História Casamento arranjado (jhope) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Romance
Visualizações 539
Palavras 3.603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Policial, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Safados!


Fanfic / Fanfiction Casamento arranjado (jhope) - Capítulo 11 - Safados!


Troco nossas posições a deixando por baixo e ela sorri sapeca.

-vamos hope. - dis - não fica me olhando assim - dis corada.

- UE agora está com vergonha. - ri e ela puxa meu cabelo delicadamente e ataca meu pescoço. - isso não vale. - eu gemi e ela riu soprado contra minha pele me fazendo arrepiar.

-se arrepiou ? - dis e eu acenti.

- você é tão safada. - falo e aperto sua cintura.

- sou ? - eu acenti e tirei sua blusa. Logo sua calça a deixando apenas de langerie. Passo minha mão por todo seu corpo a fazendo arrepiar. Ela ri e eu a encaro sem entender. - tá gelado. - ela dis ainda rindo -vamos pra cama o chão está gelado. - me levanto e a pego no colo a levando para cama a deitando calmamente e continuo por cima dela. Ela leva sua mão até a barra de minha blusa a levantando e logo a tira. E começa a arranhar meu abs. - sabe hope..- dis e eu a encaro esperando que ela termine de falar. - eu estou tão excitada

 Morde os lábios e abre o zíper de minha calça a abaixando me levanto e a tiro ficando apenas de box. E subo em cima dela novamente a beijando selvagemente. Levo uma de minhas mãos até sua intimidade ainda coberta pela calcinha e aliso ali a fazendo grunhir baixinho. Levo sua calcinha para o lado e vejo que está bem molhada.

- molhadinha amor. - digo em seu ouvido. Levo meu dedo a minha boca o chupando. -docinha - falo e é ela fecha os olhos quando a penetro com dois dedos e faço movimentos de entra e sai. A mesma se contorcia e gemia baixinho com seus olhos Fechados.

- haan hope. - gemi - eu quero você. - dis baixinho e abre seus olhos. Seu olhar era tão tão excitante. A mesma Morde os lábios e me puxa para um beijo quente. - amor - ela geme contra minha boca. - por favor - dis manhosa.

- pede - falo em seu ouvido. - pede com carinho. - sorri.

- amor . - fala mais uma vez e vejo que gozo em meus dedos. - haaaa hope. - grita. E arranha meus braços. Tiro meu dedo de dentro dela e tiro minha box me posiciono em frente sua entrada. E a masturbo com meu membro fazendo a mesma se contorcer. - mor vamos logo. - disse sem paciência.

- oque você quer ? - falo e é ela me olha mais uma vez com aquele olhar penetrante.

- eu quero você - disse alto enfiei com tudo nela mais logo sai. Fazendo a mesma bufar irritada.

- pede. - falo e esfrego nossas intimidades.

- me fode hope - falou manhosa.

- não pede algo que não. Aguenta- eu brincava com nossas intimidades. Eu já estava louco para mete lá mais queria a provocar estava adorando vê lá assim.

- como sabe que não irei aquentar ? - fala sexy e pega meu membro o masturbando.

- não quero deixa lá sem andar. - ela sorri safada e leva meu membro até sua intimidade. Pego de sua mão e entro nela devagar a fazendo gemer manhosa.

- haan hope - geme. Eu começo a ir mais rápido a mesma entrelaça suas pernas em minha cintura e leva suas mãos a minhas costas a arranhando vagarosamente.

- gosta assim? - meto forte a fazendo gritar e revirar os olhos. Meto mais forte acertando seu ponto Sensível. - gosta ? - ela acenti e sorri. - você é tão gostosa meu amor - falo frente ao seu ouvido.

- Han hope isso - geme baixinho.

- geme meu nome amor .

- Han hope . - geme

- tão apertadinha - passo minha mão pelo seu corpo a fazendo arrepiar. - você você é tão sensível minha pequena. - ela revira os olhos de prazer

. - hope - geme manhosa. - hope eu... - a mesma crava suas unhas em minhas costas e vejo que chegou ao seu limite.

