História Castle of Illusion - Estrelando Kunpimook Bhuwakul - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink, Got7
Personagens BamBam, Lisa, Personagens Originais
Exibições 1
Palavras 1.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sobre os motivos de eu não ter postado ontem eu devo falar na outra fic, porque essa não é uma fic que eu tenho que enrolar, mas a outra é. Sobre a história, nosso querido Bambam entrou na misteriosa porta, que deu acesso a entrar em um cenário completamente diferente que ele havia imaginado, donde já se viu uma floresta no meio do castelo? E estou tentando seguir as fases do jogo, já que são 3 partes, incluindo o chefão, e quem já jogou, sabe quem deve ser o chefão. Então é isso e bora para o capítulo

Capítulo 3 - A Floresta Encantada - Parte 1


Fanfic / Fanfiction Castle of Illusion - Estrelando Kunpimook Bhuwakul - Capítulo 3 - A Floresta Encantada - Parte 1

Bambam cruzou o limite e surgiu, uma vez de novo, mais uma vez na floresta. Mas foi alterado de alguma forma. Isso não era  a floresta pastoral que ele lembrou. 

-Ah, Meu Deus do Céu! Mamãe, me ajude!- dizia o rapaz com medo, por esta floresta continha cogumelos e pequenos troncos de árvores vivos, animados, com o movimento, e acima de tudo, malignos.

Para passar daquela situação, Bambam teve que derrotar os dois cogumelos à sua frente para poder seguir em frente, até chegar um médio tronco de árvore, onde respirou um pouco. Seguindo o caminho, teve que pular nos pequenos troncos de árvores do mal para conseguir alcançar um outro tronco.

Em seguida, desceu daí, apesar de ser uma altura relativa grande, ele não se machucou após a queda, e isso deixou ele um pouco estranhado com o que está acontecendo naquele momento. Viu que tinha um cipó para passar de um caminho, tomou coragem e conseguiu passar facilmente, e depois ficou se achando que nem o Indiana Jones. Menos Bambam, bem menos.

Depois, viu que tinha uma espécie de maçãs, mas eram maçãs venenosas, assim como a Misabethe deu para Lisa no primeiro capítulo, mas isso o menino não sabe, e sim das maçãs. Percebeu que teria que passar por baixo, porque ele não alcançaria a pedra por ele ter uma altura menor, porém embaixo tinha os cogumelos venenosos que tinham vida. Bambam pensou e logo atirou as maçãs nos cogumelos, que morreram na hora, e assim passou por baixo da pedra, mas continha o cheiro podre do veneno.

Passando por ali, Bambam entrou numa cilada. Plantas venenosas ejaculavam o seu veneno na direção onde o rapaz tailandês seguiria. Um pobre passarinho passou no caminho, mas quando foi atingido pelo veneno, parecia que todas as partes do corpo da avezinha tinham sido evaporadas.

-Eita porra! O que eu faço agora? Se eu vô para lá, essas coisas vão me acertar, ou seja, nunca mais veria a Lisa, os hyungs, o Yugyeom, os sunbaenims.-

Calma Bambam, não fica tão desesperado, olha a brecha aí.

-Ah, obrigado, voz estranha!-

Passando por ali facilmente, Bambam viu umas setas que apontavam uns caminhos confusos para ele seguir. 

-Vamos ver, eu devo seguir pelo qual caminho, a esquerda a direita, em frente, ou atrás, não sei estou muito confuso.-

As setas pareciam  a rosa dos ventos, uma seta representava os pontos cardeais. Enfim, Bambam pensou em seguir ao sudeste, mas logo voltou ao noroeste.  A sinalização foi criada por Misabethe, então é claro que tinha uma raia maliciosa.

-Tenho certeza que essa sinalização tomaria sua decisão.- disse após passar por um caminho e voltar para o oposto.

Até que chegou um momento que a placa girou e uma porta misteriosa apareceu, e esta placa apontou a sinalização para porta. Então Bambam entrou pela porta.

