História Casados?-Destiel - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jensen Ackles, Misha Collins
Tags Casados, Castiel, Dean, Destiel, Drama, Sex
Visualizações 152
Palavras 1.771
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEEEEEI PESSOAAAAAAS

FAMÍLIA GANHOU MAIS 3 FAVORITOS <3

ESSA PORRA MARAVILHOSA SÓ AUMENTA

Sabe o que eu vou fazer?ISSO MESMO, GRUPO NO ZAP(Falo zap pq sou dessas)

Se sintam seguros em botar seus números nos comentários, pq eu sou vou contar pra minha amiga seus nomes ahahahah, mas ela é super de ''bora?Bora''

Quero exclarecer uma coisa aqui...eu sou assim né, vocês podem pensar em várias idades que eu tenho, mas eu tenho 11 anos, sim, olha a mente aqui.

Se quiserem participar, botem up(para aceitar eu fazer o grupinho e tals), e depois bota os números pq eu vou adicionar todo mundoooooo

(VOU FICAR ESCUTANDO CRYING IN THE CLUB FOREVERMENTE, CAMILA ME ARRASOOOU)

BOA LEITURA ANJOOOS *-*

Capítulo 29 - Only you can do that, Dean


 27 1x27

 

(…..)

 

Continuação...

 

Castiel POVS:

 

Eu estou nessa, bem e mal...hoje mais cedo briguei com o Dean. Simplesmente odiei ver ele gritar comigo mesmo que eu não fosse o motivo do grito, odiei ele não puxar mais assunto e dormir ali no avião.

 

Depois de tudo isso ele teve a cara de pau de perguntar o que estava acontecendo comigo, ficamos de mãos dadas pela primeira vez e foi bem estranho, até tentei separar quando chegamos no tribunal mas ele não queria soltar, foi ai que aquele simples contato me fez explodir de fogo, eu não sei o que tá acontecendo comigo mas simplesmente fico irritado, feliz, e com vontade de transar com ele ali mesmo no tribunal.

 

Chegamos no Hotel que parecia bem merda, e aquela sensação de certeza do que eu queria estava crescendo.

 

A música tocava, olhei para Dean e vi ele quase fechar os olhos, realmente essa música da muito sono mas a pessoa não pode começar a dormir do nada.

 

Me botei na frente dele e disse simples:

 

-Quero que você me masturbe hoje-Disse sorrindo bem cafajeste.

 

Sua reação poderia ser milhares, porque se uma pessoa pedisse isso pra mim eu ia ter essas reações:

 

. Claro que não.

 

. Um tapa.

 

. Um empurrão.

 

Mas Dean me beijou com aquele gostinho de morango que tem na boca dele, bem que eu tinha visto uma bala de morango no bolso da calça dele.

 

Invandi seu cabelo loiro queimado com meus dedos e comecei a fazer carinho na sua nuca, suas mãos apertavam minha cintura nos guiando para o quarto.

 

O pior de tudo é que sempre que nos beijamos eu me bato em alguma coisa, mas fica mais excitante pra mim, eu sei, eu preciso apagar esse fogo!.

 

Ele selou o beijo, mas continuou me dando beijinhos no pescoço. Encaixou a chave e abriu a porta do quarto e entramos com tudo.

 

Começou a tirar minha jaqueta enquanto eu dava agora beijos no seu pescoço, chupo bem forte seu pescoço tentando deixar minha marca ali.

 

-Porra..-Dean murmura ofegante, faço uma pequena trilha pelo seu rosto até chegar na sua boca e beijo com intensidade.

 

Nossas línguas se mexem sem parar, dançando juntas sem brigarem para ficar no comando e dar um ritmo para seguir.

 

Continuamos andando pelo corredor eu acho...

 

Selei o beijo para recuperar o fôlego, olho para seus olhos que estão escuros pelo prazer, puta que pariu.

 

Me viro, deitando minha cabeça em seu ombro.

 

-Hoje eu sou seu anjinho-Digo de olhos fechados ainda respirando em busca de controle para essa respiração.

 

-Eu sou o que seu?-Dean sussurra, porra, to tentando parar minha respiração ofegante.

 

Respiro fundo e digo ainda de olhos fechados:

 

-Você será meu diabinho.

 

Sinto o frio bater no meu corpo por estar só de camiseta, e hoje faz muito frio. Hoje vai ser o melhor halloween da minha vida!.

