História Casamento Arranjado - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Gaahina, Itamay, Naruhina, Sasuhina, Shikamay, Shikatema
Exibições 101
Palavras 1.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiiiii
Vocês vão querer me matar.

~Boa Leitura~

Capítulo 14 - Fase 1: Traição


Fanfic / Fanfiction Casamento Arranjado - Capítulo 14 - Fase 1: Traição

 

Hinata on

Mais um dia, me olho no espelho. Estou bonita. Acordei cedo, tipo bem cedo graças á may, que me deu um banho de água fria, enquanto eu dormia. E ela fez o mesmo com o Neji haha foi engraçado ver os dois correndo pela casa. Desço as escadas, e vejo minha família reunida, todos sentados a mesa, lembro de que era assim quando eu era criança. Desde que Neji voltou, sinto que minha família está completa.  

- bom dia – cumprimento todos.

- bom dia. – eles me respondem. Sento-me entre may e Neji. E começo a tomar meu café. Depois de um tempo papai saiu para trabalhar e levou hanabi para a escola.

- bom meninas vamos. – encaramos Neji confusas.

- para onde? – pergunto.

- vou levar vocês á faculdade.

- é não você não vai. – diz may.

- por quê?

- 1: já somos bem grandinhas, 2: sabemos o caminho e 3: - o som de buzina é ouvido – já temos carona. Bye bye. – ela me puxa e corremos para fora, logo em seguida entramos no carro de Shikamaru.

- dirige, dirige. – may manda e assim ele faz.

Chegamos à faculdade, me despeço de may e shika, assim que me viro, acabo esbarrando em alguém, quase Caio porem sou segurada por dois braços fortes. 

- cuidado, Hina. – olho para cima e encaro os olhos verde-água. Gaara.

- obrigado. – digo corada.

- aconteceu algo? Você esta mais distraída que o normal.

- não foi nada... – digo e então lembro – há sim, neji voltou. – o sorriso dele some.

- Neji? – ele pergunta e eu assinto receosa – vou indo hina, ate mais e cuidado por onde anda.

- hai.

 

(...)

 

Chego à sala.

- esta atrasada, senhorita Hyuuga.

- desculpe professora, não vai mais acontecer prometo.

- acho bom sente-se que tenho um aviso para dar – obedeço e sento no lugar de sempre. – bom, classe hoje tenho uma surpresa, pode entrar – ela diz e um homem de cabelos castanhos assim como seus olhos entra, ele tinha uma tatuagem em cada bochecha.  O reconheço 
Kiba.

- olá a todos. – ele cumprimenta, seu olhar corre pela sala, até que para em mim, ele acena e sorri.

- bom classe esse é Kiba Inuzuka, um dos psiquiatras mais renomados de todo o mundo, com apenas 24 anos. – a professora o apresenta. Era verdade Kiba se formou bem cedo, lembro que ele era e é um dos amigos de Neji. Ele sempre me convidava para sair, e quando dava eu aceitava.

- é um prazer conhecer futuros médicos seja da mente ou do corpo. Como já foi dito me chamo Kiba, e devo dizer que não é nem um pouco fácil ser medico, lembro que deixava de sair com meus amigos para estudar, mas no final tudo valeu a pena, não pelo titulo, pela fama ou dinheiro, mas sim pelo fato de poder ajudar alguém e no final seu esforço foi reconhecido. E eu espero que todos vocês tenham esse pensamento em vista. Só assim se tornaram ótimos médicos.

- ótimo discurso, senhor Inuzuka. Alguma pergunta? – uma garota levanta a mão. – pode perguntar, Haruka.

- tem namorada? – ela pergunta e todos da sala rimos, a professora a encara furiosa, e Kiba sorri de canto.

- não, não tenho, alguma outra pergunta? – foi a minha vez de levantar a mão. – pode falar.

- por que escolheu psiquiatria? – sempre tive vontade de perguntar isso, ele nunca falou o motivo. Kiba pareceu pensar bastante na resposta.

 - para ajudar uma amiga. – enfim responde. O olho confusa. Quem?

 

(...)

 

- de quem estava falando, Kiba? – o pergunto. Já era intervalo, e ele me convidou para comer algo e colocar o papo em dia.

- sobre o que?

- sobre virar psiquiatra para ajudar uma amiga, quem é essa amiga?

- a curiosidade matou o gato – ele me adverte. – haha não seja curiosa.

- estou falando sério.

- eu também, prefiro não falar sobre isso, Hinata. – ele fica serio, e o clima tenso, ambos nos calamos. – então... Soube eu Neji voltou, é verdade?

- sim, ele agora é um psiquiatra como você. – respondo sorrindo.

- ele continua super protetor?

- você nem faz ideia. – digo revirando os olhos, o fazendo rir.

- é ele sempre cuidou muito bem de você...

- Olha quem apareceu, Kiba Inuzuka, lembrou que tem amigos? – olhamos para o lado e vemos Mayumi e Shikamaru.

- bom revê-la também, may.

- saudades lobinho – ela o abraça – sobre o que estavam conversando? – pergunta se sentando.

- Neji.

- credo até aqui aquele Rapunzel me persegui, podemos falar sobre outra coisa? Tipo quando vocês vai começar a namorar. – na mesma hora fico corada e Kiba se engasgou com o seu suco.

- Mayumi. – a repreendo.

- que foi?

- er... Kiba podemos conversar?

- claro Shikamaru, já volto. – e assim os dois se afastam.

- eu vou matar você.

- entra na fila, priminha. – ela diz sorrindo.

- como pode falar aquilo?

- estava mentindo? – ela retruca.

- may, eu e o Kiba somos apenas amigos, entendeu? A-M-I-G-O-S.

- fala serio, Hina, você é a única que não percebeu que ele gosta de você. – ela diz e toma o suco de Kiba.

- ei isso não é seu, e ele só me vê como amiga.

- se você pensa assim, fui. – dito isso ela sai. Suspiro. Mayumi vive dizendo que todo mundo me ama, às vezes acho que ela exagera.

 

(...)

 

Já estava no fim da tarde, não tinha nada para fazer então resolvo fazer uma visita para o Sasuke.

Entro no grande prédio da empresa uchiha, a recepcionista me deixa entrar e me fala qual é a sala de Sasuke, não me perguntem o por quê? Entro sem bater sei que pode ser falta de educação, mas... Dane-se. Ao entra me arrependo  amargamente. Sasuke está sendo beijado por uma ruiva.

- S-Sasuke – minha voz sai chorosa. Ele empurra a ruiva, e vejo o rosto dela. Karin.

- Hinata... não é o que parece... – não deixo ele terminar e saio correndo dali, só escuto ele gritar meu nome. Ao sair do prédio acabo esbarrando em alguém.

- desculpa.

- Hinata – olho e vejo Itachi, me jogo em seus braços chorando.

- por favor... Me tira daqui... – ele nada diz apenas me coloca dentro de seu carro, entrando em seguida e assim dirige, controlo minhas lagrimas. Pego meu celular e ligo para uma pessoa.

- Neji?

- Hinata? O que ouve? – ele pergunta do outro lado da linha.

- desfaça o maldito contrato de casamento com o uchiha. Eu não quero mais me casar com Sasuke uchiha.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


o que acharam? não me matem, ok?
até o próximo
Bye Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...