De repente, Bambam estava em outra parte da floresta. Eram essas árvores gigantes, ou Bambam tinha sido encolhido? Mesmo assim, folhas caíam e seguiam o seu caminho em sentido horizontal, e logo Bambam foi em umas nessas folhas, pulando e abaixando por troncos. Depois, o jovem teve que descer pelos troncos e conseguir pegar outra folha para se sustentar para não cair de uma altura tão elevada. Depois de descer mais uma vez de tronco, deu de cara com as aranhas malvadas. Nessa hora, o cu de Bambam fechou. Tentou acertá-la com a maçã, mas a aranha fugiu de uma forma tão malandramente.

Logo pulou em uma folha, só que esta, é bem filha da puta, pois quando o Bambam fica nela, ela cai propositalmente, assim o jovem tailandês rapidamente sai daí. Depois por passar por outra folha tipo essa e uma aranha que conseguiu escapar do ataque de Bambam, o jovem, teve que passar por folhas que eram tipo a primeira, mas eram muitas e não eram muito confiável pular daí, e passar rapidamente.

Passando por esse sufoco, teve que passar de novo pelas folhas do segundo tipo e conseguiu derrotar as aranhas desgraçadas e repetir todo o processo. Após passar por tudo isso ele foi parar num tronco e desceu, e voltou aonde ele estava, mas foi recompensado.

Com um giro e um flash, Bambam reapareceu na clareira com uma carta mágica. E, muito pelo seu alívio, ele voltou para o seu tamanho original. Logo viu uma seta apontando para a esquerda, e no caminho ele viu as malditas plantas. Conseguiu escapar de uma e a outra a matou pelo usando a maçã. Passou pelos troncos pequenos malditos e pelos cogumelos, sendo que derrotou, outros ele ignorou. Então, no final, ele viu uma porta, e entrou o que tinha dentro dela.

Então ele caiu em cima de uma maçã gigante, e com isso ela saiu do seu lugar, ou seja, Bambam tem que se mover rápido.

-Fudeu de vez!- disse ele igual aquele meme do Hassum

Run, Kunpimook, Run. Igual aquele cena dos Caçadores da Arca Perdida, Bambam teve que correr rápido e bem rápido de uma maçã gigante que estava caindo e rodando rápido em sua direção. Bambam teve que pular de troncos e a maçã destruía.

--Não olhe pra trás, não olhe pra trás, não olhe pra trás, AAAAAAAAAAH!- disse ele desesperado

Até que chegou em um precipício, pulou, respirou um pouco aliviado, mas a alegria de pobre dura pouco, pois a maçã ainda não tinha desistido dele. Acho que era o seu fim, mas espera, o Bambam retirou do seu bolso uma... caneta?

-A caneta é mais forte que a espada, como disse alguns especialistas.- disse confiante o menino

A maçã estava bem, próxima do menino, vai esmagá-lo e... espera, Bambam enfiou a caneta nela e a fizeram uma fusão que... NÃO! NÃO PODE TER ACONTECIDO ISSO! É...

-Apple-Pen!- disse Bambam com orgulho e segurando o seu feito

Sim meus amigos, nosso querido Kunpimook fez uma ato impossível de ser feito, apesar que eu não gosto muito desse meme. Mas enfim, Bambam, viu pela porta e entrou. O que será que deve ter no outro lado dela?

CONTINUA NO PRÓXIMO CAPÍTULO 


Notas Finais


Obrigado por lerem
Referência 1: https://www.youtube.com/watch?v=I0UIOewtf7A
Referência 2: https://www.youtube.com/watch?v=v3qlBM9vAW8
Referência 3: https://www.youtube.com/watch?v=d9TpRfDdyU0
Link da outra fic: https://spiritfanfics.com/historia/namorado-de-aluguel-7137717
Comente se vocês gostaram e favoritem se querem saber o que vai acontecer com a história.
Estou indo por aqui e até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...