História Cativeiro - Imagine (Jin HOT) - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~Moon_MinAh

Postado
Categorias 2PM, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, BtoB, Got7, Monsta X
Personagens Chansung, G-Dragon, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Junho, Mark, Nichkhun, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Taecyeon, V, Yugyeom
Tags Bts, Cativeiro, Jin, Prisioneira
Visualizações 966
Palavras 2.136
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hola Hola Sweeties lindas(os) do meu kokoroooo..
Vim aqui sorrateiramente postar o capítulo de hoje da fic.... Pois como disse ontem, hoje começo no meu novo emprego, e como não queria torturar vcs, meus leitores e leitoras amadas, decidi postar assim, na madruga pra vcs acordarem lindamente se deliciando com mais um capítulo.... e pões se deliciar nisso... Hoje teremos aulas de culinária com o Senhor Kim SeokJin!! Então preparem-se... heuehue


Boralá e boa leitura!!

Capítulo 8 - Provocações


Fanfic / Fanfiction Cativeiro - Imagine (Jin HOT) - Capítulo 8 - Provocações

(s/n) P.O.V

 

Sou acordada sentindo algo macio em meu rosto. Abro os olhos e vejo Jin me enchendo de beijinhos e carícias. Tem jeito melhor de acordar do que com o homem da sua vida, que é uma obra de arte esculpida por anjos, te enchendo de beijos e carinhos? Acho que não né.

 

J – Oi minha princesa. Chegamos. – Fala ele com o rosto bem próximo ao meu. Espreguiço-me na poltrona e o puxo selando nossos lábios.

(s/n) – Acho que vou querer ser acordada assim todos os dias. – Falo sorrindo, e ele retribui o sorriso.

J – E é exatamente o que pretendo fazer, minha princesa. Agora vamos que o dia tá perfeito pedindo pra ser aproveitado ao máximo.

 

Levanto-me e saímos do avião. Ele manda o piloto pegar nossas malas e levar até a casa, que parecia mais uma mansão. A frente toda de vidro dava um visual mais clean e moderno para a mesma. A casa era de três pisos, sendo que o térreo era mais uma área para festas, com uma cozinha enorme e mesas de jogos. Atrás da casa, estendia-se um enorme quintal com uma piscina olímpica esperando para ser utilizada, apesar de a casa dar de frente para o mar. O segundo andar era composto por uma sala de estar, a sala de cinema, sim, uma sala enorme com uma tela maior ainda e o piso rebaixado, formando uma cama embutida no mesmo. Havia tbm um escritório e uma academia.

Os quartos ficavam no terceiro andar, nosso quarto, claro, era o maior, ocupando toda a fachada da casa possibilitando assim a vista completa do mar. Fiquei explorando a casa enquanto Jin dava ordens para o piloto/empregado que carregava nossas coisas para a casa, e logo em seguida se despedindo, nos deixando completamente a sós naquela ilha. Decidi tomar um banho, pois havíamos saído direto do casamento para a lua de mel. Vou para o banheiro e coloco a enorme banheira a encher enquanto procuro por alguns sais de banho e espumas de banho.  Tiro a roupa e me preparo para entrar na banheira, quando Jin entra no banheiro.

 

J – Ia se divertir sem mim? – Fala fazendo biquinho.

(s/n) – Eu só ia tomar banho oppa.

J – Só ia mesmo, pq agora nós vamos nos divertir. – Fala me olhando maliciosamente enquanto morde o lábio.

 

Jin logo tira sua roupa tbm me dando a visão de seu corpo esculpido e seu membro já ereto. Será que existe algum momento do dia que esse homem não está duro? Ele vem andando em minha direção me pegando no colo, fazendo-me envolver minhas pernas em sua cintura, enquanto entra na banheira sentando-se e me deixando em seu colo. Ele logo ataca meus lábios com aquele típico beijo possessivo, sua língua se enrolando na minha enquanto ele a chupa freneticamente, me fazendo gemer contra sua boca.

Levo minhas mãos para seus cabelos, enlaçando meus dedos no mesmo o apertando ainda mais naquele beijo. Sinto suas mãos escorregarem por meu corpo em baixo d’água alisando minha bunda e o sinto penetrar um dedo na minha outra entrada. Tento gritar, mas ele prende minha língua entre seus dentes me forçando e continuar com o beijo. Com sua outra mão, ele escorrega dois dedos por minha entrada acariciando meu clitóris com o polegar.

Aqueles movimentos em minhas duas entradas estavam me levando à beira do orgasmo, já podia sentir os tremores em meu corpo. E por mais que nos faltasse o ar, Jin não permitia que interrompêssemos o beijo nem por um segundo. Cheguei ao meu ápice gemendo contra sua boca e logo as separando para puxar o ar. Sinto um beliscão em minha bunda em reprovação ao beijo rompido.

 

J – Isso foi só um aquecimento princesa. – Diz ele descendo seus beijos por meu pescoço.

