História Casamento à três (TaeYoonSeok) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Taeyoonseok
Visualizações 373
Palavras 1.893
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olááá pessoinhas! Voltei rápido, não?
Nesse eu também não mudei muita coisa, mas é bom que leiam!
Agradeço todos os comentários e favoritos, que já estamos quase em 200 aaah, socorro gentee. Meu cu tá no chão por que a bunda já não aguenta mais segura ele! Eu escrota? Não, imagine!
Enfim, boa leitura!!

Capítulo 5 - "As grandes portas pesadas e douradas se abriram".


Fanfic / Fanfiction Casamento à três (TaeYoonSeok) - Capítulo 5 - "As grandes portas pesadas e douradas se abriram".

A semana passou rápido, e quando perceberam, já era o tão esperado dia do casamento à três. Bom, pelo menos esperado pelos três avôs, os Min, Kim e Jung. Pois os netos destes não estavam nada, nada contentes.

Min Yoongi aproveitou seus últimos dias de solteiro, e pode-se dizer que muito bem. Foi a inúmeras festas e beijou várias bocas, assim como também transou bastante. Se antes ele era difícil e quietinho, nessa última semana ele se soltou o quanto podia. Seus amigos fizeram uma despedida de solteiro, mas claro que não antes de terminar de selecionar tudo para a decoração do salão e de provar as comidas, tanto as que ele já estava encarregado de fazer, quanto as que o Kim pusera em suas costas.

Ah, ainda iria vingar-se de um de seus não tão queridos noivos.

Já Jung Hoseok e Kim Taehyung nunca foram desses que saem para festas e ficam com várias pessoas. Foram criados sozinhos, sem muitos amigos — diferentes do Min, que sempre foi rodeado de pessoas —, e por isso, não foram influenciados por nenhum amiguinho babaca com ideias escrotas. Sempre foram Hoseok e Taehyung, nunca teve ninguém no meio dos dois, e assim foram seus últimos dias de solteiros, entre beijos, carícias e boas gargalhadas. Os dois em si, já pareciam um casal, agiam como um, mas nenhum dá o primeiro passo para um relacionamento, o famoso pedido. Então por alguns dias, os dois ficaram apenas abraçados em uma cama, com um cobertor, pipocas e alguns doces; assistindo filmes de temas variados, seja de comédia romântica à terror, ou suspense. O importante é que ficaram juntos. Em outros dias eles simplesmente saíram de casa para parques de diversões ou restaurantes caros.

Os três senhores de idade estavam felizes com tudo, preparativos, comidas, músicas, exatamente tudo. Os convites foram enviados antecipadamente e quase todos os convidados confirmaram presença no grande evento que seria a cerimônia e festa que estava por vir.

Taehyung e Hoseok andavam lentamente pelo salão onde seria realizada a cerimônia, estavam admirados com tudo, estava realmente lindo. Não era para o casal de amigos, ou quem sabe noivos, estarem no imenso salão; por serem os noivos, deveriam retocar a maquiagem, o cabelo e tudo mais, mas os dois deram um jeitinho de escaparem alguns minutos, apenas para apreciarem o resultado de toda aquela decoração.

— Ah, eu não acredito nisso! Eu não deveria ter deixado o outro encarregado desta parte, olhe só para isso, Hoseok, essa cortina é horrível! — Taehyung bufou e cruzou os braços olhando para a cortina bege que tinha a estampa de flores prateadas.

— “Outro”?

— Sim, qual é o nome dele mesmo? Não decorei o nome do indivíduo e nem faço questão!

— O nome dele é Yoongi, Min Yoongi. — Hoseok o repreendeu. — Tae-ah, não desconte sua raiva e frustrações nele, pois se esqueceu, Min Yoongi também é vítima nessa história tanto quanto nós. Ele não tem culpa de nada e nem queria fazer parte dessa ideia maluca em que estamos envolvidos. Pelo que meu avô falou, quando ele soube, meio que surtou e ficou com um pouco de raiva, então não devemos por nossos aborrecimentos em cima das costas dele, assim como você fez com algumas decorações. E o que você não gostou é fruto de suas decisões e impulsividades, agora lide com isso. — Revirou os olhos enquanto via o biquinho nos lábios de Tae.

