História Casamento Arranjado - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Exibições 491
Palavras 1.906
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha eu aqui dnv, dando início a mais uma fanfic Hu3uHu3 \o/
Primeiramente queria dizer, muito obrigada aos que favoritaram <3
Esse primeiro capitulo será apenas para que vocês tenham uma ideia, de como é Jimin & JungKook nessa fic.
Eu me dediquei bastante nesse primeiro cap, mas no fundo não sei se ficou bom ksks
Enfim, boa leitura.
E desculpe se tiver algum erro ç-ç

Capítulo 1 - Início


Fanfic / Fanfiction Casamento Arranjado - Capítulo 1 - Início

-Jiminnie Pov’s On-

Eu me chamo Park Jimin, sou um gay assumido.. minha família sabe disso. Meu pai nunca me criticou, mas também nunca aceitou isso totalmente..

Já minha mãe sempre levou na boa! Ela disse que sabia disso desde que eu nasci, praticamente..

 Eu acabei de completar 22 anos, meus pais viviam querendo me forçar a ser um empresário como eles, mas eu nunca aceitei isso

Neste “estagio” da minha vida é preciso pensar, no que eu quero ser no futuro.. não quero ser forçado a trabalhar em algo que eu não goste.

Eu tenho alguns amigos que sempre me ajudaram desde o colegial.. Nessa época eu fui um completo bobo apaixonado, pior ainda que foi por um garoto menor que eu! Meus amigos sempre me incentivaram a conquista-lo, mas acabei descobrindo que ele era hétero.. ainda bem que descobri isso antes de seguir os conselhos de meus amigos.

Mas no final, eu me esforcei para ser pelo menos seu amigo, e consegui!

Mas diferente dos meus outros amigos.. a minha amizade com ele acabou assim que terminamos o colegial e seguimos caminhos diferentes.. depois disso, eu só tive notícias dele quando ele saía em alguma capa de revista..

A minha classe social é a mesma que a sua, nossas famílias sempre tiveram a mesma "fama".

 Somos dois "filhinhos de papai"

Mas,  voltando a minha família... Nós somos uma das famílias mais ricas do nosso país! Eu sempre fui um garoto certinho.. Nunca me envolvi com bebidas, apesar de já ter experimentado.. Eu as vezes vou a festas com meus amigos, mas evito beber muito.. Algumas garotas vivem dando em cima de mim, mas como já disse.. sou um gay assumido. Bom, chega de falar disso, por enquanto..

 - Bom dia mãe e pai! - Cheguei na sala, e vi minha mãe conversando com meu pai

- Bom dia meu querido. - Minha mãe beijou meu rosto

- Bom dia!! - Meu pai disse mais sério que nunca

- Aconteceu alguma coisa ? - Perguntei

- Não é nada filho, é que hoje teremos que ir a uma reunião importante.. - Ela sorriu

- Reunião de negócios de novo ?

- Sim. - Meu pai disse sério mais uma vez

- Entendo.. - Sorri.

- Vá tomar seu café, eu e seu pai vamos para a empresa nos encontrar com a família Jeon.. até mais tarde filho. - Pegou sua bolsa do sofá, se preparando para sair

- Com a família Jeon ? - Perguntei

- Sim, nossa reunião será com eles. - Ela e meu pai saíram pela porta

Que legal.. mais uma vez passarei o dia sozinho, nessa casa gigantesca. Fui pra cozinha e peguei apenas uma maçã e me joguei no sofá

Um tempo depois, ouvi a campainha tocar fui, e abri a porta me deparando com Kim Taehyung e Jung Hoseok, dois de meus melhores amigos.

- E aí seu viadinho de merda! - Taehyung sorriu levantando a mão, para bater na minha

- Como se você não fosse um! - Toquei em sua mão, fazendo nosso “toque” de amigos

- E aí Jiminnie! - Hoseok pulou no meu pescoço

- Boboca! - Sorri, - Cadê o Jin ? Ele não vem ? - Perguntei, estranhando a falta de meu amigo

- Ah, aquele lá ?! Não desgruda do namorado um segundo! - Tae sorriu

- Vai nos deixar parados aqui, na porta mesmo ? - Hoseok já foi entrando

- Se você não tivesse entrado, eu ia. - Debochei

- Bora jogar alguma coisa ? - Tae entrou e se lançou sobre meu sofá

- Ah não.. vamos assistir um filme, já enjoei de vídeo-game. - Hoseok sentou-se ao lado dele     

- Vamos para o meu quarto, então.. - Sorri

- Não antes de assaltarmos sua cozinha! - Tae saiu correndo pra cozinha

- Não liga Jimin, ele está mais imperativo que eu hoje.. - Nem mesmo Hoseok estava reconhecendo Tae.

