História Cat Attendant - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai, Lu Han, Personagens Originais, Xiumin
Tags Exo, Family, Fluffy, Jonmin, Kamin
Exibições 42
Palavras 1.277
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EU
ESTOU
DE
VOLTAAAAAAAAAAAA

EU SENTI TANTA A FALTA DE VOCÊS MEUS BBS. ACHO QUE EU VOU CHORAR <3

Mans enfim. Eu demorei seculos para fazer um capitulo com apenas 1.277. Me desculpem. Eu prometo de dedinho nunca mais deixar vocês por tanto tempo!

Agora vão logo ler o capitulo! Amo vcs e boa leitura!

Capítulo 14 - Chapter XIV - Accident


Fui ao bar encontrando Woojin e ele me olhou sorrindo, sorri de volta e ele falou:

— Vai me explicar agora?

— Ne. — Falei e me sentei no banco ao seu lado. — Jongin é o cara que eu gostava, ou gosto, e ele começou a namorar a pessoa que eu mais odeio. E ela duvidou que eu beijasse. Aproveitei que você estava passando e mostrei para a vadia. Desculpe-me te usar desse jeito.

— Entendi. Está tudo bem Jimin, eu já falei, somos amigos e amigos são para essas coisas. — Falou e nós rimos. — Mas, agora. Eles estão vindo em nossa direção.

Me virei e os meus amigos vinham e minha direção chocados. Apenas meus irmãos, Yuri e Byun vinham sorrindo.

— Filha! Adorei essa sua reviravolta. — Byun me abraçou.

— Que reviravolta uma ova! Eu estou sofrendo ainda! Mas, eu só queria mostrar para eles que eu posso sim dar a volta por cima. Eu só preciso de ajudar. — Falei.

Eles me abraçaram e eu ri. Jongin havia levado Yoona para casa, e logo voltaria.

— Vamos dançar comigo! — Junmyeon me puxou para a pista.

Lá tocava Mommae do Jay Park. Enquanto eu e Junmyeon dançávamos, o perdi de vista e acabei ficando sozinha. Senti puxarem meu pulso forte e me levaram para fora da casa.

— Yah! Me solta! — Gritei me livrando da pessoa.

— Você vai me escutar! — Jongin disse.

— Ahá! Pelo amor de Deus, Jongin. — Falei com ironia.

— Pelo amor de Deus digo eu. Eu preciso conversar com você. — Falou serio.

— Aqui não é hora nem lugar para faze-lo. Amanhã a gente resolve isso. — Falei seca entrando em casa novamente.

Fui até os meninos e me despedia deles.

— Já vai Chim? — Junmyeon perguntou triste.

— Já, me desculpe Myeonni. Estou meio cansada. Amanhã você vai lá em casa né? — Falei.

— Com certeza. — Falou.

— Eu faço alguma coisa para você então. Leva bolo para mim huh? — Falei rindo.

— Pode deixar. Obrigada por vir ChimChim. — Falou e beijou minha testa.

Me despedi dos outros e Luhan ficou do lado de fora comigo até o taxi chegar.

— Você está bem mesmo? Não quer que eu te leve? — Luhan falou com um pé atrás.

— Estou ótima Lu, vá curtir a festa! O taxi chegou! — Falei desviando do assunto.

Dei-lhe um beijo na bochecha e entrei no taxi.

...

Chegando em casa, entrei sem fazer barulho. Mas, por uma macumba que eu não sei dizer qual, minha mãe estava acordada.

— Chegou cedo. — Falou sem tirar os olhos da tv.

— Ne. – Falei ainda assustada. — Vou subir ok?

— Como foi? — Ela perguntou

— Foi bom. — Falei tentando desvirtuar do assunto.

Sabia que teria de contá-la o que aconteceu, eu só não gostaria de falar agora.

— Não me convenceu. — Falou me olhando.

Suspirei e fui até ela.

— Ok, você ganhou! — Falei. — Resumindo, eu fiquei com um garoto, briguei com o casal, e bebi. Ou seja, segunda feira me aguarde. Estarei ferrada. Eu sabia que eu não deveria ir a aquela festa.

— Calma, muita informação em uma frase só, e em uma noite apenas —  Falou. — Você brigou com a Yoona e com o Jongin?

— Sim, falei tudo o que estava entalado em minha garganta. — Falei e ela me olhou chocada. — Chamei os dois de cobra, chamei ela de vadia, chamei Jongin de cachorro. Ele achou que eu tinha feito tudo o que eu fiz por ele. E ainda me chamou de chifruda.

— Oh, chincha? — Minha mãe falou chocada. — Ele era um garoto tão bom, eu gosto tanto de sua família.