— Desculpe, eu fui imaturo, sendo que já sou um adulto. Eu deveria ser mais maduro... Aish! — Bateu em sua própria testa, fazendo ecoar um estalo pelo salão.

— Ah, achei os dois! — A maquiadora deles exclamou e logo foi correndo em direção aos garotos. — Vocês quase me mataram do coração, seus idiotas, sabem que os avôs de vocês podem descontar do meu dinheiro ganho aqui se eu atrasar em algo? Venham, vamos logo, preciso ser rápida nas maquiagens.

— Certo, e nos desculpe — Os dois falaram em uníssono, seguindo a mais velha que parecia estar furiosa.

— Kim, entre aqui. — apontou para uma porta de madeira branca. — Jung, você ali. Vou fazer o de Taehyung primeiro e depois vou lhe preparar. — Apontou para a do lado, sendo esta parecida com a outra, mudando apenas que a tinta estava lascando. — A partir de agora vocês não poderão se ver, dizem que ver a noiva antes do casamento dar azar.

— Mas nós somos ho... — Foi interrompido.

— Quieto Kim, nós não temos tempo! — O agarrou pelo pulso, mas antes de entrarem, Hoseok chamou a atenção dos dois com sua pergunta.

— Mas e o Min? Onde ele está?

— Oh, ele está naquela sala ali.  — Apontou para uma porta idêntica a do Kim, mas um pouco afastada das demais. — Eu já o arrumei, ele deve está fazendo o retoque nos cabelos. — E assim, ela pôde finalmente puxar Taehyung para dentro da salinha e trancar a porta. —

O loiro sentou-se em uma cadeira em frente a um grande espelho e pôde se ver por inteiro. O terno branco lhe caia perfeitamente bem, sendo este justo e por isso marcava suas curvas, o deixando com a aparência mais bela. A camisa social por dentro era preta, dando um destaque a mais as vestes, e seus sapatos ilustrados eram negros assim como a camisa. Suas madeixas loiras estavam alinhadas e caindo sobre a testa, com os fios lisos escovados — o que não viu necessidade nisso, visto que seu cabelo era naturalmente liso — e com algumas mexas pretas em um lindo corte de camadas. É, ele estava realmente lindo.

Quando percebeu seu semblante triste respirou fundo. Era seu casamento, mas não estava feliz, sendo que este dia era para ser o mais feliz de sua vida, todavia, ao menos ele tinha que agradecer aos deuses no céu por casá-lo com pessoas boas. Se iria casar, que não seja com um alcoólatra sem futuro. Conhecia bem Hoseok e, pelo que soube do seu avô, o Min era um advogado renomado e com um brilhante futuro pela frente, não tinha com o que se preocupar. Então assim foi feito.

— Bom, eu vou colocar esta capa aqui para não sujar suas roupas. — Foi tirado abruptamente de seus devaneios pela voz doce da mulher, que como disse, colocou uma espécie de capa em si para proteger seu terno.

Já em outro quarto, Yoongi se olhava no espelho com um pequeno sorriso triste nos lábios finos e bem desenhados. Ele estava se achando realmente muito bonito. Seus cabelos agora estavam cinza e, mesmo com os protestos de seu amado avô, ele não mudou sua decisão quanto à cor escolhida para os fios lisos e uniformemente arrumados. Baixou o olhar para seu corpo, vendo seu terno lhe caindo lindamente, a peça era na cor vinho escuro com pequenas bolinhas discretas brancas e, nas mangas, linhas da mesma cor que as bolinhas, estas também sendo bem discretas. A blusa social por dentro era branca, diferente de seus sapatos perfeitamente polidos, que eram negros. Uma maquiagem sutil pôde ser vista em sua face, e por ser bastante claro, o esfumaçado ganhava bastante destaque assim como o brilho labial que estava em seus lábios já naturalmente rosados, apenas realçando a cor.

Assim como Taehyung, ele não queria estar ali, naquela situação. Queria se casar com uma linda mulher, uma que ele realmente amasse e queria principalmente criar uma família. No entanto, esse seu sonho estava sendo inalcançável, sendo que teria que se casar a força com dois homens totalmente desconhecidos por si, e assim, eles não poderiam lhe dar o amor que queria, ou terem uma família, já que pessoas do sexo masculino não podem engravidar. Bom, os dois não eram totalmente desconhecidos por si, apenas não se lembrava deles, já que eram novos demais quando se conheceram. E pensar que seus noivos estavam nas salas ao lado se preparando... Ele se perguntava se ao menos eles eram bonitos, tanto por dentro quanto por fora, mas pelo que ouviu do seu avô, eram lindos nos dois sentidos.