Ele foi pra cozinha e pegou alguns pacotes de salgadinho, e também uma garrafa de refrigerante. Nós esperamos por ele, e subimos para meu quarto

Pelo menos eles me fariam companhia até meus pais chegarem.

Colocamos um filme de terror, que é a “categoria” favorita de Tae..

O filme mal começou e Hoseok já estava se borrando de medo 

-Jimin Off-

-Jeon JungKook On-

Eu sou Jeon JungKook, e pertenço a família “Jeon”

Tenho apenas 20 aninhos, sou um amor de pessoa.. ou não!

Minha mãe e meu pai são grandes empresários, mas eu.. Não sou o tipo de garoto que pensa em trabalhar tão cedo.

Eu só terminei o colegial pq fui obrigado a isso, mas até que foi legal.. eu fiz apenas alguns amigos naquela época, é bom saber que já fui amigo do filho da família Park

Meus pais e a família do Park as vezes trabalham juntos.. já comentaram até de virar sócios.

Eu não me preocupo com a empresa de meus pais, afinal, eles cuidam dela muito bem.

Então, eu prefiro “aproveitar a vida” vivo indo a baladas.

Eu sou o cara que sempre volta pra casa carregado, de tanto beber.. e no outro dia acorda implicando com o mundo inteiro

Apenas um “bom dia” seu, pode fazer com que eu tenha uma imensa vontade de quebrar sua cara.

É claro que eu sou um dos homens mais “perfeitos” da minha cidade

Sou rico, lindo, e disponível. Eu já disse lindo ?!

Em outras palavras.. sou um perfeito “deus grego”

Se não fosse, não teria varias garotas se lançando aos meus pés

---x---

- JungKook! - Acordei com meu pai me cutucando no sofá. - Acorda Jeon JungKook!! - Gritou me fazendo levantar na hora

- O que foi porra ? - Disse revoltado.

- Vai tomar um banho, olha pra você.. meu deus, onde foi que eu errei ?! - Olhou para o teto fazendo drama

- Relaxa pai, eu sou livre pra fazer o que eu quiser! - Resmunguei

- Olha isso aqui! - Jogou uma revista em cima de mim. - Você só me trás vergonha.. - Disse

Olhei para revista e vi meu rosto estampado na capa, com a seguinte noticia:

“O filho da família Jeon, foi encontrado bêbado “jogado” em uma calçada..”

Parei de ler logo em seguida.

- Tenha um bom dia, eu e sua mãe vamos sair para nos encontrarmos com a família, daquele seu amigo.. - Meu pai disse tentando se lembrar do nome do garoto

- Park Jimin ?! Escuta, ele já foi meu amigo. Não é mais! Isso é diferente

- Isso mesmo. Vamos fazer um acordo com a família Park - Sorriu

- Isso não me interessa. Não me importo sobre merda nenhuma, foda-se a nossa empresa e a daquele Park mesquinho. - Resmunguei me deitando no sofá novamente

- Você está pronto amor ? - Minha mãe chegou na sala, toda arrumada.

- Sim, vamos querida! - Saíram rapidamente de casa

Eu fiz o que meu pai havia mandado, me levantei do sofá e fui tomar banho. Eu passei o dia fazendo vários nada!

Eu era realmente sozinho, sem amigos. Por isso me “refugiava” na bebida

Quando ia pra balada, as garotas bebiam comigo.

Meus pais vivem enfurnados dentro daquela maldita empresa, ou seja..

Eu fui obrigado a viver sozinho, sem amor e sem carinho

Mas isso não importa mais, eu já sou um adulto. Quem vive de amor hoje em dia ?!

