História Cat - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens D.O, Kai
Tags Kaisoo
Exibições 276
Palavras 1.616
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


SIMBORA LER ♡•♡

Capítulo 29 - •Twenty eight


Fanfic / Fanfiction Cat - Capítulo 29 - •Twenty eight

-Surpresa! -todos gritaram em uníssono

-Porque estão todos Aqui?

-É que nos auto convidamos -Jooheon passou por Jongin sem pedir licença- já que uma certa pessoa não convida mais os amigos -resmungou

-Era um almoço em família- rebateu

- Eu te conheço desde pequeno, Jongin - Sehun  se pronunciou -Faço parte da família você querendo ou não.

-Falso - Jooheon cantarolou-  esse aí só tá interessado na comida -riu logo recebendo um tapa de Sehun

-Vocês dois parem com isso. - Jiwoo apareceu no cômodo-  não importa se é da família ou não, vamos logo almoçar, huh? -Sorriu

-É por isso que te amo Dona  Jiwoo -Jooheon disse a seguindo para o Jardim

-Puxa saco -murmurou Jongin

Enquanto todos almocaçam, Jongin e Kyungsoo trocavam olhares discretos. Kyungsoo estava sentado ao lado de Jongin até Luhan chegar e expulsar o mais velho de perto do pequeno com a desculpa que eles teriam o dia todo pra ficarem juntos.

-Eunjung, o que você tanto mexe nesse celular?  -Jooheon se aproximou da menor

-Sai garoto! -Eunjung empurrou o ombro de Jooheon-  privacidade é bom e eu gosto

-Prazer, Privacidade- Jooheon sorriu e estendeu a mão para que a menor comprimentasse.

-Pensei que fosse gay -Disse em um tom divertido

-Eu sou Bissexual, isso quer dizer que a gente pode se pegar -Sorriu fazendo com que seus olhos virassem dois ricos e suas covinhas aparecessem

-Pena, porque eu sou lésbica- Eunjung respondeu voltando a mexer em seu celular

- Nossa ,Eunjung você é tão má comigo - Jooheon se virou fazendo bico. Eunjung sorriu minimamente sem que o mais velho visse.

- Sehun, como vai sua empresa? - Jiwoo bebeu um pouco de seu suco

-Vai bem, bastante trabalho...-massageou as têmporas

-Você precisa de folga, é novo demais pra se estressar tanto

-Eu só preciso de uma modelo nova e posso tirar uns dias de folga - Sorriu

-Entendo...oh! Sunny! -Exclamou fazendo com que Sunny virasse o rosto assuatada

-O que foi Dona Jiwoo? - Sunny perguntou

-Sehun, porque não contrata Sunny? -Disse ignorando a pergunta da pequena

-Sunny...- olhou em direção a menor analisando a mesma -Porque não? - Sorriu - o que acha de ser a modelo da minha empresa?

-E-eu? Mas eu não sei nada...-Sehun a interrompeu

-Isso não tem problema, temos profissionais que podem te ajudar em tudo, o que acha?

-Tudo bem - Sorriu e Sehun suspirou aliviado.

-Com a licença de todos, eu gostaria de falar uma coisa - Sang se levantou e todos o olharam curioso - Bem, eu fiquei ensaiando isso a dias. -Seu olhar caiu em Jiwoo- Jiwoo, você lembra aquele dia em que eu disse que eu te amaria para sempre? Então, minha promessa continua até hoje. Eu sei que aconteceram muitas coisas pra tentar nos separar mas no fim acabamos juntos de novo, e a intensidade do meu amor por você continua só aumentando- sorriu largo - estou parecendo um bobo apaixonado dizendo coisas clichês ,o que posso fazer? Eu sou assim, um bobo apaixonando por você. - Sang caminhou até a cadeira de Jiwoo do outro lado da mesa - Jiwoo, eu quero passar o resto da minha vida com você, te perturbar todos os dias, passar o dia com minha família. Eu Quero cuidar de você até quando estiver grisalha. No ensino médio eu te pedi em casamento mas você não acreditou, pensou que era apenas brincadeira -Jiwoo riu - E se...-Sang tirou uma caixinha aveludada do bolso- eu te pedisse agora você acreditaria que é verdade? -abriu a caixinha - Quer casar comigo, Choi Jiwoo?

