História Casos de Família - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Dan, Daniel Silvânia, Sil
Exibições 17
Palavras 1.516
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Manu e Daniel?


Sil sai pra ir buscar Lucas, ela ver ele brincando com Isabela, Sil observa os dois, ela se aproxima.
Sil: vamos ,rapaz?
Lucas: mãe!!( Fala todo feliz)
Isabela: oi, tia.
Sil: oi, Isa. Tudo bem?
Isabela: tudo, a gente tá brincando, estamos esperando você é minha mãe chegar.
Sil: ela brigou com você?
Isabela: brigou, mas depois voltou de boa.
Sil: que bom, qualquer dia a gente sai de novo, só que dessa vez a gente avisa a ela.
Cláudia se aproxima.
Cláudia: vamos, Isa.
Isabela: olha mãe, a mãe do Lucas.
Cláudia: oi, tudo bem?
Sil: tudo e você?
Cláudia: to bem, já estava comprando minha filha.?
Sil: tava apenas conversando. ( Isa e Lucas sai de perto delas é vão brincar. Deixando as duas sozinhas)
Cláudia: não quero você perto dela.
Sil: desculpa, eu sei que o que eu fiz foi errado, a próxima vez...
Cláudia: não haverá próxima vez, eu não quero que você fique perto dela, ela só fala em você e no Lucas em casa e isso não é bom, a nossa realidade é bem diferente da sua, não quero que ela fique querendo coisas que eu não posso comprar.
Sil: desculpa, mas isso não é motivo pra você não querer sua filha perto da gente.
Cláudia: eu sei que são ou não motivos pra não querer ela com você.
Sil: posso te fazer uma pergunta?
Cláudia: faz.
Sil: de onde você conhece o meu marido? Por que ele estava na sua casa quando fui deixar sua filha lá?
Cláudia: não era só uma pergunta, já vem com várias? Bom não conheço o seu marido e ele tava lá por que fui na escola e minha filha tinha saído com a senhora, consegui o número dele e informei, ele veio até minha casa por ser um homem responsável ao contrário da mulher dele.
Sil: já te pedi desculpa.
Cláudia: é bom que isso não volte a acontecer.
Sil: queria te pedir uma coisa.
Cláudia: o que?
Sil: deixa a sua filha ir na minha casa amanhã, vai ter um jantar da minha irmã, queria que ela fosse pra brincar com Lucas.
Cláudia: ela não pode ir .
Sil: por favor, eles são crianças, Lucas vive cercado de adultos, vai ser bom pros dois.
Cláudia pensa  que seria uma oportunidade de Isa e Lucas ficarem mais próximos  e resolve deixar.
Cláudia: tudo bem, mas não se acostume.
Sil: muito obrigada! No outro dia bem cedo eu trago os dois pra escola.
Cláudia: eu quero que leve a minha filha no mesmo dia.
Sil: tudo bem, eu peço pro meu marido ir deixar ela.
Todos se despedem e vão embora. 
Daniel estava muito intrigando com a semelhança de Manu com Sil.
Pensamentos de Daniel: " essa Manuela é alguma coisa de Silvânia, não é possível, são idênticas!"
Daniel liga pra Manu. 
Por telefone: Alô, Manuela?
Manu: oi, quem é?
Daniel: doutor Daniel, tudo bem?
Manu: tudo, aconteceu alguma coisa?
Daniel: não, a gente podia sair? Queria te conhecer melhor.
Manu fica sem resposta.
Daniel: podemos?
Manu: claro que sim, eu...
Daniel: me passa seu endereço, te busco aí.
Assim fez Manu, passou o endereço pra Daniel e foi se arrumar, ela manda uma mensagem pra Cecília.
" Cecília, sabe quem me chamou pra jantar? DOUTOR DANIEL DIAU. "
Mensagem de Cecília: " não creio!!! Tá pra existir alguma coisa que você não consiga, boa sorte."
Manu se arruma e vai até o quarto de Sil, Sil tomava banho, enquanto Edgar jogava com Lucas no quarto dele.
Manu: Sil??
Sil: to no banho!!
Manu entra no banheiro.
Manu: tô bonita?
Sil: tá linda, vai sair?
Manu: vou, vou sair advinha com quem.
Sil: com Pedro?
Manu: Pedro, que Pedro, Sil. Pedro é só meu amigo, vou sair com o doutor Daniel.
Sil fica sem reação. Sil volta a si e pede pra Manu não ir.
Sil: Manu, você conheceu esse homem hoje.
Manu: e daí?  Não sou mais criança.
Sil: não é questão de ser criança, é que esse homem não é pra você.
Manu: como você sabe? Nunca viu ele, não sabe como ele é.
Sil: mas sei que ele não presta, mal você  conheceu ele  e ele já foi atrás de você, e você falou que ele vive pra cima e pra baixo com a secretária,com certeza ele tem alguma coisa com ela.
Manu: azar o dela, perdeu.
Manu sai andando.
Sil: Manuela, volte aqui.
Manu: tchau, Sil.
Manu desce e Daniel espera por Manu.
Manu: demorei?
