História Casamento à três (TaeYoonSeok) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Taeyoonseok
Visualizações 381
Palavras 1.533
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olááá pessoinhas!
'Tá aí o capítulos que vocês queriam tanto, ksks.
Capítulo não betado, então me desculpem pelos erros.
Agradeço todos os comentários e favoritos!
Boa leitura!

Capítulo 6 - "eu não vou facilitar em nada."


Fanfic / Fanfiction Casamento à três (TaeYoonSeok) - Capítulo 6 - "eu não vou facilitar em nada."

E finalmente as grandes portas pesadas e douradas se abriram, revelando os convidados em pé com os olhares fixos em si e dois belos homens o esperando no altar.

 

Ah, pobres garotos, estavam sentindo — quase — o mesmo. Os corações acelerados, as mãos suando, as pernas travaram e as respirações estavam desreguladas. Hoseok sentiu um calor enorme percorrer o seu corpo, mas ainda mais intenso na região do peito, este que estava doendo, mas não por tristeza.

 

Sabe aquela dor que dar quando o coração bate tão forte ne seu peito? Aquela que quase te sufoca? Então, é essa mesma que ele estava sentindo.

 

O Kim estava tão lindo daquele jeito. Não que ele não fosse, mas agora estava bem mais, claro que com maquiagem um novo corte de cabelo com mechas pretas, e sem falar em suas vestes, estas que estavam simplesmente lindas, impecáveis, eu diria, ele iria ficar bem mais atraente. Uma tremedeira invadiu o seu corpo, e naquele momento, ele queria apenas beijar os lábios rosados e brilhantes do seu amigo/amante.

 

Taehyung não estava tão diferente de Hoseok, o coração batia sem um ritmo certo e a visão de todos olhando diretamente para si, o havia deixado nervoso. Não conhecia a maioria das pessoas dali, eram tantas. Alguns ele dizia parecidas com o seu noivo, Min Yoongi — que acabou decorando o nome —, este que por sua vez era lindo. Sua pele branca e lábios finos e bem desenhados eram lindos, mas o que mais chamou a atenção de Taehung, foram os olhos escuros e penetrantes. Aquele pequeno par de olhinhos o encantaram, parecia tão inocente que dava até mesmo vontade de protegê-lo, mas ao mesmo tempo, o cabelo cinza que contrastava bem com sua pele clarinha deixava-o com a aparência um pouco rebelde. Min Yoongi é simplesmente lindo!

 

Ah, mas ainda nem citamos o Jung. Ele estava simplesmente maravilhado com tamanha beleza. Taehyung sempre soube aprecia as inúmeras qualidades de Hoseok, e mesmo os defeitos eram apenas alguns obstáculos a percorrer. O topete dele e a maquiagem realçando os olhos estavam realmente muito bem feitos. O terno um pouco apertado em si marcava suas coxas e talvez sua bunda, já que não podia vê-lo de costas, já que o ângulo em que o olhava não o favorecia. Aquele sorrisinho de canto que ele dava era lindo, mesmo que seja bem discreto. Hoseok estava em uma pose ereta e confiante, mesmo que Taehyung soubesse que ele não estava assim, o Jung sempre foi medroso, mas também sempre soube disfarçar — em certas ocasiões — isso com sua postura, que o tornava ainda mais sexy não somente aos olhos do Kim, mas também aos dos outros. Jung Hoseok era e é bem apreciado não só pelos seus dotes em várias coisas, mas por sua beleza e caráter. Mas nossa, ele estava tão lindo naquele terno listrado!

 

E Min Yoongi também não teve os pensamentos muito diferente de Taehyung. Na primeira vez que viu Hoseok seu coração acelerou um pouco, mas tentou conter qualquer sentimento estranho — para si — e não esboçou nada, ou quase nada. O Jung e o Min entraram juntos na limusine e sentaram-se lado a lado sem nenhum dos dois pronunciar uma palavra sequer. Os dois estavam quietos e pacíficos por fora, mas por dentro as coisas já não eram as mesmas.

 

Yoongi tinha seus pensamentos voltados para Hoseok, isso era de fato, inevitável para ele. Era seu noivo e mesmo não querendo isso, não conseguia parar de pensar no moreno. Isso era normal, certo? Sim, seria normal se ele não pensasse no quanto Hoseok era lindo e sexy. O sorriso ladino que ele o deu quando se viram o encantou de uma forma que nenhuma mulher conseguiu antes. Oh, com toda certeza ele teria de parar com esses pensamentos estranhos. Min Yoongi é hétero, então por que diabos estava pensando nisso? Pensando se seu outro noivo era tão lindo quanto o que estava ao seu lado?

