História Casamento Arranjado - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jeon, Namjin, Sun Hee, Yoonseok
Visualizações 130
Palavras 1.314
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Antes de vocês quererem jogar um chinelo no meio da minha cara (meio agressivo?talvez), eu quero e devo pedir desculpa por demorar dois meses e três dias para postar um capítulo novo, desculpa.
Sentiram falta dessa autora irresponsável?
Espero que sim ^-^ pois eu senti saudades de vocês, amoras. [♡]
Mas sobre o capítulo de CA eu tenho alguns avisinhos bem breves:

> O capítulo está curto, mas teve todos os acontecimentos que eu queria que tivesse.

> Esse capítulo ainda vai ser o dia da festa, mas a partir do próximo os personagens vão "viver" em situações do dia-a-dia e ao percorrer da história os seus passados vão ser revelados, mas ainda vai demorar um tiquinho.

> E como eu sempre recomendo músicas, dessa vez não vai ser diferente \o/

- Madness ( Ruelle)

- Carousel ( Melanie Martinez )

- Disritmia ( Zeca Baleiro )

Essas foram as músicas que eu escrevi o Capítulo e foram as que eu achei que mais combinaram.Espero que vocês gostem ^-^

E sobre a capa do Cap, sim eu mudei, e também irei mudar dos anteriores.

Já que aqui quase virou um capítulo, vejo vocês nas notas finais, lá eu irei terminar de dizer algumas coisitas.

APROVEITEM O CAP!

☆Boa leitura☆

Capítulo 3 - Audacioso


Fanfic / Fanfiction Casamento Arranjado - Capítulo 3 - Audacioso


Sun Hee

        

        

          Na vida nem sempre é nós que fazemos as escolhas que ela nos proporciona.Quando se é criança, não sabes onde vai estudar ou qual roupa vestir em uma importante ocasião.E por mais irônico que pareça uma pessoa de vinte e um anos não escolheu o próprio rumo da vida, o rumo que muitos consideram eterno, o casamento.Mas você hesita em reclamar, porque você é filho e o dever diante da lei humana é se calar, ser silencioso mesmo tendo uma turbulência perigosa dentro do peito.O silêncio é perigoso.

              O dia parecia transparecer os sentimentos que faziam questão de se tornar pensamentos e que a todo momento estavam ali, presentes.O céu cinzento dizia o quão escuro uma vida pode ficar, assim, em um estalo de dedos e o vento gélido podia ser comparado a temperatura de minhas mãos, que mesmo com luvas as cobrindo estavam geladas.Até meus toques alheios tinham o poder de arrepiar-me.

         Quando pequena gostava de admirar os pássaros nas manhãs, eles voavam e mostravam o quão livres eram, e isso acontecia todos os dias, porém hoje nenhum sequer espalhava seu canto melodioso e suave.O canto que me encatava e encanta.

          Em festas há pessoas, rostos e personalidades diferentes e esses rostos diferentes estavam sendo servidos por escravos que vestiam suas roupas típicas.E lá no fundo, distante de todos estava o meu marido bebericando um vinho caro e  aparentemente delicioso.Seus olhos estavam atentos a cada movimento que os rostos diferentes faziam e entre seus dentes que sorriam estava a taça de vidro.Sua roupa era justa e se encaixava perfeitamente em seu corpo de coxas e braços definidos.

           E eu observava cada detalhe de seu corpo, do rosto até os pés que estavam com sapatos de coloração preta impecavelmente limpos.Até o instante que pude sentir meus pelos se ariçarem, mas não por ter o toque de meus dedos longos e finos e sim por aquele olhar frio e sem brilho.Se fosse de um desconhecido que se encontra no Centro da cidade por total confidência, podia-se dizer que era o olhar de alguém que vive silenciosamente, em outras palavras, que vive como um baú cheio de coisas escondidas as sete chaves.Onde ninguém pode ver ou tocar por estar em uma completa escuridão a espera de uma única luz para trazer uma pequena fonte de esperança.

   - Porque não vem até mim, Sun Hee?. (Mesmo estando pouco distante, sua voz podia ser audível e seus lábios lidos)

     Ele sorria.

     Sorria moroto, parecia que algo engraçado estava em sua frente fazendo que seu corpo tivesse tal reação. 

      Mas ele começou a andar em passos lentos e sem pressa.Aquela feição marota adotou uma séria enquanto bebericava o vinho que em goles iria se acabar.

   - Venha até mim Sun Hee. ( chamou-me ainda tendo a taça entre os dentes ). 

    E em poucos passos ele já estava em minha frente mantendo a distância.

  - Escravo, traga mais uma.

Sua voz soava firme, de alguma forma lembrava de meu pai, este que estava em cada lugar do Jardim sorrindo para os convidados deixando sua felicidade ser transparecida.

     - O-oque quer?. (Recuo sentindo sua respiração calma)

       Recuar só signifacava que cada vez mais a aproximação estaria presente.Mas ele segurou minha cintura e recuar seria quase que inútil. 

     Estávamos ali, parados com os olhos grudados.Seu perfume masculino invadia minhas narinas e podia-se dizer que era um cheiro viciante, mas...não.Seus lábios - que eram presos entre os dentes - estavam em uma tonalidade vermelha sangue, cor vinda do vinho.

    - Tens medo de mim?. (Sua pergunta soou tão suave que não parecia ser vinda de um ser cínico de sorriso maroto).

   Por alguns breves segundos eu ri encarando algum ponto não específico mas logo minha atenção voltou para seus olhos que estavam atentos a meus movimentos e reações, assim como antes mas eu não era seu ponto específico e sim, os convidados sorridentes.

