História Casinha Cor de Rosa - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bonecas, Casinha Cor De Rosa, Ninguém Le Isso Mesmo, One-shot, Terror
Exibições 20
Palavras 300
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Mistério, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Faz tempo que eu tenho alguma inspiração para escrever uma história de terror...
Ehh...

Capítulo 1 - Capítulo Único


Em um lugar não muito longe, há uma clareira, decorada com uma pequena cabana cor de rosa.

A cabana parece uma casa de bonecas, tão pequenina, com flores nas janelas, pintada perfeitamente de rosa bebê.

Não entre!

Perigo!

Me ajude!

Atrás da casa há uma pequena horta (ou melhor, tudo é pequeno por lá), com todos os tipos de verduras, legumes, tudo. E ao lado um pomar, onde todas as frutas estão maduras, e as árvores dão frutos o ano todo.

Não coma!

Perigo!

CUUCUUPCVQ!!

~

Um risinho infantil ecoava pela clareira, onde havia uma casinha cor de rosa. A garota brincava sozinha, ou pelo menos, aos olhos dos outros.

Ela não estava sozinha em sua mente, era ela é suas bonecas, tomando chá, penteando o cabelo, e trocando cartinhas em um código que ela mesma inventara.

Volte duas letras.

~

Dentro da pequena casa de bonecas não é tão cor de rosa.

Membros de plástico jogados pela sala, e tinta cor de rosa espalhada pelo chão. No faqueiro da cozinha falta a faca de manteiga, e a geladeira  foi o fim que todas as cabeças de bonecas arrancadas por suas donas levaram.

No sofá da sala de estar, uma boneca solitária está deitada, um livro aberto ao seu lado, e uma xícara de chá quente na mesinha.

E lá ela está, com seu sorriso congelado e olhos estáticos.

Sempre sorrindo.

~

-Lugares! Lugares! Voltem para seus lugares!

Elas gritam.

A tinta volta em um redemoinho para dentro dos corpos vazios das bonecas, com seus membros voando e se reencaixando.

A porta da geladeira explode, só para se reajustar, assim que a última cabeça encontra sua dona.

- Voltem para seus lugares!

As bonecas se reúnem na sala. Tapete, sofá, camas, todos ocupados.

E elas esperam.

~

Uma garota andava sem rumo no meio das árvores, não seguindo um caminho fixo, estava perdida e a beira do choro.

Até que achou uma clareira.

E uma bela casinha cor de rosa.



Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Quem quer que leia...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...