- quero que abra bem as pernas pra mim hum- digo e ela logo as abre e começo a meter de vagar nela uma duas três estocadas e gozo dentro dela. - Haa s/n tão gostosa. - gemo baixinho. Saiu de dentro dela e me jogo ao seu lado. Suspira vamos pesadamente por conta do cansaço que esse ato havia nos causado.

- eu te amo meu amor - digo e a mesma se deita em meu peito.

- eu te amo minha esperança - sorri e beija meu pescoço. Logo vejo que a mesma dormi e faço carrinho em seus cabelos. Me pego sorrindo a ver que ela estava bem. Que tudo havia ficado bem. Eu ficarei pra sempre com ela eu a amo tanto. Nos cubro e acabo dormindo também.

s/n on 

acordo e vejo que hope estava dormindo, nos estavamos nus, eu sorri com aquilo e lembrei de toda a cena que se passou a algumas horas atras. 

me levanto e vou para o banheiro tomar um banho. logo saiu e vejo que hope ainda dormia calmamente pego uma lengerie vermelha e uma blusa de frio do hope os colocando.

desco as escadas e vou para cozinha, preparo algo para nos comermos e ainda peço uma pizza. 

ia subir as escadas quando escuto a campanhia tocar. vou ate a porta a abrando dando de carra com seis meninos me olhando de cima a baixo. 

-jin oppa. - grito e o abraço e o mesmo retribui. 

-nossa, valew abraça o amigo mais nao abraça o irmao nossa. - dis nam entrando na casa e indo direto para o sofa. 

vou ate ele e me sento em seu colo e dou um beijo em sua buchecha.

-to vendo isso em sra jung. - dis hope descendo as escadas e eu ri nervosa. saiu do colo de nam e vou ate hope o abraçando e dou um beijo em seu pescoço. - agora nao adianta me adular nao baixinha. - dis rindo. 

me sento emburada ao lado de jin e tae que ria da minha cara. 

-doque estao rindo? - falo brava.

-nada. - dis os dois juntos. 

-estou com fome. - fala hope e leva sua mao para a barriga.. eu me levanto animada. e vou ate a porta da cozinha e paro na  mesma olhando para ele. 

- eu pedi pizza, mais voce nao vai comer seu chato. - mostro a lingua e o mesmo corre em minha direçao saio correndo pra dentro da cozinha e fico de um lado do balcao e ele do outro. 

-deixa vai. - dis manhoso. 

- nao- falo e ele ri.

- vou te pegar. - ri. 

- nossa que medo. - falo e corro pra sala com ele me seguindo. logo saiu correndo para o quarto e fecho a porta. mais nao ouço barrulho algum de que ele havia ido atras de mim. 

abro a porta de vagar e quando vou sair hoseok aparece na minha frente e agarra minha cintura e começa a me dar cosquinhas. 

- nao vale. -falo rindo e ele ri. - hope doi . - falo e ele para e leva sua mao ate minha nuca me puxando para um beijo. 

- hey voces dois. - grita jin

- que safadeza. - fala jimin. 

- perdi alguma coisa? - dis suga e todos começam a rir. me fazendo corar e esconder meu rosto na curvatura do pescoço de hope que me abraçou. 

-namjoon sua irma pervertida aqui. - grita jin rindo. 

-eu ja sei disso ja uma vez la em casa catei os dois na cama. - disse e riu junto com os outros. 

-chega nam. - digo envergonhada e hope beija minha testa. me solto de hope e desco as escadas correndo e logo escuto hope gritar.

-cuidado amor. - quando chego no ultimo degrau quase caiu mais isnto alguem me segurar olho e vejo que era kookie começo a rir sinto alguem me agarrar por tras e me abraçar beijando minha cabeça. - nao corre na escada pelo amor de DEUS sua loca. - era hope que falou nervoso mais bravo. 

