se aproximou, segurando minha mão e começou a fazer carinho no dedo.

— Por que está casando com ele?

— O amo.

Falei na lata, tirando minha mão da do garoto e voltando a pegar os doces.

Claro que eu não amava Draco, mas éramos um casal real, para todos, um casal que realmente se ama e que todo esse amor nos fez ir contra todos...

Fez algum sentindo o que estou pensando?

Não sei. Não estou pensando com clareza.

Me estendi sobre a mesa para tentar pegar um docinho que estava mais afastado e senti seu corpo prensar o meu contra a mesa, e fiquei parada, sentindo uma das suas mãos acariciarem minha cintura e ele pegar justamente o doce que eu queria com a outra. Quando ele se endireitou e parou de pressionar meu corpo com força na mesa eu me afastei rapidamente, ele tentou segurar meu braço mas bati com força no seu pulso.

— Fique longe de mim! Eu amo o Draco e não há nada e nem ninguém que me faça querer o trair, porque diferente de muitas garotas por aí que ficariam com ele por seu dinheiro ou status, eu não... eu não! — Eu estava chorando já... — Eu quero Draco por inteiro! Conhecer ele, vê-lo acordando todos os dias, ser sua esposa, ser aquela mulher que ele olha de manha e diz que a ama! Eu o amo!

Sai da cozinha chorando, sabendo que a maquiagem não sairia porque para ela sair era preciso um produto. Me assustei quando alguém me abraçou, mas relaxei ao sentir o cheiro da Gina.

— O que houve?

Ela perguntou no meu ouvido. A musica que tocava era uma agitada mas eu não conseguiria mais ficar ali... A olhei, encarei seus olhos, para logo acariciar seu rosto.

— Diga ao Harry que eu o amo, e não quis machucar os sentimentos dele quando me envolvi com o Draco, mas era amor!

Comecei a soluçar,a  abraçando de volta.

— Hey, Hermione, você está chamando atenção! Para de chorar ou vamos sair daqui!

Ela fala me puxando.

— Eu sou a noiva! Eu tenho que chamar atenção! Olha só esse vestido lindo!

Eu começo a rir, ao me afastar dela e a dançar mais um pouco. Uma tonteira me atingiu e eu senti meu corpo todo falhar. Foi bastante doloroso. Logo eu senti braços ao meu redor e os sons pararam, seguidos apenas por um ruido chato...

 

 

 


Notas Finais


Hermione bêbada é uma figura.
Enfim, eu não sabia o que colocar nesse capítulo, só lhes digo uma coisa: EM POUCOS CAPITULOS TEM O CASAMENTO!
Não se esqueçam de comentar!
Quero 18 comentários!
PENA QUE EU SEI QUE NÃO VAI TER 18 NÉ... MAS FAZER O QUE? A VIDA NÃO É UM CONTO DE FADAS!


BEIJOS MEUS AMORES

DUDINHA, ACHO BOM TU COMENTAR!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...