— As pessoas mudam omma. E as vezes é para pior. — Falei. — Amanhã a gente conversa no seu horário de almoço. 

Após tirar toda maquiagem e colocar uma roupa confortável, deitei na cama e liguei o celular, mandado uma mensagem a Jongin.

“Me encontre no café perto da JYP, as duas da tarde.”

O deixei largado na cama e peguei no sono.

...

Levantei e sai a procura dos meus pais, de Luhan e Yuri. Encontrei o casal dormindo e eu sorri. Era tão bonitinho ver os dois juntos. Estava tão feliz por meu ter aquietado o facho. Desci as escadas correndo indo para a cozinha, que curiosamente estava vazia. Na porta da geladeira minha mãe havia deixado um bilhete avisando que meus pais já haviam ido para o trabalho. Suspirei e voltei para o meu quarto e pegando o celular. Vi que tinha uma mensagem de Jongin, então eu a abri.

“Às dez pode ser?”

“Ne.”

Olhei para o relógio e eram nove da manhã já. Me troquei e fui para cozinha comer alguma coisa que eu encontrasse nos armários. E após me alimentar, fui escovar os dentes e saí de casa, deixando outro bilhete na geladeira para que quando meu irmão e Yuri acordassem não se assustarem.

 Assim que cheguei ao ponto de ônibus, ele passou.

Aish! Não vou esperar meia hora aqui.

Ao invés de me sentar nos banquinhos, decidi ir a pé. Enquanto eu passava pelo centro de Seul, mais vontade de parar e comprar coisinhas eu tinha. Quando eu estava quase chegando na cafeteria, senti o meu celular vibrar.

— Ne?

— Jimin?

— Sim. Quem fala?

— Não importa. Eu só quero que você me escute bem. Não vá ao encontro com Jongin.

— O que? Por quê? Isso é algum tipo de brincadeira?

— Eu não estou brincando. Se você for, algo horrível vai acontecer. Com você ou com o Jongin. Você é quem decidi.

A chamada foi encerrada e com ela a bateria do meu celular foi por agua abaixo e eu continuei imóvel no meio do passeio. Com as pessoas me empurrando e chamando minha atenção por estar parada no meio do caminho delas.

Dei meia volta e fui em direção a cafeteria dos Kim. Quando entrei na mesma, achei apenas a irmã mais velha de Jongin.

— Olá Jimin-ssi!

— Unnie.

— Está procurando meu irmão?

— Na verdade, sim. — Falei.

— Ele ainda está em casa. Acabou de me ligar que estava atrasado para resolver umas coisas, que não era para eu o esperar. — Falou sorrindo.

— Obrigada. Até mais Jungah! — Falei saindo correndo da cafeteria e indo em direção à casa de Jongin.

Agradeci mentalmente por ser bem perto dali. E em alguns minutos eu já estava em frente a casa dele. Toquei a campainha e fui atendida pela senhora Kim.

— Olá senhora Kim. O Jongin está? — Perguntei ofegante.

— Ah não. Saiu tem alguns minutos. Ele me disse que iria te encontrar na cafeteria. Saiu correndo daqui pensando estar atrasado. — Ela falou.

— Ai meu Deus. Você poderia avisa-lo que é para voltar para a casa?

— Posso. Mas por quê? — Perguntou.

— Apenas fale que eu não posso mais sair com ele, e que amanhã nós conversamos na escola. — Falei apressada e ela assentiu. — Até depois senhora Kim.

— Tchau Jimin!

Ela fechou a porta e eu voltei para casa andando. Quando cheguei, Yuri e Luhan já estavam acordados e eu estava pingando suor.

— Mas, já voltou? — Luhan perguntou.

— Nem fui. — Falei subindo as escadas.

Na porta do banheiro Yuri me perguntou por que eu sai.

— Fui dar uma volta. Mas, desisti no meio do caminho, nada de mais. — Falei.

— Mas, você está soada. — Ela falou.

— Está calor, Yuri. Vou tomar banho. — Falei e fechei a porta sem deixar que a mesma continuasse.

Após tomar banho e vesti uma roupa mais confortável. Fui para a sala e liguei a televisão, parando no telejornal.

— Acabamos de receber a noticia de que houve uma grande explosão em uma cafeteria do centro de Seul agora a pouco. A cafeteria fica bem próxima da empresa de entretenimento da JYP. Ao que tudo indica, foi causada por um vazamento de gás. Até agora há apenas três feridos. As chamas já foram controladas pelo corpo de bombeiro.

Ai meu Deus. O Jongin!  


Notas Finais


Só não me matem <3

Se tiver algum erro, me falem nos comentários para que eu possa concertar!!! Até semana que vem!

Amo vcs, e deixem suas opiniões, tia Camms ama ler os seus comentários <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...