 

Seus beijos quentes na minha pele, acendia meu fogo cada vez mais. Cada vez mais meu corpo implorava pelo seu junto a mim, foda-se se fosse brutalmente, eu só queria sentir o seu toque se aprofundando em mim.

 

-Vai logo porra!-Disse num sussurro sério, ele ouviu e riu contra meu pescoço.

 

Eu podia sentir seus dentes rasparem na minha pele devagar, joguei minha cabeça pro lado facilitanto mais beijos que eram chupões agora.

 

Uma de suas mãos foi para minha cintura enquanto a outra continuou descendo até minha calça, ele estava já no ponto para fazer o que eu pedi no elevador.

 

Levei minha mão para a minha calça ajudando a tirar o cinto, quando senti o fim do cinto o joguei pra qualquer canto do lugar onde estavamos.

 

Ia subir minha mão novamente mas ele fez questão de me levar junto para essa masturbação, porra, isso só está melhorando.

 

Minha calça deslizou com facilidade pelas minhas pernas, sua mão guiava as nossas enquanto sua boca distribuia beijos molhados no meu pescoço, mordo o lábio sentindo o meu fogo aumentar.

 

Basta seu toque em mim, porra, eu preciso dele!.

 

Nossas mãos foram juntas, no mesmo ritmo descendo para minha cueca, para me invandir. Eu não ligava se ia me masturbar junto, eu só preciso da mão de Dean.

 

O frio passou pela minha espinha, minha alma, todo o meu corpo, quando senti finalmente sua mão gelída tocar no meu membro duro de tanta merda que estou pensando.

 

-Cas...-Dean geme com os dentes no meu pescoço, respira e começa a fazer movimentos de vai-e-vem.

 

Volto a deitar minha cabeça no seu ombro para apreciar seus dedos, sua mão, tudo que ele pode fazer.

 

Mordo o lábio e arfo com seus movimentos lentos me torturando cada vez mais .

 

Meu quadril começa a se movimentar num ritmo acelarado fazendo as mãos de Dean se movimentarem do mesmo jeito, sua outra mão que estava na minha cintura vai para meus cabelos e puxam levemente meus cabelos fazendo eu botar a cabeça para o lado, chupa o meu pescoço com vontade enquanto deixa o rastro de seus beijos molhados no mesmo.

 

-Só você sabe fazer isso, Dean-Falo ofegante, mordo o lábio quando os movimentos se aceleram.

 

-Não goze agora-Dean sussurra me deixando mais molhado.

 

Estou quase derretendo nos braços desse homem, Deus me ajude para eu não gozar agora!.

 

Os movimentos continuaram, um vai-e-vem maravilhoso, com certeza as palavras que eu disse agora a pouco estão corretas! Só Dean sabe fazer isso, parece que ele vai ser o único.

 

-Gostoso..porra-Dean geme perto do meu ouvido, logo mordendo meu lóbulo.

 

Não resisto e deito minha cabeça no seu ombro de novo.

 

Sinto minha mão deslizar facilmente sobre meu pau, indicando o pré-gozo, nossos movimentos queriam ganhar vida sozinhos de tão rápidos que continuavam.

 

Quem diria que meu prazer estaria sendo num corredor e em pé.

 

-Olha pra mim, Cas-Pede Dean num murmuro ainda perto do meu ouvido. Passo a língua entre os lábios e olho para seu rosto, seus olhos verdes baixam e começam a me olhar, que visão maravilhosa impossivel não morder o lábio, e foi o que eu fiz. -Não me provoca assim-Um sorriso sacana se forma nos lábios de Dean e sorrio também.

 

-Assim como?-Pergunto ainda mordendo o lábio.

 

Sua boca avança na minha, mesmo a posição não sendo a melhor, nos beijamos enquanto nossas mãos trabalhavam para me satisfazer.

 

-Deaan...eu..-Disse entre o beijo, as palavras se tornam mudas e só nossas respirações reinam no local.

 

Me derramo na mão de Dean, meu liquido não parava de sair e cada gota de sêmen ia ali para seus dedos maravilhosos. Lembro a primeira vez que gozei, é ainda a mesma sensação maravilhosa.

 

Sinto o pau de Dean roçar contra minha bunda que está tapada pela cueca claro, arfo e mordo o lábio.

 

-Quer que eu te alivie também?-Pergunto olhando pra cima tentando enxergar seu olhar sobre o meu, e consigo em segundos seus olhos verdes em mim.

 

-Não, eu te foderia de quatro aqui mesmo se isso acontecer-Ele diz sério e logo ri pelo nariz.