(s/n) – Eu sei. Já percebi oppa. – Falo rindo maliciosamente. Saio do colo dele me virando de costas e me recostando em seu peito, enquanto a água morna e as bolhas da banheira fazem meu corpo relaxar. Mas parece que esse homem não tem sossego. Não estou reclamando, adoro todo esse fogo que ele tem, mas só queria saber como ele consegue.

J – Humm... Assim fica mais interessante. – Diz envolvendo suas mãos em minha cintura e me levantando, fazendo-me sentar em seu colo de costas pra ele. – Acho que hoje vou explorar novos cantos do seu corpo. – Fala mordiscando o lóbulo da minha orelha.

(s/n) – Aahh Jin oppa. Pq me tortura assim? – Falo entre gemidos.

J – Eu simplesmente não consigo ficar perto de vc sem te possuir, sem te dominar. – Ele fala encostando seu membro em minha entrada de trás. – Que tal novas experiências? Ham? – Sua voz rouca em meu ouvido faz meu corpo se render aos seus comandos de imediato.

 

Sem avisar, ele penetra seu membro todo com apenas uma estocada, me fazendo gritar com a dor. Ele leva sua mão até minha boca abafando meus gritos.

 

J – Shiiii... Quietinha princesa, ou será pior quando sair daqui. – Ele desce sua outra mão para meu clitóris o estimulando para tentar aliviar a dor.

 

Ele começa a me estocar forte e fundo, se ajeitando para que seu membro entrasse por completo em mim. A dor começa a se transformar em um prazer dolorido, e eu ansiava por mais daquilo. Ao contrário do que deveria ocorrer, eu gostava quando ele me infligia dor. Aquilo me excitava, era mais uma prova da sua dominação sobre mim, e eu vivia para ser dominada por ele. Logo começo a gemer, e ele vai aumentando os movimentos, escorregando três dedos para minha bocetinha que tbm clamava por atenção. Ele estocava seus dedos com a mesma intensidade que seu membro, e logo já podia sentir meu ápice chegar pela segunda vez. E meu santo GD, essa era só a manhã do primeiro dia de nossa lua de mel. Com certeza, ele me deixaria de cadeira de rodas até o fim dessas duas semanas.

Ele vai diminuindo seus movimentos e sinto seu membro inchar, mas antes de gozar ele troca seus dedos por seu membro, jorrando todo seu líquido em minha bocetinha. Não sei pq, mas desconfiava de que ele fazia isso de propósito. Ele queria ser pai? Eu já não me importava, pertencíamos um ao outro, e ter um Jinzinho me faria a mulher mais feliz do mundo. Terminamos nosso banho ofegantes. Saio primeiro, me enrolando na toalha, minhas pernas estavam levemente trêmulas, mas ainda conseguia andar.

Saio do banheiro e vou em direção a minha mala. Abro a mesma procurando alguma roupa confortável, porém só encontro lingeries e camisolas extremamente sexys. Pego as outras malas abrindo uma por uma, e não encontro minhas roupas. Volto ao banheiro, aonde Jin ainda se secava.

 

(s/n) – Oppa, acho que ficou alguma mala minha no avião, ou o Kookie se esqueceu de colocar no carro. – O vejo abrir um sorriso.

J – Pq diz isso minha princesa? – Aah esse safado já sabia exatamente do que eu tava falando, dava de ver no seu sorriso desinibido.

(s/n) – Pq nessas malas só tem lingeries e camisolas sexys. – Falo levantando uma sobrancelha e ele abre ainda mais aquele lindo sorriso.

J – Ó, que pena princesa, acho que vc terá que ficar só de lingerie essas duas semanas então. – Que vontade que eu tava de morder ele. Por mais que eu tentasse, não conseguia ficar brava, aquele sorriso safado na cara dele me derretia completamente.

(s/n) – Acho que vou ter que pegar alguma roupa sua. – Ele desfaz o sorriso. Ahá te peguei garanhão.

J – Ok princesa, procura alguma peça lá na minha mala. – Isso me pareceu muito suspeito. Voltei ao quarto e abri a mala dele. E olhem só que incrível. Na mala dele tbm só tinham cuecas.

(s/n) – KIM SEOKJIN!! Não acredito nisso! – O vejo sair do banheiro com a toalha enrolada na cintura com aquele sorriso sacana.

J – O que foi princesa? – Ele olha para a mala dele. – Ó meu Deus, não acredito que minha mala de roupas tbm se perdeu!! – Fala na maior cara de pau.

 

O encaro com os olhos semicerrados enquanto ele fica com aquele sorriso malandro no rosto. Ele começa a cantarolar e pega uma cueca na mala, retirando a toalha que estava enrolada na sua cintura, e pelo amor de GD, acho que o pau dele é eternamente rígido. Enfim, tento desviar o olhar do membro dele e continuo olhando pra aquele sorriso descarado enquanto ele veste a cueca.

 

J – Bom princesa, já que só tem lingerie, acho melhor vestir uma, a não ser que prefira ficar peladinha, o que eu com certeza não acho má ideia.

(s/n) – Humm... Jura Senhor Jin!

