História Casados (parte 3) Lara e Shura - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yu Yu Hakusho
Personagens Botan, Hiei, Kazuma Kuwabara, Keiko Yukimura, Koenma, Kurama Youko, Mukuro, Personagens Originais, Yomi, Yukina, Yusuke Urameshi
Tags Lara Yoko Shura Yomi
Visualizações 12
Palavras 1.189
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 22 - Apaixonada


Fanfic / Fanfiction Casados (parte 3) Lara e Shura - Capítulo 22 - Apaixonada

Kurama desgraçado nem suou pra achar Lara não é possível ele ser tão infalível, bom meus presentes para os dois desgraçados nojentos já foi enviado. Espero que cada imagem dê a eles a dimensão do que pretendo. De como sei cada suspiro de cada um deles. Yomi parece bem mais casca grossa do que de fato é, ele é extremamente correto e as fotos dela criança, surtiram mais efeito de que qualquer outra. Companheiros uma merda o senso de honra dele vai falar bem mais alto. Kurama é um pervertido sacana pode fingir que superou mas não é verdade uma boa dose de passado pecaminoso no seu caminho a fera assume e vai por sua doce família feliz a perder.
Por enquanto vou só brincar com minhas adoráveis presas ver elas correrem em círculos vai valer o trabalho que essas idiotices me dão. Meu plano final está traçado simples limpo e rápido. Bem rápido. Eu podia prolongar a agonia escruciante deles mas nunca deixe uma presa ter a chance de se recuperar, ela vai arrancar forças para não só resistir mas também derrotá-lo. Eu nunca poderei subestimar Yomi e Kurama. São orgulhosos e implacáveis o máximo de prazer que terei é de matar suas crias e amores diante de seus olhos impotentes para depois matá-los primeiro a ruiva sexy, não é grandes coisas mais é escorregadia feito uma cobra, o que sei dela é bem pouco comparado ao que sei dos outros ela não parece confiar nem na própria sombra. O que faz todo sentido já que ela é tão peculiar, eu até ficaria com ela pra mim mas é uma cobra criada bem letal. E cobras ao seu redor nem as suas próprias. Não valem o risco.

LARA
Eu não acredito que Shura vai ser rei, talvez agora eu sirva para algo, na vida dele. Mas antes ele precisa me ouvir. Ligo pra ele que não me atende, ligo para minha irmã, quem atende é sua secretária que me diz que Shura foi no trabalho e que quando estiver em casa ela me liga. Lua parece bem gentil. Eu me preocupo com o que devo dizer, o que devo dizer, eu devia fazer sexo selvagem com ele me entregar por completo.
Mas não sei se consigo seduzir Shura, fazer amor com ele. Deus me ajude.
Quando enfim o telefone toca Lua me diz que ele está em casa. Me visto o mais comum possível jeans, moleton cinza, de mangas compridas.
Eu chego na casa que está muito silenciosa, me encaminho para o quarto dele, ele vem saindo do banho cabelo molhado calças de pijama, sei que estou quente e excitada, ele me olha surpreso, ando pra ele, sedenta, com medo de que ele me rejeite, mas ele me abraça e o beijo vem violento e maravilhoso o abdômen duro dele as costas largas molhadas e nuas. E as arranho enquanto ele me beija ferozmente. Eu quero ser dele necessito ser dele. Ele me ergue me leva até a cama onde me deposita. Continuamos a nos beijar ele tira meu moleton e o sutiã, começa a sugar os meus seios, avidamente eu gemo descontrolada. E ele para e se afasta de mim.
__Não podemos Lara.
__Mais por que? Não me deseja.
__Antes tenho que te contar ou melhor te mostrar algo.
__É grave?
__Eu não devia ter tirado proveito da situação, me senti um crápula.
__Me mostre logo Shura.
Eu pego o moleton e visto não sei por quê fiz isso mas algo me diz que depois eu não vou querer fazer amor com ele.
Ele me segura as mãos firmes, me olha nos olhos e recita algumas palavras. E as imagens vem para mim.
Os beijos dele, sua boa quente eu pedindo que ele vá adiante.
"Eu sei que vou me arrepender e que provavelmente vou inundar o Makai com minhas lágrimas, mas por favor faça Shura.
Isso é loucura. Não devemos....."
Eu o silêncio com um beijo e me entrego a ele e o orgasmo avassalador nos braços dele e a maneira como me sentira adulta e completa na cama com ele. Eu trai meu marido e não me arrependi, como posso ter sido tão covarde e leviana. Como posso ter desejado tanto ele a ponto de ter traído meu adorado Akemi.
Lágrimas inundam meu rosto.
__Eu não queria esquecer......
__Mas precisava, você não estava pronta, nem eu estava.
__Eu preciso pensar nós não teremos futuro, do jeito que estamos levando isso. Eu não posso estar aqui cheia de desejo e de dúvidas e medo. E você não pode se guiar só pelo tesão para me perdoar quando não me suporta.
__Lara somos companheiros.......
__Somos, mas quero que seja de verdade, soube que vai assumir o reino de seu pai, parabéns, eu preciso me encontrar antes de me entregar a você.
__Eu posso entender, mas não posso negar o quanto eu quero ter você.
__Nem eu posso negar o quanto te quero. Meu sangue ferve toda vez que te olho.
Nos beijamos sofregos, deitou-se sobre mim e tudo desapareceu. Só havia nós dois e aquele  beijo. Por fim ele se afastou de mim.
__Quanto tempo Lara?
__Eu não sei, se concentra no seu novo trabalho, eu preciso encontrar meu lugar, um trabalho....
__Área da beleza, temos uma quantidade de gente muito rica querendo parecer humanos, devia se tornar sei lá consultora de estilo.
__Ótima idéia. Você é incrível sabia. Eu sou uma idiota não mereço você. Me perdoa por não ser melhor.
__Eu....... você me fez te odiar ontem.
__Eu sou uma idiota, cega e burra.
__Calma Lara não posso deixar você se chingar assim.
__É a verdade não é? Se eu não fosse um problema ambulante estaríamos juntos.
__É verdade, não posso negar que pergunto todos os dias onde foi que estavam com a cabeça quando essa merda decidiu que éramos companheiros e tem todo esse desejo sexual me enlouquecendo, dificultando tudo. Quero e não quero você. Na maior parte do tempo quero te matar, na outra fazer sexo com você. Não faço idéia do que sinto.
__Eu sei o que sinto, estou apaixonada, insegura e assustada.
__Lara eu sinto muito por não sentir o mesmo.
__Tudo bem, eu não esperava que gostasse de mim depois de tudo aquilo né. Eu vou indo me convide pra sua coroação ou sei lá o que seja.
__Eu convido, pode deixar.
Eu saí do quarto, como se meu mundo tivesse ruído, por um lado lembranças incríveis da nossa primeira vez, da maneira como nos entregamos um ao outro e por outro a confissão dele de que não sente nada por mim, além de desejo. Aquilo doeu, de uma forma que nem a morte de Akemi doeu e eu o amava, ou achava que era amor agora nem sei. Tudo que sinto por Shura é gigante avassalador, é toda aquele furacão de emoções que Karim me descrevia, e muito pior ela sabia como ter o que queria. Eu o quero mesmo que ele não saiba se me quer, eu necessito dele dentro de mim, eu necessito me sentir completa como naquele dia, eu necessito dele gemendo baixo no meu ouvido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...