História Casamento Forçado - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Francisco Lachowski, Gigi Hadid, Justin Bieber, Kendall Jenner, Zac Efron
Personagens Francisco Lachowski, Gigi Hadid, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Kendall Jenner, Liam Hemsworth, Marina Ruy Barbosa, Martin Garrix, Meghan Trainor, Personagens Originais, Zac Efron
Tags Ação, Bilionária, Casamento, Colegial, Drama, Herança, Paixão, Romance, Triângulo Amoroso
Exibições 110
Palavras 1.939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura ♥

Capítulo 6 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction Casamento Forçado - Capítulo 6 - Capítulo 6

POV Skylar Castellinni

Acordei assustada com um pesadelo.

O Damon estava do meu lado.

-Ei está tudo bem. Já passou foi só um pesadelo.

-O meu pai? Já posso vê ele?

-Ainda não. Os médicos ainda estão no quarto dele.

-Quanto tempo eu dormi?

-30 minutos.

Levantei da cadeira e comecei andando de um lado para o outro enquanto rezava.

Passados 10 minutos, o médico que tinha realizado a operação no meu pai apareceu.

O Damon levantou rapidamente e agarrou na minha mão enquanto nos aproximamos do médico.

-Então doutor, como está o meu pai? - apertei a sua mão

-O senhor Castellinni sofreu uma paragem cardíaca e infelizmente apesar de termos feito de tudo ele não resistiu, lamento.

O meu mundo ruiu naquele preciso momento.

Eu comecei a tremer, lágrimas começaram a cair sem parar, eu perdi as forças das minhas pernas e comecei a deslizar para o chão, mas o Damon me pegou pela cintura e me abraçou.

-Não!!!! Papai!! Não, o meu pai não pode ter morrido!

-Pronto, vai passar, fique calma...- o Damon disse acariciando o meu cabelo.

-Papai!! Volta para mim!!! Por favor!!

O meu choro estava ficando cada vez mais intenso e o meu desespero também.

-Eu acabei de perder a única pessoa que realmente me amava. Eu tou sozinha no mundo...

-Não, você não esta sozinha no mundo, você me tem a mim, você tem a Mariah e o Donovan, as meninas e os meninos do nosso grupo, a sua familia na Itália... Você não está sozinha e todos nós te amamos.

-Me tira daqui, por favor... - eu pedi

-Claro.

Entramos no elevador e saímos do hospital.

Entramos no carro, eu pus o meu cinto de segurança, encostei a minha cabeça no vidro e fiquei chorando baixinho até chegarmos ao hotel.

POV Damon Grey

Chegamos na penthouse e a Skylar foi direta para o banheiro e fechou a porta. Quase de certeza para não chorar na minha frente. O pior receio de todos acabou de acontecer.

O senhor Castellinni morreu.

Peguei no celular da Skylar, que estava dentro da sua bolsa e deslizei o meu dedo no ecrã, sorri ao ver que a sua foto de bloqueio de ecrã era uma dela com a Kiara, que é a sua 1ª melhor amiga e a sua foto de fundo era uma selfie minha e dela fazendo caretas. (foto no multimédia)

Fui até aos seus contactos e liguei para a Mariah, nesse momento eu acho que ela precisa de apoio materno, e já que a sua mãe biológica não dá nem tchum para ela, terá que ser a pessoa que a criou desde pequena.

Liguei para a Mariah e após o 3 toque, ela atendeu:

Chamada On: Mariah

Alô?!

Oi Mariah, aqui é o Damon.

Damon, querido. Como vai?

Mal, mas a Skylar está pior.

Como assim, o que aconteceu? É algo haver com o senhor Castellinni?

Sim, Mariah, é acerca do senhor Castellinni.

O que aconteceu?

Ele piorou hoje de manhã...

Piorou, como assim?

Engoli a seco.

Mariah, você está sentada?

Não, mas vou me sentar. Já sentei, o que aconteceu?

O senhor Castellinni, sofreu um ataque cardíaco quando a Skylar está falando com ele no quarto, os médicos fizeram de tudo mas ele não resistiu e...faleceu, Mariah.