Todos soltaram um som de exclamação, Jiwoo estava paralisada com os olhos arregalados. Todos cantarolararam um "Aceita" Jiwoo saiu do transe percebendo que ainda não havia dado a resposta.

-E-eu...aceito, aceito! Claro que aceito, oh meu Deus! - Jiwoo abraçou Sang fortemente logo em seguida lhe dando um beijo de cinema

-Acho que vou ter mais irmãos - Jiwoo riu envergonhada com o comentário de Eunjung

-Vou chorar - Luhan limpou uma lágrima -Sehun, por que você não é romântico assim?! - bateu no braço de Sehun

-Eu pensei que você não gostasse que eu fosse assim...-sussurou

-Pra quando é o casamento?- Perguntou Jongin

-O mais rápido possível- Sang respondeu apertando Jiwoo mais contra si

•••

-Estou mortinho -Kyungsoo se jogou na cama

-Não é pra menos, você ficou o dia todo correndo e pulando -se sentou na ponta da cama secando o cabelo -Pensei que fosse até um canguru, não parava quieto-  riu.

-Deita aqui comigo -pediu manhoso cutucando o braço de Jongin com o pé

Jongin agarrou o pé de Kyungsoo puxando um pouco para mais perto, começou a subir com os beijos, a cada vez que se aproximava do membro de Kyungsoo os beijos eram mais demorados e molhados. A cada beijo que Jongin dava, uma fisgada no membro do menor.

-Ah..J-jongin... -gemeu quando o mais velho roçou sua ereção na de Kyungsoo

-O que foi, Baby? - sua voz rouca próxima ao ouvido fez a pele de Kyungsoo arrepiar

- Não me torture, Daddy - suspirou e logo sentiu a mão grande de Jongin apertar sua bunda

-Mas é tão bom. Imagina sua pele branquinha marcada? - beijou o maxilar do meno descendo os beijos - Eu adoraria  marca-lo - Seus olhos transbordava luxúria

Jongin tirou a camisa do menor rapidamente, Kyungsoo fez o mesmo com o mais velho, ficou alguns segundos admirando o tronco de Jongin. Ouviu uma risada e olhou para cima

-Gosta do que vê? -o pequeno corou violentente por ter sido pego

Kyungsoo ofegou quando sentiu o rosto de Jongin próximo ao seu membro. O mais velho deu um leve beijo por cima da box do menor que estremeceu, Jongin deu um sorriso de lado olhando para Kyungsoo que jogou a cabeça para trás.

-Olhe para mim, Baby boy. - mandou

Kyungsoo fez o que o maior pediu, seu olhar fixo no de Jongin. O maior lentamente abaixou a box do pequeno, sua glande melada pelo pré-gozo aproximou seu lábios chupando somente a glande. Jongin gostava de torturar Kyungsoo.

-J-jongin...- gemeu arrastando. Jongin o ignorou- Daddy...oh!

-Diga meu Baby

-Está d-doendo - Disse se referindo a ereção

-Mas eu mal comecei Baby -Sorriu voltando a abocanhar o membro do menor

O peito de Kyungsoo subia e descia, seus dedos cravados do lençol da cama, Kyungsoo sentia seu orgasmo chegar. Por um momento desviou o olhar de Jongin, fechou os olhos sentindo o orgasmo tomar conta de seu corpo gemendo alto. Sua respiração entrecortada sentiu os lábios de Jongin nos seus.

