História Cassie - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Cassie, Jeon Jungkook, Ranco, Universidade
Visualizações 24
Palavras 2.254
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi brothers, nova fic do meu utt maravilhoso

Capítulo 1 - Sobre festas indesejadas


5 de maio de 2017.

Mais uma vez, fui convidada para as festas que Jeon Jungkook e seus dois amigos; Kim Taehyung e Min Yoongi, fazem. Sempre que recebia esse tipo de convite, recusava. Pelo simples fato de saber o que vai rolar lá; Drogas, sexo, musica ruim, cheiro de bebida alcoólica etc. E também, pelo simples fato de saber o que não vai rolar lá; musica boa, alguém legal para conversar ou até, ninguém que faça o meu tipo.

Depois que entrei pra essa droga de universidade, eu me canso ao pensar que a Coreia foi o melhor pra mim, assim como dizia papai. Fazer Arquitetura nunca foi o meu sonho, mas era o sonho de mamãe, e por um deslize, me deixei levar por suas conversas que sempre me levavam á um lugar; faculdade de arquitetura. Então, para minha infelicidade e felicidade de meus pais, eu sempre faço o que eles pedem.

Quando nos mudamos para Seuol, eu não me acostumei de primeira. Ainda estava no ensino médio, precisava de atenção dobrada, precisava de amigos. Coisa que eu não tinha por aqui. Mas aí, a Jennie apareceu. Uma garota coreana que me ajudou a superar tudo e hoje é uma das melhores pessoas que eu já conheci.

Em Seoul está fazendo frio, por isso estou trajando um moletom cinza e uma calça da mesma cor. Meu celular estava perto, e eu resolvi que iria dar uma olhada nele.

Jennie [19:00]: Sabe o que deveria estar fazendo agora?

Jennie [19:00]: Deveria estar se arrumando para irmos para a festa do Jeon.

Cassie [19:01]: Vc sabe que eu não vou para as festas desse garoto.

Jennie [19:02]: Só hoje, vou passar aí para me arrumar junto com você.

Jennie [19:03]: Eu e a Sasha, então, se prepara.

Sasha é uma outra amiga, que por coincidência do destino, também é estrangeira. Sasha teu seus cabelos cacheados, e seu nariz pequenininho.

Levantei-me mesmo sem querer para procurar uma roupa para essa tal festa, e conclui que; meu guarda-roupas não tem utilidade para esse tipo de evento, afinal, só tenho roupas que uso dentro de casa, praticamente nunca saio.

Tomei um banho rápido e fiquei de toalha em meu quarto, tentando, e falhando miseravelmente, montar alguns conjuntos de roupas em minha cabeça. Nada daria certo sem a ajuda de Jennie, que é a minha; fashion style.

Escutei o barulho da campainha e desci as escadas apenas de toalha. Abri a porta e deparei-me com minhas amigas.

Você tá um lixo. Olha essas olheiras. — Jen falou enquanto apontava para a pele abaixo de meus olhos. — E esse cabelo molhado a esse horário, Cassie. — revirou os olhos enquanto balançava negativamente a cabeça.

— Você não tá um lixo, Cassie. — Sasha falou enquanto tirava seu vans preto. — A Jennie que é exagerada. — caminhou até o sofá onde se largou.

— Tá, tá. — fechei a porta e caminhei em direção a escada. — Se vocês estão pensando que vão ficar aqui, estão enganadas. Subindo, as duas, agora! — em meio a resmungos de reprovação, subimos para o meu quarto e logo estavam em frente ao meu guarda-roupa não muito variável. — Então...? — olhei esperançosa para as duas que deveriam, de alguma forma, saber o que fazer, e não ficar sem reação.

— Eu já falei o quanto você seria inútil sem nós? — apontou para si e para Sasha. Assenti com a cabeça. — Não tem nada que você possa usar aqui. A não ser que você queira ir de moletom para uma festa universitária, Cassie. — riu da minha cara.

— Yah. — bati em seu ombro. — Não zombe de mim. E para começo de conversa, eu nem queria ir pra essa festa. — ajeitei o meu óculos e logo estava futucando minhas roupas novamente.

— Sai daí Jennie, deixa que eu procuro. — Sasha empurrou a mim e a Jen com a mão e logo estava em frente ao pequeno guarda-roupa. Ela procurou tanto, que acabou achando uma camiseta folgada cinza, com alguns nomes brancos, e uma saia jeans azul claro. — Pronto. Perfeito. — bateu palmilhas. — Agora só se veste e seca esse cabelo. — falou enquanto sentava entediada e começou a mexer em seu celular.

Fui até o banheiro e me vesti, olhei no espelho e meio que curti o resultado; eu não estava feia, mas também não estava bonita. Eu estava média. Um 7.