Daniel: um pouco ( Daniel rir e cumprimenta Manu com um beijo no rosto) vamos?
Manu: vamos.
Sil liga pra sua irmã Sonia .
Por telefone: Sônia, me ajuda! Manuela saiu com Daniel, tentei impedir mas você sabe como ela é.
Sônia: como você deixou, Sil???
Sil: o que eu podia fazer?
Sônia: por que você não disse que ele é o seu Daniel? 
Sil: não tive coragem.
Sônia: não acredito Sil, que você vai deixar Manu se envolver com Daniel.
Sil: não sei o que eu faço.
Sônia: agora não dá pra fazer mais nada, ela já foi.
Edgar entra no quarto.
Edgar: aconteceu alguma coisa?
Sil: não amor, to falando com Sônia. Sônia depois eu te ligo.
Sil: não aconteceu nada amor.
Edgar: você parece angustiada.
Sil: impressão sua, vamos dormir.
Sil deita na cama e Edgar abraça ela por trás, Edgar logo dorme e Sil fica acordada sem conseguir dormir.
Daniel e Manu...
Daniel: você é muito linda, você me lembra alguém.
Manu: me chamou pra jantar pra lembrar de outra?
Daniel: desculpa.
Os dois ficam de papo enquanto jantam, ao terminar o jantar Daniel leva Manu pra casa.
Daniel: entregue.
Manu: a noite só acaba aqui se você quiser.( Manu fala passando a mão no peito de Daniel)
Daniel: Manuela, Manuela, não faz isso.
Manu: faço, e faço mais, muito mais.
Manu beija Daniel e Daniel lembra do beijo de Sil, Daniel intensifica o beijo e acaricia Manu.
Daniel: já tá tarde, sua irmã pode não gostar de você chegar tarde.
Manu: ela já deve estar dormindo e eu sou completamente independente.
Daniel beija Manu e toda vez que beijava ela, ele lembrava de Sil.
Daniel: acho melhor você entrar.
Manu: tá com medo de mim, ou não dá conta.
Daniel: Vou te mostrar se dou conta ou não.
Daniel beija Manu e desce até o pescoço, ele chupa o pescoço dela enquanto apertava o corpo dela.
Manu: espera.
Daniel: ah, agora é espera?
Manu: é que aqui não, na rua não. Vem, sobe comigo?
Daniel: menina você é bem louca, não posso subir, sua família...
Manu: minha família tá dormindo, vem.
Daniel: vamos pra outro lugar.
Daniel e Manu vão pra um motel.
Daniel: pronto, aqui é mais seguro.
Manu: vem, doutor Daniel!
Daniel deita Manu na cama e começa a cheirar Manu.
Pensamentos de Daniel: " ela tem o mesmo cheiro de Silvânia, não é possível que ela não seja nada de Sil"
Daniel dois transam e logo depois Manu dorme, Daniel faz carinho no rosto de Manu.
Daniel: você parece muito com Silvânia, ah, Silvânia...
Daniel levanta e ver a carteira de Manu, ele olha pra Manu e ver que ela dormia, Daniel abre a carteira de Manu e pega o documento dela e ver o mesmo sobrenome e o nome dos pais de Sil.
Daniel: irmã, você é irmã de Silvânia. 
Daniel guarda o documento de Manu e deita com ela.
Daniel: você não parece que vai fugir de mim como sua irmã fez.
Daniel beija o ombro de Manu. 
Sil passa a noite em claro esperando Manu chegar e sem sucesso.
Sil: ela dormiu com ele, meu Deus.
Já era de manhã quando Sil consegue dormir, o despertador toca e Edgar acorda.
Edgar: amor, acorda,ta na hora.
Sil: Não dormi nada, Edgar.
Edgar: por que não dormiu?
Sil: falta de sono.
Edgar: vou levantar, tenho ensaio cedo.
Sil: leva Lucas pra escola, vou dormir um pouco, só vou a tarde pra escola.
Edgar atende o pedido de Sil.
Daniel e Manu...
Daniel: Manuela?
Manu: oi doutor.
Daniel: vamos? Tenho plantão e preciso passar em casa .
Manu: venha aqui, fica mais um pouco.
Daniel dá um beijo em Manu e deita do lado dela.
Daniel: sua irmã vai brigar com você.
Manu: para com isso, minha irmã é o máximo.
Daniel: qual o nome dela?( Daniel queria ouvir de Manu que ela era irmã de Sil)
Manu: Sil, Silvânia, mas todo mundo chama ela de Sil.
Daniel: Sil...
Manu: é ela é o máximo.
Daniel: vamos?
Manu: vou me vestir.
Manu e Daniel se vestem e Daniel deixa Manu em casa.
Manu: agora você pode subir, já está de dia.
Daniel: acho melhor não.
Manu: queria que você conhecesse Sil.
Daniel: outro dia, agora to atrasado, e você também, vai pra faculdade e mais tarde te espero no hospital.
Manu: sim senhor.
Manu beija Daniel.
Manu: foi bom pra você?
Daniel: muito bom, doutora Manuela.
Daniel dá vários beijos em Manu.
Manu sai do carro e entra no apartamento e logo vai no quarto de Sil...


Notas Finais


Que comece os casos de família ( não se desesperem )😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...