História Causa Final - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Drama, Mistério, Morte, Originais, Original, Tortura
Exibições 14
Palavras 1.200
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá pessoas! Eu voltei!!!

Capítulo 2 - Senhor Cameron?


Fanfic / Fanfiction Causa Final - Capítulo 2 - Senhor Cameron?

Chegamos no local determinado, o local era bem afastado da cidade, as grandes plantações e casarões antigos se estendiam na beira das estradas de terra, o aroma de chuva ainda paraiva pelo ar e o cheiro de estrume infestava os nossos narizes, quase que meu perfume não me salvava...

-Sabe Megan! Eu preferia ter sido demitida do que ter que ficar com cheiro de merda na minha cara..-Debby

-Cala boca Debby! Anda logo, a gente tem que chegar no horário marcado e se a gente chegar tarde á culpa será sua, ninguém mandou você parar para comprar rosquinha.. Megan

-Eu só comprei por que eu posso, ah! Megan lide com isso...-Debby

Chegamos em frente à um sobrado enorme, nele viasse grades cobrindo as janelas, um grande portão que "protegia" a grande porta de madeira na entrada da casa e um uma sacada cuja tinha duas poltronas e uma rede, além dos grandes arbustos de rosas que demonstravam grandes espinhos bem afiados, porém a beleza da flor encantava pois não era uma rosa vermelha convencional e sim rosas azuis.

-Uau, isso é uma mistura de vida com morte-Debby

-Pare de delirar Debby! Algumas vezes eu não entendendo suas filosofias...-Megan

Toquei a campainha da casa, o barulho da campainha era estrondoso e fez acordar um ninho de ratos que foram em direção a dois carros que estavam estacionados entre a garagem da casa e uma grande árvore.

-MEGAN! QUE PORRA É ESSA? VOCÊ SABE QUE EU TENHO MEDO DE RATOS!-Debby

-Eu nem sabia se tinha isso aqui, ue?!-Megan

Debby começou a resmungar que nem uma garotinha, enquanto eu apenas observa-va, bem nessa hora, uma mulher de cabelos lisos e negros, de um metro e sessenta, pareceu em nossa frente.

-Ham...posso ajudar?-???

-Hai! Meu nome é Megan e o dela é Debby e nós somos as advogadas que vamos cuidar do caso do senhor Cameron, na verdade eu sou advogada, Debby é apenas minha ajudante ingrata que reclama enquanto balança essa bunda pomposa...-Megan

Debby me deu um tapa nas costas e eu fiz de tudo para me segurar e não resmurrar a cara dela.

-Oh! O senhor Cameron...lamento mais.. vocês não souberam?-???

-De que?-Debby e Megan

-O senhor Cameron foi encontrado morto hoje de manhã, parece que foi suicídio ou algo assim, está todo mundo abalado na casa, principalmente sua mulher, seja o que for aquele "processo" que ele tinha de resolver, ele não poderá mais, já que não se tratava de algo aqui da casa...-???

Eu e a Debby ficamos assustadas, nós não tínhamos mais o tal caso! Precisamos dele se quisermos sobreviver! Eu tenho sete gatos para alimentar!!!

-Senhora-a por favor nós deixe entrar! Podemos falar com a esposa dele? Ela pode saber o que era e se ela quiser que a gente continue o processo...-Debby

-Lamento mais não posso deixar! Tenha um bom dia. -???

Ao dizer isso, ela fechou a porta na nossa cara e Debby resmungou de novo:

-Velha filha da puta! Eu não andei até aqui só para isso.-Debby

-A gente quase não andou até aqui, vinhemos de carro, só que depois ALGUÉM disse que preferia andar para ver as "maravilhas do campo" e agora vamos ter que ficar aqui até o Adam aparecer para vir nos pegar, ou seja, só de noite!-Megan

Falei isso e olhei lancei um olhar mortal paea  Debby, que tinha se afastado para ver se conseguia sinal pro celular, enquanto ela fazia isso, eu estava pensando no que dizer pro Jonny quando chegássemos a firma... Seria outro aviso de "Caso perdido", só que dessa vez, a gente nem viu o caso direito...

-Eu não posso desistir, Debby! Pense!! Precisamos dá um jeito de entrar lá!-Megan

Debby olhou em volta e viu uma lata de lixo e logo ficou com a cara ds quem teve a melhor ideia do mundo, chegou perto daquela lata de lixo, abriu a tampa e enfiou a mão lá dentro.