J – Juro meu amor. – Reviro os olhos e, bufando, pego um conjunto de lingerie, se ele queria brincar, então eu iria brincar. Escolhi um conjunto com cinta liga e vesti.

 

Comecei a arrumar as peças da mala no closet, fingindo que não estava percebendo seus olhares sobre o meu corpo. Terminei de arrumar as coisas e saí do quarto, descendo em direção a cozinha, procurando algo para comer. Claro que ele veio atrás de mim, então aproveitei pra provocar mais um pouquinho, me abaixando em frente à geladeira, me empinando toda pra ele ver. Pego alguns ingredientes e decido fazer panquecas.

Começo a bater a massa, ainda sentindo ele me olhando. Estava realmente concentrada nas panquecas quando sinto seus braços enlaçarem minha cintura. Continuo fazendo as panquecas até que ele começa a beijar meu pescoço. Uma de suas mãos escorrega por dentro de minha calcinha, brincando com meu botãozinho, tento ignorar, mas ele começa a acelerar e intensificar seus movimentos, me fazendo derrubar a tigela com toda a massa no chão. Ele lambe o lóbulo da minha orelha estralando a língua em reprovação.

 

J – Acho que minha princesa precisa aprender algumas lições sobre a cozinha do oppa. Primeiro, a única pessoa que pode cozinhar aqui, sou eu. – Ele dá um tapa em minha bunda. – Segundo, quando sujar, tem que limpar. – Ele me vira e me força pra baixo, me colocando de joelhos no chão sujo. – Terceiro, tem que pegar o leite fresquinho. – Tira sua cueca e enfia seu membro em minha boca, forçando toda sua extensão até minha garganta, me fazendo engasgar. E novamente, ali estava ele fodendo minha boquinha. Ele estocava em minha boca rápido, e logo sinto seu pau inchando e seu líquido em minha boca, que logo trato de engolir – Quarto, tem que bater a massa muito bem. – Ele me levanta e me joga na bancada, se inclinando por cima, ele rasga minha calcinha e estoca de uma vez seu membro em minha bocetinha que já estava encharcada. Ele passa seus braços por cima de mim, agarrando a beirada da bancada e me prendendo ali, me estocando freneticamente. Enlaço minhas pernas em sua cintura, permitindo que ele vá mais fundo até meu ponto G.

(s/n) – Aah Jin oppa... Que delícia... – Falo com dificuldade.

J – Tá gostando é? Geme mais pra mim.

(s/n) – Aah... Mais Jin oppa... Eu quero mais... – Ele agarra a bancada com mais força e aumenta seus movimentos. Vejo as veias de seus braços saltarem sob seus músculos. O som de nossos corpos se chocando dominavam o ambiente junto com o cheiro do nosso sexo. – Jin oppa... eu... eu vou... Aaaaawww... oppaaaa... não para... – Ele continua com os movimentos, prolongando meu orgasmo e provocando uma onda de múltiplos orgasmos seguidos em mim. Meu interior o apertava cada vez mais e pude perceber que ele logo chegaria ao orgasmo dele.

J – Aaa princesa... Que bocetinha gostosa hein... Posso ficar assim o dia todo, só te fodendo... Aawww que delícia, bem apertadinha... Agora princesa, esse vem com pressão... Sente isso, sente. – Logo seu membro começa a pulsar e vibrar, lançando seu líquido com pressão em meu interior. Se ele queria me engravidar, acho que esse já era o suficiente, podia sentir o líquido invadindo meu útero. Ele diminui seus movimentos, mas continua estocando, me olhando como se eu fosse o mais delicioso jantar. Uma presa abatida, pronta pra ser devorada.

 

Ele finalmente para as estocadas, sem sair de dentro de mim, e encosta a testa na minha, seus cabelos molhados de suor grudando em sua testa. Ele passa a língua por seus lábios, os umedecendo, e logo faz o mesmo com os meus, me puxando para um beijo calmo e apaixonado.

 

(s/n) – Acho que preciso de mais um banho. – Falo ofegante, ainda tentando recuperar o fôlego. Ele me olha malicioso. – Por favor, oppa. Só um banho normal. Você vai me deixar paraplégica assim. – Ele começa a rir, e eu acompanho. Não tinha como não rir quando ele ria. Era contagiante.

J – Quer que eu te leve no colo? – Diz se afastando e finalmente saindo de mim. Apoio-me em meus braços testando minha força.

(s/n) – É, quero. – Rimos juntos de novo e ele me pega no colo, me carregando para o banheiro.


Notas Finais


Ulálá... onde se inscreve pra aula de culinária dele??
Esses dois tão pegando fogo...
Mas será que a lua de mel vai ser esse mar de rosas mesmo??
Humm....
Vamos esperar que sim né... pq eu to gostando mucho disso... heueheu
Espero que tenham amado... hhehehe.... Deixem aquele comentário sacaninha, aquele comentário malandrinho, marotinho, que só vcs sabem deixar e que alegra muito meu kokoro de ARMY escritora.... Amo vcs amoras de minha vida...

Beijões e até o próximo capítuloo!! S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...