Um beijo cheio de desejo e excitação, suas línguas travando uma batalha, Kyungsoo cravou seus dedos no cabelo de Jongin o trazendo para mais perto. Finalmente se separaram  ofegante.

-De quatro! - ordenou

Kyungsoo ficou na posição mandada. Jongin começou a massagear a nádega de Kyungsoo.

-Conte comigo Baby -Beijou a nuca do menor

1...

2...

3...

4...

5...

6...

7...

8...

9...

10 tapas foram desferido

-Bom garoto. Que tal sua recompensa agora? - Jongin roçou seu membro na entrada de Kyungsoo - essa sua bunda avermelhada precisa ser fodida, não acha, Baby? - sussurou no ouvido de Kyungsoo

-Sim, Daddy

Jongin pegou o lubrificante derramando na entrada do pequeno, Kyungsoo era muito ansioso e começou a mexer o quadril enquanto Jongin espalhava o líquido. Jongin se posicionou colocando a glande lentamente.

- Ah... - Kyungsoo gemeu baixo

O menor queria mais então começou a mexer o quadril, Jongin distribuía beijos pela espinha de Kyungsoo causando arrepios. O mais velho começou a se movimentar.

-Oh Baby...você é tão apertado...- murmurou segurando a cintura de Kyungsoo

Assim que o menor se acostumou, Jongin começou a aumentar a velocidade das estocadas, o suor já começava a surgir na pele de ambos.

-Daddy...i-isso é tão bom - Kyungsoo encostou sua cabeça no travesseiro

Jongin saiu de dentro do menor, ouviu um gemido de reprovação vindo do pequeno.

-Sente aqui - Kyungsoo olhou para Jongin que estava sentado

Mordeu o lábio engatinhando até o mais velho, passou suas pernas em cada lado do corpo de Jongin, encaixou o membro do mais velho em  sua entrada e lentamente se sentou. Jongin deixou um gemido sôfrego sair de sua boca, agarrou a cintura de Kyungsoo ajudando o mesmo a se movimentar para baixo...para cima...para baixo...

Kyungsoo fechou os olhos jogando a cabeça para trás aumentando a velocidade, seus gemidos cada vez mas alto. Jongin abraçou a cintura do menor, começando  a marcar a pele desnuda de Kyungsoo, Kyungsoo mordeu levemente o ombro de Jongin quando sentiu seu orgasmo chegar  novamente. Os dois chegaram ao orgasmo juntos gemendo alto, aquela sensação era tão boa.

Jongin tentava controlar sua respiração assim como Kyungsoo que também tinha sua respiração entrecortada ainda pelo orgasmo intenso.

- Eu te amo tanto - Jongin murmurou deixando um beijo no topo da cabeça do menor

-Eu também te amo mesmo você sendo chato às vezes  - riu escondendo o rosto no pescoço de Jongin

- Você não diz isso quando está gemendo meu nome -Jongin sorri vitorioso

-Argh Jongin! - resmungou envergonhado enquanto o mais velho ria

-Eu senti sua falta, estou tão feliz que você tenha voltado para meus braços de novo - Jongin fitou o teto

-Vmos esquecer o que aconteceu, eu odeio as lembranças que tenho daqueles dias preso naquele porão - levantou o rosto para olhar Jongin que tinha o olhar perdido

-Eu sei ,mas é que...ainda bem que todos eles foram presos. Se eu dar de cara com um deles eu acho q...- Kyungsoo o interrompeu com um beijo

-Nem pense em cometer uma loucura dessas, eu não quero que nada te aconteça. Por favor, promete que não vai tentar  se vingar com os as próprias mãos - Pediu fitando os olhos do mais velho

-Eu prometo ,meu amor- Jongin o beijou carinhosamente - Agora vamos dormir, eu sei que você está cansado - Kyungsoo confirmou com a cabeça  e relaxou sob o peito do maior


Notas Finais


Demorei, né? Sorry, ando muito sem tempo :c


Então é isso! Até a proxima!!♡•♡ amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...