História Catastrophic - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Catastrofe, Japao, Terremoto, Tragedia, Tsunami
Exibições 3
Palavras 825
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Científica

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 2 - Neve de dezembro


20 de dezembro de 2072, 18:34h

Eu planejava caminhar pela praia depois do pôr do sol, mas estava fazendo frio, por ser inverno, então eu decidi voltar para casa e tomar uma xícara de chá quente.


Keitaro e eu vivíamos juntos em uma casa, apesar de não sermos casados.


Entrei pela porta da frente e anunciei minha chegada. Logo quando entrei, senti um cheiro maravilhoso, era comida!


Chegando na cozinha, vi sobre a mesa, um banquete. Geralmente era eu quem cozinhava, e confesso que fiquei surpresa, porquê o Keitaro nunca cozinha se eu não pedir.

-Que aroma incrível!-disse eu, me aproximando cada vez mais na comida.

Que variedade! Havia sobre a mesa,  sukiyaki, ramen, sushis e yakisoba. Estendi a mão para pegar um sushi, mas Keitaro apareceu derrepente para me repreender.

-Ei! Ei! Tira essa mãozinha nervosa daí!-disse Keitaro.

-Pra quê tudo isso?

-Ora, a Kanae e o Takashi vem jantar aqui, e eu quis fazer alguma coisa diferente.

-Ah, é mesmo. Eu já tinha até esquecido...

-Viu só? Se eu não tivesse lembrado, eles iriam chegar aqui e não ia ter nada pra comer.

-Você sabe que eu não sou boa de memória.-dei um sorriso.

-Sei bem. Agora vai tomar um banho que daqui a pouco eles chegam.

Kanae e Takashi são velhos amigos nossos. Antes de eu conhecer o Keitaro, eu era amiga da Kanae e o Keitaro era amigo do Takashi, e então quando tivemos oportunidade, os apresentamos, e hoje eles são namorados.


Tomei um belo banho quente, pois estava realmente frio.


Após ter me trocado, eu fui até a varanda do meu quarto, observar as luzes da cidade que iluminavam a noite.


Keitaro apareceu e ficou do meu lado.

-Você gosta mesmo de observar as coisas...-disse ele.

-Só estou pensando...

-E no quê a minha menininhas está pensando?

-Em como isso vai virar um caos daqui uns dias.

-Mas você não vai estar aqui para ver.

-O que quer dizer!?-me descontrolei.-Que eu vou morrer antes dessa cidade desabar!?

-Não! Não. Eu quis dizer que você vai para a Antártica. Acalme-se.

-Desculpe Keitaro. É que eu estou com um mal presentimento...

-Não deixe que alguns pensamentos ruins te abalem.

-Você promete que você vai estar sempre ao meu lado?

-Mas é claro!

Dei um abraço apertado em Keitaro. Fiquei de olhos fechados por um tempo e senti alguma coisa gelada pousar sobre o meu nariz. Olhei melhor e vi que era um floco de neve.

-A primeira neve do inverno!-disse Keitaro.

-Que bonita.

Botei a língua para fora para experimentar a neve.

-Que delícia. Momentos assim são poucos na vida.

-O que você acha, se essa neve continuar, eu te levasse para descer o morro de trenó?

-Sério!?

-Você quer?

-Claro!!!

Dei outro abraço no meu namorado.

-Você é incrível!

Ouvimos a campainha.

-Devem ser eles!-presumiu Kazumi.

Ele desceu rapidamente as escadas e atendeu a porta, e de fato, eram eles.

-Oi Keitaro!-disse, a sempre alegre, Kanae.

-Oi Kanae, pode entrar.-disse Keitaro.

-Cadê a Satoko?

-Já está descendo.

-Eae cara.-disse Takashi.

-Oi, bem vindo.

-Obrigado. Com licença.

Eu desci até a sala para cumprimentar a todos.

-Oi Takashi, oi Kanae!

-Oi Satoko!

Ficamos conversando por um tempo e depois fomos jantar.

-Itadakimasu!-dissemos todos juntos.

-Hum...-disse Kanae, saboreando a comida.-Satoko, que comida deliciosa que você fez!

-Na verdade, foi o Keitaro que fez tudo.-disse eu.

-Serio? Você é um ótimo cozinheiro Keitaro!

-Agradeço o elogio.

-Sim, ele é demais!-disse eu.-Ele me disse que amanhã ele vai me levar para andar de trenó!

-Sinto muito estragar a sua felicidade, mas isso será impossível.-disse Takashi.

-Porque Takashi?

-Por quê não haverá neve.

-Como assim? Tá nevando lá fora!

-Eu fiquei sabendo que o governo vai suspender a neve de amanhã. Logo logo eles vão fazer parar de nevar.

-Não acredito! Eu estava tão feliz...

-Não tem problema Satoko, vai haver outras ocasiões...-disse Keitaro.

-Vamos ligar a TV! Quem sabe tem alguma notícia sobre isso!-sugeriu Kanae.

Keitaro liga a TV da cozinha e põe no noticiário.

-Obrigada pela excelente reportagem Yuki! Agora, uma notícia que abalou toda a população japonesa nesta manhã. Foi anunciado pelo governo mundial, que o Japão será o país mais afetado da Reforma este ano.

-Que coisa horrível!-disse Kanae, aterrorizada.

-Espere Kanae, tem mais!-disse eu.

-O dia também foi marcado por protestos. Um grupo de aproximadamente 800 civis se reuniram na frente da sede da ONU para protestarem contra a Reforma. Eles afirmam que isso vai destruindo o planeta cada vez mais, acabando com várias espécies de plantas e animais inocentes. Realmente isso vem sido um problema. Ao lungo desses dez anos de Reforma, mais de 200 espécies foram extintas...

-Isto está virando um absurdo!-disse Takashi.

-Isso já foi um absurdo desde que foi iniciada.-disse eu.

Tantas mortes... Tanto sofrimento... Será que os líderes mundiais realmente não estão nem aí para o povo? Eu penso que eles nunca pensarão nas pessoas antes do dinheiro. Essa é uma realidade que nunca vai acabar...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...