Ai meu deus! Tadinha da Skylar ela deve estar sofrendo imenso!

Ela falou chorando. Odeio ser portador de más notícias.

Mariah ela se trancou no banheiro e eu acho que ela precisa de você nesse momento, já que a mãe dela...você sabe né?!

Sei sim, aquilo não é mãe é monstro. Eu quero ficar aí com ela. Me dá o endereço do vosso hotel e eu vou imediatamente para aí.

Hotel 4 Seasons. Valeu, Mariah.

Não tem que me agradecer, querido. Mas enquanto eu não chego, fique aí com ela.

Pode deixar, que eu não vou sair perto da Skylar nem com bomba.

Ela soltou uma gargalhada fraca.

Então até já querido.

Até já.

Chamada Off

Pousei o celular no balcão da cozinha e fui até ao banheiro, bati à porta, mas ela não falou nada, encostei o meu ouvido na porta e eu conseguia ouvir o barulho de soluços.

Ela está chorando.

Abri a porta lentamente, e achei ela sentada no chão abraçando as suas pernas e chorando.

Fui até ela, afastei todo aquele cabelo da sua cara e olhei para os seus olhos marejados.

-Eu liguei para a Mariah, ela ta vindo para aqui.

-Obrigada, eu acho que não seria capaz de lhe contar...

-Você quer um chá?

Ela abanou a cabeça afirmativamente.

-Então vem comigo.

Peguei ela ao colo estilo noiva e aí pude ver o quanto ela é leve, ela abraçou o meu pescoço e escondeu o seu rosto no meu pescoço.

Pousei ela no sofá da sala e liguei para o serviço de quartos.

Passados 10 minutos bateram a porta, a moça entrou com um carrinho com chá quente e algumas bolachas de chocolate.

Dei uma gorjeta nela e logo ela saiu do quarto.

Servi um pouco de chá numa chávena para a Sky, e pus um pouco de açúcar e entreguei nela.

Ela sorriu em agradecimento e depois bebeu um gole do seu chá.

Eu peguei uma bolacha de chocolate e fiquei olhando para ela sem saber o que dizer.

Ela pousou a sua chávena de chá na mesa de centro e ligou a TV.

Levantei do sofá e estava indo até a cozinha, quando eu senti a minha mão ser puxada, me virei e fui atacado pelos lábios quentes e úmidos da Skylar.

Era um beijo calmo, delicado, com sentimentos profundos.

As suas mãos estavam mergulhados no meu cabelo louro enquanto as minhas maos estavam na sua cintura a puxando para mais perto de mim.

Paramos o beijo por falta de ar mas não nos separamos, continuamos na mesma posição, apenas afastamos os nossos lábios.

Abri os olhos e sorri para ela. Ela sorriu para mim, mostrando os seus dentes brancos e depois acariciou os meus lábios com a ponta das suas unhas de gel brancas.

-Ahmm... - eu tentei falar mas esse beijo tirou a minha fala.

Ela sorriu tímida, limpou o canto da sua boca sensualmente e voltou a se sentar no sofá como se ela não tivesse acabado de me beijar, e não foi um beijo qualquer, foi o melhor beijo que eu já tive na minha vida.

Sorri e passei a minha mão pelo meu cabelo que tinha ficado um pouco bagunçado.

Mas porque ela me beijou?

Bateram a porta, interrompendo o meu raciocínio.

Abri a porta e lá estava a Mariah, com uma cesta de piquenique que cheirava bem pra caramba.

-Oi querido, onde está ela? - ela perguntou enquanto me abraçava.

-No sofá da sala.

-Aqui - ela disse me entregando a cesta de piquenique - trouxe umas comidas que eu mesma fiz, não acredito que sejam bem alimentados por essas comidas gourmet de hotel.

Soltei uma gargalhada enquanto fechava a porta.

-Valeu, Mariah.

Fomos para sala e quando a Skylar viu a Mariah, só faltava a câmara lenta, elas se abraçaram com força, e ambas começaram a chorar.

Decidi dar privacidade as duas e portanto decidi trocar de roupa, pus uma t-shirt preta e umas calças de moletom pretas com os meus tênis de corrida, peguei no meu celular e nos meus fones e saí da penthouse.