Meus planos para o futuro são: Não casar, não ter filhos, não ter merda nenhuma que signifique “família” para mim

-JungKook Off-

Era por volta de 20:00 horas da noite quando os amigos de Jimin decidiram ir embora, seus pais não demoraram a chegar

- Jimin.. Precisamos conversar.. - Sua mãe que acabara de chegar o olhou nos olhos

- Pode falar mãe.. - Ele sorriu para ela

- Sente-se filho.. - O pai do garoto disse tentando ser o mais carinhoso possível

Ele fez o que seu pai lhe pediu, sentou-se no sofá e eles se sentaram ao seu lado

- Jimin, seu pai e eu fizemos um acordo com a família Jeon. - A mãe dele segurou em sua mão

- Fico feliz, assim nossa empresa vai progredir mais! - Sorriu, pois sabia que a um bom tempo seus pais estavam tentando fazer negócios, com aquela família

- Isso envolve você... Desculpe filho, - Viu os olhos de seu pai, se encherem de lagrimas

- Espera, o que foi que aconteceu ? O que você tem pai ?! - Ele perguntou desesperado  

- Filho.. Seu pai fechou um acordo que envolve você e JungKook, o filho da família Jeon.. - Ela disse em quase um sussurro

- É verdade Jimin, o sobrenome Jeon está manchado, nada melhor que um casamento para “cobrir” essa mancha deixada por JungKook! Você irá se casar com ele.. - O pai do rapaz preferiu falar tudo de uma vez

- O que ? Como isso foi acontecer ? Pai, você não pode fazer isso! Isso é a mesma coisa que vender seu próprio filho.. - Jimin estava abalado, nunca pensou que seria obrigado a se casar

- São só negócios Jimin, e também será só por 1 ano. Eu prometo que não vai passar disso, em 1 ano sua liberdade estará de volta! Só vamos fazer isso para que o filho da família Jeon não acabe fazendo mais uma de suas “burradas”!

- Ou seja.. eu vou ser obrigado a me casar, para que outra pessoa não passe vergonha ? - O Park estava indignado, mas por dentro até que gostava da idéia de poder ver JungKook novamente.. ou melhor ainda, ser seu marido.

- Sim.. é só para ele “tomar” um rumo em sua vida..

- Por favor filho.. não me faça desfazer esse “contrato”.. - Ao ver seu pai quase implorando por aquilo, não pode resistir..

- Pai, nunca pensei que o senhor apoiaria minha relação com outro homem.. mas, eu não posso me casar com alguém que não me ama.. - Abaixou a cabeça

- Tá bom, eu não vou te obrigar a nada! - O Sr. Park se levantou do sofá

- Espera pai, se for pelo bem da nossa empresa, e para o bem da família de JungKook.. eu aceito! - Sorriu e se levantou do sofá também, indo em direção ao seu pai

- Eu sabia que você ia fazer a escolha certa! - Sussurrou abraçando Jimin

 ***

Quase do outro lado da cidade.. JungKook não estava nem um pouco feliz com a noticia

- O que ? Vocês não fizeram isso!! Diz que é mentira - JungKook andava de um lado para o outro, indignado com o que acabara de ouvir

- Não, não é mentira! E você vai sim se casar com o Jiminnie.. ele é um bom garoto. E vai ajudar a limpar o nosso nome, ajudar a limpar o que você sujou! - O Sr. Jeon estava se segurando para não acabar batendo em seu filho  - Se não fizer isso JungKook, eu juro que vou tirar tudo de você, toda essa “mordomia” que você tem, vai acabar.

- Seu pai tem razão Jeon JungKook! Se não se casar.. pode dizer a deus ao seu carro, a sua internet, celular, computador.. tudo!

- O que você disse ? - Arregalou os olhos, não acreditando no que estava acontecendo. - Eu não sou uma criança para vocês me tratarem assim!

- Continua -


Notas Finais


Espero que tenham gostado.. e queria avisar uma coisa:
Essa fic não será muito atualizada, até que eu termine a outra ç-ç
Mas vou tentar postar capitulo novo pelo menos uma vez por semana :3
Se gostou, deixa seu cometário para que eu saiba! xD ;)
Até logo \o/
Curtam minha page: https://www.facebook.com/JiKook-Shipper-199261057164164/?fref=ts


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...