    - Medo?Porque teria?. ( Sorri ladino).

   Sua essência irônica tomou conta de meu ser e ele apenas fez movimentos negativos com a cabeça enquanto olhava para o chão.E lógico, seu sorriso estava estampado no rosto de pele bem cuidada.

     - Jeon Jungkook. (O chamei com o dedo indicador para que pudesse se aproximar, e foi exatamente isso que ele fez deixando seu ouvido bem próximo de minha boca). - Em um jogo não há apenas um jogador cheio de estratégias, não há apenas um jogador que sabe as regras, aprenda. 

   

 

       -x-



  Já havia passado exatas duas horas, e junto a essas horas veio um céu escuro dizendo que a noite havia chegado.Todos estavam a mesa prestes a fazer mais uma comemoração, porém essa tinha apenas um diferencial; só as famílias estavam se deliciando de alguma comida que apenas me dedicava a experimentar.

    - Sun Hee. ( Uma voz grossa pouco ouvida por mim, chamou a atenção ). - Desculpe-me por hoje.

     O pai de Jeon sorria em minha direção e sua esposa ao seu lado olhava para o mesmo ponto de seu marido e então começou a falar:

     - Estávamos cansados pois a viagem foi bem longa, queríamos descansar. ( Deu um longo gole no vinho). - Mas agora podemos comemorar, aliás, estamos todos reunidos.( Levantou-se com a taça enquanto tinha um sorriso nos lábios, como um belo enfeite) - Saúde a nossa família!. ( Ergueu o braço tendo o mesmo ato repetido por todos, inclusive por mim).

    Os sorrisos podiam ser comparados as faíscas das toxas que sempre estavam espalhadas pela cidade no intuito de iluminar, mas o vento sempre tornava essa possibilidade quase inútil.Os sorrisos são apenas uma reação para demonstrar tamanha felicidade que ainda não estava ascesa dentro do meu peito.

     - Saúde!. ( E assim o som das taças se chocando ecoou por todo o cômodo grande e limpo).

     - Meu filho é um garoto de sorte, não se encontra uma esposa tão bela como Sun Hee pela cidade. 

      É nesses momentos que você se recorda perfeitamente de quando sua mãe dizia que sempre que recebes um elogio mesmo ele não sendo bem vindo você deve sorrir ou apenas agradecer, e eu preferi ficar com a primeira opção. 

    - É verdade meu pai, sou um garoto de sorte. ( Sorriu levando a taça na altura de sua boca, depositando ali um gole de vinho).

    Observando cada detalhe de seu rosto pude perceber uma pequena cicatriz em sua bochecha.

    Observando seu sorriso pude perceber que podia ser comparado de um coelho Branco com alguns dos pelos cor marrom.

      - Pelo olhar de minha esposa, ela também se sente uma mulher de sorte. 

     Observando sua frase pude perceber o quão sarcástico um ser pode ser. 


        

       -x-



Todos que estão ao redor do mundo tem alguma coisa que goste de fazer, em especial.Como admirar as estrelas e a lua vendo que elas formam um encaixe perfeito.Ou, admirar as árvores balançando de acordo com o vento e como o verde comina com o azul do céu.Isso junto com as nuvens que tem formas de animais ou objetos.E cá estou eu, sentindo o vento gelado da noite beijar minha face, tão suave quanto o toque de uma pluma.

      - Está pensando tanto que não sentiu presença de alguém ao seu lado?.

     Quando a pessoa sente que só o escuro e o silêncio está presente e que não irá questionar ela pensa, até ser torturado.

        Sinto seu respirar quente em meu ouvido.

      - Amanhã será um novo dia Sun Hee. (Pegou uma mecha de meu cabelo a enrolando em seu dedo indicador).

      Quando somos mais novos na maioria das vezes nos perguntamos qual é a diferença do interior para o exterior, é nosso corpo não tem tanta diferença.Pois bem, por fora meus olhos estavam vidrados em algum ponto qualquer da vastidão de todo Jardim de flores belas, enquanto por dentro tudo parecia se desorganizar por consequência de uma turbulência. 


 Turbulência de sentimentos.

  

   - Boa noite.(Sussurrou fazendo meus pelos se ariçarem).



  

       ...





      

   

       

    


    

       

      


              


Notas Finais


E aí? Ficou bom?
Sério, eu to amando o Jungkook na fic, todo todo.
Mas a Hee também não fica nem meio passo a trás.
Como eu disse que ainda tinha algumas coisas para dizer, irei dizer agora : )

Antes desse capítulo eu havia postado um com o título " Explicações!" e nesse cap eu disse o motivo de estar demorando para postar.Eu estava com alguns problemas, mas agora eles deram uma suavizada e eram exatamente eles que conseguiam tirar todo o meu foco não só de Casamento Arranjado, mas de tudo, eu estava fora do trilho.Não que ainda não esteja.E sobre a escola, eu ainda não sei todos os resultados das provas mas acredito que irão ser bons.Fighting!

E voltado ao foco de CA...

> Os capítulos vão ser curtos, não tenho certeza ainda, mas irão ter mil e poucas palavras, ou duas mil, ainda não sei.Porém terá um capítulo que será maior e eu poderia até dar um spoiler, mas eu quero deixar vocês fazendo teorias em suas mentes.Boa sorte ×_×

> A fic não vai ter tantos capítulos, e agora irei me dedicar bastante para ter atualizações frequentes, mas não prometo postar toda semana.

Vejo vocês numa próxima?

☆Bye Bye☆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...