A música Sucker For Pain do filme Esquadrão Suicida comecou a tocar no máximo nos meus ouvidos.

Corri sem rumo por aproximadamente 2 horas sem parar, pois tenho imensa resistência e gosto de participar de maratonas.

Parei num parque e bebi um pouco de água, limpei o suor da minha testa e respirei fundo.

Fui andando para o hotel.

Quando cheguei a penthouse já eram 23:07h.

As luzes estavam todas apagadas, e nem sinal da Mariah, portanto ela já deve ter ido embora.

Quando me aproximei do quarto comecei a ouvir o som de uma guitarra, a minha guitarra.

Ela estava escrevendo algo num caderno enquanto tocava e cantava, nunca tinha ouvido uma voz tão bela e poderosa, aquela voz tem garra. Ela poderia ser cantora.

(Ela esta cantando a música, Yes da Demi Lovato)

Face me (face me)

Take me (take me)

Save me

Don't try to change me 

Face you (face you)

Take you (take you)

Save you I won't try to change you

Yes, yes 

Here's my body that I'm giving to us

Here's my arms that'll hold us up

Here's my life dedicated to love

I'll try to give you everything you deserve 

And I can't promise that it's gonna be fine

But here I am if you're ready to try

Here's my tears when you tell me those words

Here's my life, for better or worse

For better or worse

Yes, yes 

Love me (love me)

Earn me (earn me)

Stay true, I'll never hurt you 

Love you (love you)

Earn you (earn you)

Stay true, I'll do what I have to

Yes, yes 

Here's my body that I'm giving to us

Here's my arms that'll hold us up

Here's my life dedicated to love

I'll try to give you everything you deserve 

And I can't promise that it's gonna be fine

But here I am if you're ready to try

Here's my tears when you tell me those words

Here's my life, for better or worse
For better or worse

Yes, yes... 

And I can't promise that it's gonna be fine

Here I am if you're ready to try

Here's my tears when you tell me those words

Here's my life, for better or... 

Here's my body that I'm giving to us

Here's my arms that'll hold us up

Here's my life dedicated to love

I'll try to give you everything you deserve

I can't promise that's gonna be fine

Here I'm if you're ready to try

Here's my tears when you tell me those words

Here's my life for better or worse, for Better or worse

Yes, yes

Quando ela terminou de cantar ela pousou a guitarra em cima da cama e depois tomou um susto ao reparar na minha presença.

-Credo! Damon! Pode parar de me matar de susto?!

Soltei uma gargalhada e sentei na cama tirando os meus tênis.

-Desculpa, mas é que você estava cantando tão bem que não quis interromper.

-Tudo bem.

Tirei a minha t-shirt, ficando só de calça moletom e reparei que a Sky ficou olhando para os meus abdominais e as minhas tattoos. Sorri pelo nariz.

Tomei um banho rápido lavando o meu cabelo e o meu corpo, e depois com apenas uma toalha na cintura fui até ao closet e escolhi um boxer preto da Calvin Klein, uma t-shirt azul escura e uma calça moletom da mesma cor.

Encontrei a Skylar tocando alguns acordes. Reparei que ela tinha melhor aspeto, acho que a visita da Mariah lhe fez bem.

Fui até a cozinha, bebi um pouco de água e depois fui me deitar.

A guitarra já estava arrumada no seu estojo próprio e a Skylar já estava deitada.

Deitei do lado dela e desliguei a luz do criado mudo.

Fechei os meus olhos e estava quase dormindo quando eu ouvi numa voz quase inaudível:

-Promete que não vai me abandonar...?

Com os meus braços envolvi a sua cintura e puxei o seu corpo de encontro ao meu e fiz o meu braço de almofada para a sua cabeça, beijei os seus cabelos e disse no seu ouvido:

-Prometo.

Ela se aconchegou no meu peito e minutos depois ouvi a sua respiração ficar mais regular, ela tinha adormecido.

Minutos depois adormeci também, de conchinha com a minha noiva...Skylar Castellinni.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Alguma Lovatic por aqui?! #eusouLovatic
Continua??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...