 

Hoseok estava tão encantado como Yoongi. O platinado de pele branca como a neve e baixinho o encantou de certa forma. De fato, ele é como seu avô lhe falou, pequeno e com a aparência delicada, mas por dentro não era nada parecido com isso. A última parte ele não sabe bem se é verdade ou não, mas iria comprovar isso quando se conhecessem melhor. Mas o jeito como os olhinhos escuros se arregalara mesmo que minimamente quando se viram foi incrivelmente fofo, e também como os lábios rosados se entreabriam um pouco deixando os dentes branquinhos a mostra, apenas o fez querer ver mais daquilo. Mas todas essas reações sumiram tão rápido quanto vieram, sobrando apenas um semblante fechado e indiferente a tudo, diria até mesmo que o Min estava mal-humorado.

 

E então, quando as portas se abriram e pôde-se ver Taehyung, os músculos dele travaram. O loiro era simplesmente lindo, tanto quando o Jung, podemos dizer. As mechas escuras contrastavam bem com os fios loiros e a pele pouco bronzeada. O olhar um pouco receoso assim como os passos lentos até o altar onde os noivos estavam e as bochechas um pouco rubras, cada uma dessas coisas citadas transformaram Kim Taehyung em uma coisa mais fofa ainda.

 

Quando o mais novo chegou ao seu destino, se posicionou no meio dos seus dois noivos e seu appa foi para outro lado, e foi aí que o padre começou a falar. Detalhe que achar um padre que faça um casamento gay na Coréia do Sul, foi um desafio e tanto.

 

— Noivos caríssimos, viestes à casa da Igreja para que o vosso propósito de contrair Matrimónio... — O homem a frente dos três se pôs a falar olhando nos olhos dos noivos e gesticulando algumas coisas vezes ou outras com as mãos, mas depois do consentimento, ele volta a falar — Confirme o Senhor, benignamente, o consentimento que manifestastes perante a sua Igreja, e se digne enriquecer-vos com a sua bênção. 
Não separe o homem o que Deus uniu. 

 

 

Na cabeça dos noivos, aquela faladeira toda não fazia sentido algum, o padre estava a ditar como se ali fosse realmente um casamento heterossexual, que muitos não fossem contra e que não dissessem que aquilo é um pecado — coisa bastante idiota na visão dos três jovens noivos.

 

— E eu os declaro marido e.... maridos. Podem se beijar. — Mas nenhum dos três ousou a se mexer, apenas se encararam.

 

— Aaah, bom... — Yoongi começou a falar, se voltando ao homem de branco — O beijo na boca é o maior gesto de carinho, amor e paixão entre um casal, ou seja, é uma forma de demonstrar o amor que sentem. Nosso casamento é arranjado, eu não acho que seja propício nós fazermos isso, ao menos eu não. — Todo o salão ficou em silêncio, e de certa forma, o Min tem a razão.

 

Mas segundos após a fala do acinzentado, uma movimentação pôde ser vista, e todos os olhares focaram-se em Kim Taehyung e Jung Hoseok — sendo agora Min's —, estes dois que se beijaram. Bom, não foi realmente um beijo, mas sim um selar, que significou muito para os dois. Uma salva de palmas foi escutada e os dois se separaram, Taehyung corou e Hoseok sorriu largo.

 

— Olhem só, parece que tivemos uma declaração aqui, certo Min Taehyung e Min Hoseok? — O mais velho da família Min chegou sorrindo, e quando os três ouviram os nomes, fecharam a cara na hora, principalmente Yoongi — Parabéns à os três e os desejo felicidades! — Abraçou os noivos, e saiu em direção aos amigos.

 

Depois de agradecer a presença de todos e receber os parabéns e felicidades, os noivos ficaram calados em uma parte mais calma do salão, apenas apreciando a decoração e a música clássica que tocava.

 

Era estranho — para os três — pensar que estavam casados tão novos, e ainda por cima com dois homens. Oh, a ficha ainda não havia caído para ninguém e aquilo não seria nada fácil d engolir.

 

Parecia que estavam com bolos na garganta, os impedindo de falar algo ou até mesmo respirar direito. Os peitos subiam e desciam freneticamente, e para o mais velho dos noivos Min, ah, a sua vida iria ser um completo inferno.

 

Não pouparia em nada a fazer a vida de seus — agora — maridos um verdadeiro inferno. A raiva lhe consumia, e esta piorou quando viu uma mulher passar, muito bonita ela é, normalmente Yoongi jogaria seu charme para conseguir uma boa noite, mas lembrou-se que não poderia fazer aquilo no momento, pois agora tinha dois maridos — não que isso fosse o interromper neste quesito — e uma lua de mel prestes a acontecer.

 

— Hum, eu espero que... nós possamos nos dar bem. — Taehyung falou, tentando amenizar a tensão que avia se instalado ali, mas apenas recebeu um olhar frio de Yoongi, o fazendo se encolher no lugar.

 

— Pois saiba que eu farei de tudo para a vida dos dois ser um completo inferno. Vocês irão sofrer na minha mão, há se vão, eu não vou facilitar em nada. — Sorriu sádico e se levantou indo até a mulher de minutos atrás, e já que não poderia passar a noite com a loira, ao menos pegaria o número para conversarem depois.

 

— Estamos ferrados. — Hoseok disse.

 

— Sim, estamos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...