— Quem vai fazer a make? — abri a porta do banheiro e fui em direção às maquiagens que mamãe havia comprado para mim.

— Eu. — Jen levantou a mão e caminhou em direção a mim. A mesma procurava uma base da minha cor enquanto eu calçava meu converse branco. Jen fez algo básico, nada além do normal. — Você vai sem óculos. Coloca uma lente, sei lá. Mas, vai sem óculos. Você tem que mostrar esses seus olhos azuis. — terminou de passar um batom vermelho e logo eu estava pronta.

Fui para frente do espelho e coloquei lentes de contato, para então, poder enxergar.

— Precisamos de foto. — Jen falou enquanto arrancava resmungos de mim e Sasha. — Parem de reclamar e venham logo.

Caminhamos em direção a ela, que estava em frente a meu espelho. Uma, duas, três fotos...

— Chega! — me pronunciei enquanto ajeitava meu cabelo que já havia secado naturalmente. — Vamos logo antes que eu desista dessa ideia maluca de querer ir para festas. — falei por fim caminhando em direção a saída.

— Boa noite tios. — Sasha falou enquanto caminhava até meus pais.

— Boa noite princesas. — meu pai falou e deu um selar na testa de Sasha. — Para onde vão assim?

— Pensei que iriam ficar para o jantar. — mamãe falou enquanto mexia a panela que eu julgo, pelo cheiro, ser banana frita.

— Não tia, vamos para uma festa. — Jen caminhou até mamãe onde pegou uma banana frita. — Que saborosa. — sorriu para mamãe, que retribuiu.

— Tudo bem. Precisa de dinheiro, filha? — meu pai questionou enquanto abria a carteira.

— Não pai, estou bem. — me pronunciei e dei um beijo em sua bochecha. — Até mais. — fiz o mesmo com mamãe e logo estávamos saindo de casa.

O clima era calmo. Não estava frio, nem calor. E eu agradeci aos céus por isso. Odeio sair no frio; basicamente, eu odeio sair. E apesar de todas as vezes que Jennie me obriga a sair, eu nunca acostumo.

— Você sabe que vai ter que beber alguma coisa lá, não é? — Jen indagou entrando no seu carro. Sua calça preta que deve ter custado os meus olhos lhe deixaram mais jovem e se for possível; mais feminina.

— Eu vou beber sim. Refrigerante. — entrei no carro também e encarei minhas pernas. Eu fiquei no banco de trás, como sempre fico.

— Eu também não vou beber. Podemos não ficar chapadas juntas, Cassie. — Sa sorriu para mim, o que eu retribui sem hesitar.

Depois de alguns minutos, estávamos na frente da casa do indivíduo chamado: Jeon Jungkook. Cara de pouca personalidade, um verdadeiro João vai com os outros.

— Jen, você veio. — Jeon caminhou em nossa direção, onde me encarou. Deveria estar surpreso, afinal, eu sempre recuso seus convites idiotas. — Olhos azuis, você veio. — ele sempre me chamou assim. Desde quando eu cheguei nesse maldito lugar, o meu mais novo, mas não tão novo assim, apelido é; olhos azuis. É sem criatividade? Sim! Mas, eu não esperava nada além disso vindo de Jeon Jungkook. — Que novidade. — colocou sua grande mão em seu queixo.

— É. Às vezes me vem à vontade de bancar a adolescente idiota, em festas idiotas, com adolescentes idiotas. — sorri amarelo enquanto via o mesmo repetir meu ato. — Vamos entrar? — olhei para Sa e Jen, que estavam prontas para responder um “sim”.

Adentramos o local, deixando Jungkook recebendo suas visitas. O local estava uma bagunça, cheiro de álcool e drogas. Pessoas se agarrando e mão boba para todo lado.

Jen fez questão de dar uma sumida, deixando-me sozinha com Sasha. A mesma estava pegando refrigerante para nós. Minhas mãos insistiam em suar, e eu repetia em minha cabeça: “não foi uma boa ideia ter vindo aqui”.

— Cassie. — a voz doce de Sasha ecoou pelos meus ouvidos. — Você sabe o que o Jeon falou para a Jen? — indagou fazendo-me involuntariamente balançar a cabeça negando. — Ele disse que era para ela te obrigar a vir pra essa festa. — ela falou gritando por conta da música alta. — Vamos para fora, lá o barulho é menor. — assenti enquanto caminhava junto à ela.

— Mas, por que ele queria que eu estivesse aqui? — perguntei assim que chegamos no jardim da casa do Jeon.