-obrigada kookie, - digo e dou um beijo em sua bochecha fazendo o mesmo corar violentamente. - voce é meu heroi pela segunda vez . - falo e aperto dua bochecha e termino de descer indo ate a cozinha. vejo hope de cabeça baixa ainda parado na escada. 

-que foi hyung. - dis kookie. hope o ignora e vai para a sala se sentando. vou ate ele e paro em sua frente com as maos nao cintura o mesmo me olha.

- porque nao falou com o kookie - digo rigida e ele revira os olhos. 

- porque eu nao quis. - retruca e eu faço bico brava e me sento em seu colo. 

- ciumes? - ele nega e eu ri.

- porque ta rindo ? - disse serio.

- porque voce é um bobo. - falo e beijo sua bochecha.me levanto e vou caminhando de novo para cozinha. - eu te amo jung hoseok eu te amo. - grito e começo a arrumar a mesa. 

logo sinto duas maos em minha cintura e me viro vendo hope bem proximo a mim sorrindo. 

quebra de tempo.

estavamos todos na sala sentados no chao brincando de verdade ou desafio. nos riamos muito com as piadas sem noçao do jin e com as palhaçadas de tae e hope. 

- verdade ou desafio. - para em mim para hope. 

-desafio mozona. - dis rindo penso penso e penso. 

- desafio voce e tae darem um celinho. - digo e olho para os dois que argueiam a sonbrancelha e todos os outros riem. - vamos. - digo e os dois se levantam parando no meio da roda, logo suga se levanta tambem e empurra a cabeça dos dois fazendo com que eles se beijem e começamos a rir. 

-isso foi tao fofo. - dis jimin rindo. 

- que viadagem - dis suga e hope da um tapa em sua cabeça . - ouch me respeite sou mais velho. - e começa a rir. 

-voce me paga s/n  - dis envergonhado. 

- te amo mozao. - faço coração e sorri. 

escuto a campanhia tocar e hope levanta para atender. logo vejo que era sua omma seu appa e sua dongsaeng. me levanto  e abraço os tres sorrindo.

- que bom que voces veio . - digo animada 

- ja estava com saudades. - dis irma de hope e me abraça mais uma vez. - o jimin ta ai ? - ela pergunta e eu acenti ela corou.

-gosta dele? - perguntei e ela acentiu sorrindo. - que fofa. - digo e aperto sua bochecha. - vou ajudar voce. - digo em seu ouvido so pra ela ouvir e fomos para roda dos meninos.- gente essa é a irma de hope . - digo e todos a olha. 

- nois sabemos. - dis suga debochado eu mostrei a lingua pro mesmo que mostra a sua de volta. 

-sonso. - digo e me sento puxando ela para se sentar tambem. 

- oi meninos. - ela dis timida e todos a comprimentao so que jimin sorri timido e abaixa a cabeça.

- que fofo. - falo em seu ouvido. 

- s/n vem ca . - a omma de hope me chama e sobe as escadas logo vou atras da mesma. ela entra no quarto e entro atras . - feche a porta. - faço oque ela mandou. - como voce fica com varios meninos em sua casa na frente de seu marido. - dis brava.

- sao amigos dele. - falo baixo. 

-quando os amigos de meu filho vier voce tem que ficar no quarto ate que eles vao embora. - dis rispida. - e olha essa roupa, chama a atençao de todos. - dis e olho eu estava so com a blusa de hope e um short por baixo mais que nem parecia que estava. abaixo minha cabeça. - com essa sua roupa os meninos ficam todos olhando para voce, suas pernas a mostrar, seu corpo apenas pode ser visto pelo seu marido sua mae nunca lhe ensinou isso. - dis alto estava muito brava. 

- ensinou sim sra jung - falo. eu vou xingar essa mulher. 

- nao parece, ate parece uma oferecida com essa roupa na frente de seus amigos. - dis e eu nao me aquento. 

- oque a senhora falou ? - digo e olho para a mesma que me olhava em reprovaçao. 

- que voce parece uma oferecida. - grita. e eu começo a rir debochada. 

- sra jung nao quero ser mal educada mais a senhora esta me forçando a ser. - digo e começo a andar pelo quarto. 