Não que isso fosse mudar muita coisa, mas não queria conviver com pessoas mal-educadas ou algo do tipo. Apesar de não mostrar, está furioso com toda essa história de casamento gay, e ainda por cima a três.

 

Min Yoongi com toda certeza não facilitaria a vida de seus noivos.

 

O último a se aprontar, sendo este Hoseok, já estava sendo maquiado, um lápis de olho realçando seu olhar sensual e a pele limpa sem nenhuma imperfeição — não que ele tenha alguma — e nos lábios o mesmo brilho labial que Yoongi e Taehyung usaram. A maquiagem do moreno não estava diferente da dos outros dois, apenas estava algo mais pesado, realçando a cor de seus olhos castanhos. O Jung tinha os cabelos arrumados em um topete perfeito e sem nenhum fio de cabelo para fora, todos em seus devidos lugares. O terno preto e com listras brancas discretas ficava perfeito ajustado em seu corpo, delineando suas coxas grossas e marcando seus glúteos avantajados. A camisa social branca com detalhes pretos deixava tudo ainda mais bonito, e os sapatos negros brilhantes de tão limpos ajudavam bastante para sua aparência impecável. Assim, como os outros dois, Hoseok sorria triste para seu próprio reflexo no espelho limpo a sua frente.

— Bom, iremos levar você e o Min primeiro, Taehyung que irá entrar no salão depois, por ser mais novo. — O motorista da limusine entrou no quarto avisando. — Vamos?

— Sim. — Sorriu forçado.

Por mais que salão onde ocorreria a cerimonia ser bem perto de onde estão — no caso, uma casa especializada que prepara os noivos para o casamento —, sendo que ele e o mais novo foram e voltaram andando neste dia mais cedo, os mais velhos queriam que eles fossem em uma limusine para não suar ou ocorrer de sujarem os ternos, mas todos sabiam que era para apenas ter uma chegada bonita.

Taehyung suava pelas mãos, apesar de não gostar nenhum pouco da ideia daquele casamento arranjado, ele estava nervoso. Nervoso para ver Hoseok e Min Yoongi. O loiro tinha quase certeza de que seu moreno — Hoseok — estava lindo em um terno, pois sempre achou homens de terno bastante atraentes, não sabia o porquê, mas seus olhos tinham um tipo de imã para homens vestidos desse jeito, eles eram tão sexys.

Passaram-se alguns minutos e o motorista apareceu o chamando. Com as pernas tremendo, Taehyung se levantou de uma cadeira que estava disposta no canto da sala e pôs-se a andar rumo à limusine branca.

“Tudo é branco nesse casamento?” Ele pensou enquanto bufava. Entrou no automóvel e após alguns poucos minutos já estavam em frente do salão decorado, vendo as portas douradas fechadas.

O mesmo homem que dirigia deu a volta no carro, assim que o parou, e abriu a porta para o loiro ajudando-o a sair quando viu que ele mesmo não tinha condições de fazê-lo. Caminharam lentamente até a calçada do salão em direção de seu appa, este que estava o esperando com o semblante indiferente, como que não se importasse de seu único filho estar se casando com dois homens, e ele realmente não estava se importando com nada. Suas mãos trêmulas foram de encontro ao braço curvado do mais velho e ali repousaram enquanto caminhavam lentamente até a entrada do local.

E finalmente as grandes portas pesadas e douradas se abriram, revelando os convidados em pé com os olhares fixos em si e dois belos homens o esperando no altar.


Notas Finais


E aí, o que acharam?
Espero que tenham gostado, mas sabe o que eu acho interessante?
Que quando eu perguntei se iria reescrever a fanfic ou excluir, muitos de vocês se manifestaram, mas nos apítulos normais quase ninguém comenta. Não estão gostando? Me falem, eu preciso saber.
Saranghae vocês!
Até a próxima!

https://spiritfanfics.com/historia/online-v-hope-8986104 (Leiam minha bb VHope)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...