História Cause And Consequence - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Reus
Exibições 22
Palavras 844
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei!
Era pra eu ter postado ontem, mas enfim, não deu. Tá chegando período de provas e uma penca de trabalhos da escola pra fazer (graças a Deus que o ensino médio tá acabando)
Mas, cá estou eu
Sobre o capítulo, fica no ar a seguinte pergunta: vocês acham que a Eileen vai mudar ou continuará sendo como é?
Tirem suas conclusões
Beijos
~fer

Capítulo 6 - A carta


Eileen:

Eu não estava me reconhecendo nos últimos dias, todas essas discussões tem me deixado muito mal, já não durmo direito e de vez em quando acabo chorando de raiva, raiva de mim mesma, nem sempre por causa da Carol. Estou agindo por impulso e por causa de um homem que não corresponde aos meus sentimentos já não me dou bem com a minha própria irmã que sempre foi uma verdadeira amiga pra mim. Droga!

Até decido tomar uma decisão, por enquanto temporária

Peguei um caderno, arranquei uma folha, tirei a tampa de uma caneta e comecei a escrever uma carta para minha irmã. De repente, comecei a chorar, foi inevitável conter minhas lágrimas e as mesmas molhavam o papel no qual escrevia. Eu estava passando por uma situação complicada, não queria parecer uma mulher má. Enxuguei as lágrimas, fui até o quarto de minha irmã, abri a porta e deixei a carta em cima de sua penteadeira. Ela veria assim que se levantasse. E hoje ela dormirá um pouco mais porque é domingo

[...]​

Caroline:

E mais uma vez eu não havia dormido direito. No fundo, feliz por saber que o Marco me ama e triste por causa que não poderei ter um relacionamento com ele. Só disse que iria pensar pra ganhar tempo e evitar de dizer um "NÃO" no mesmo momento, mesmo que a minha vontade seja falar um sim para ele

Eu devo ter dormido quatro ou cinco da manhã, mas por sorte aquele era um domingo, eu poderia ficar na cama até mais tarde

Me levantei for volta de onze e meia da manhã, porém fiquei deitada por volta de vinte minutos até me levantar. Depois abri a janela, era uma manhã ensolarada. Peguei a toalha e roupas, fui para o banheiro tomar um bom banho. Logo saí de lá, já vestida com outras roupas. Fui até a minha penteadeira, passei uma maquiagem leve, pois ficaria em casa e também comecei a pentear meus longos cabelos. Até que vejo um envelope ali

-Hum... O que será?

Abri aquele envelope e vi que era uma carta. Mas, quem pode ter escrito aquilo? Resolvi ler então

 

"Querida, Caroline

Só a agradecer você por sempre ter tratado tão bem de mim como irmã mais velha. Desde pequena cuidou de mim, sempre tão responsável. Crescemos unidas, sempre amigas, contando uma para a outra nossas histórias do cotidiano e até mesmo algumas confissões

Mas,apenas uma coisa na minha vida eu escondi de você. E isso agora veio à tona, fazendo com que o clima de harmonia e paz fosse substituído por discussões bobas. Sei que a culpa é minha, eu poderia ter contado antes. Me arrependo muito, você não imagina o quanto, Carol

Conheci o Marco Reus em uma boate que frequentava com meus amigos. Ele começou a puxar assunto comigo e nós conversamos a noite inteira, também bebemos demais naquela noite. Ele era muito gentil comigo, quis me ver de novo e, constantemente saía com ele. Passado um mês, Marco disse que queria algo sério comigo, um relacionamento e eu aceitei sem pensar duas vezes. Estava encantada por aquele homem, é como se ele tivesse me enfeitiçado. Mas, Marco impôs uma condição: eu não poderia falar sobre o nosso namoro pra ninguém, era algo totalmente secreto, somente entre nós dois

Com o tempo eu quis saber o motivo do nosso relacionamento ser secreto, mas ele insistia em não me falar. Isso só me deixava curiosa e deixando entender que ele não gostava de mim. Até que o Marco decidiu terminar de vez o que existia entre nós, depois de tantas idas e vindas causadas pelo meu ciúme doentio, já que várias mulheres davam em cima dele pelo fato de ser um jogador de futebol

Agora, passaram dois anos e eu continuei a manter o segredo imposto. Até que o reencontrei e não consegui mais controlar a minha fúria e, talvez de forma inconsequente, acabei descontando meus sentimentos de raiva em você que não tem culpa de nada, sequer sabia de toda essa situação. Perdão, querida, eu não queria te ver triste, muito menos chorando pelos cantos. Não sei como reparar o meu erro, só espero que um dia me perdoe por ter agido como uma psicopata

A decisão que tomei foi ir embora de Dortmund. Não queira saber pra fui, nem me procure. Quero passar um tempo longe pensando nas loucuras que fiz. Também vou pensar quando ou se eu voltarei um dia. Mas, pode acreditar que eu sentirei tantas saudades de quando éramos unidas

Com carinho, Eileen"

Logo, era dífcil acreditar que estaba lendo aquilo.Inclusive me pergunto: por que ela não veio falar comigo pessoalmente e, então decidiu escrever uma carta?Ah, meu Deus! Ela estava insuportável nos últimos dias, mas é impossível não ter saudades da minha irmã. Crescemos juntas, todos os dias uma olhava pra cara de outra e, de repente ela some apenas deixando uma carta.

Se bem que agora poderei conversar com Marco e resolver nossa situação. Espero ser feliz com ele e não sofrer como a Eileen sofreu



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...