- alem de puta é mal educada. - como é que é ? 

- puta é voce sua ridicula. - grito. - quem a senhora pensa que é ? pra entar em minha casa e me da liçao de moral . - eu estava gritando com ela e a mesma me olhava espantada. - eu sou casada com seu filho nao com a senhora, e outra ele nao reclama da minha roupa ou de eu estar converçando com seus amigos. - escuto a porta abrir. - minha roupa nao define quem eu sou. - eu gritava sem parar nao estava nem ai de quem poderia ouvir a mesma se aproxima e atinge meu rosto em um tapa ,me fazendo virar para onde hoseok e seu appa estava. eu começo a rir e me viro pra ela. - eu te considerava uma mae, - digo e fecho meus olhos . - mais vejo que voce é uma vibora igualmente a minha. - grito cinto hope pegar em meu braço me puxando tiro meu braço com força de sua mao fazendo o mesmo me olhar assustado. 

- meu filho se casou com uma mal educada e alem de tudo é puta . - dis olhando para seu marido. - como voce pode deixar eles se casarem . - dis encredu-la. 

- omma chega. - dis hope e baixa a cabeça. 

- chega nada jung hoseok, olha a roupa que sua mulher esta- hope me olha. e baixa a cabeça. - isso é uma falta de vergonha. 

- tira ela daqui hoseok. - digo olhando para ele. 

- vamos para o outro quarto amor . - eu rio debochada e bato palmas pra ele. 

- a casa é minha hoseok. - grito  com ele que se assusta. 

- amor chega. - disse e eu neguei. 

- ou ela sai ou eu saiu . - falo e olho para ela fazendo sinal para sair. 

- amor para ela é minha omma. - dis nervoso. 

- a considerava assim tambem. - digo a ele. - anda hoseok. - grito e ele vai ate sua omma.

-omma vai . - ele dis e ela nega. 

- nao vou. - dis debochada. 

- ok. - digo e saiu do quarto descendo as escadas com tudo e paro em frente aos meninos que estavam quietos por conta da discusao.- nam vamos pra sua casa. - digo e ele acenti logo se levantando. 

-s/n aonde voce vai ? - era hope que parou no ultimo degrau da escada, ele estava chorando ? 

- para casa de nam , quando sua mae for embora eu volto . - digo e dou as costas para ele mais logo sinto ele agarrar minha cintura.

- por favor nao. - ele disse desesperado.- e se voce nao voltar nao vai. - me viro para ele e o beijo.

- desculpa hoje, - digo olhando em seus olhos. - mais eu preciso. - ele nega e me aperta contra seus braços. 

- me desculpa. -ele disse- pela minha omma. -eu acenti. - so nao vai, nao precisa falar com ela. - me deu um celinho.

- eu nao sei hope. - falo baixinho. - e se ela me provocar, voce sabe que nao consigo controlar minha mao. - nois dois rimos.

- nao vou deixar nada acontecer. - disse e deu um beijo em minha testa. 

- minha esperança ? - pergunto 

- sempre.. - disse sorrindo.

- vamos ficar nam. - digo e ele ri

- mais se é complicada em. - volta a se sentar com os meninos. 

logo a mae de hope desce e fica me olhando, seu appa vem ate mim pegando em minha mao e olhando em meus olhos.

- me desculpe pela minha mulher, menina s/n. - dis e eu acenti. - estou tao envergonhado . - disse e caminhou ate ela. - peça desculpa. - ordenou e ela negou . - ande. - ela veio ate mim e estendeu sua mao .

- me desculpe.- disse baixo e eu acenti. 

- eu que peço desculpa sra jung. - falo e sorriu sem mostrar os dentes. logo solto sua mao e me sento meio dos meninos e começo a converçar com eles. nao estava nem ai para oque ela achava sobre mim. 

eu amo hope e nunca o maguaria d nenhuma forma e nem o trairia se é isso que ela esta pensando. 

logo seus pais vao embora e me levanto para falar com hope que estava triste. 