 

Nossas mãos saem do meu membro, levo um de meus dedos para minha boca e chupo em forma de provocar ele e aceitar me foder, eu acho que não é uma má ideia.

 

-Por que é tão ruim?-Pergunto sorrindo sacana.

 

-Porque estou cansado-Dean diz suspirando realmente cansado, rolo os olhos mentalmente.

 

-Então chupa..-Falo levando minha mão para sua boca com meu gozo.

 

Ele olha sério para minha mão e logo abocanha com seus lábios, puta merda, eu poderia gozar de novo só de ver ele provando meu gosto!.

 

-é bom-Ele sorri maliciosamente e beija o topo da minah cabeça. -Agora vamos dormir, anjinho-Completa mandão.

 

-Repete isso no meu ouvido-Passo a língua entre os lábios.

 

Okay...

 

To muito safado hoje.

 

-Vamos dormir, anjinho-Repete no meu ouvido com sua voz rouca que me faz derreter em menos de 1 segundo.

 

-Tudo bem, diabinho-Sorrio e puxo sua mão limpa para ir comigo ao quarto.

 

Passamos pelo corredor e dobramos a esquerda para chegar ao quarto, tinha paredes azuis claras, cama com cores brancas igual as portas de todo o quarto.

 

Sorrio como criança pra ele e puxo pro banheiro, só sei que é o banheiro porque diz ''Bathroom'', então óbvio que era o banheiro.

 

Empurro com a outra mão que não estou segurando a mão de Dean a porta de madeira branca, a porta abre e vejo uma banheira branca, pia branca com o resto de madeira marrom comum mas muito bonita.

 

O espelho era enorme, a pessoa poderia ficar se olhando nua no espelho, na minha casa o banheiro só da pra ver o rosto mesmo.

 

Caminho até a banheira e ligo a mesma deixando encher por alguns minutos, me viro e Dean segura meu rosto delicadamente.

 

-O que pensa que vai fazer?-Dean pergunta com a voz serena mas ainda rouca.

 

-Tomar banho, mas quero que você me dê banho-Digo manhosamente, faço uma trilha no seu peito com meus dedos como se estivessem caminhando.

 

-Só você né?!-Pergunta sério.

 

-Só eu, e você lava as mãos-Digo também sério, bocejo e tombo a cabeça pro lado indicando muito sono.

 

Dean ri e aponta para o meu pescoço que deveria estar cheio de chupões. Ignoro tudo isso e tiro a minha camiseta que estava no meu corpo e depois minha cueca.

 

Entro na banheira e relaxo mais ainda meus musculos que já estão relaxados desde que eu gozei.

 

Dean se aproxima da banheira, senta no chão e pega o sabonete e a esponja. Fico sentado na banheira e vejo ele passar vagarosamente a esponja nas minhas costas.

 

Começo a distribuir beijos no seu ombro nu porque a regata deixa seu ombro nu então é fácil de beijar.

 

-Para Castiel..não vamos transar hoje-Ele pede calmo, rolo os olhos e bufo ficando quieto.

 

Que merda, eu só queria que Dean me entendesse, mas nem isso ele pode...

 

 

(….)

 

O resto do banho foi em silêncio, não tentei nada já que Dean estava ficando irritado com minhas provocações.

 

Botei uma camisa dele grande e uma cueca, enquanto caminhava até a cama ouvi o chuveiro ser ligado, sim, tinha chuveiro também, mais o vazo e um bide.

 

Pulo na cama por causa do frio que estou começando a sentir, meus cabelos molham o travesseiro mas não tanto para causar incomodo.

 

Me tapo bem nas cobertas de penas, a coberta tem perfume de mulher...e é cinza.

 

Começo a fechar os olhos, mas antes que eu os fechasse sinto um braço forte abraçar minha cintura, era Dean.

 

Fecho meus olhos morrendo de sono pensando que amanhã eu não terei mais esse homem tatuado ao meu lado...

 

É, essa é a sua vida Castiel, as coisas boas duram pouco.

 

Continua...


Notas Finais


*Não desistam de mim só pq eu tenho 11 anos pfvvv, sou muito parceira, bora?BORAAAAAAA(E loka)

*ESPERO QUE TENHAM GOSTADOOOO

*Desculpa qualquero erro!

*Vou ficar esperando os ups nos comentários ein!

*BJSSS E ATÉ O PRÓXIMO(Não tenho previsão para postar outro cap)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...