— Ele meio que falou que estava interessado em você. — arregalei os olhos. Oi? — Calma. Ele disse que queria apenas te conhecer melhor, não sair te beijando a força.

— Mas você sabe tanto quanto a Jen, que eu não curto muito a cara do Jeon. — sentei-me na escadinha do lado de sua casa.

— Todo mundo sabe, Cassie. Mas você tá ficando um mulherão da porra. — Sasha acompanhou-me sentando-se ao meu lado. — Não que você fosse feia, mas é que agora você tá o extremo. — concluiu enquanto amarrava seu cabelo em um coque desajeitado.

— Eu não sei não. Acho que ele só quer zoar de alguma forma com minha cara. — fui sincera. Eu não faço o tipo dele.

— Desculpa incomodar, mas eu posso roubar a Sasha um pouquinho? — a voz grossa de Taehyung fez-me assustar.

— Ela é toda sua. — levantei meus braços em rendição e sorri para os mesmos. Eles não eram namorados, eram quase namorados. Nunca rolou um pedido oficial, mas praticamente todo mundo sabia. Ela se levantou e caminhou em direção ao moreno. Eles logo se afastaram e eu fiquei ali sentada sozinha. Minha cabeça estava baixa e eu insistia, mais uma vez, em dizer que eu deveria estar em casa.

Olhos azuis? — a voz de Jeon ecoou pelos meus ouvidos e eu levantei minha cabeça. — O que faz aqui sozinha?

— Estou não sendo uma adolescente idiota. — falei rindo fraco.

— Você está sendo idiota por não estar curtindo a festa.

— Eu não curto muito festas.

Ele se sentou ao meu lado e bebericou a bebida que estava em seu copo. Jeon era alto, tinha grandes músculos e um cabelo sedoso. Mas, seu jeito não me atraía. Pelo menos o jeito que eu idealizei dele.

— Eu percebi. — foi rápido. — Acho que a Jennie já te falou...

— O quê? — indaguei ao moreno, que estava encarando-me demais.

— Eu queria saber se... — pareceu perdido. — Se poderíamos nos conhecer melhor. — ficou no mesmo lugar, sem tirar o olhar de mim.

— Tudo bem. Meu nome é Cassie, eu sou da Inglaterra, tenho 19 anos e como você sabe, estou cursando arquitetura. — falei enquanto encarava o moreno sentado ao meu lado. Ele revirou os olhos.

— Isso eu sei. Idiota. — falou enquanto retribuía meu olhar. — Eu estou falando de nos conhecermos além disso. — falou, entretanto, não me convenceu.

— Você só quer transar comigo, não é? — questionei. Fui sincera. Odeio rodeios, tenho um lema; ser direta, sempre!

— Não. Na verdade eu nem estava pensando nisso. — seu tom de voz se fez rouco, por conta do vento constante em nossas faces.

— Você não me engana, bobo. — puxei seu nariz enquanto sorria falsa. — Eu odeio rodeios, Jeon. E odeio você também. — sorri fraco enquanto juntava minhas mãos em forma de aquecê-las.

— Você sabe que eu não dispensaria sexo, não é? — assenti. — Ainda mais como uma garota como você. Mas, sinceramente, de forma alguma eu pensei em fazer isso contigo. Eu só queria conversar com você, diariamente.

— Vai logo ao ponto! — exclamei enquanto brincava com meus finos dedos.

— Eu estou encantado por ti. E sim, eu sei que você não vai com minha cara, mas eu quero, juro por Deus que quero, arriscar. — falou enquanto evitava me olhar.

— Então você quer uma chance? É isso? — tentei encarar seus olhos, mas foi algo impossível.

Meu celular vibrou e eu me assustei, mas logo peguei o mesmo e vi de quem era a mensagem:

Mamãe [00:30]: Filha, você vai dormir na casa da Jen? Ou da Sa?

Mamãe [00:30]: Se não for, me passa seu endereço que o seu pai vai lhe buscar.

Eu realmente havia perdido a noção do tempo.

Cassie [00:31]: Mãe, eu quero que o papai venha me buscar. A Sasha está com seu “ficante” e a Jennie está perdida na festa por ai.

Passei o endereço para a mesma enquanto continuava sentada ao lado do Jeon.

— Eu tenho que ir. — me levantei e bati a mão na parte traseira de minha saia. — Nos vemos segunda, na faculdade.

— Eu estava pensando em... Quer dizer, quer sair comigo? — indagou enquanto acompanhava-me ao levantar. — Apenas como amigos.

— Se eu disser não, você vai continuar a insistir, certo? — assentiu com a cabeça. — Tudo bem então. Fale pra mim o lugar e a hora por mensagem de texto.

Sai deixando-o sozinho para trás.


Notas Finais


Byeeeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...