- hope. - paro em sua frente o mesmo estende sua mao e me puxa para um abraço. - desculpa . - falo baixinho e ele acenti.

- tudo bem - dis e me beija. 

- bom ja estamos indo. - dis nam e todos os meninos se levantam. 

- tchaul meninos. - digo e todos me dao tchaul . 

- estamos a sos. - dis hope sorrindo e eu dei de ombros me virando de costas para ele. - onde pensa que vai minha bravinha. - dis e me puxa fazendo com que colocassemos um no outro. - voce com a minha blusa fica tao sexy. - disse frente ao meu ouvido.

- hope . - digo e ele responde com um hum. começo a rebolar em sua frente - tenho uma ideia. - falo e me solto dele indo ate a caixinha de som que havia ali na sala a ligando colocando ( baby boy beyonce feat sean paul). chego ate ele e pego em sua mao e levo ele ate o sofa o empurando fazendo o mesmo cair sentado e me olhar mordendo os labios. começo a dançar em sua frente e tirar minha roupa devagar. o mesmo ia se levantar mais o empuro e sento em seu colo de frente para ele e começo a dançar.

- ha meu amor. - disse entre gemidos. - estou tao duro. - disse e passou sua mao pelo meu corpo. 

Dê-me as coisas que estão prontas.
E me diga sobre todas as suas fantasias.

- gosto quando danço assim ? - pergunto com uma voz sexy e ele assenti segurando em minha cintura. abro sua calça a tirando e logo tiro sua box e começo a massagear seu membro. 

- me chupa. - ele sussura, me ajoelho em sua frente e levo seu membro ate minha boca o chupando de vagar. depois de mais algumas chupadas o mesmo goza em minha boca me fazendo engolir tudo. o mesmo me puxa para se deitar no sofa e tira minha calsinha e meu sutia apertando cada parte me fazendo gemer. - voce é linda . - disse e sorriu . - abre a perna. - ordenou e eu o obedeci a abrindo o mesmo beija minha intimidade e começa a chupa- la com vontade e levo um dedo a mesma me penetrando de vagar começo a rebolar em procura de mais contado. o mesmo para de me chupar e da um tapa me minha intimidade me fazendo gemer. - quietinha minha safada. - dis olhando pra mim que acenti logo voltando com a atençao a minha intimidade que implorava por ele. logo gozei fazendo com que hope engolice todo meu liguido deu uma ultima lambida e subiu beijando toda extencao de meu corpo. 

logo sinto hope me penetrando com calma e de vagar. me fazendo gemer baixinho e arranhar seu braço. hope para por um momento e me beija um beijo cheio de luxuria e desejo. logo começa a se movimentar e me estocar com força me levando a loucura, depois de varias estocadas nos dois chegamos ao apice juntos um gritando o nome do outro loucamente, sem se importar com que alguem que estivesse passando nos ouvisse. hope deita ao meu lado e sorrimos um para o outro . 

- voce é maravilhosa. - sussurou e eu ri. 

- voce que é amor . - falo baixo e ele sorri me abraçando.

- vamos descançar . - eu acenti e me virei para ele e dei um beijo em seu queixo.

-te amo hoseok. - sussuro em seu ouvido.

- te amo baixinha. - sussura no meu e morde meu labulo me fazendo arrepiar.

- para hope to cansada. - digo e ele ri .

- nao to fazendo nada. - fala sinico 

- besta. - bato em seu peito 

- gostosa. - aperta minha bunda . 

-hope- falo manhosa.

- ta ecxitada? - fela sexy.

- nao hope para. - coro e ele ri .

- vai dormi safada . - fala e me abraça fechando os olhos.

- voce ta ferrado hoseok. - digo pra mim mesma e sorri.

E nas palavras do amor eu lhe confirmo
Mas eu lhe dou o mais difícil caminho


 


Notas Finais


ta ai mais um capitulo estao bem safadinhos ne kkkkk
espero que gostem
amo voces
bjus de luz
comentem favoritem ahahahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...