-Debby, o que diabos você está fazendo?-Megan

-Ue! Armando o plano!-Debby

Debby tornou a olhar para dentro da lata de lixo e saiu com uma caixa de "produtos Jequiti" nas mãos e jogou em minha direção.

-Que caralhos de plano é esse Debby?-Megan

-Sua anta, pensa! Podemos nos disfarçar como vendedoras da Jequiti e entrar lá...-Debby

-Como sabia que a mulher usava Jequiti?!-Megan

-Você não sentiu o cheiro de perfume de pobre? Concerteza era Jequiti.-Debby

-Ta bom, mas como vamos nos disfarçar disso se não temos roupa e nem nada que possamos usar para nós disfarçar..-Megan

-Ai que você se engana...-Debby

Debby tirou da bolsa uma roupas, que pareciam com as que os vendedores de soverte usam, descidi nem perguntar o por que daquelas roupas, apenas comecei a vestir.

Enrolei o cabelo num coque e virei o boné que eu estava usando para trás, depois enfei a mão na bolsa da Debby para ver se ela tinha mais alguma coisa que pudesse me ajudar a cobrir meu rosto, achei um bigode falso e coloquei ele em meu rosto.

A Debby estava do mesmo jeito do que sem o bigode.

-Tomara que esse seu plano der certo...-Megan

Tocamos a campainha da casa e esperamos alguém atender, dessa vez uma garota baixinha atendeu a porta, ela usava um casaco onde tinha a estampa do Steve universo.

-O que quer?-???

Engrosei minha voz para parecer com a de um homem e falei:

-Olá! Garota, sua mãe está?-Megan

-Claro....mas o que é isso?-???

-Somos vendedoras de Jequiti! Queremos saber se sua mãe ou alguém daí dá casa quer provar nossos novos produtos..-Debby

-Eu tenho cara de quem tem três anos?-???

-O pior que tem..-Megan

A garota fraziu as sobrancelhas e falou:

-O que você disse?-???

-Perdooe minha amiga! Ela é uma idiota! Então querida pode chamar sua mãe?-Debby

-Minha mãe não usa esse produtos de pobre, na verdade ela usa, mas não sei se ela gostaria de usar Jequiti.-???

-Mas-s querida! Ela pode tentar gostar!-Megan

-Fica queito, você nem é um homem de verdade-???

-Ai! Mais respeito com os vendedores travestis, você beija sua mãe com essa boca?-Debby

A garota ficou meio sem graça...

-Me-e desculpe, não quis ser preconceituosa....-???

Um segundo depois, a mesma mulher que nos atendeu anteriormente apareceu, estava furiosa.

-Clarice!! Que ideia é essa de ir embora? Sua mãe está triste e você não faz nada? Sua maldita!!-???

A garota virou-se para a mulher, com uma cara estranha.

-Não me chame de Clarisse, seu projeto de prostituta com câncer! Já falei para me chamar de Clara!!-Clara.

-Como você ousa falar assim comigo?-???

-Acontece que eu sou sua chefe e eu não ligo para minha mãe! Ela que sofra...-Clara.

Então a tal de Clara pegou umas malas que estavam atrás dela e saiu pela estrada, mas foi seguida pela mulher.

Eu e Debby, aproveitamos que a porta estava aberta e entramos na casa, por dentro, a casa era gigante, numa pequena área da casa havia um retrato de quatro pessoas, nela haviam a garota que estava falando com a gente, outra garota mais velha e bem parecida com a mais nova, uma mulher mais velha e um homem, sendo que no retrato do homem os olhos estavam marcados com um "X" vermelho.

-MEU DEUS que casa estranha! Tem até o show da Xuxa aqui, olha o "X"!!-Debby

A casa permanecia em silêncio, eu e Debby andamos pelo corredor principal da casa, chegamos á uma pequena sala, de onde tinha apenas um piano e um armário.

-Por que estamos aqui?-Debby

-Eu sei lá! Essa casa é muito grande!!-Megan

Escutamos passos e Debby me empurrou para dentro do armário, eu bati a cabeça e não vi o que aconteceu...

~Continua~


Notas Finais


Tchau pessoas :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...